Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Não se deixe enganar, Deus criou o homem à Sua imagem. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: Adão e a queda do homem.

Kathy Fitzer, Lake St. Louis, MO
Posted Monday, November 3rd, 2014

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA

Não se deixe enganar, Deus criou o homem à Sua imagem.

Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros
Uma ajuda para o estudo da Lição Bíblica

Tema: ADÃO E A QUEDA DO HOMEM
De 03 a 09 de novembro de 2014

Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB; MSG – Bíblia A Mensagem

Este estudo da Lição Bíblica nos ajuda a ver que nunca fomos separados do fato de cada um existir como filho perfeito, puro e imortal que nunca pecou. Mas há dias ou épocas que parecem querer nos convencer de que o modelo errôneo representado pela história de Adão se aplica também a nós. Se não estamos alerta, caímos na armadilha da serpente e parece que perdemos temporariamente o paraíso. A LB desta semana nos mostra como Cristo nos desperta e desfaz o modelo ou a fantasia para sermos livres e compreendermos que somos o homem criado por Deus, sempre perfeito, puro e inocente.

Texto Áureo: Salmo 37:37 “Observa o homem íntegro e atenta no que é reto porquanto o homem de paz terá posteridade.”
É preciso observar as pessoas que expressam boas qualidades humanas, e aqueles que vivem uma vida humana obediente a essas qualidades vão ter uma vida de paz. Estudando a mensagem deste TA, percebi que há um significado bem mais profundo. Entendi que precisamos dar atenção e proteger a completude do homem, conhecer o homem completo, íntegro e ver a nós mesmos e aos outros nessa dimensão. Na medida em que protegemos e seguimos o modelo perfeito de homem completo íntegro criado por Deus, nos sentimos seguros de que tudo vai bem.

Leitura Alternada: 1 Coríntios 15:45, 48; Efésios 1:2-5; 4:13.
“[…] Está escrito: O primeiro homem, Adão, foi feito alma vivente. O último Adão, porém, é espirito vivificante.”
Alguns acreditam que esse primeiro Adão, criado do pó, material, vai acabar se transformando, no último Adão (o segundo). O Segundo (o homem verdadeiro, o Cristo) é espiritual, vivificador, e tem sua origem no céu. A CC esclarece que o primeiro Adão é irreal, tem existência fictícia, é como um personagem de uma novela. Na proporção em que termina a novela, o homem real vem à luz, e a ficção, a mentira, representada pelo personagem, desaparece, sai de cena. O último Adão, ou o homem real, ideal, que sempre foi e é a imagem de Deus, é percebido como o único homem. Paulo escreve aos Efésios (1:5): “Deus já havia resolvido que nos tornaria seus filhos, por meio de Jesus Cristo, pois este era o seu prazer e a sua vontade” (NTLH). Como podemos nos libertar desse velho homem, desse modelo material que parece tão pesado – essa crença de que partilhamos uma herança com Adão formado do pó e vinculado a uma vida de provações? Paulo aconselha a “que cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do filho de Deus e ao homem perfeito”. Estar constantemente alerta para não ser confundido pelo modelo da mortalidade e assim, dissipar a escuridão que impede vermos a nossa identidade ou a de alguém outro por estar na luz do Cristo para ver o homem perfeito e íntegro.

Seção 1: O homem foi criado à imagem de Deus - perfeito
Nesta seção temos um registro contraditório (B1 e B2) de duas criações. É válido esclarecer que a criação em Gênesis 1 – o relato do homem criado à imagem de Deus – foi escrita centenas de anos após o relato de Gênesis 2, onde está o relato sobre o Adão material. A criação espiritual foi escrita enquanto os hebreus estavam cativos na Babilônia. Parece lógico pensar que essa mudança no pensamento do homem formado do pó da terra para o homem formado do Espírito que esse adiantamento espiritual libertou o pensamento para que o povo fosse libertado de seu cativeiro, assim como elevou o pensamento para perceber o aparecimento de Cristo Jesus, removendo assim o modelo/conceito adâmico. Nos Salmos aprendemos que é por estarmos vivos que podemos louvar a Deus. A matéria, o pó – as lutas, a morte, carência – não são os meios para expressar louvor de gratidão a Deus.
Mary Baker Eddy faz uma distinção entre homem e Adão, que é a forma humana apresentada em Gênesis 2. Os descendentes de Adão podem ser belos e, muitas vezes, não são. O homem descrito em Gênesis 1, reflete Deus e é sempre perfeito, completo, inocente, tem saúde e é próspero. “O homem reflete a Deus; o gênero humano representa a raça de Adão e é uma criação humana e não divina” (CS5).

Seção 2: Aceite a história de Adão apenas como uma lição.
Esta seção aproxima e aprofunda a história do segundo e terceiro capítulos do Gênesis – mais especificamente o que acontece quando o Adão material adormece. De acordo com a história, Adão, caiu no sono e, nesse estado uma costela lhe foi tirada e dessa costela foi formada a mulher material (B6). Continuando a viagem sonolenta, lemos sobre a baixa vigilância de Eva ao ceder às sugestões e tentações da serpente, e Adão cegamente seguindo atrás da Eva (B7). Há lições a serem aprendidas com essa história. Em vez de nos resignarmos a ser amaldiçoados, vamos escolher com sabedoria a qual história, vamos aceitar como verdadeira e rejeitar a falsa. Ambas não podem ser verdadeiras (CS10). Então, escolha Gênesis 1, como a realidade, e mantenha-se consciente que é possível descartar a versão falsa e irreal de Gênesis 2. Eddy escreve sobre o resto do Gênesis: "Considerando espiritualmente sua sequência, o livro do Gênesis é a história falsa da imagem de Deus, denominada pecador mortal. Essa inversão da imagem refletida do existir, focalizada corretamente, tem o propósito de sugerir o verdadeiro reflexo de Deus e a realidade espiritual do homem, como aparecem no primeiro capítulo do Gênesis" (CS9, p 502:8-14). Reverter ativamente toda a mentira apresentada, remover camada por camada a fantasia que cobre o homem adâmico até que o homem verdadeiro seja revelado. Ao fazer isso, deixaremos de aceitar sermos feitos para morrer em Adão, mas teremos a certeza de que seremos vivificados em Cristo (B8, CS13)

Seção 3: Recuse-se a ser enganado pela falação da serpente. Fique firme!
Não há que se preocupar em ser tentado pelos sussurros de uma serpente falante nos dias de hoje. Mas e quanto aos sussurros (às vezes berros) da crença mortal que enchem nossas ondas sonoras e fazem pousar a evidência física de sermos realmente materiais – muito mais parecidos com o primeiro e terrenal Adão do que com o segundo celestial – ou pelo menos uma mistura de material e espiritual. Paulo expressou sua preocupação de que assim como a serpente seduziu Eva com sua esperteza enganosa, assim também o pensamento dos Coríntios pudesse ser corrompido – deturpado, arruinado ou destruído – de sua singeleza (outra palavra para simplicidade) que está em Cristo (B13). Uma crença em duplicidade este é o malfeitor contra o qual devemos estar alerta. Quando você vê alguém fantasiado, você não é levado a crer que essa fantasia seja a pessoa ali presente. Você não é enganado porque entende a verdade da situação. O Cristo nos mostra a verdade referente ao mortal e imortal—o corruptível e o incorruptível. Há UMA só criação. E o modo de vê-la é “ficar firme, imóvel”—ser “firmes, inabaláveis e sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que, no Senhor, o vosso trabalho não é vão. Para a liberdade foi que Cristo nos libertou” (B11, B12). Vamos aceitar a “gloriosa liberdade dos filhos de Deus, e sede livres! Esse é o vosso direito divino” (CS18). Tem tudo a ver com o que é permitido ocupar nosso pensamento. Quando a “mente mortal tem de romper com o erro, abandona a falsa estória do erro” e quando “se despojar de si mesma e de seus feitos, então a plenitude imortal do homem, o ideal-Cristo, aparecerá” (CS15). Rejeite a fantasia e seja você mesmo! E remova mentalmente a fantasia de outras pessoas que tem de se conscientizar para se despojarem da fantasia material para que também vejam quem realmente são--a imagem de Deus!

Seção 4: Ponha sua fé no que é verdadeiro não no falso… no Espírito, em vez de na matéria
Estamos obtendo uma noção mais clara, nesta Lição, das cartas de Paulo aos Coríntios. A NTLH traduz o Capítulo 10, versículo 3, do seguinte modo: “É claro que somos humanos [na carne], mas não lutamos por motivos humanos”. Com base em minha pesquisa em dicionários tanto do grego como do inglês, diverti-me pensando nesse versículo do seguinte modo: “Embora estejamos, no momento, lidando com um corpo, não deveríamos lutar ao nível carnal na intenção de obter uma natureza humana melhorada ou circunstância melhorada.” Os versículos seguintes nos dizem o que fazer. Arrancar a fantasia de qualquer coisa que possa presumir ou sugerir que seja uma ajuda mais poderosa ou confiável do que Deus, e colocar cada pensamento em sintonia com a relação inseparável do homem com Deus perfeito, sendo assim homem perfeito, imagem perfeita (B13). Jesus reconheceu que tal mudança de pensamento havia ocorrido com a mulher que lutara com uma hemorragia por 12 anos. Havia tentado sem êxito a “luta segundo a carne” buscando ajuda de médicos e gastando seus haveres. O que Jesus sentiu (e respondeu) foi o apelo da mulher ao Cristo, buscando o poder sanador (curativo) de Deus para transformar o seu existir. Como resposta a esse apelo, um poder curativo saiu de Jesus. A mulher o sentiu, e Jesus também. A fonte do poder não era Jesus, mas veio diretamente de Deus (B15). A pergunta que nós devemos nos fazer é onde estamos colocando nossa fé? Jesus “revelou o remédio contra Adão, o erro”. Jesus compreendia que tudo o que realmente governa o homem é o reino de Deus regendo no homem real, “mostrando que o homem à imagem de Deus jamais caiu em pecado e é eterno” (CS21, p.476). Temos que parar de querer aperfeiçoar um Adão mortal, e lançar nossa fé no lado do Espírito para arrancar a fantasia que queira nos identificar como modernos Adões e Evas sujeitos aos males da carne. Agindo assim, o homem íntegro criado por Deus terá de aparecer.

Seção 5: Transforme-se por uma renovação de consciência
Acaso queremos existir apenas segundo os relatos dos sentidos físicos—aceitando os altos e baixos da vida como inevitáveis e, às vezes, fora de nosso controle? Vamos tomar uma posição firme por nossa herança divina, como filho de Deus, enchendo nossa consciência com o Espírito vivificante do Cristo? (B19). A mensagem de Paulo aos Romanos deveria facilitar-nos a tarefa: “o pendor da carne (pôr a mente na carne) dá para a morte, mas o pendor do Espírito (pôr a mente no Espírito) para a vida e paz” (B18). Quando nos vemos embrulhados numa dificuldade pode parecer quase impossível de manter o “pendor do Espírito”, mesmo sabendo que essa é a resposta. Mas a dificuldade aparece por termos aceito a mentira de que estamos lidando com uma mente humana mortal. Esta é a maior mentira da “mentalidade carnal material, erroneamente denominada ‘mente’”. Pode uma fantasia modificar-te, sabendo quem és? Absolutamente não! Assim também uma fraudulenta mente carnal não pode convencer-te de seres algo menos do que a imagem perfeita, completa e correta de Deus. Eis uma declaração forte: “Qualquer pessoa capaz de perceber a incongruência entre a ideia de Deus e a pobre humanidade deve ser capaz de perceber a distinção (feita pela Ciência Cristã) entre o homem de Deus, criado à Sua imagem, e a descendência pecadora de Adão” (CS28, p.345). Não precisamos mudar a mente carnal na Mente do Espírito. TEMOS que estar seguros de vermos a diferença entre a criação de Deus (a história verdadeira de Gênesis 1) e a fábula da criação da decaída raça de Adão. Se pudermos discernir essa diferença, então poderemos discernir o que é verdadeiro e o que é falso. Fiquem com a verdadeira história! Não estamos aguardando uma transformação “a posteriori,” mas mantemos o pensamento firmado em Deus perfeito e homem perfeito, sabendo que o universo inteiro, inclusive o homem, é governado “pela lei do Espírito, não pelas chamadas leis da matéria” (CS27, p.302). Quando mantemos essa posição, a consciência se renova de pensamento a pensamento e a experiência é transformada—seguramente, passo a passo.

Seção 6: Aprendam uma lição com Adão
Às vezes pode ser tentador pular o relato de Adão e Eva, o da serpente, e o que segue. Mas é muito melhor ficar com o relato glorioso, promissor de Gênesis 1, a verdadeira história da relação de Deus e homem. Mas é importante aprender algumas lições objetivas apresentadas em Gênesis 2. Lemos em 2 Timóteo 3: “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção e para a educação na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (B21). Quando estudamos qualquer tipo de ciência (seja matemática, música ou outra ciência física) aprendemos que é preciso reconhecer o erro para poder corrigi-lo. O Primeiro Fundamento da Ciência Cristã diz: “Como adeptos da Verdade, tomamos a Palavra inspirada da Bíblia como nosso guia suficiente para a Vida eterna” (CS, p.497). Isto não quer dizer que tomamos partes avulsas da Bíblia, daqui e dali, como inspiradas ou não. Significa que em nossa pesquisa e oração trazemos inspiração a todas as partes da Bíblia e usamos a Palavra inspirada como guia.
Por exemplo, tem havido variadas interpretações do versículo de 1 Coríntios (13:9,10): “Porque, em parte, conhecemos e, em parte, profetizamos. Quando, porém, vier o que é perfeito, então, o que é em parte [imperfeito] será aniquilado” (B22). Muitos acreditam que o perfeito só virá depois da morte. Pensam que é quando nos tornamos espirituais. Mas as seguintes palavras de CeS dão uma nova perspectiva/interpretação (que considero um exemplo de “palavra inspirada”): “Pelo discernimento do oposto espiritual da materialidade, ou seja, o caminho pelo Cristo, a Verdade, o homem reabrirá, com a chave da Ciência divina, as portas do Paraíso, que as crenças humanas fecharam, e constatará que não caiu em pecado, mas é reto, puro e livre[…]” (CS31). Não precisamos esperar para passar pelas “portas do Paraíso”. Na verdade, não queremos mesmo aceitar o tempo como um fator! Entendendo que as histórias do Gênesis 2 pintam um quadro da versão fantasiada da vida, não nos sentimos satisfeitos em permanecer nesse nível da materialidade—por mais que às vezes pareça bom e agradável. Apegamo-nos à Ciência apresentada em Gênesis 1 para inverter cada falsa sugestão e de substituir o falso pelo verdadeiro, desbloqueando todo o potencial de perceber o homem criado por Deus, presente aqui e agora. Deus perfeito e homem perfeito, intocado pelas imposições da dualidade. Assim como um curso d’água passa por entre rochas e vai, aos poucos erodindo, o meio ambiente até o rio correr livremente num vale profundo, assim “as correntezas calmas e fortes da verdadeira espiritualidade” estabelecidas pelos fatos de que “no princípio (no único), Deus[…]” atravessam os obstáculos apresentados posteriormente no Gênesis, a história da criação material, até que todos esses obstáculos tenham sido eliminados e tudo o que tenha sobrado seja o “homem de Deus, homem este espiritual e perfeito” (CS32, p. 99).
______________________________________________________
Este estudo metafísico foi preparado por Kathy Fitzer of Lake St. Louis, MO 314-323-4083 kathyfitzer@gmail.com
A equipe de tradução para o português é composta por Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB.
Visite o saite www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Recognize Mind, God, as the source of all good and all understanding! - Whenever — for...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page