Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Tenha confiança … Deus satisfará todas as suas necessidades! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Substância.

Kathy Fitzer, Lake St. Louis, MO
Posted Monday, September 8th, 2014

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA

Tenha confiança … Deus satisfará todas as suas necessidades!

Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros
Uma ajuda para o estudo da Lição Bíblica

Tema: A substância
De 8 a 14 de setembro de 2014

Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB; MSG – Bíblia A Mensagem
_________________________________________

A Lição Bíblica desta semana torna claro que realmente substância não é o que o senso físico identifica como substância. Um dicionário define substância como: “a qualidade de ter uma base sólida na realidade ou fato”. Olhando dessa perspectiva para coisas à nossa volta podemos concluir que as coisas materiais — podem mudar, aparecer ou sumir — não são substância. Elas não são duradouras embora possam ser observadas, tocadas, quantificadas, e pareçam ser uma parte integrante da vida humana. Pela leitura da LB você pode observar como a Bíblia e o Ciência e Saúde identificam substância e há muitas referências aos sinônimos de Deus, cada um evidenciando um aspecto único da verdadeira substância. A afirmação de Mary Baker Eddy, em seu livro Escritos Diversos no artigo intitulado “Anjos”, dá uma clara indicação do conteúdo de nossa LB: “Deus lhes dá as Suas ideias espirituais, e estas, por sua vez, lhes darão provisões diárias!”

Texto Áureo: “…a vida do homem não consiste na abundância dos bens que ele possui (Lucas 12:15). Neste mundo em que se dá muita importância sobre o que temos ou o que não temos, é muuiiito importante compreender que a posse de coisas (pequenas ou grandes) realmente não tem nada a ver com quem somos, não determinam a nossa felicidade, bem-estar ou o nosso valor. O versículo da Bíblia usado no TA é da história de que alguém pede a Jesus para que fale com seus irmãos para que lhe deem a sua parte da herança. Jesus não só se recusou a entrar nesse assunto de família mas aproveita para explicar às pessoas à sua volta que a vida não se compõe das coisas que temos. A Bíblia “A Mensagem” assim traduz o verso 15: “Tomem cuidado! Protejam-se de qualquer tipo de ganância. A vida não é definida pelas coisas que vocês têm.” As coisas — terra, casas, propriedades — podem vir e ir. Mas a substância que vem de Deus é para sempre equilibrada e em quantidade suficiente.
Leitura Alternada: Provérbios 23:5,12,23,26; 8:5,10,11,18,19,33-35, Hebreus 11:6
O que você está buscando? Viver nesse mundo pode ter desafios quando se julga o valor de uma pessoa por sua conta bancária... ou pior, pela aparência de sua saúde. Mas a riqueza material pode ser perdida (“criam asas”). Se a nossa felicidade e bem-estar dependem do que temos, podemos estar sujeitos a ter dificuldades. Mas a Bíblia, esse guia que tem sido seguido com êxito há milhares de anos, nos ensina desde o Gênesis até o Apocalipse o que é que precisamos buscar a fim de termos a riqueza que não pode ser tomada de nós. Ao examinar com minúcia a nossa LA pensando no que estamos buscando, encontrei no que devemos focar nossa atenção — buscar a sabedoria que vem de Deus, deixar que a instrução divina nos guie, confiar no conhecimento da Verdade eterna e prática, correta e justa, e os passos humanos necessários se tornarão claro para satisfazer a todas as necessidades. Achegue-se a Deus e confie que, na medida em que te achegares a Deus cada uma de suas preocupações se dissipará.

Seção 1 - A fé é a substância - a base da recompensa
Foi muito interessante uma leitura mais atenta em Hebreus 11:1, pois se refere à pergunta: “O que é a substância”? As palavras gregas que significam fé, substância, aquilo que se espera e evidencia. Nesse verso, todas partilham de um significado adicional relativo à confiança (substância e se espera) ou convicção (fé e evidência). E os versos de Hebreus 10 falam de não perder nossa confiança porque isso traz grandes recompensas. A resposta em Ciência e Saúde sobre o que é a substância, fala somente em termos da substância como sendo espiritual. O que é espiritual não pode decair ou ser destruído! O Espírito e todas as coisas espirituais são, em realidade, eternos. A confiança e a convicção são qualidades espirituais. Embora as circunstâncias podem, e em alguns momentos sacodem a nossa confiança (nossa fé), nada realmente tem o poder de eliminar a nossa convicção com relação sobre o que é a verdade… independente de qualquer evidência material ao contrário. O significado da palavra Grega hispotases traduzida como substância, naquele primeiro verso de Hebreus 11 é hipóstase — uma palavra diferente do que aquela que foi traduzida como “substância” em outros trabalhos. O comentário Bíblico “Strong” traduz como “um local com apoio (base); essência, confiança”. Nossa confiança, nossa fé, nossa convicção, de que Deus é todo o bem, e supremamente poderoso, serve como uma fundação inabalável sobre a qual construir nossa vida na medida em que vemos Deus satisfazer à cada uma de nossas necessidades e às necessidades de todos. A fé é substância! A convicção de que Deus é todo o poder do Bem, forma o fundamento para a demonstração.

Seção 2 - A Mente é a substância e atende à toda necessidade.
Depois de passar algum tempo longe dos confortos do Egito, os Hebreus estavam com fome e reclamando muito. Eles precisavam não somente de comida, mas a confiança deles também estava sendo intensamente testada. Mas a fé de Moisés estava imperturbada. Ele se volveu a Deus em oração. Esta história é um exemplo maravilhoso da Mente atendendo às necessidades de seus filhos. Deus prometeu, por meio de Moisés, que eles teriam o alimento à noite e pela manhã e que eles iriam saber que Deus estava cuidando deles. É possível que quando as codornizes surgiram do mar, as pessoas tenham pensado que simplesmente por sorte conseguiram um alívio. Mas a provisão do maná foi algo diferente. A palavra maná literalmente significa “o que é isso”. Nada parecido a esse alimento jamais fora visto nunca antes. Porque não havia precedente humano, ficou evidentemente claro que a substância vinha diretamente de Deus, como a ideia da Mente (B5). Como escreve Eddy: “Toda a substância, a inteligência, a sabedoria, o existir, a imortalidade, a causa, e efeito pertencem a Deus” (CS5). Temos muito a aprender da experiência dos Hebreus. Não precisamos nos desesperar ou reclamar quando estamos nos sentindo desesperados e não vemos uma solução. O desejo de voltar ao passado — ou sonhar com o futuro — não é a resposta. Deus irá atender à nossa necessidade de uma maneira única e perfeita, na proporção em que com expectativa nos volvermos à Mente buscando direção e nos recusarmos a perder nossa convicção de que Deus sempre tem uma resposta. E, portanto, precisamos estar prontos para aceitar a resposta, mesmo que ela venha de uma forma que não estávamos esperando ou que não possamos reconhecer de imediato. Mas Deus nos guia gentilmente (assim como Ele o fez, trazendo primeiro as codornizes). Não podemos deixar nada (tempo, opinião, predições, etc.) abalar nossa confiança de que Deus está cuidando de Seus filhos… em toda parte. A guerra, os conflitos a fome e a inanição não podem continuar. Bem aqui, agora, a Mente ESTÁ guiando e provendo.

Seção 3: O Espírito é a substância da água em abundância.
A água é uma enorme parcela de nossa vida. E não ter água suficiente parece apresentar uma ameaça ao nosso bem-estar. Os Hebreus enfrentaram essa ameaça. Estavam desesperados por água e novamente atacaram Moisés por tê-los trazido ao Deserto. Tudo o que eles conseguiam fazer fora concentrar-se em sua carência presente. O povo tinha rapidamente se esquecido da provisão de Deus com o alimento? Onde estava a fé dele, a confiança deles? Felizmente Moisés não se esquecera de que Deus, o Espírito, é a fonte de todo o bem. Ao buscar a Deus e ouvir a solução de Deus. Parece que a única maneira que Deus consegue crédito por satisfazer à nossas necessidades é quando estamos completamente desesperados, não temos ideia de como resolver um problema sozinhos e então nossas necessidades são satisfeitas de maneira totalmente inesperada tal como o alimento do céu e a água da rocha (B9). A pergunta é: qual é a fonte da água e de todas as coisas boas? É o Espírito, com certeza. O Espírito infinito, uma fonte que nunca seca. A Ciência Cristã ensina que o Espírito é a “substância divina” (o que sustenta tudo; a essência de tudo). O Espírito é a “Mente”; e “tudo o que é o bem” (CS10). O conhecimento da experiência dos Hebreus deveria elevar nossa confiança de que sempre teremos o que precisamos. O segredo ou a chave é ser obediente ao Primeiro Mandamento, que Eddy interpreta como: “não terás nenhuma inteligência, nenhuma vida, nenhuma substância, nenhuma verdade, nenhum amor, que não sejam espirituais” (CS13). Quando começamos a pensar que a água é um recurso material limitado, necessário à vida, acabamos de fazer, da água, um deus. A água é uma necessidade humana, e é adequadamente suprida por Deus. Mas ela nunca foi material, ela é uma ideia espiritual e portanto infinita. Ao reconhecer Deus como a fonte e a substância daquilo que chamamos água, nunca precisaremos temer a falta dela. Até mesmo agora, onde parece que muitos lugares estão sofrendo com a seca, na proporção em que nós de todo coração e constantemente nos volvemos a Deus para uma solução, teremos o de que precisamos e estaremos livres do medo da falta de água (para a terra ou para nossos corpos).

Seção 4: A lei da Vida é a substância de um corpo governado por Deus
Jesus desafiou as leis restritivas, feitas pelo homem, relacionadas com o templo e o sábado que haviam sido estabelecidas pelos fariseus. Falando sobre o Filho do homem como o Senhor do dia de sábado, ele reconheceu obediência apenas à lei do Amor que atende a todas as necessidades humanas, para todos, e para sempre. Ele demonstrou que o corpo humano é regido pela Mente, a Vida, em invés de o ser pelas chamadas leis da matéria. Ele curou o homem com a mão atrofiada em oposição tanto às crenças farisaicas quanto às leis da cura física (B14). Em sua carta aos Coríntios, Paulo fala do corpo como o templo de Deus, e o identifica como santo (B15 e 16). Corpo é a primeira palavra usada por Eddy, na definição de templo no Glossário de Ciência e Saúde (CS15). O propósito de um templo é ser uma expressão externa da presença de Deus e um modo de adorar a Deus. Da mesma forma, o corpo humano é uma expressão externa do poder e do domínio de Deus. O corpo não é regido pelas assim chamadas sensações materiais, representando prazer ou dor. O corpo não está sujeito a altos e baixos, à saúde e à doença, não mais do que a Igreja de Deus está sujeita a opiniões humanas ou interpretações. Ciência e Saúde (p. 280) explica que Deus é a Alma do homem. Porque Deus é “perpétuo em sua própria individualidade, harmonia e imortalidade”, essas qualidades também são perpetuadas (preservadas da extinção) no homem (CS16). Não temos um corpo separado da Mente, que possa atuar por si próprio ou que esteja sujeito a qualquer outra lei, a não ser à harmoniosa lei de Deus. A lei de Deus — a Ciência Cristã — cura !!! Como? Não transformando a matéria doente em matéria saudável. Pelo contrário, ela “traz para o corpo a luz solar da Verdade” e esta Verdade “revigora e purifica”.
A Ciência que Jesus praticou (e o livro Ciência e Saúde a torna compreensível a todos) é uma lei espiritual que revela a harmonia irrestrita. Ela afasta a falsa sensação de "lei" que inclui a limitação e a discórdia tal como a luz afasta a escuridão (CS22). Qual é o requisito necessário para ver essa luz? Devemos “despojar o pensamento daquilo em que erradamente confia e das evidências materiais...”. Somos constantemente bombardeados com sugestões de doença e de remédios para curar doenças. Fechar os olhos a essas sugestões não nos protege, nem traz a cura, mais do que acreditar que o pó e as ervas daninhas nos darão uma casa intocada. Nós temos que conscientemente “varrer o falso e dar lugar à verdade”. Com a prática, estaremos alertas para não aceitar qualquer lei de limitação, deixando o corpo livre para expressar a liberdade que é Deus.

Seção 5: A substância da beleza é a Alma
Radiância! Que grande palavra. Eddy fala do esplendor da alma e do esplendor do Espírito (CS25 e 27). Radiância é a luz refletida. Ela é descrita como indicando grande felicidade e tem uma qualidade brilhante sobre si. Costumamos falar sobre o brilho de uma noiva. Eu nunca vi uma noiva menos do que bonita. E, não tem nada a ver com o vestido, cabelo ou a maquiagem! A fonte de beleza nunca é física. É uma qualidade de Deus, e é refletida por todos (B19). É algo que brilha livremente quando livre da consciência material ou de preconceitos físicos. A beleza não é definida pela forma material assim como a riqueza não é definida pelo dinheiro. Aquilo que pode ser destruído ou alterado nunca pode realmente definir a beleza. Mas, a Alma — o brilho do Espírito — é sempre bela e está disponível para ser expressa em tudo o que somos e que fazemos. Nós apenas precisamos estar certos de que estamos nos mantendo focados na fonte da beleza (a substância da beleza) como Espírito infinito, ao invés de naquilo que é instável (CS26). Precisamos ajudar uns aos outros (e lembrar) que a beleza é uma qualidade permanente da Alma que pode ser expressa em uma variedade infinita de formas. Ela será expressa exteriormente quanto mais for reconhecida como uma qualidade espiritual, não confinada e nem definida pela matéria. Honra a Deus, reconhecendo a Sua beleza. Não se prenda aos elogios, mas certifique-se que eles sejam sinceros. E, certifique-se de não se deixar levar por eles. Brilhe!!!

Seção 6: Observe a substância da Mente — um universo espiritual!
Como vemos o universo de Deus, principalmente diante da violência, do despotismo e do terror que parecem ser uma parte muito importante do nosso mundo hoje? Fechar os olhos para esses problemas não ajuda, tanto quanto não ajuda fechar os olhos para a doença. Mas, tal como vimos o suprimento de beleza como tendo a sua origem em Deus, independente da matéria, temos de ver a paz como uma qualidade permanente da substância da Mente. E, devemos insistir que “o universo reflete e expressa a substância divina ou seja, a Mente” (CS29). O homem não é a fonte da vida e não pode governar o homem. O problema é que, muitas vezes, vemos o nosso mundo através de um véu de crenças materiais. Como lemos na segunda carta aos Coríntios, “todos nós com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor o Espírito” (B20, New Living Translation). Não podemos obter um reflexo preciso de um espelho que está manchado (ou coberto por um véu). O Salmo 148 dá uma bela descrição de tudo o que Deus tem feito e porque devemos louvar Suas obras em vez de acreditar na visão distorcida que está sendo transmitida pelo senso mortal. Dentro das coisas que Deus estabeleceu, os que assim agem com louvor a Ele, são “reis da terra e de todas as pessoas” (B21).
Se quisermos honrar a substância de Deus, temos de ver Sua criação em todas as coisas e não nos deixar enganar pela mentira, não importa o quanto seja agressiva. O universo que reflete Deus é o único universo. Para esse reino espiritual ser visto e experimentado, somos desafiados a “contemplar e a compreender a criação de Deus, todas as glórias (luz) da Terra e do céu e do homem”. Nós não ignoramos a escuridão, mas não devemos nos aterrorizar com ela. Deixemos que a luz da Verdade revele a substância de todas as coisas como a Mente imutável, e recusemo-nos a aceitar que algo ou alguém possa ser menos do que “o reflexo do divino”. Então, quando a tentação de ruminar sobre alguma situação de assuntos geopolíticos ou desafios que possam estar sendo enfrentados mais perto de casa, vamos substituir a preocupação e o medo pela oração e a afirmação de que tudo reflete e expressa a substância da Mente (CS29). Reconheçamos apenas isso e tenhamos a convicção de que “a fé, é a certeza de coisas que se esperam, a convicção de fatos que não se veem”.
_________________________________________
O estudo metafísico foi preparado por Kathy Fitzer < kathyfitzer@gmail.com> 314-323-4083.
A equipe de tradução para o português é composta por Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB.
Visite o saite www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Recognize Mind, God, as the source of all good and all understanding! - Whenever — for...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page