Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Deus vos escolheu desde o Princípio e produzam muito frutos. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: O Sacramento.

Kathy Fitzer, St. Louis, MO & Park City, UT
Posted Sunday, January 4th, 2015

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA

“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!

Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda a sua criação.  Esse fato e nosso amor por Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições bíblicas.  Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso tem trazido cura, conforto, reforma e regeneração às pessoas há várias gerações.
Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que cruzarem seu caminho.” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1)
O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico da LB para auxiliar na sua compreensão do estudo bíblico para o tema:                                                   O Sacramento
Deus vos escolheu desde o Princípio e produzam muito frutos

Este tema é estudado diariamente em 17 línguas, em todo o globo, de 04 a 11 de janeiro de 2015
Abreviações:  Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB; Bíblias: King James – KJV;
 J.F.Almeida Revista e Atual. – JFA; A Mensagem – MSG; Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;  

Meu objetivo ao escrever, é encontrar nova inspiração sobre o tema Sacramento, a fim de mantê-lo novo e prático. O dicionário no meu computador diz que sacramento foi "considerado como um sinal externo e visível da graça divina interna e espiritual”. Eu gostei porque, para mim, é importante ver que Deus é o autor. Toda a elevação do pensamento que resulte em Cristo participando na nossa vida ocorre porque Deus está derramando Sua graça (Sua influência divina) em nós. O meu e o seu privilégio é responder feliz e de bom grado. Vejo três temas na lição desta semana, que nos permitirão experimentar um relacionamento mais próximo a Deus e a testemunhar a cura que vem pela graça de Deus e traz à tona a importância de: (1) comunhão (sensação de ser um) com Deus, (2) obedecer aos mandamentos de Deus, e (3) seguir o exemplo abnegado de Jesus. O sacramento do Batismo e o sacramento da Eucaristia são simbólicos como aceitação de uma vida nova como seguidores de Cristo. É importante destacar que os Cientistas Cristãos honram esses sacramentos.
Texto Áureo: 2 Tessalonicenses 2:13 Deus vos escolheu desde o princípio para a salvação, pela santificação do Espírito e fé na verdade.
 Versão na NTLH – Deus os escolheu ... pelo poder do Espírito Santo e pela fé que vocês têm na verdade, a fim de tornar vocês o seu povo dedicado a ele.
O apóstolo Paulo diz aos Tessalonicenses que Deus os salvou através da "santificação do Espírito e fé na verdade”. Certamente essas palavras se aplicam aos atuais seguidores de Cristo, também. Ajudou-me a pensar em "santificação", como: purificação, libertação, saúde e segurança. "Convicção da verdade". Estes são presentes para o homem (para todos nós) do Espírito, e são experimentados na medida em que “acreditamos na verdade”. Ao consultar a Concordância Bíblica Strong, encontrei que inclui: "fidelidade, a própria verdade ou a veracidade de Deus e confiança em Cristo para a salvação". Segurança e saúde não estão à mercê das condições externas. Elas não são ilusórias. Elas são experimentadas na medida que reivindicamos os dons de Deus e fielmente respondemos à graça da Verdade! Ao recebermos e abrirmos os dons da graça de Deus (os sacramentos do batismo e comunhão), e os usarmos fielmente, sentiremos as bênçãos que Deus está constantemente derramando ... unidade perpétua entre doador e receptor, Deus e o homem!
Leitura Alternada: João 13:31; 15:1-5, 7-13.
O segredo para dar frutos Esta frase pode resumir esta LB
 "Nisto é glorificado o meu Pai, que deis muito fruto; e assim sereis meus discípulos," falou Jesus. Nós honramos a Deus e somos verdadeiramente discípulos, colocando ativamente os ensinamentos de Jesus em prática. Como? Por "permanecer" em Cristo, mantendo o pensamento em linha com o homem ideal como expresso na vida de Jesus. Temos de ser tão claros/ transparentes quanto Jesus era ante a sua relação inseparável com Deus! Foi essa transparência/clareza que lhe permitiu realizar tudo o que ele realizou. Nestes versos, Deus é retratado como "lavrador" ou "cultivador da terra". Deus quer que Seus filhos floresçam ... então Ele nos cuida. Aquilo que é improdutivo em nossa experiência (mesmo que pareçam ser nossos próprios maus hábitos ou comportamentos) o Amor apara, remove. E, o que é produtivo, Ele encoraja limpando tudo o que excluiria o bem. Deus cuida de TODOS os Seus filhos desta forma. Jesus estava bem consciente do amor de Deus para com ele (e para todos).  Por sua vez, Jesus refletiu o amor com o cuidado dirigido aos outros. À medida que permanecemos em Cristo, nós seguimos esse exemplo de amor, frutificando e glorificando a Deus!

Seção 1: Responder ao chamado de Deus
Que lição podemos aprender com o menino Samuel? Será que esperamos ouvir a Deus chamando-nos para o serviço? Ou devemos esperar o chamado vindo geralmente de uma pessoa, dos pais, empregador, professor, etc? Uma das coisas que me ocorreram de uma maneira nova esta semana foi o conceito de que "comunhão" vem do grego, que significa, entre outras coisas, "participação". Samuel foi chamado por Deus, e as instruções de Eli para ele eram para concordar e participar. Samuel concordou em ouvir o que Deus tinha a dizer. E, ele não guardou para si mesmo. Samuel compartilhou a palavra de Deus ... e outros aceitaram o que Samuel disse, sabendo que vinha de Deus. (B-3) E o que isso tem a ver com a gente? Eddy diz que "Nossa Eucaristia é a comunhão espiritual com o único Deus" (CS1). Uma definição de comunhão é, "compartilhamento ou troca de pensamentos e sentimentos íntimos, especialmente quando essa troca ocorre em um nível mental ou espiritual”. 
Não é esta uma participação? Podemos perceber Deus como uma presença palpável na nossa vida tal como Samuel teve seu encontro com Deus. Podemos nos sentir confortáveis em ir diretamente a Deus com as nossas perguntas, nossas necessidades e nossos desejos. Uma participação que consiste em bloquear todas as distrações e prestar total atenção em ouvir a Deus. Assim, "devemos negar o pecado e declarar a totalidade de Deus" (CS2). Entendemos a lei de Deus como sendo a lei do bem, e como nós desejamos participar da atividade dessa lei, nós descobrimos que podemos ouvir a comunicação “da verdade, da saúde e da harmonia" que vem desta lei do Amor ... que vem para todos (CS3). Nosso privilégio é perceber a presença desta Mente revelando-se a toda a humanidade e que rege a todos (CS4). Vamos estar dispostos a atender o chamado ... e ouvir a voz de Deus acima do ruído à volta!

Seção 2: Siga o exemplo curador do Cristo
Como Samuel respondeu ao chamado de Deus para o serviço, assim os discípulos de Jesus responderam ao seu chamado: "Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens" (B4). Será que estamos prontos para responder de forma semelhante? A promessa aos discípulos foi que eles se tornariam "pescadores de homens". Para mim, isso significa que eles poderiam esperar que as pessoas fossem atraídas para eles como os peixes foram atraídos para a rede. É claro que ao invés de enganarem o povo eles iriam libertá-los! Jesus esperava que seus discípulos (e nós) seguíssemos o seu exemplo de cura. Mas não apenas uma questão de cura do corpo. Em vez disso, seu poder de curar serviria como prova da união do homem com Deus (nomes arrolados nos céus e união do homem com Deus) (B5 e B6). 
Mary Baker Eddy enfatiza que a palavra discípulo significa "aluno". E que os discípulos de Jesus foram capazes de curar, porque eles entenderam o princípio presente nas curas de Jesus. Como resultado da disposição de Mary Baker Eddy para responder ao chamado e a sua disposição para elucidar a Ciência Cristã em nosso livro texto, Ciência e Saúde, nós diariamente temos a oportunidade de cultivar a nossa "compreensão espiritual da Ciência divina, que [nosso] Mestre demonstrava ... "(CS6). Estamos dispostos a responder como “uma experiência pessoal de todos aqueles que sinceramente buscam a Verdade?” (CS9). É nosso dever e privilégio, acompanhar o nosso Mestre e imitar suas obras. Imitar é "igualar ou superar um feito normalmente através da imitação"(CS7). Não há absolutamente nenhum limite para o que podemos fazer como aprendemos na supremacia de Deus!

Seção 3: Comer o pão e beber o vinho
Quando Jesus e seus discípulos celebraram a Páscoa (que comemora a libertação do povo judeu da escravidão egípcia), Jesus ofereceu pão e vinho depois de terem acabado de comer. E, com isso, ele compartilhou com eles o que estava para acontecer pois logo ele iria ser crucificado. Eles precisavam estar preparados para seguir em frente. Jesus exortou todos os seus discípulos para compartilhar o copo de vinho que ele lhes ofereceu, nenhum foi deixado de fora. Jesus não destacou aqueles que ele achava que estavam "prontos" para enfrentar os desafios futuros. Jesus falou do cálice como a "nova aliança no meu sangue derramado em favor de vós". Um pacto/uma aliança é "um acordo que traz uma relação de compromisso entre Deus e seu povo. Não pensemos que o sacrifício de Jesus foi suficiente para livrar a humanidade dos pecados do mundo. Jesus ofereceu a seus discípulos o dom da participação (um dos derivados da palavra grega traduzida como "comunhão") ... e a oportunidade para cada um deles enfrentar o desafio da cruz. O pão e o vinho representavam a essência do seu ser (B8 e B9). 
Ao pensar sobre isso, parece que Jesus estava compartilhando com seus discípulos presentes, e aqueles que viriam (que somos nós) e os que virão, a força e a inspiração que lhe permitiram enfrentar o desafio de crucificação, confiante na lei subjacente de seu relacionamento com o Pai. Ele deu graças quando tomou o cálice. Nós não precisamos fugir de problemas, mas agradecer pela inspiração que enche o nosso copo (acompanha a cruz.) O ato de beber o cálice (face qualquer desafio que vem ao nosso caminho) é parte de seguir o comando de Jesus de amar a Deus supremamente, confiando nEle supremamente! Ao seguirmos o exemplo de Jesus, descobrimos que nós também somos redimidos (salvos, entregues) através do Amor divino. (CS12).

Secção 4: Lavar os pés uns dos outros
Há algo muito especial sobre Jesus lavar os pés dos discípulos naquela última refeição de Páscoa. Ele os instruiu sobre lavar os pés uns dos outros. Parece-me que exemplifica a segunda parte do "grande mandamento" que ameis uns aos outros. Certamente o ato mostrou grande humildade por parte do Mestre e deve nos dizer o quão importante é para nós encarnar a qualidade do pensamento de nos envolvermos em tudo o que estamos fazendo. Era uma expressão de amor e ternura, externando o pensamento. Estas qualidades de pensamento formam uma base essencial para qualquer empreendimento ... e trazem a cura para qualquer desafio com que podemos nos confrontar. É fascinante observar que Eddy identifica esse ato como o "teste de toda a oração”. 
Será que a nossa oração (o que quer que nós estejamos pedindo) nos leva a pensar em amar mais ao nosso próximo? Como isso se aplica a orar por uma cura física? Para mim, isso significa que não devemos ficar satisfeitos apenas em "nos sentir melhor”. Desejamos chegar ao ponto em nosso pensamento onde realmente percebemos que a doença não tem princípio para apoiá-la e por isso é impotente. Percebendo isso, defendemos o direito de toda pessoa de estar livre do erro. Nós não só nos curamos mas também libertamos os nossos familiares e vizinhos (nosso próximo) também. E, devemos incluir em nossas orações não apenas os nossos amigos, mas aqueles que não conhecemos e mesmo aqueles que parecem ser os nossos inimigos. Isso inclui aqueles que parecem estar envolvidos em atrocidades em todo o mundo. Banhar toda a humanidade no amor, pensando corretamente sobre cada pessoa que passar na rua e sobre cada pessoa que lemos nos jornais, e vemos no noticiário na TV, é uma prova do nosso amor altruísta. E esta é a evidência de uma afeição espiritualizada que traz a cura para o nosso mundo e capta a essência da ordem de Jesus de "lavar os pés uns dos outros" limpando a poeira e a lama das crenças mortais e os "pecados" do mundo, permitindo que todo o mundo possa brilhar (B11 e CS14). 

Seção 5: Faça parte da ressurreição – lance sua rede para o lado direito
Embora Jesus tenha aparecido aos seus discípulos, em diferentes ocasiões, depois da ressurreição, mas eles só compreenderam/ captaram realmente até aquela gloriosa manhã nas margens do Mar de Tiberíades. O desânimo deve ter se feito presente com muita força porque todos eles desejaram acompanhar a Simão Pedro quando ele disse: “Vou pescar.” Talvez uma forma comparável de pensar sobre isso hoje são momentos em que podemos sentir que estudamos, trabalhamos e oramos e parece não fazer efeito pois o mal parece não querer ceder. Nesses momentos se sentir desestimulado, ficar em dúvida não significa que nós paramos de "acreditar" no poder da Ciência Cristã mais do que os discípulos pararam de "crer" em tudo o que tinham observado e ouvido de Jesus. O interessante é que quando os discípulos se sentiram tentados a voltar a seus velhos hábitos, sua pesca não rendia nenhum fruto. Uma sensação de vazio os invadiu. Mas, Cristo veio até eles ... e Cristo vem à nossa consciência também. O Cristo desperta a consciência individual. Aos discípulos foi mostrado o que precisavam fazer para apanharem peixes ... para satisfazer as suas necessidades humanas imediatas. O Cristo gentilmente, passo-a-passo, os levou de volta para o caminho da ação de se “tornarem pescadores de homens” o que iria levá-los à realização de sua meta.
Muitas vezes podemos pensar que a solução de um problema particular é o nosso objetivo (se é um desafio físico ou uma solução para um tipo diferente de problema). Mas, como Jesus alimentou seus discípulos no desjejum daquela manhã e falou com eles; isso lhes deu novo ânimo e eles foram levados a partilhar o seu conhecimento se tornando ativos “pescadores de homens” (B13). Nós sabemos que essa experiência não deixou os discípulos onde os encontrou. Eles experimentaram a própria ressurreição. Suas esperanças haviam sido frustradas com a crucificação de Jesus, a fé tinha sido crucificada juntamente com seu Mestre. No entanto, o pensamento deles foi ressuscitado, expandido, para estar pronto para compartilhar/evangelizar “as boas novas” e trazer conforto para o mundo. Vamos expandir nossas orações além do escopo de tentar consertar só um assunto. Nós vamos encontrar a cura ... e uma mudança para melhor virá para o nosso mundo. Eddy diz que: “Se todos os que procuram comemorá-lo com símbolos materiais tomarem a cruz, curarem os doentes, curarem os males e anunciarem o Cristo, a Verdade aos pobres – ao pensamento receptivo – trarão o reino dos mil anos" (CS16). 
Eu não me atreveria a tentar explicar exatamente o que significa "trazer o reino dos mil anos", mas de acordo com dictionary.com, se refere a "um período de justiça e felicidade geral, especialmente no indefinido futuro" e o reinado do Cristo como referido em Apocalipse 20: 1-7. Para mim, o ponto é que precisamos ter em mente o grande objetivo, não apenas corrigir cada problema como se apresenta, mas nos libertar e à humanidade para ver o reino do Cristo na terra ("como no céu, assim na terra, Deus é onipotente supremo ".) Então, vamos nos ajudar uns aos outros, não desanimemos. Ao invés de ser como Pedro que sugeriu voltar aos velhos hábitos de serem pescadores, vamos nos apoiar uns aos outros e sermos como o "novo" Pedro", cuidando das ovelhas de Cristo. E, não se esqueça de identificar a todos (incluindo você mesmo) como uma daquelas preciosas ovelhas.

Seção 6: Deixe de lado seu senso mortal de vida orando sem cessar
Lemos em 1 João: “Temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo”. Lemos também que “devemos dar nossa vida pelos irmãos" (B14, B15). Para mim, isso é como  um teste de toda a oração de Mary Baker Eddy. Será que estamos dispostos a lutar e a abrir mão dos confortos da vida, a fim de concentrar mais a nossa oração para ajudar ao nosso mundo, amando a humanidade o suficiente para conscientemente reverter o quadro de discórdia que é tão evidente em nosso mundo hoje? Jesus "deu a sua vida por nós" (B15). Ele estava disposto a passar pela crucificação, a fim de cumprir a promessa de ressurreição. Que melhor maneira de demonstrar nosso amor e gratidão por tudo o que Jesus fez do que "seguir sua demonstração na medida em que a apreendermos"?
 Ao nos esforçarmos para seguir o seu exemplo, vamos "beber de seu copo" enfrentar os desafios e "partilhar o seu pão", receber a força necessária para trabalhar com os desafios e ser "batizado com o seu grau de pureza" - limpo das limitações da mortalidade- "e, por fim ... descansar, sentar-se com ele, em uma compreensão plena do Princípio Divino que vence a morte"(CS18). Eu não tenho dúvidas de que Jesus estava sempre orando! Podemos aprender “a orar sem cessar” também. Pelo menos essa deve ser a nossa meta. 
Ore diariamente por si mesmo! Só assim você está pronto para incluir outras pessoas na sua oração. Mary Baker Eddy nos diz que "a luta habitual para sermos sempre bons é oração incessante" (CS17). Aquilo que é habitual é feito naturalmente porque foi feito tantas vezes antes. É natural para nós sermos "bons", ou procurar o bem, olhar para o bem, focar na Verdade e não se deixar enganar pelo erro ilusório. Mantendo o hábito de ver as coisas como Deus as vê e reverter aquilo que não está de acordo com esse ponto de vista, sabendo que o ponto de vista contrário simplesmente não é verdade e não tem princípio para apoiá-lo. Agir como um agente de fermentação do Bem em nossa própria vida e nas vidas daqueles que estão incluídos em nosso pensamento. É o toque de Cristo, a Verdade, em cada um de nós  que torna esse tipo de pensamento ressuscitado possível. 
Nós temos que saber que a influência Cristo é ativa em toda a consciência humana e não pode haver resistência nem contra-atração à ação do Cristo. "O que mais necessitamos é orar com o desejo fervoroso de crescer em graça, oração que se expressa em paciência, mansidão, amor e boas obras" (CS17). Armados com esse desejo, podemos deixar um sentido mortal de vida e ver  de uma maneira mais clara a supremacia da Verdade sobre o erro ...da Vida sobre a morte ... do Bem sobre o mal! Isso é comunhão/ participação, com Deus e seu Cristo e é “trabalho” glorioso!
“A natureza gloriosa do meu Pai se revela quando vocês produzem muitos frutos e assim mostram que são meus discípulos” Assim falou Jesus (João 15:8, NtLH). 
____________________________________________
Este estudo metafísico foi preparado por Kathy Fitzer - Lake St. Louis, MO and Park City, UT, 314-323-4083                           kathyfitzer@gmail.com
A equipe de tradução para o português é composta por Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB.
Visite o saite www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

True Freedom Comes from Spirit! - Everyone wants to feel true joy, love, wisdom, energy. We...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page