Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

A Substância que Deus criou é completa, ela não se deteriora, não se acidenta, não se perde. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Substância.

Kerry Jenkins, C.S., House Springs, MO
Posted Monday, March 10th, 2014

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA

A Substância que Deus criou é completa,
ela não se deteriora, não se acidenta, não se perde

Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros

Uma ajuda para o estudo da Lição Bíblica

Tema: A SUBSTÂNCIA
De 10 a 16 de março de 2014

Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova
Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB

O TEXTO ÁUREO, desta semana, Salmos 52:1, nos lembra implicitamente (e às vezes de forma explícita), que “… a bondade de Deus dura para sempre”.
Há muitos exemplos na leitura das citações da LB em que, de começo, pareceria que a bondade de Deus não seria duradoura, mas ficou comprovado em cada situação que “o amor de Deus dura para sempre” (NTLH).
LEITURA ALTERNADA: João 6:3, 5, 8-13
Por que teria Jesus pedido aos discípulos que "recolhessem os pedaços [...] para que nada se perca"? Esta pergunta Kerry fez a si mesmo após ponderar essa conhecida história de abundância que aparece na LA. A resposta técnica poderia ser que a lei judaica encarava o pão como uma dádiva de Deus (pensem no maná, que durante anos, sustentou o povo no êxodo do Egito para a “Terra Prometida”). Todas as sobras deviam ser recolhidas em respeito à dádiva de Deus. Mas há algo mais, que aqui parece simbólico, quando Jesus pede a seus discípulos para fazerem isso. Esses pedaços eram "sobras" e será que simbolizavam as ideias que a multidão não estava apta a assimilar? Esses fragmentos eram preciosos. Quem os recolheu? Os discípulos...e havia igual número de cestos quantos eram os discípulos. Não só isto, mas cada cesto estava cheio. Talvez a verdade sustentadora que Jesus compartilhou tinha mais por dentro desses "pedaços" para oferecer aos que estavam prontos para recebê-los, os discípulos podem ter sido esses preparados. (Favor encarar estes meus pensamentos como minha inspiração sobre o tema; não sou nenhum expert em Bíblia, mas senti uma elevação espiritual ao contemplar essa história sob esta ótica. Estou apenas repassando como uma possível interpretação.)

Seção 1: Deus é substância
Nesta seção se estabelece o fato de que Deus é substância e que Sua substância é o bem. Tudo o que o homem pode esperar receber e tudo o que o homem é, é substancial, eterno, bom e não é material. Esta seção também introduz o pensamento de que essa bondade e substância nem sempre é vista na matéria (CS2). Ela é manifestada em reflexo, o que requer luz (CS3, CS4). Pensem sobre a substância da luz. Você pode pegar/segurar a luz? Você pode capturar ela em uma caixa? Não, mas você pode distribuir a luz permitindo que irradie livre e amplamente. Esta é a substância do Cristo sanador. Não a "possuímos" pessoalmente; nós a refletimos e compartilhamos livre e amplamente com todos que são alcançados por nossos pensamentos cheios da luz do Cristo sanador.

Seção 2: Eis uma história onde tudo parecia estar perdido!
“A evidência errônea do sentido material está em flagrante contraste com o testemunho do Espírito” CS8.
Davi chegou com seus guerreiros a uma aldeia que os amalequitas haviam invadido, destruído e incendiado. Ao abandonarem os escombros levaram tudo o que era de valor, inclusive todas as mulheres e crianças e, entre elas, havia duas mulheres da casa de Davi. Seu próprio exército estava tão amargurado pela perda de suas mulheres e crianças que, procurando alguém para culpar por esta trágica situação, pensaram até em apedrejar Davi! Vale ressaltar nesta LB sobre “substância” de que Davi não se deixou influenciar pela opinião deles, pois, “o Senhor, seu Deus, lhe deu coragem”. Ele se dirigiu ao templo para orar e pedir orientação a Deus. Ele buscava a solução divina que fosse substancial. Ele buscava um conselho espiritual de como proceder para restaurar a justiça. Ele não agiu por vingança, ódio, medo ou desespero. Diz a Bíblia, “[...]Davi se reanimou no Senhor, seu Deus” (B6). Hoje, podemos pensar em nos dirigir a Deus e dizer algo como: “Isto é algo que parece ser bom, mas o que Tu, Senhor, vês?” (e então realmente escutar, não apenas ouvir nosso próprio pensamento aflito, mas orar com devoção para escutar o que a Mente divina nos revelará). O ensino para nós, nesta história, após terem recuperado tudo o que os amalequitas lhes tomaram, “[...]tudo Davi tornou a trazer”, significa que nós, de fato, não podemos perder nada que seja substância. E este ensinamento se repete nos relatos das seções 3-5 da Bíblia e no texto bíblico da seção 6 (B21). Ao continuar lendo essa história, percebi que Davi tomou suas decisões sempre inspirado por Deus, mesmo depois de haver ganho a batalha, recuperado todos os bens e libertado todos os prisioneiros.
Dos 600 homens que compunham o exército de Davi, 200 estavam exaustos e não conseguiram continuar a perseguição ao inimigo. Então Davi deixou esses cuidando dos suprimentos do exército e prosseguiu com 400 homens para enfrentar e derrotar os inimigos. Depois disso, os vitoriosos voltaram. Quando encontraram os homens guardando os suprimentos, os homens vitoriosos não quiseram repartir os bens resgatados com esses 200. Eles concordaram que Davi devolvesse a cada um sua mulher e seus filhos, e só. Os bens materiais, ou o espólio, seria apenas para os 400 homens vitoriosos. A resposta de Davi demonstrou sua inteligência e sabedoria espirituais e sua compreensão sobre a verdadeira substância. Ele respondeu que os bens eram a provisão de Deus e que deviam ser partilhados igualmente. Ele os fez dividirem tudo entre todos, incluindo alguns líderes que se encontravam noutras partes do país. Assim como o pão na LA, a bondade de Deus está disponível a todos, não apenas “aos poderosos”. (Uma boa coisa para manter em mente sobre o cenário mundial!) Poderíamos nos enganar pensando que esta história fosse sobre recuperação de bens materiais. Mas a maneira como Davi procedeu, a forma como reconheceu Deus como a fonte de todo o bem, serve para grifar o trecho de Ciência e Saúde (CS5) que afirma não existir substância na matéria.

Seção 3: Aqui temos Jesus ensinando as multidões sobre a substância do Amor
As parábolas iniciam informando que Jesus estava falando para cobradores de impostos (os publicanos) e enfermos. Lendo a história toda vemos que Jesus comia com eles. Este é um ato extremamente íntimo – comer com outras pessoas. Ele não estava apenas falando para eles, mas partilhando uma refeição. Isto foi criticado pelos anciãos do templo. E Jesus compartilha estas parábolas para ilustrar a substância do amor de Deus pelo homem em contraste com a “lei judaica” que era um tipo de amor que não possuía valor prático – nenhuma substância, pelo menos não como era interpretada pelos escribas e Fariseus. A primeira parábola é sobre a mulher que procurava uma peça de prata perdida e a segunda é a história do filho pródigo. Ambas ilustram uma espécie de perda de substância, uma acidental ou por falta de cuidado e a outra voluntária e talvez dolosa. Em ambas sabemos que a verdadeira substância jamais está realmente perdida, mas está intacta e disponível. Podemos ter de pesquisar, procurar, ir à fundo, mas ela sempre está lá. Na história do filho pródigo o filho "leva tudo" o que era a sua parte da herança que o pai distribui. Não deixa nada para trás, pois não pensa em voltar. Mas no final ele volta para a casa do pai, o “tudo”. Ele não perdeu nada, só obteve um sentido mais profundo de amor e de sua filiação, a única substância verdadeira. Nunca podemos abandonar esta herança, não podemos perdê-la por erros ou decisões equivocadas. É a nossa substância que reivindicamos e que Deus sempre nos acolhe com boas vindas para obter esta substância verdadeira. Cada passo em direção à bondade é um passo para longe da materialidade, do egoísmo, da vaidade, do ciúme (CS17).

Seção 4: O Cristo é o poder de Deus em ação
Nesta seção somos apresentados com uma imagem de perda quando nos deparamos com dois homens cegos implorando em voz alta, a Jesus, que restaure a visão deles. Parece que eles não só experimentaram a perda substantiva da visão, mas, sendo cegos, eles provavelmente também não tinham rendimento (ou substância), e tinham de depender de esmolas para se sustentarem. O reconhecimento deles do bem que Jesus poderia dar-lhes, e a persistência deles em pedir esse bem, no meio da multidão, mostra tenacidade similar à daquela mulher buscando a peça de prata, na parábola de Jesus na seção 3. Jesus prova novamente, que a substância não está na matéria, a visão não está na córnea do olho humano. A citação CS18 mostra que “Jesus representava o Cristo, a verdadeira ideia de Deus”. Essa verdadeira ideia é a substância de Deus, a cura ativa do poder de Deus, que demonstra Seu amor pelo homem. Na proporção em que vemos/entendemos mais da substância imortal do homem começamos a demonstrar a promessa Bíblica: “ todos verão a salvação que Deus dá” (B13). O sentido mortal será incapaz de perceber esta substância. Ela é “…revelada somente por meio da Ciência divina” (CS19).

Seção 5: O propósito de Deus já está presente em você
Nosso propósito ou missão pode ser descrito como a substância de nossa vida. Esse propósito é conferido a cada um de nós por nosso Pai-Mãe. A missão de Paulo, de espalhar o evangelho do Cristo não pode ser impedida pela intensa tempestade ou a destruição do navio descritos em Atos 27 (B16). Apesar da perda do navio e da carga na tempestade, a verdadeira substância, a vida de cada passageiro, foi salva e ficou intacta. Deus cria o homem com um propósito, utilidade, bênção. Esse propósito é altruísta; ele é poderoso e traz cura. Nosso trabalho é descobrir esse propósito individual e vivê-lo! Esta é a substância de nosso ser, nossa existência e nada pode tirar-nos isso porque ela é espiritual e eterna. Recebemos encorajamento em nossa pesquisa na citação CS28: “O Espírito, Deus, reúne em canais apropriados os pensamentos ainda não formados, e desdobra esses pensamentos, assim como Ele abre as pétalas de um propósito sagrado, para que esse propósito possa aparecer”. Deus faz isso para cada um de nós!

Seção 6: Sua substância é perfeita
Esta seção eloquentemente resume toda a Lição Bíblica. A citação B21 fala à nossa inteireza, e completude: “Eu sei que tudo o que Deus faz dura para sempre; não podemos acrescentar nada, nem tirar nada”. Ela se refere a Davi, na completa recuperação das pessoas do seu povo e seus pertences; bem como às parábolas que Jesus partilhou – a da moeda de prata e a inteireza do filho pródigo em seu retorno; a cegueira dos homens sendo revelada como uma falsa afirmação de que o homem pode carecer de algo ou ser incompleto; e a experiência de Paulo com a destruição do navio. Nada do que era substância real fora perdido, nessas quatro histórias! A criação completa de Deus existe eternamente. A LB fecha com a citação de CS (30, p. 516:4) enfatizando que quando “subordinarmos o falso testemunho dos sentidos corpóreos às verdades que a Ciência apresenta, veremos que nada pode ser jamais perdido, ou nos ser tomado, ou estar deformado, deteriorado, incompleto, nem pode a estrutura óssea se enfraquecer. A criação de Deus reflete Sua substância, e a substância é completa, duradoura e boa! Pois “[…] a bondade de Deus dura para sempre”.
___________________________________________

Este estudo metafísico foi preparado por Kerry Jenkins, CS, House Springs, MO, EUA. Telefone 00 1 314 406-0041
A equipe de tradução para o português é composta por Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB.
Visite o saite www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Find out what it takes to follow the Master Christian! - We have to be willing to leave the...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page