Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Regozijemo-nos em nosso Criador! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: É o universo, inclusive o homem, evoluído pela força atômica?

Craig L. Ghislin, C.S., Glen Ellyn (Bartlett), IL
Posted Monday, December 14th, 2015

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!
"Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda Sua criação. Esse fato e nosso amor por Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições bíblicas. Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso tem trazido cura, conforto, reforma e regeneração às pessoas há várias gerações.
Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que cruzarem seu caminho” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1).
Regozijemo-nos em nosso Criador!
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico da LB para auxiliar na sua compreensão do estudo bíblico para o tema:
“É o universo, que inclui o homem, evoluído pela força atômica?”
Este tema é estudado diariamente em 18 línguas, agora também em chinês, em todo o globo, para a semana de 14 a 20 de dezembro de 2015
Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB.
————————————
Muitas pessoas podem achar que a pergunta feita no tema da lição desta semana esteja um tanto desatualizada. Até mesmo as pessoas com uma mentalidade religiosa aceitam a Teoria do Big Bang sem questionar. No tempo de Mary Baker Edddy, a teoria atômica progredia de uma suposição filosófica para fenômenos observáveis e mensuráveis. A Teoria de Darwin sobre a evolução também estava ganhando aceitação. Logo surgiram linhas de debate entre creacionistas e os que acreditavam na evolução. Mais recentemente, também aderiram ao debate os que aceitam o Design Inteligente. Mas Eddy enfocou essas teorias de uma base inteiramente diferente da maioria dos religionistas. A Ciência Crsitã fala sobre a própria natureza da criação. Segundo esta Ciência, o Espírito, Deus, não pode produzir seu oposto - a matéria; e a matéria não pode produzir o Espírito. Por isso, a matéria não é causa nem efeito. A matéria não é uma condição/fato, mas uma falsa declaração sobre o homem e o universo.
Texto Áureo (1 Crônicas 16: 31) - Alegrem-se os céus, e a terra exulte; diga-se entre as nações: Reina o Senhor.
A Teoria do Big Bang parte de uma singularidade no universo. A criação espiritual também começa com uma singularidade - a totalidade de Deus. O teólogo Albert Barnes (1798-1870) tem uma interpretação do versículo do Texto Áureo que traz essa ideia à tona. “O universo é um. […] O Deus que governa na terra governa no céu; e o que afeta uma parte do universo afeta o todo.” Saber que Deus está governando cada aspecto do existir, e que o verdadeiro existir é espiritual, não material, é motivo para alegre celebração.
Leitura Alternada (Isaías 66: 1; 48: 12, 13, 15; 44: 2, 3, 7, 8) - há vários versículos que destacam a suprema majestade de Deus. Deus “é o primeiro e o último”. Ele faz um chamado para o universo existir e o governa. Não há atos ocasionais no universo de Deus, porque cada coisa está em perfeita ordem. Não há poder criador afora Deus. Ele ordena tudo e inicia tudo o que existe. Isto é verdade não só em grande escala, quando consideramos os céus, mas também em escala menor, incluindo o desdobramento de cada identidade individual.
Seção 1: Deus é única força criativa no universo.
A primeira seção começa com a escala maior. A palavra traduzida como “criou” (B1, Gênesis 1: 1) é do hebraico bara - dar existência a algo novo. Citando novamente Barnes, esse verbo “...[bara] sempre tem Deus como sujeito ... a criação não está confinada a um simples ponto no tempo”.
Sempre que algo totalmente novo - quer dizer, não envolvido com algo previamente existente - é chamado à existência, há criação. Em outras palavras, a verdadeira criação não evolui a partir de algo, como explica um outro teólogo, Adam Clarke (1760-1832): “A suposição de que Deus formou todas as coisas a partir de uma natureza preexistente e eterna é certamente absurda, pois se tivesse existido uma natureza eterna, além de um Deus eterno, devem ter existido dois seres autoexistentes, independentes e eternos, o que é uma contradição evidente.” Esse raciocínio é semelhante a várias declarações de Eddy.
O Novo Testamento também declara Deus como o único poder criador, e o Evangelho de João fala da “Palavra/Verbo” como coexistente com Deus no início (B2, João 1: 1-3). O significado da palavra VERBO resumidamente, significa “o pensamento e o pensamento expresso”. Por isso, Jesus é identificado como Filho de Deus, sendo ele mesmo a expressão de Deus à humanidade.
O salmista fala que a palavra (verbo) de Deus está "estabelecida", o que significa “firmemente constituída”. Aqui não há lugar para o acaso. Deus criou tudo o que existe e é natural concluir-se que Ele continue tendo autoridade sobre Sua criação (B4, Salmo 89:11), e Sua obra é permanente. Comparado à vastidão do universo, o homem parece realmente insignificante (B5, Salmo 8: 4), embora tenha o grande privilégio de ter recebido domínio sobre toda a terra. Por outro lado, tudo o que é feito pelo homem está sujeito a mudanças e ao declínio, enquanto que a obra de Deus é para sempre. No Salmo 104:31, (B6) temos mais uma citação desta lição que fala do regozijo na criação.
Nosso livro-texto nos diz que a expressão “no princípio” não se refere necessariamente a um ponto no tempo. Significa “o único” (CS1, p.502). Isso é muito significativo porque quer dizer que não há outra criação, seja em paralelo ou em competição com a criação espiritual. Tudo o que é real vem do Espírito, Deus. A Vida não poderia simplesmente evoluir da matéria -- a não inteligência; a Vida vem da Alma (CS2, p. 335). A Ciência Cristã vê o universo inteiro como a criação espiritual de Deus que é Espírito. O livro Ciência e Saúde afirma que qualquer outra teoria baseada na evidência dos sentidos é enigmática (CS4, p.124). Hoje, um enigma significa um quebra-cabeça misterioso, mas no tempo em que Eddy estava escrevendo CeS, enigma era algo que continha uma mensagem secreta. O que você acha que isso significa? Será que a criação que vemos contém algo além do que os olhos percebem? Talvez o que vemos seja apenas sombra do que realmente existe.
Embora o mundo aceite teorias materiais como fato científico, Eddy afirma que a Ciência se refere “unicamente às leis de Deus e ao Seu governo do universo” (CS5, p. 128). Ela aceita isso como fato consumado, sabendo que se é verdadeiro, tem de ser demonstrável (CS6, p.171).
Seção 2: Um só Pai.
Vários teólogos e comentaristas da Bíblia entendem que a pergunta de Malaquias (B7, 2:10): “Não temos nós todos o mesmo Pai?” se rnefira a Abraão ou a Adão, pois, no contexto, o profeta falava aos homens hebreus pelo fato de buscarem esposas em outros países em vez de casarem com hebreias. Espiritualmente, lemos ter o “mesmo Pai” como referindo-se a Deus. Mas a frase “não temos nós todos o mesmo Pai?” pode ser um apelo à paz, pois com um só Pai, somos todos irmãos. Nos dias de hoje, muitos estão tentados a estabelecer linhas entre nacionalidades, raças e religiões devido ao medo e à intolerância. Reconhecer que Deus é o Pai de todos é a única resposta certa aos distúrbios mundiais. Não importa quantos exércitos estejam envolvidos, ou batalhas empreendidas, em última instância, nossa única redenção será achada em nossa compreensão e confiança em Deus, “tu, ó Senhor, és nosso Pai, nosso Redentor” -- o pai de todos (B8, Isaías 63: 16).
O chamamento do profeta Isaías a todas as nações (B9, Isaías 34:1) demonstra a importância da mensagem a ser transmitida, com intenção de chamar a atenção do mundo devido à indiferença prevalente. O profeta fala de algo bem novo que está por acontecer. “...eis que faço coisa nova, que está saindo à luz” (B10, Isaías 43:19). Segundo o teólogo Mathew Pole (1624-1679), a expressão ”formei para mim” significa algo “criado do nada”. Essa expressão antecipa um ato criativo e, por isso, é invocada uma celebração de louvor para quando o evento ocorra.
O termo “Pai” está definido em Ciência e Saúde como “A Vida eterna; a Mente única; o Principio divino, comumente chamado Deus” (CS7, p.586). Desmembrando cada parte da definição, vemos a certeza da Vida infindável, não sujeita a ameaças ou perigo; a unicidade da Mente que elimina todo desentendimento, medo e conflito; e a confiança de que nossa origem está no único Principio divino, não em leis humanas. Aceitar a premissa de que há só uma Mente (CS8, p.467) eleva o homem acima de qualquer potencial conflito. Não há validade na ancestralidade humana, porque somos descendentes de Deus. Nosso existir não é governado por linhagem sanguínea, por sistemas políticos, doutrinas feitas pelos homens, ou pregação religiosa, mas pela lei da Vida divina (CS9, p. 63).
Toda a crença da geração humana é desarmada pela compreensão da natureza espiritual de Deus e do homem. Toda verdadeira geração não é produto da procriação humana, mas uma dádiva da Mente divina (CS 10, p.68). Como tal, deve ser boa. A ancestralidade espiritual do homem é fixa. Enquanto acreditarmos que o homem é criador, não compreenderemos isso (CS11, p. 69). A criação de Deus não é um evento ocorrido no tempo - quer seja um momento, uma semana ou bilhões de anos. Todas as ideias de Deus sempre existiram. Nós nos tornamos mais cientes dessas ideias à medida que melhoramos nossa compreensão espiritual.
Seção 3: As leis materiais limitadoras não são obstáculos para Deus.
As crenças materiais pretendem governar as condições de concepção e nascimento. Mas compreender Deus como o único poder criativo anula todas as condições materiais. As histórias de Isabel e Maria, retratam a superação de uma lei sobre a criação material. Enquanto algumas pessoas podem pensar que esses relatos são discutíveis quanto à sua autenticidade, não temos nenhuma razão para duvidar deles. Uma linha comum nessas histórias é a importância da qualidade do pensamento, que se manifesta em vidas consagradas.
O cenário da história é também significativo. Adam Clarke observa que o anjo visitou Zacarias em Jerusalém, no templo, na hora da oração: "Quando as pessoas e o sacerdote andam de mãos dadas e coração com o coração na casa de Deus, o anjo de sua presença certamente os acompanha e Deus deve aparecer entre eles."
Em cada uma dessas histórias, há um breve momento de perplexidade quando a mensagem do anjo é ouvida pela primeira vez. Zacarias teve dúvidas sobre a possibilidade de sua mulher e ele terem um filho depois de uma vida de esterilidade e sua idade avançada, mas uma pista para a força da fé de Zacarias, na mensagem divina, é encontrada no significado do nome do anjo. "Gabriel" vem de duas palavras hebraicas que significam "o poder do Deus forte."
Apesar de ficar mudo, por duvidar, Zacarias não foi dissuadido de sua obra. Nem largou tudo para correr para casa e contar à sua esposa sobre a visita do anjo Gabriel. Ele fielmente terminou seu trabalho e seguiu os passos normais de seu ministério.
Após voltar para casa, as palavras angelicais tornaram-se realidade. Isabel concebeu e "ocultou-se" por cinco meses, - acalentando a ideia de desenvolvimento e mantendo-a protegida de fofocas e potencial descrença. Os judeus consideravam esterilidade um sinal da desaprovação de Deus, geralmente por razões morais. Ter um filho seria um claro sinal da benevolência de Deus. Como acontece com cada um desses relatos, "alegria e júbilo" atendem ao cumprimento do nascimento de João: "Muitos se regozijarão" – "E converterá muitos dos filhos de Israel ao Senhor seu Deus."
Nessa história, é claro que Deus está governando completamente todo o evento. O amor é Pai e Mãe de todos (CS12). Podemos ficar tentados a pensar que, em casos semelhantes a Isabel e Zacarias, Deus está guiando um processo biológico humano. Mas o Espírito não quer e não pode manipular algo que não existe. O homem é completamente espiritual e o Espírito reúne os pensamentos em seus canais adequados (CS13).
Os dicionários definem "milagre" como um evento sobrenatural inexplicável pelas leis naturais ou científicas, mas o livro texto diz que os milagres “são impossíveis na Ciência” (CS14). Aquilo que o sentido humano chama milagre é perfeitamente natural, porque os chamados milagres estão em conformidade com a lei de Deus. A Ciência é uma "explicação da natureza." Na Ciência, a natureza é entendida como as leis de Deus e não leis do universo físico. A atenção de Zacarias e Isabel à lei divina lhes permitiu perceber seu filho João que em realidade, sempre existiu com Deus, o Princípio divino. Eles foram receptivos ao anjo e sentiram o seu poder. Ambos estavam dispostos a "esperar a direção de Deus" e "avançar" (CS16) até testemunharem o cumprimento da promessa de Deus. Ao nos depararmos com obstáculos materiais, estejamos abertos às mensagens do anjo Gabriel.
Seção 4: Com Deus nada é impossível.
Maria também estava repleta de qualidades espirituais que lhe permitiram ser receptiva à mensagem do anjo. O Salmo 34 (B13) é um modelo e tanto para seguirmos, e uma boa descrição da qualidade do pensamento - aquela "comunhão auto-consciente com Deus" a que Mary Baker Eddy que se refere. Como o salmista, Maria também via a lei de Deus ativa em cada parte de sua vida e louvou a Ele continuamente nos momentos bons e nos maus. Outra qualidade evidente em todos esses relatos e nos Salmos é a vontade de partilhar com alegria o reconhecimento da bondade de Deus com os homens.
Considere algumas das qualidades de Maria que estão implícitas na história da anunciação (B14, Lucas1:26-38). Maria não era rica, mas uma garota comum vivendo com humildade e devoção. A expressão "muito favorecida" significa não só que a graça foi concedida a ela, mas que ela era "cheia de graça." Maria foi receptiva ao anjo e estava disposta a aprender. Foi-lhe dito, "Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra." Este é o mesmo poder criativo que traz todas as coisas à existência, totalmente independente de processos materiais de geração. Maria foi envolvida pela natureza divina, eterna.
Ela também recebe a notícia de que Isabel, que era estéril até então, agora está esperando um filho. Com este anúncio vem a constatação de que "para Deus, nada é impossível". Maria aceita o seu papel completamente. Clarke capta os seus sentimentos com estas palavras: "Eu acredito totalmente no que dizes e eu estou perfeitamente pronta para obedecer teus comandos e realizar todos os propósitos de tua graça a mim concedidos." Este também é um exemplo para nós, para ser seguido, enquanto trabalhamos para entender mais do poder criador de Deus.
Eddy nos diz que a concepção de Jesus por Maria foi puramente espiritual (CS17). Pois "só a pureza podia refletir a Verdade e o Amor claramente encarnados no puro Cristo Jesus" que silenciou a lei material de geração. O “Espírito Santo: A Ciência divina; o revelar-se da Vida, da Verdade e do Amor, que são eternos" (CS, 19). “Descerá sobre ti o Espírito Santo, e o poder do Altíssimo te envolverá com a sua sombra." O Cristo é sempre um com Deus, e a pureza de Maria permitiu-lhe perceber esta ideia. "Jesus", escreve a nossa Líder, “foi o progênito da própria consciência que Maria tinha de sua comunhão com Deus" (CS18). Isso indica que o advento de Jesus não foi uma intervenção milagrosa, mas um despertar para o reconhecimento da realidade de Deus como o único criador – o Pai-Mãe de todos.
Seção 5: A minha alma engrandece ao Senhor.
As palavras dp profeta Sofonias afirmam o poder de Deus (B15) e nos lembram mais uma vez que a alegria está em tudo o que Deus faz.
A imensa alegria de Isabel com a chegada de Maria faz com que seu filho se mexa dentro dela (B16). As duas estão completamente envolvidas com o significado destes eventos. Isabel, sentindo-se cheia do Espírito Santo, repetiu grande parte do que o anjo revelara a Maria. Era uma confirmação para Maria das coisas grandiosas que estavam sendo realizadas. Isabel também não se intimidou. Ela falou “em alta voz” para que toda a casa pudesse ouvi-la. John Gill (1697-1771) escreve: “ela falou com grande veemêmcia da alma e força de afeição, estando sob uma poderosa impressão do Espírito de Deus…”
Como anteriormente, Maria é abençoada por sua receptividade da mensagem divina. O louvor sincero dela ia além das palavras. Toda sua alma magnificava o Senhor. Deus estava fazendo “grandes coisas” e era maravilhoso.
Maria ficou três meses com Isabel passaram juntas esse tempo cuidando pacientemente a grande obra de Deus nas duas. Quando Isabel deu à luz, todos seus vizinhos regozijaram-se com ela.
Essa é uma ótima lição para nós, também. No mundo de hoje, das mensagens instantâneas e da constante atualização do status de cada um (na mídia social), cabe a nós nos conter um pouco. Tire um tempo para nutrir terna e individualmente uma ideia nova. Haverá um tempo bem amplo quando for o momento certo. Os cristãos sempre têm motivos para regozijarem-se. O mundo pode não ver nem compreender, mas Deus sabe (CS21). Embora as circunstâncias da concepção e do nascimento de Jesus sejam um evento único, o fato espiritual principal a respeito de Deus como o autor do homem, também ficou evidente no nascimento de João. A realidade espiritual e fundamental da criação é legítima em todos os tempos. Os filhos e filhas de Deus “estão no Espírito e são do Espírito [...] e continuam assim para sempre” (CS22).
Todas as teorias materiais da evolução colocam a matéria em primeiro lugar e Deus em segundo. O verdadeiro desdobramento do homem não é através da teoria atômica ou da evolução, mas através do desenvolvimento espiritual. O pensamento inspirado, como exemplificou Zacarias, Isabel e Maria prova que podemos pular fora do quadrado da lei material, para compreender e experimentar a verdadeira criação. Mas não podemos ter as duas coisas. Só há um poder, Deus; e esse é o único poder criador no universo (CS24).
Seção 6: Antes que o mundo fosse...
A Bíblia foi compilada muito antes do surgimento das teorias modernas da criação e evolução, mas mesmo antigamente, as crenças concorrentes sobre a criação eram abundantes. Todo lugar tinha suas próprias histórias a respeito e cada um servia a uma série de deidades locais. O esforço de espalhar a palavra de um Deus universal, supremo, acima de toda a criação, sempre encontrou oposição na crença popular. As declarações das escrituras usadas antigamente para confrontar a crença popular ainda se aplicam nos tempos modernos.
As Escrituras afirmam que Deus é supremo. Ele fez tudo e tem jurisdição sobre tudo o que é feito (B17). No passado, outros deuses e, hoje em dia, outras teorias tentam criar leis que governam o homem e o universo, mas, mesmo assim, elas não têm nenhum poder, porque Deus é o único criador (B18). O salmista escreve que mesmo antes dos montes (acreditava-se ser a parte mais estável da criação) e até mesmo antes da formação da terra, Deus já era (B19).
Jesus levou essa linha de raciocínio um pouco além, declarando sua unidade com Deus “antes que houvesse mundo” (B20). O salmista alegra-se com as obras maravilhosas de Deus. De acordo com Barnes, “Graças te dou” quer dizer “não só admiro o que é maravilhoso e grandioso, como também te reconheço de um modo público como sábio, sagrado e bom; com o direito ao amor e à gratidão”. Isso me lembra do reconhecimento em voz alta de Isabel sobre o poder criador de Deus. Da mesma forma, “a minha alma o sabe muito bem” (B21) quer dizer “estou completamente convencida disso”. Isso se parece muito com a declaração de Maria, “A minha alma engrandece ao Senhor”. Não podemos negar a nossa alegria e convicção quando percebemos a realidade.
Eddy também estava confiante quando proclamou publicamente a supremacia absoluta de Deus: “A criação divina e cientifica proclama a Mente imortal e o universo criado por Deus" (CS27). Ela acha inconcebível considerar a matéria como um poder na criação. A matéria não é inteligente e não pode se gorvernar, nem pode ser o produto do Esppirito (CS28). O Espírito não criou a matéria; o universo e o homem são ideias e não objetos. A matéria não tem poder de se autopropagar (CS30). O homem é o reflexo do Deus infinito e isso é tudo o que há (CS31). Estarmos completamente convencidos de que Deus é o único poder criativo; que Sua criação é espiritual, não material; e que estarmos dispostos a vivê-la, nos autoriza a declarar esse fato e isso traz grande liberdade, alegria e regozijo.
—————————————
Este estudo metafísico foi preparado por by Craig L. Ghislin, C.S. Glen Ellyn, Illinois (Bartlett) craig.ghislincs@icloud.com / (630) 830-8683.
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB. Visite o site www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os Cedros são um complemento para a Lição Bíblica
O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical

Metaphysical

Thrive in God’s kingdom where you’ve been firmly planted! - To me, this week’s Lesson...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page