Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Adorar a Deus em Espírito e em Verdade. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: O Espírito.

Rick Stewart, C.S., Dresden, Germany
Posted Monday, February 2nd, 2015

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!
Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda a sua criação. Esse fato e nosso amor por Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições bíblicas. Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso tem trazido cura, conforto, reforma e regeneração às pessoas há várias gerações.
Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que cruzarem seu caminho.” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1)

O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico da LB para auxiliar
na sua compreensão do estudo bíblico para o tema: O Espírito

ADORAR A DEUS EM ESPÍRITO E EM VERDADE.
Este tema é estudado diariamente em 17 línguas, em todo o globo, de 02 a 08 de fevereiro de 2015
Abreviações: Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB; Bíblias: King James – KJV;
J.F.Almeida Revista e Atual. – JFA; A Mensagem – MSG; Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;


Quando comecei com o estudo da Lição Bíblica desta semana viajei no tempo e me vi pensando em meu cachorro “Black Jack” e no “vizinho” ao lado, um jacaré que eu chamava de “Clapper”. Eu vivia numa cabana de madeira num sitio a uns 35 km de Ocala, Flórida, EUA. A cerca de 100 m, bem em frente à minha cabana, havia uma lagoa. Muitas vezes, enquanto jantava sentado sob uma árvorei, ouvia o ruído das mandíbulas do jacaré abocanhando alguma presa. Ele tinha aproximadamente 1,5 m de comprimento. Eu me divertia tendo-o como vizinho e foi por causa de seu hábito barulhento de comer que o chamei de “clapper” (batedor de mandíbulas). Eu sabia que, pelo seu tamanho, ele não representava perigo para mim e meus amigos quando íamos nadar ou pescar na lagoa. Mas um dia me ocorreu que Clapper estava crescendo e poderia ser uma ameaça para o Black Jack.
Esse dia chegou mais depressa do que imaginei. Quanto jantava ouvi Black Jack latindo freneticamente no meio do lago. Corri para ver o que havia. E vi Black Jack no meio do lago tentando manter a cabeça fora d’água. Corri até a margem e continuei correndo para dentro e depois fui nadando rápido para chegar ao cachorro e salvá-lo. Tinha esperança de chegar a tempo para segurar o jacaré e manter Black Jack fora da água. Foi um quadro apavorante que meus temores projetaram em minha mente. Enquanto corria e nadava fui orando: “Pai, me ajuda por favor!” Na minha imaginação o medo tinha projetado o quadro de ver Clapper com Jack na boca tentando mantê-lo sob a água. Mas quando cheguei perto pude ver o que realmente estava acontecendo.
Black Jack não estava na boca do Clapper! Ele era um cachorro de uma raça criado para caçar pássaros. Ele estava freneticamente nadando no meio da lagoa tentando pegar um dos pássaros que mergulhavam para beber água na superfície da lagoa. Ele não estava sendo afogado, estava mesmo era se divertindo nadando para caçar um pássaro. Em um segundo, passei de uma desesperada tentativa de salvar o cachorro para uma raiva lívida ao me ver na água até o pescoço com todas minhas roupas. OH! Como pude me deixar enganar por uma interpretação equivocada, baseada numa expectativa de medo a tal ponto que afetou meu raciocínio lógico e a minha paz de espírito?
Pode ser tão fácil tirar conclusões erradas baseadas no testemunho dos cinco sentidos impregnados de algum tipo de medo ou de preconceito. Muitas vezes essa interpretação errada dos acontecimentos ou evidências pode ter resultados desoladores. Onde buscar ajuda diante do mundo de hoje? Que tal buscar a ajuda necessária no estudo da Lição Bíblica diária da Ciência Cristã?
Em certo sentido, poder-se-ia dizer que cada Lição Bíblica vem na “hora H”. Por meio das mensagens sanadoras das citações bíblicas e das explanações do CeS, recebemos introspecções que nos elevarão acima de reações precipitadas com base no MEDO (FEAR = falsa evidência parecendo real, ou Esquecendo tudo sobre a realidade!). Com ajuda da lição bíblica nos engajaremos com o mundo à nossa volta usando discernimento, compreensão, bom senso, ou seja, oramos para alcançar a solução, a salvação, a cura. Nos elevaremos acima do ódio, de equívocos e pontos de vista de preconceitos e, com ajuda do Cristo, aprenderemos como melhor adorar a Deus “em espírito e em verdade”. E com isso seremos mais saudáveis, felizes e estaremos mais em harmonia com o nosso mundo inclusive nossos vizinhos. Nosso estudo individual e nossas orações, com a lição bíblica, podem contribuir para diminuir o ódio, o preconceito, o sofrimento e da dor.

Tudo começa com o Texto Áureo e a Leitura Alternada.
No Acampamento dos Cedros, quando estudamos a Lição Bíblica em conjunto, ou compartilhamos o estudo metafísico com base na lição bíblica antes de alguma atividade, às vezes falamos de encontrar a nossa “pepita de ouro”. Um participante do acampamento pode procurar por suas ideias favoritas ou seus temas prediletos na busca de sua própria “pepita”. Vocês podem afirmar que o Texto Áureo e a Leitura Alternada desta semana sejam nossas “pepitas de ouro” para o dia de hoje e para esta semana.
Texto Áureo: João 4:24 - Deus é espírito, e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade.

Leitura Alternada: João 4:7, 9, 13-15, 20, 21, 23.
Como podem ver, ambos são do mesmo capítulo da Bíblia, João 4. Esse capítulo relata o encontro entre Jesus, um judeu e uma mulher samaritana. A conversa se dá junto a uma fonte associada a judeus, samaritanos, cristãos e muçulmanos com o patriarca Jacó. Está localizada a 50 km de Jerusalém no que se chama de “Banda ocidental”.É perto de Nablus,uma cidade no território palestino. Desde 1967, a área é ocupada por Israel.
No tempo de Jesus, essa área também era ponto de conflito entre judeus e os residentes locais, os samaritanos. Como diz a Bíblia em João 4:9: “porque os judeus não se dão com os samaritanos”. Ou seja, havia centenas de anos de amarguras e ódios entre os dois grupos. Mas isto não impediu o Mestre de chegar lá para pregar e curar. Para ele não havia divisão e não reconhecia que pudesse haver uma área hostil.
A conversa entre Jesus e a mulher é bem significativa, pois se refere a como e onde adorar a Deus. Embora houvesse uma causa histórica para o preconceito entre as partes, Jesus e a mulher tiveram uma troca de ideias bem entabulada e objetiva. Jesus entra no assunto da verdadeira adoração. Ele eleva o pensamento acima da água da fonte para uma água “a jorrar para a vida eterna”. Indo além das tradições locais e religiosas, Jesus compartilha a importância de adorar a Deus com entendimento, adorar o Pai “em espírito e em verdade”. Em João 4:23, lemos: “[…] vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores”. Esta promessa de verdadeira adoração do Pai começa com a Seção Um.

Seção 1: Deus, o Espírito, criou sozinho.
Qualquer progresso que fazemos para a verdadeira adoração começa com um reconhecimento da relação de Deus com a criação. Esta seção estabelece que tudo no universo de Deus expressa Deus. “18 O Senhor que criou os céus, é o único Deus. Ele fez a terra, e lhe deu forma, e a colocou no seu lugar. Ele não a criou para que ficasse vazia, mas para que houvesse moradores nela. O senhor Deus diz: “Eu sou o Senhor, e não há outro deus. 19 Eu não falei em segredo, não falei num lugar escuro e não disse ao povo de Israel que me procurasse num lugar deserto. Eu o Senhor, falo a verdade, e o que digo sempre merece confiança” (Isaías 45:18,19, NTLH).
Em Ciência e Saúde, lemos: "Só Deus, o Espírito, criou tudo, e achou tudo bom" (CS1, p.339:9-10). "Tudo no universo de Deus expressa Deus. Ele enche todo o espaço, e é impossível conceber tal onipresença e individualidade, senão como o Espírito infinito ou a Mente infinita. Portanto, tudo é o espírito e tudo é espiritual" (CS2, p.331:16,22). Vamos viver esse fato. Vamos olhar a evidência de como tudo em nossa vida expressa Deus.
Às vezes olhamos para o mundo e pensamos que há lugares ou governos, ou a falta de governos, que criam uma espécie de terra devastada ou sem fronteiras, onde Deus não está presente. Essa falsa crença foi derrubada ao ouvir um testemunho de um amigo e membro da nossa Igreja em Dresden, Friedmar Kroehnert. Ele contou sobre uma viagem que fez com sua família para visitar parentes. Foi durante os tempos da Alemanha Oriental. Friedmar, sua esposa, e duas filhas estavam viajando entre Dresden e Potsdam. Cerca de 70 quilômetros de Dresden seu carro novo, um Travant, apresentou um grande problema de motor. Ele rodou até parar no acostamento e logo um outro carro parou atrás dele. Friedmar — cresceu estudando a Ciência Cristã, apesar de o estudo e a prática pública da Ciência Cristã fossem proibidas pelo governo comunista que governava a Alemanha Oriental naquela época. Por isso, Friedmar estava orando, quando desceu do carro e foi pedir ao motorista do outro carro se ele poderia dar uma olhada no motor. O homem pediu para Friedmar ligar o carro e assim que ouviu o som, ele disse para Friedmar desligá-lo. O homem estava viajando para Potsdam também e se ofereceu para rebocar o carro de Friedmar os restantes 150 km da viagem. A família de Friedmar se acomodou confortavelmente no carro do homem e Friedmar dirigiu seu próprio carro, sendo rebocado. O homem levou-os até o seu destino e, em seguida, levou Friedmar e o carro rebocado para a sua própria garagem para os reparos necessários. Essa graça, esse Amor, evidenciam a atividade do bem. É, para mim, um exemplo, um toque que nenhum regime ou a falta de um regime pode negar que Deus está sempre presente. Todos somos filhos de um mesmo Deus e Pai.
"As três grandes propriedades do Espírito”, afirma o livro CeS: “a onipotência, a onipresença e a onisciência – o Espírito a possuir todo o poder, a encher todo o espaço, a constituir toda a Ciência – contradizem para sempre a crença de que a matéria possa ser real. Essas propriedades eternas revelam a existência primeva como a realidade radiante da criação de Deus, na qual Sua sabedoria declara que tudo o que Ele fez é bom" (CS6, p.109:34).

Seção 2: "[…] aquele que estabeleceu todas as coisas é Deus" (B5, Hebreus 3: 4)
Deus edificou uma criação espiritual, e isso nos inclui. O apóstolo Paulo escreveu: "Sabemos que, se a nossa casa terrestre deste tabernáculo se desfizer, temos da parte de Deus um edifício, casa não feita por mãos, eterna, nos céus" (2 Coríntios 5: 1, 5).
Mary Baker Eddy escreve: "Algum dia compreenderemos como o Espírito, o grande arquiteto, criou homens e mulheres na Ciência. Devemos perder o gosto por aquilo que é fugaz e falso, e não alimentar nada que sirva de empecilho ao senso mais elevado de nossa identidade" (CS7, 68: 4).
Muitas vezes é quando somos forçados a olhar mais profundamente para o Espírito, que descobrimos esses fatos como mencionado acima. É o que chamamos de demonstração na Ciência Cristã. Quando em profunda oração, somos obrigados a pesquisar e descobrir algo sobre "o edifício de Deus, uma casa não feita por mãos, eterna, nos céus".
Quando meu irmão Scott, era pequeno, tínhamos uma máquina de lavar roupa. Acima do tambor de lavagem havia dois rolos, onde as roupas passavam e a água era espremida. Scott ficou com o braço preso entre esses dois rolos e o ferimento parecia ser grave. Assim que mamãe chegou até ele, lhe veio ao pensamento uma declaração do livro Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras: "Aproxima-se a época em que a mente mortal abandonará sua base corpórea, estrutural e material, quando a Mente imortal e suas formações serão percebidas na Ciência e as crenças materiais não interferirão nos fatos espirituais. O homem é indestrutível e eterno. Algum dia se chegará a saber que a mente mortal constrói o corpo mortal com os materiais mortais próprios dessa mente. Na Ciência, nenhuma fratura ou deslocamento pode em realidade ocorrer" (402: 8-16).
Com essa declaração, houve um forte estalo e o braço de Scott ficou bom e ele parou de chorar. Nunca houve qualquer problema com seu braço depois dessa cura instantânea pela oração científica.

Seção 3: "Pecador ele te chama, — Venha para esta fonte"
Como Jesus falou com a mulher no poço, ele prometeu "aquele, porém, que beber da água que eu lhe der, nunca mais terá sede; pelo contrário, a água que eu lhe der será nele uma fonte a jorrar para a vida eterna" (João 4:14). Jesus compartilhou isso com uma mulher que já tivera cinco maridos e estava vivendo com outro homem no momento.
A água é um maravilhoso purificador! Jesus mostra que a água que purifica e refresca eternamente não é apenas uma forma especial de H2O, mas sim a Água da Vida, o Espírito Santo a remover todas as formas de desarmonia, incluindo o pecado. Em Lucas 5:17-20 (B10), lemos que Jesus cura um homem "paralítico". Os homens trouxeram o paralítico em uma cama e não conseguiam encontrar uma maneira de passar pela multidão para levar esse homem a Jesus, assim eles abriram o telhado e baixaram até o chão bem em frente de Jesus. Somos informados que: "Vendo-lhes a fé, Jesus disse ao paralítico: Homem, estão perdoados os teus pecados." Ele curou, libertou, o homem física e mentalmente.
Como Jesus ilustrou, a cura física é às vezes, uma libertação de um estado pecaminoso do pensamento, como citação CS16, explica: "Visto que, na Ciência, o homem real está ligado ao seu Criador, os mortais só precisam voltar-se em direção oposta ao pecado e desprender-se do ego mortal para encontrar o Cristo, o homem real e sua relação com Deus, e para reconhecer a filiação divina" (316:3-8).
Que alegria! Que esperança! Só porque todos nós, por vezes, lutamos com alguma das inúmeras formas de pecado que confrontam a humanidade, nós podemos ser lavados e ficarmos brancos como neve. O Cristo, a atividade do Espírito Santo, é muito melhor do que o melhor sabão em pó já fabricado. Como eu tive que algumas vezes lutar contra as tentações do pecado, como foi útil saber que o pecado nunca fez parte de mim. Jamais foi uma parte da minha verdadeira identidade como filho de Deus.
Certo dia, quando eu era criança, estávamos brincando à beira de uma lagoa pantanosa. Repentinamente, caí em uma poça de barro espessa e pegajosa. Fiquei coberto de lama da cabeça aos pés, completamente irreconhecível. Meu irmão Scott me pegou pela mão e me levou para casa, enquanto eu chorava pelo caminho. Quando chegamos, meu pai estava trabalhando no jardim. Alguns minutos de banho de mangueira e ele deixou esse menino irreconhecível como ele era antes. Assim como meu pai humano sabia que sob aquela camada de lama estava seu filho mais novo, da mesma forma, o nosso maravilhoso Pai celestial está sempre pronto para lavar os nossos pecados com esta fonte eterna de água pura e que nos renova, salva e liberta. No nosso Hino Comunhão Nº 298, cantamos:
Ao pecador diz: “Vem nesta fonte Teu senso humano lavar;
O Espírito te faz Puro, excelso, e vai curar Toda mágoa, pecado e dor.”

Seção 4: O Espírito, Deus, expulsa os chamados espíritos do mal.
"Que palavra é esta, pois, com autoridade e poder, ordena aos espíritos imundos, e eles saem?" B15, Lucas 4:36. Podemos ser como Jesus e ajudar aqueles a quem os outros estão prestes a rejeitar?
Ao analisar minha infância, por ter sido criado numa família onde minha mãe estava na prática de cura da Ciência Cristã, não acho que haja casos que tenham me tocado mais do que aqueles pacientes que lutaram para estar mentalmente em paz. Lembro-me de três casos em que nossa casa foi aberta para abrigar alguém que estava em processo de cura. Houve situações em que os ataques foram raivosos e outras em que foram engraçados. Mas me lembro de meu pai dando apoio e sendo prestativo, quando havia necessidade de ajuda física. E lembro-me com grande admiração de quando estas pessoas queridas voltavam para casa. E era somente devido à Ciência Cristã que eles tinham uma casa para onde ir.
Como na citação B15, o mal da doença pode parecer rugir: "— Ei, Jesus de Nazaré! O que você quer de nós? Você veio para nos destruir?" (Lucas 4:34, NTLH). Bem, agora que você perguntou, sim! Mas com o método e a prática de Jesus, o alvo sempre foi o mal, o pecado. O pecado ou o mal não tem influência legítima sobre o filho de Deus mais do que a lama que cobriu o meu corpo tinha sobre mim. Através do ministério de Jesus, o indivíduo aflito ou preocupado com o problema sempre era resgatado ou restabelecido.
A citação a seguir é um incentivo: "Afirma tu os fatos da Ciência Cristã — que o Espírito é Deus e, por isso, não pode estar doente; que aquilo que se chama matéria não pode estar doente; que toda a causalidade é a Mente, agindo mediante a lei espiritual. Então, mantém tua posição com a compreensão inabalável da Verdade e do Amor, e vencerás" (CS22, 417: 10-16).

Seção 5: "Vem de longe, o Espírito está lá."
O quanto você quer compreender a Deus? Em Atos 8, lemos sobre um homem vindo da Etiópia que "viera a adorar em Jerusalém" (B18). A Etiópia fica a 2.500 km de Jerusalém! E você diz que está tendo dificuldades de chegar à igreja? Estás mesmo sedento pelo Espírito, a água da vida eterna?
Quando eu percorria a América do Sul, lembro-me de conversar com pessoas que tinham viajado por dezoito horas de ônibus para assistir a uma de minhas conferências. A atmosfera que se criou para esta sede do Espírito da Palavra é de uma alegria absoluta. Posso assegurá-los de que isso resulta em um conferencista que está realmente orando para entregar as Boas Novas com força. Mas precisamos descobrir quem é o verdadeiro "Entregador"!
Na minha preparação para meu primeiro ano como conferencista da Ciência Cristã, eu recebi um apoio incrível do departamento de Serviços Editoriais e Conferência dA Igreja Mãe, gerenciado por Dennis Glover. Um grupo de futuros conferencistas treinaram juntos, aprendendo com os especialistas e uns com os outros. Foi inspirador e muito divertido. Um destes conferencistas era Gordon Clarke, que estava retornando ao campo das conferências. Gordon era mestre na apresentação e uma grande inspiração. Ficamos grandes amigos. Mas quando chegou o momento de cada um de nós fazer uma prática nA Igreja Mãe, me senti intimidado ao descobrir que a conferência de Gordon era apenas um dia antes da minha. Era difícil não fazer comparações e eu estava pronto para fazer as malas e voltar para casa. Bem, eu orei e também liguei para minha mãe. Conversamos um pouco. Na manhã seguinte, quando eu estava saindo para dar minha conferência, recebi um telefonema. A pessoa simplesmente disse: "Strongest deliver". Era minha mãe com um simples lembrete do Hino de Comunhão de Mary Baker Eddy, "Strongest deliver" (em uma tradução literal seria "o entregador mais forte; na adaptação para o português é "Meu Salvador, sim", hino 298 do Hinário da Ciência Cristã). Entendi perfeitamente. Sabia quem era o "Entregador". Sempre procuro me lembrar deste fato.
Podemos nos lembrar disso quando nos preparamos para as tarefas escolares, testes, entrevistas de trabalho, leitura na igreja, todos os tipos de apresentações. Estamos ali para expressar a inspiração maravilhosa que vem de Deus, Espírito.
"O Espírito, Deus, reúne em canais apropriados os pensamentos ainda não formados e desdobra esses pensamentos, assim como Ele faz abrir as pétalas de um propósito sagrado, para que esse propósito possa aparecer" (CS23, 506:18).
Aqui está o último verso do Hino de Comunhão Nº298, poema original de Mary Baker Eddy:
"Meu Salvador, sim, Fiel amigo, Vida divina do ser: Cristo és - o credo, não. Tu, Verdade em plena ação, És a água, o vinho, o pão.”

Seção 6: O Espírito se manifesta em sua vida.
Como é maravilhoso saber que o Espírito resplandece em sua vida de infinitas maneiras. E cada uma delas é uma expressão especial deste Espírito, Deus. Podemos parecer diferentes; podemos soar diferentes; mas isso é um problema? Ou é uma maravilha gloriosa da criação? Pense na diversidade maravilhosa em toda a criação: animais, pássaros, flores, plantas, que buquê glorioso do Espírito manifestado.
Na citação B21, o salmista encoraja: "Adorai o Senhor na beleza da sua santidade" (Salmos 96:9).
J.B. Phillips traduz a citação B20 de 1 Coríntios: "Ora, quero dar-lhe mais informações de algumas maneiras espirituais.
Os homens têm dons diferentes, mas é o mesmo Espírito que os dá. Há maneiras diferentes de servir a Deus, mas é o mesmo Senhor que é servido. Deus opera através de homens diferentes de maneiras diferentes, mas é o mesmo Deus que alcança seus propósitos através de todos eles. Todo homem recebe seu dom do Espírito e deve usá-lo da melhor maneira possível.
O dom de um homem dado pelo Espírito é falar com sabedoria; outro é falar com conhecimento. O mesmo Espírito dá a outro homem a fé; a outro, a habilidade de curar; a outro, o poder de grandes feitos. O mesmo Espírito dá a outro homem o dom de pregar a palavra de Deus; a outro, a habilidade de diferenciar através dos meios espirituais; a outro, falar em diversas línguas. Por trás de todos estes dons, é sempre o mesmo Espírito que opera, que distribui a cada pessoa conforme sua vontade. Pois, por um só Espírito é que somos batizados em um corpo; sejamos judeus ou gentios, sejamos escravos ou livres; e fomos todos feitos para beber de um só Espírito." (I Cor. 12: 13)
Lembre-se de que lemos anteriormente sobre os séculos de inimizade que existia entre os judeus e os samaritanos. Pense em como Jesus, vivendo do Espírito uno, conseguiu romper completamente estas barreiras do ódio. O resultado e a cura foram imediatos.
Lemos os versos seguintes à Leitura Alternada no Capítulo 4 de João:
21 Disse-lhe Jesus: Mulher, podes crer-me que a hora vem, quando nem neste monte, nem em Jerusalém adorareis o Pai. 24 Deus é espírito; e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade. 25 Eu sei, respondeu a mulher, que há de vir o Messias chamado Cristo; quando ele vier, nos anunciará todas as coisas. 26 Disse-lhe Jesus: Eu o sou, eu que falo contigo.
28 Quanto à mulher, deixou o seu cântaro foi à cidade e disse àqueles homens. 29 Vinde comigo e vede um homem que me disse tudo quanto tenho feito. Será este, porventura, o Cristo? 30 Saíram, pois, da cidade e vieram ter com ele. 39 Muitos samaritanos daquela cidade creram nele, em virtude do testemunho da mulher, que anunciara 'Ele me disse tudo quanto tenho feito'. 40 Vindo, pois, os samaritanos ter com Jesus, pediam-lhe que permanecesse com eles; e ficou ali dois dias.
41 Muitos outros creram nele, por causa da sua palavra, e diziam à mulher: 'Já agora não é pelo que disseste que nós cremos; mas porque nós mesmos temos ouvido e sabemos que este é verdadeiramente o Salvador do mundo.'" (João 4:21-42).
“Tu és o meu Deus; ensina-me a fazer a tua vontade. Que o teu Espírito [...] me guie por um caminho seguro!”

Este estudo metafísico foi preparado por Rick Stewart, C.S., Dresden, Alemanha, +49 351 312 4736
A equipe de tradução para o português é composta por Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB. Visite o saite www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Reason from Spirit, not matter! Let God turn mourning into dancing! - It is undoubtedly true...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page