Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Reconheça que há uma mente que governa a todos – vamos curar nosso planeta. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Mente.

Kathy Fitzer, St. Louis, MO & Park City, UT
Posted Monday, February 16th, 2015

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA

“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!

Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda a Sua criação. Este fato e nosso amor por Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições bíblicas. Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso tem trazido cura, conforto, reforma e regeneração às pessoas há várias gerações.

Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que cruzarem seu caminho.” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1)

O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico da LB para auxiliar na sua compreensão do estudo bíblico para o tema: A Mente

Reconheça que há uma mente que governa a todos – vamos curar nosso planeta.

Este tema é estudado diariamente em 17 línguas, em todo o globo, de 17 a 22 de fevereiro de 2015

Abreviações: Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB; Bíblias: King James – KJV;

J.F.Almeida Revista e Atual. – JFA; A Mensagem – MSG; Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;

Texto Áureo - Mateus 6:8: [...]Deus, o vosso Pai, sabe o de que tendes necessidade, antes que lho peçais.

A Mente divina sabe o de que temos necessidade—melhor e antes de nós mesmos sabermos! Por que e como é isso? Porque, como esta Lição Bíblica deixa claro, Deus é a única Mente e sabe tudo. E, quando reconhecemos essa Mente e nossa unidade com Ela, somos guiados corretamente, percebemos o bem que a Mente está revelando e somos capazes de curar aquilo que supostamente contraria o governo harmonioso da Mente.

Leitura Alternada - Hebreus 11:1, 3, 5, 8-10; Isaías 30:21, 29

Está sendo introduzida a ideia da cidade de Deus (o reino de Deus) que é revelada por meio da fé—da total confiança em Deus. Esse “reino” é uma percepção da presença de Deus e não uma localidade. Abrão respondeu à orientação de Deus, e seguiu em frente sem saber aonde estava indo. O que ele procurava era “uma cidade com sólidos fundamentos”. Um fundamento ou fundação é algo sobre o que outras partes repousam, ou uma base firme sobre a qual construir. Uma tal cidade—um tal reino—é imutável e permanente. E, tal como Abraão, seremos guiados a encontrar esse estado de consciência no qual a harmonia reina, quando ouvirmos e atendermos à palavra “atrás de nós, dizendo: Este é o caminho, andai por ele.” Podemos seguir nosso caminho com alegria, certos da presença de Deus e da promessa de salvação—aqui e agora!

Seção 1: Que promessa! Deus será conhecido por TODOS

Quanto melhor conhecemos alguém, tanto mais fácil é comunicar-se com esse alguém e de ouvir e aceitar o que nos diz. Isto também é verdade para Deus, a Mente. Quanto melhor conhecermos Deus como Mente, tanto mais fácil será discernir a mensagem e orientação de Deus. Eis o que esta seção revela: “todas as coisas foram criadas por ele, e tudo existe por meio dele e para ele. Glória a Deus para sempre” (B1, NTLH). Deus nos ama incondicionalmente o bastante para pôr Sua lei no coração de TODOS, de modo a que TODOS possam conhece-Lo (B2). “Todos os teus filhos serão ensinados do Senhor; e será grande a paz de teus filhos” (B3). Ciência e Saúde esclarece como Deus deve ser conhecido. Demasiadas vezes as pessoas tentam compreender Deus como se Ele fosse um super-humano— um Deus na semelhança do homem, ao invés do homem à semelhança de Deus. Mary Baker Eddy escreveu que “adoraremos na proporção em que entendermos a natureza divina e O amarmos com compreensão, sem mais contender quanto à corporalidade de nosso Deus, e sim regozijando-nos na Sua afluência” (CS2, p.140). Um exemplo

“[...] contender sobre a corporalidade” é acreditar que Deus conhece e permite o sofrimento humano...coisas do tipo guerra, doença acidentes e escasses. Enquanto que regozijar-se na afluência é reconhecer o fluxo e a abundância ininterruptos de Deus como Mente divina. Olhando para as definições de Deus e Mente, discernimos a totalidade de Deus como inteligência infinita, e a Mente como a única identidade (CS3 e 4). “Tudo é Mente infinita e sua manifestação infinita, porque Deus é Tudo-em-tudo” (CS5). Me ocorreu que uma manifestação naturalmente sabe sua origem. E assim toda a humanidade pode saber a excelência/bondade a afluência da Mente infinita, como tendo lhe dado origem e vivenciar essa bondade. Reconhecendo-se todo o bem como a manifestação da Mente, tornar-se-á claro que o bem é o real e pode ser percebido por todos.

Seção 2: Reconhecendo toda a humanidade como tendo a Mente do Cristo

Quando os judeus estavam reconstruindo o muro de sua cidade, eles foram fortalecidos pela leitura que “Esdras, o escriba,” fez da lei de Moisés para eles. Esdras convidou várias pessoas para lerem. “Eles iam lendo o Livro da Lei e traduzindo; e davam explicações para que o povo entendesse o que estava sendo lido” (B4, NTLH). Esdras não julgou quem seria capaz de entender a lei e quem não o seria. Ele reconheceu a capacidade de todos para entender (B4).

A primeira carta de Paulo aos Coríntios explica porque todos podem entender ... porque Deus está revelando a Sua própria manifestação. Toda a humanidade tem a mente do Cristo (ou a Mente expressa como manifestação divina, B5). Assim, muitos dos problemas do nosso mundo parecem originar-se de um conflito entre diferentes mentalidades - diferentes pontos de vista - ou diferentes partes de um corpo (seja um corpo físico ou de um organismo sociopolítico). Mas, aprendemos na CC e, por isso, rejeitamos a mentira de que há muitas mentes - muitas partes - e reconhecemos apenas uma lei, a de Deus que rege o universo, começamos a colher os frutos desse entendimento. Nós podemos fazer mais do que poderíamos imaginar ser possível se pararmos de pensar em termos de inteligência pessoal e habilidades limitadas e reconhecermos que o homem é verdadeiramente a expressão da Mente infinita e todos refletimos esta Mente. Eu amo essa frase: "Um conhecimento da Ciência do existir [...] eleva o pensador a seu ambiente natural de discernimento e perspicácia" (CS8). Perspicácia inclui discernimento, visão e compreensão. Assim, é nossa natureza (nosso ar nativo) percebendo as coisas como elas realmente são - como Deus as fez. Esse entendimento vem do Espírito ... de Deus. Está disponível para todos! Não é dependente do intelecto humano - ou o quanto de educação formal alguém tem (CS9). A chave é entender que todos, em qualquer lugar, tem UMA Mente porque “TUDO é Mente infinita e sua manifestação infinita”. Então, não há muitas mentes para guerrearem umas contra outras. Apenas a Mente pura que há em Cristo (no homem ideal, ou manifestação de Deus, CS10). Todos nós queremos ajudar o nosso mundo a encontrar paz. A manutenção dessa perspectiva - aceitar essa Mente para nós e para os outros - é a melhor coisa que podemos fazer para trazer este sonho à realidade. Fazendo isso estaremos ajudando a CURAR O MUNDO.

Seção 3: Alinhar o nosso pensamento com o pensamento de Deus revela a harmonia da Mente

O Salmista pergunta (Salmo 139): onde eu poderia ir que Deus não estaria? E a resposta é ... nenhum lugar! (B7). Deus está sempre lá para nos guiar e cuidar de nós! O profeta Jeremias entrega uma mensagem de Deus, de esperança para o povo de seu tempo e para nós ... "Eu é que sei que pensamentos tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que desejais" ou a Nova Tradução na Bíblia na Linguagem de Hoje: Só eu conheço os planos que tenho para vocês; prosperidade e não desgraça e um futuro cheio de esperança. Sou eu, o Senhor que está falando” (B8, Jeremias 29:11). Significa que estamos unidos com Deus. Então, é claro que só o que é bom está à nossa disposição! Por isso, quando as coisas parecem sombrias e até mesmo impossíveis, a resposta está em alinhar o nosso pensamento com o que Deus conhece - estando certo que nossa consciência está unida com a realidade verdadeira! Um diagnóstico médico - ou uma análise psicológica - de um problema começa com o problema e procura por uma causa e solução na matéria. Mas investigando a anatomia física de um corpo - ou analisando a composição ou o modo de agir de facções em guerra, um corpo sociopolítico - não vai produzir qualquer solução permanente. Considerar a anatomia de uma perspectiva espiritual envolve a verificação de nosso próprio conhecimento (autoconhecimento mental) para determinar se os nossos pensamentos são "divinos ou humanos" (CS-12). Alinhar o nosso pensamento com o divino nos permitirá ver o bem que é inerente à criação de Deus. A vista humana pode apresentar um quadro cheio do bem, mas misturando sempre a possibilidade de que o bem pode ser virado de cabeça para baixo e quebrar-se em pedaços. Ver as coisas do ponto de vista da Ciência Cristã (a verdade da lei de Deus) permite que a mente humana fique unida com o divino e ceda “à harmonia da Mente divina" (CS14). Nós não queremos usar o nosso tempo dissecando a mente mortal olhando para o que está errado mas é importante estar sempre consciente sobre qual lente que estamos usando. À medida que ficarmos "ligados" à Mente divina, veremos a harmonia que constitui o reino de Deus. Ao invés de sermos driblados pelo cenário humano em constante mudança, vamos manter a experiência humana alinhada com o divino e deixemos o plano de Deus, sempre bom, ser visto e experimentado por todos.

Seção 4: O reinado da Mente divina

A observação de que a maioria dos problemas que enfrentamos, de alguma forma envolvem conflito entre várias mentes - opiniões diferentes e personalidades conflitantes. Mesmo a doença deriva da crença de algum tipo de conflito dentro do corpo. Mas, e se houvesse um poder governante e ele fosse uma potência de suprema sabedoria e força irrefutável? E se essa força governante fosse tudo de bom? Um reino governado por esse tipo de governo seria livre de conflitos. Tal reino existe ... aqui e agora e está disponível para todos habitarmos em paz e harmonia! Jesus lançou luz sobre este reino, identificando-o como o reino dos céus (ou o reino de Deus, B-9 e 10). Os reinos "deste" mundo são falsificações do reino divino que é governado pela Mente eterna. Eddy define o Reino dos Céus como: “O reino da harmonia na Ciência divina; o âmbito da Mente onipotente, infalível e eterna; a atmosfera do Espírito, onde a Alma é suprema (CS-19). A chave para experimentar a vida neste reino é reconhecer a verdade desta afirmação: "Existe um só Eu, ou Nós, um só Princípio divino, a Mente, que governa toda a existência" (CS-21). Abandonar a possibilidade de existirem múltiplas mentes ... múltiplas vontades e opiniões diferentes ... e não restará nenhuma via para conflitos. "A compreensão divina reina, é tudo e não há outra consciência" (CS-22). Nenhuma consciência de doença, conflito, guerra, pobreza, falta de água, desespero ou morte. Só pode haver consciência de paz, harmonia e perfeição ... o reino dos céus, presente aqui e agora! Existe apenas uma Mente!

Seção 5: A cura resulta da compreensão da Mente como sendo a única causa

Jesus não só curou, como reconheceu que a autoridade para curar está disponível para todos, e também esperava que essa autoridade fosse exercida (B11, 12). Nesta seção, temos a história de um homem insano, descontrolado. Vivendo entre os sepulcros, ele não podia ser contido. Ele não só se feria, como também perturbava os outros com seus gritos. Jesus já tinha acalmado uma tempestade no mar. Agora ele tem a oportunidade de acalmar outro tipo de tempestade. Uma das coisas que torna esta história importante é que encontramos Jesus expandindo seu ministério para incluir os gentios, aventurando-se em uma terra que era considerada impura pelos judeus. Ninguém está fora do governo da Mente! A situação parecia tão severa que o "mal" - ou o erro – que despossuíra o homem de seus sentidos identificou-se como "Legião". Uma interpretação de legião é um batalhão 2048. Outro é uma infantaria de 6000, cavalaria de 120, juntamente com os auxiliares. O ponto é que esta é uma situação séria! Mas Jesus não ficou impressionado. Ele falou diretamente com o erro - separando a suposição do mal, do homem, sabendo que seu tipo de perturbação não poderia ser parte da manifestação da Mente. Lemos que a "legião" pediu para entrar nos porcos - deduzindo que poderiam continuar a viver se apenas mudasse de forma. (Não é isso o que a mente mortal faria hoje - consideraria mudar de uma doença à outra ou de um conflito ao outro?) Jesus permitiu. Ele sabia que o erro - uma vez detectado como erro - não pode se esconder, mas sempre destrói a si mesmo (B13 & B23). Alguns estudiosos da Bíblia questionam se os porcos correram literalmente para o mar, porque acredita-se que a cidade de Gerasa fica muito distante do mar para que isso tivesse sido possível. É tentador ficarmos ansiosos sobre os detalhes desta história, com questões como "Por que Jesus mataria os porcos?" Mas, para mim, é importante manter o foco nas lições maiores. Primeiro, não é preciso se impressionar com o tamanho ou gravidade aparente de um problema. O problema nunca está atrelado a uma pessoa. E, não importa se o problema parece ser mental ou físico. Os argumentos usados para curar são os mesmos, e o conhecimento de que Deus é a única Mente e que "a verdade e o amor estabelecerão um estado sadio, guiará e governará a mente mortal, ou seja, o pensamento do paciente, e destruirá todo erro". (CS25). O poder sanador está na Mente, a única causa. A moral da história é que "o erro não é real" (CS26). Quando acreditamos no erro e o aceitamos, ele pode nos afetar (em todas as áreas da atividade humana). Mas quando ele é visto como irreal – como um erro simplesmente (ou uma visão equivocada) – não importa o tamanho que possa parecer ter ou por quanto tempo tenha sido considerado. Quanto mais cheio fica um balão, maior a certeza de que vai estourar. A destruição está assegurada! Assim também acontece com o erro – não importa como é chamado ou seu tamanho. A outra coisa divertida de observar sobre esta história é que ela serviu para espalhar o evangelho da autoridade sanadora da Mente. Os porqueiros voltaram para suas cidades para contar a história e Jesus não deixou que o homem curado o acompanhasse. Porém, insistiu para que ele ficasse ali para testemunhar o poder de cura da Mente. Continua sendo importante que o mundo fique sabendo de nossas curas hoje. E, não importa se os problemas são grandes, ruidosos, ou difíceis de serem contidos – guerra, doença, pobreza – não precisamos nos intimidar com eles. O efeito da intimidação é a interrupção da atividade. Nada pode parar a ação da Mente e nós somos a manifestação da Mente. Passo a passo, devemos demonstrar o fato de que "o mal não pode ocupar lugar nenhum onde todo o espaço está preenchido por Deus" (Mente)! (CS28). Reconheça sempre e de todas as maneiras a onipresença da Mente divina e as legiões de erro serão destruídas!

Seção 6: Aceite a Mente do Cristo que é verdadeiramente a Mente de TUDO

O "Dia de Pentecoste" é um claro exemplo de que todos os homens têm uma Mente – e que as barreiras da comunicação podem ser quebradas. Pedro falou a um grupo de judeus que havia se reunido vindos de vários lugares; contou-lhes a história de Cristo Jesus e revelou-lhes as boas novas do Reino de Deus. Todos ali ouviram e compreenderam a mensagem, mesmo falando idiomas diferentes (B15). Quando lemos de negociações que fracassam e de chefes de estado (ou familiares, professores e alunos, empregadores e empregados, etc) que não conseguem se comunicar com eficácia uns com os outros, seria bom lembrar deste exemplo. É a MENTE (o Deus onisciente) que se comunica. A Mente e a manifestação da Mente devem estar na mesma página! Paulo estimulou os filipenses (na Grécia) para que "tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus". E, de certa forma, ele explicou em detalhes o que isso significava: "ter o mesmo modo de pensar, o mesmo amor, um só espírito e uma só atitude." (B16, NVI). Então, a Bíblia na Nova Versão Internacional coloca o versículo 5 desta forma "seja a atitude de vocês a mesma de Cristo Jesus". Ter a "atitude que Cristo Jesus tinha" é muito diferente de ter a Mente do Cristo, como explicado na Ciência Cristã. Sim, Jesus é nosso Mestre. Seguimos seu exemplo. Porém, Jesus sempre creditou ao seu Pai todo o bem que ele próprio demonstrou. Tentar humanamente ser como Jesus é difícil se tentarmos fazer isso partindo da mente humana de uma personalidade mortal. Mas quando compreendemos que o Cristo é a fonte divina de tudo o que Jesus fez – a essência de seu ser espiritual (e de todos), o homem ideal inseparável de seu criador, uno com Deus (Mente) –, ter a Mente do Cristo é livrar-se da crença de mentes separadas e aceitar a verdade de que há apenas UMA Mente, governando TUDO. Analisando a partir da perspectiva de que é natural ver o bem em tudo, insista na saúde para todos, exija ver a paz como o estado natural do universo. Jesus tinha mais do que uma "boa atitude". “Que haja em vós a mesma Mente que houve também em Cristo Jesus” é reconhecer Deus como a única Mente e a Mente de TUDO – ninguém é deixado de fora. DEIXEMOS que esta Mente esteja em nós! Uma definição de "deixar" é "não evitar nem proibir; permitir". Esteja aberto ao fato de que o cérebro não é a fonte da mente, que não existe mente inteligente nem mente burra, mente teimosa, mente voluntária, mente doente, mente com raiva, etc. Existe somente a MENTE – DEUS– uma consciência que conhece somente o bem. E uma manifestação infinita desta Mente. Insistir nisso não é "ignorar" os problemas deste mundo; é curá-los! Ao priorizarmos de fato a aceitação de que EXISTE uma única Mente, veremos o progresso em nossas vidas individuais e no mundo. Curar é a nossa missão.

____________________________________________

Este estudo metafísico foi preparado por Kathy Fitzer de Lake St. Louis, MO and Park City, UT, 314-323-4083 kathyfitzer@gmail.com

A equipe de tradução para o português é composta por Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB.

Visite o saite www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.

Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB.

Os Cedros são um complemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Thrive in God’s kingdom where you’ve been firmly planted! - To me, this week’s Lesson...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page