Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Encontrem a beleza da Alma, vejam-na e a expressem esta semana! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Alma.

Kerry Jenkins, C.S., House Springs, MO
Posted Monday, August 11th, 2014

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA

Encontrem a beleza da Alma, vejam-na e a expressem esta semana!

Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros
Uma ajuda para o estudo da Lição Bíblica
Tema: A ALMA (De 11 a 17 de agosto de 2014)

Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB; MSG – Bíblia A Mensagem
Deixar que “…a graça do Senhor, nosso Deus [seja sobre nós]” transforma-se instantaneamente em ação quando passamos do Texto Áureo para a Leitura Alternada, na Lição desta semana. Essa beleza não é algum tipo de dádiva de uma deidade física, mas uma beleza divina semelhante - muito bom - mencionado em Gênesis 1:31 onde diz: “Viu Deus tudo quanto fizera, e eis que era muito bom”. Somos instados a “bendizer o Senhor...não esquecer dos Seus benefícios...Declarar Sua glória...Suas maravilhas diante de todos os povos...dar ao Senhor glória e força...adorar o Senhor”. É fascinante olhar para a beleza como uma ação e não como adjetivo, não é mesmo? De repente a beleza não é algo que se tem ou não tem, mas algo que a gente expressa e reflete. Então, essa beleza se “parece” com que? Onde encontrá-la? Podemos engajar-nos essa semana numa missão de encontrar essa beleza, de vê-la e expressá-la! Há algumas dicas na lição de onde encontrá-la: “na casa do Senhor”, no Seu templo, no Seu tabernáculo. Mantenha os olhos abertos para esses locais e pense em como seria sentir-se neles, que eles são nosso lar, um lugar de infinita e eterna beleza!

Seção 1: A identidade do homem é expressa pela Alma.
A alma é muita vezes vista como nossa identidade. Reparem como a citação B3 (Salmo 147) fala poeticamente de como Ele/Deus conhece cada estrela de Sua criação, e Ele sabe até os nomes/identidades das estrelas. Se Ele sabe o nome das estrelas, Ele certamente sabe e identifica a todos como preciosos, amáveis, perfeitos, refletindo o existir da Alma! Na citação CS3 (p.70:12) somos lembrados de que “…a Mente divina mantém distintas entre si todas as identidades, desde a de uma folha de relva até a de uma estrela.” E temos ainda a citação CS4 “A identidade é a reflexão do Espírito, o reflexo em variadíssimas formas do Princípio vivente, o amor.” Isto é uma resposta à pergunta: “O que são o corpo e a alma?” (p. 477:20). Essa beleza da Alma e expressão da alma, o homem, não é nebulosa mesmo não sendo física. Precisamos refinar nossos pensamentos sobre a beleza. Ela tem “forma”, “contorno” e até “cor”! Assim, o homem, também tem essas três qualidades. Perguntem-se o que são sua forma, seu contorno e sua cor se eles não têm base na matéria? Estamos tão acostumados a pensar em termos de aparência física que talvez até achemos graça em pensar assim,... Em todo caso, é difícil pensar de outro modo. Mas, se quisermos compreender nossa verdadeira identidade como expressão da Alma, teremos de devotar séria atenção para ponderar o que é nossa “forma”, “contorno” e “cor” sem o envolvimento de matéria!

Seção 2: A Alma comunica beleza por meio de Sua expressão.
Quando conversamos com alguém, para onde olhamos? Para o rosto desse alguém, certo? Nesta seção Deus se comunica com Moisés do modo mais intimo, face a face. Esta visita tem lugar no alto de uma montanha, simbolicamente acima de conceitos materiais e terrenos. E a Alma comunica o mais sagrado conjunto de leis, os Dez Mandamentos. Como um raio de luz nunca se separa de sua fonte e brilha com a luz dessa fonte, assim a face de Moisés resplandeceu com aquela luz de inspiração de quando se comunicou com a Alma. Hoje, podemos pensar naquele resplandecer como a beleza da Alma, tão claramente expressada, que nosso ser faz os outros reconhecerem a Alma como a fonte por trás de nossa radiância. É como uma música magistralmente executada e ficamos cheios de enlevo pela beleza da música expressa, não pela brilhante performance ou personalidade do artista.

Seção 3: Não é o que você diz, mas é por que você diz!
Vocês alguma vez já se sentiram como se não tivessem habilidade para comunicar suas ideias? Ou quem sabe se sintam como se seus pensamentos não estivessem bem articulados? Bem, então esta seção é para vocês! Vocês sabem, quando Moisés desceu da montanha com as duas tábuas de pedra ele não precisou fazer nada (bem, ele perdeu a calma pela primeira vez,... mas deixando isso de lado…) Deus disse a ele o que escrever e até escreveu por ele! Quando estamos comunicando nosso amor a Deus, somos abençoados e recebemos cada palavra que precise alcançar os corações dos que nos ouvem. Isso não quer dizer que devamos citar a Bíblia a todo momento ou mesmo usar a palavra ‘Deus’, embora nada contra tal uso. Significa que nosso motivo é o de glorificar e expressar a beleza da Alma, não do ego. Quando motivados a agir assim, nossa identidade resplandece com a radiância da Alma, e a mensagem da Alma é transparente aos que nos ouvem. Esse tipo de comunicação cura.

Seção 4: O pecado é como roupa suja, não é parte de você!
Você é a expressão da Alma. Isso está estabelecido (S7). O pecado faz parte de você, tanto quanto a roupa suja que colocaste no cesto no final de um dia longo e confuso. O pecado, como a sujeira, não faz parte do seu existir. Nossa tarefa é nos desfazer "... de um senso errôneo de vida, substância e inteligência." (S17) Isso nem sempre é uma tarefa fácil, mas torna-se mais fácil se partirmos do ponto de vista de que não somos intrinsecamente maus, pelo contrário, os pensamentos que nos impedem de nos sentirmos como expressões da Alma, não são nossos pensamentos. São sugestões do diabo, como na visão de Zacarias na citação B17. O diabo não é nada mais do que a sugestão de que temos a nossa própria mente separada de Deus. Podemos reconhecer essas sugestões como sem ter sido originadas ou pertencendo a "nós", mas a partir desse "diabo" que Zacarias estava imaginando. Nós podemos governar nossos pensamentos e "Não olhes para o corpo, olha para a Verdade e o Amor..." (CS18). Esse ato de não buscar na matéria a origem da dor, do prazer, da própria identidade, nos trará muita felicidade e a harmonia que almejamos. Na seção anterior, aprendemos que quando a nossa motivação é glorificar a Deus, recebemos os pensamentos de Deus para expressar. Afastemos os pensamentos que sugerem que estamos separados da Alma, ao invés de sermos as expressões da Alma. Então nos veremos vestidos com "roupas sacerdotais" - ideias puras e produtoras de beleza.

Seção 5:O Cristo revela o homem como expressão da Alma.
Que melhor maneira de Alma para manifestar-se do que na cura da cegueira. Vemos a Alma com o senso espiritual. Nossa identidade é baseada espiritualmente e depende do senso espiritual para se expressar, e para receber a luz da Alma. O cego Bartimeu não deixaria que o Cristo, a luz da Verdade, passasse por ele. Ele persistentemente clamou, mesmo quando aqueles à volta dele o repreenderam para que se calasse. E quando Jesus o chamou para a frente, ele "[lançou] de si a capa". Não é isso que lembra a seção anterior em que fomos encorajados a deixar cair a falsa sensação de uma visão material de existência, para nos revestir com as vestes da Alma, o senso espiritual? Bartimeu não hesitou em jogar fora aquele falso senso de si mesmo como carente de discernimento, visão e compreensão. Ele estava pronto para elevar-se àquele momento e ver o que a verdade do Cristo tinha para revelar-lhe! O que ele fez com a luz recebida? Ele "... seguia a Jesus estrada fora." Como Bartimeu, nós também podemos jogar fora a visão obscura de nós mesmos, vestidos como materiais, dependentes da matéria para nos trazer à luz, a compreensão.

Seção 6: A vida no eterno meio-dia.
Lembra-se daqueles "lugares" mencionados no início desse texto. Há muitas citações onde Deus ou a Alma é mencionado como "morada", e o homem como coexistindo com a Alma nesses lugares. Esta seção final retorna para aquele pensamento. Aqui temos Deus como uma habitação forte, uma fortaleza, e até a linha final do Salmo 23, onde ele diz: "... e habitarei na casa do Senhor para todo o sempre" (B23) O homem vive na Alma para sempre, eternamente. Somos inseparáveis ​​da Alma. A Alma não habita o homem mortal, como popularmente a crença cristã declara. Nosso senso espiritual, a verdadeira individualidade não está presa na matéria até morrer. Ao contrário, nós, sendo expressões da Alma, eternamente habitamos junto com a Alma, assim como nossas idéias habitam em nossa consciência e são expressas em nossas ações. Voltemos à analogia do sol: o raio de luz nunca pode ser separado da sua fonte (e assim morrer). Todos os raios de luz e o calor provém do sol. Esse raio é como o calor e a luz alcançando e abençoando aqueles que por ele são tocados. Da mesma forma, nós, sendo expressões da Alma, irradiamos beleza, comunicamos vigorosamente, eliminamos a falsa sensação material e curamos hoje e sempre.
____________________________________________________
Este estudo metafísico foi preparado por Kerry Jenkins, CS, House Springs, MO (314) 406-0041
A equipe de tradução para o português é composta por Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini; leitura final por Orlando Trentini, CSB.
Visite o saite www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB.

Metaphysical

Find out what it takes to follow the Master Christian! - We have to be willing to leave the...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page