Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Feliz Páscoa com provas de que a matéria é irreal! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Irrealidade.

Kerry Jenkins, C.S., House Springs, MO
Posted Monday, March 30th, 2015

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!
“Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda a Sua criação. Esse fato e nosso amor por Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições bíblicas. Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso tem trazido cura, conforto, reforma e regeneração às pessoas há várias gerações.
Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que cruzarem seu caminho.” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1)
O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico da LB para nos auxiliar
na compreensão do estudo bíblico para o tema: A Irrealidade

Feliz Páscoa com provas de que a matéria é irreal!

Este tema é estudado diariamente em 17 línguas, em todo o globo, de 23 a 29 de fevereiro de 2015.
Abreviações: Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB; Bíblias: King James – KJV;
J.F.Almeida Revista e Atual. – JFA; A Mensagem – MSG; Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;

Na Bíblia, a história mais brutal que podemos encontrar é a da crucificação de Jesus. O grande amor de Jesus a Deus e para com a humanidade, as poderosas curas e restauração de vidas e de ossos fraturados com que Jesus abençoou os que com ele cruzaram algum dia, infelizmente, são atos que geraram inveja, ódio e tortura que levaram à sua crucificação.
Se você, algum dia, já teve uma luta tenaz com algum problema seja de saúde, acidente, problema de família ou algum outro desafio que pareceu muito sério e exigiu toda a sua força e determinação, então, você tem uma ideia de como é difícil numa situação dessas manter o pensamento focado na verdade espiritual, todo o tempo, e não ficar em dúvida e nem desistir por causa do testemunho muito agressivo dos sentidos materiais – a irrealidade.
Este é o desafio que a Lição Bíblica desta semana nos oferece para assimilar. A ressurreição de Jesus, e sua ascensão ao céu, são a verdadeira história – a realidade. Estes eventos tiveram uma pequena frequência de público, mas têm o significado mais importante na culminação da missão de Cristo Jesus sobre a terra. A vida de Jesus foi dedicada a Deus e abençoa Sua criação. Jesus comprovou a irrealidade da matéria no decorrer de seus dias ativos e dela resultou o seu poder de curar. Ele nos mostrou como fazer e esperava que continuássemos a sua obra. Isso inclui a ressurreição de nossos pensamentos e de nossa vida envolvidos na matéria e dela dependente, e ascender para fora da matéria e emergir no Espírito de todos os modos que pudermos fazer. O exemplo de Jesus foi para todos nós – cada um de nós – ali onde estivermos em pensamento ou numa localidade geográfica. A ressurreição não é para algum dia no futuro. A ressurreição é para agora; ver a realidade, vencer a irrealidade, dando as boas-vindas ao Cristo em cada momento do nosso dia.

TEXTO ÁUREO, João 12:23,32 – […] É chegada a hora de ser glorificado o Filho do Homem. […] E eu, quando for levantado da terra, atrairei todos a mim mesmo.
Esse é o chamado para elevarmos a consciência-Cristo acima da neblina da irrealidade, que tenta obscurecer o nosso propósito de curar, e nesse processo sermos um farol que brilha de forma clara e constante a todos que vierem a nos conhecer.

LEITURA ALTERNADA, Isaías 52:10; Hebreus 12:1,2,12-14, 25-28.
A LA declara “Na presença de todas as nações, o Senhor vai mostrar o seu santo poder. O mundo inteiro verá que foi o nosso Deus quem nos salvou” (NTLH).
À medida em que dermos atenção à missão de cura pelo Cristo que Jesus nos mostrou e abriu o caminho para nós, veremos que a solidez da matéria irá se dissolvendo “para que as coisas que não são abaladas permaneçam” (Hebreus 12:27).
“Por isso sejamos agradecidos, [...] e adoremos a Deus de um modo que o agrade, com respeito e temor” (Hebreus 12:28,NTLH).
A irrealidade do mal se tornará visível para nós, e por meio de nosso exemplo, se tornará mais claro para os que estão ao alcance de nossas orações e obras.

Seção 1: O Cristo reduz um suposto mal enorme a um simples montículo de palha seca.
Esta seção está cheia de imagens poderosas que ilustram a capacidade do Cristo para nos ajudar a discernir entre o real e o irreal. Quando experimentamos a cura através da Ciência Cristã, a profecia se cumpre mais uma vez. O Cristo veio para a nossa própria consciência e, com seu poder, reduziu o que pode ter parecido uma montanha de evidências materiais agressivas, em algo sem substância no nada que o erro é. Para nós, isto pode ser ou, não ser. um processo instantâneo. Mas a nossa perseverança e adesão fiel à verdade do Cristo, sempre revelará a realidade da bondade de Deus, e a irrealidade e impotência da matéria.
Em minha família tivemos experiências "grandes e pequenas" que provaram este fato repetidas vezes. Uma das mais simples que ocorreu comigo foi num dia em que acordei de madrugada me sentindo muito mal do estômago. Eu não só não conseguia parar de vomitar a cada 10 minutos, mesmo quando não havia absolutamente mais nada para sair, como o desconforto no estômago era intenso. Isso durou o dia todo, desde cerca de 5 da manhã até as 9 da noite. Não houve cochilo, nem pausa, nem trégua. Lembro-me de que cerca das 9 horas daquela noite, percebi que todo o bom trabalho/orações que eu estava tentando fazer, e todo o bom trabalho que a praticista, que eu tinha contatado, tinha feito, estava sendo obscurecido pela evidência agressiva de que a matéria poderia ser mais poderosa que o Espírito que a irrealidade poderia turvar a minha visão da realidade da presença de Deus em minha própria perfeição e plenitude.
Levantei do sofá, e apesar da minha aparente fraqueza e desconforto, comecei a andar em círculos, declarando a única coisa que eu pude pensar naquele momento, a Exposição Científica do Ser: “Não há vida, verdade, inteligência, nem substância na matéria. Tudo é a Mente infinita e sua manifestação infinita, porque Deus é Tudo-em-tudo. O Espírito é a Verdade imortal; a matéria é o erro mortal. O Espírito é o real e eterno; a matéria é o irreal e temporal. O Espírito é Deus, e o homem é Sua imagem e semelhança. Por isso, o homem não é material; ele é espiritual” (CeS, p.468).
Falei cada frase em voz alta e com firmeza. Eu fiz isso por cerca de 20 minutos e em seguida todo mal estar desapareceu. Toda a evidência do mal simplesmente sumiu. Não precisei de um tempo de recuperação ”bolachinhas de água e sal e canja de galinha", apenas a saúde total, completa e o meu bem estar normal. E com isso, é claro, minha própria convicção da presença real e confortável do Amor divino na minha vida, o sentimento inspirado e alegre da realidade que fez todas as evidências irreais matéria doente, desaparecerem.

Seção 2: Não olhe para trás, mantenha “a meta elevada" à sua frente!
O que é que o progresso tem a ver com qualquer irrealidade ou a Páscoa? A irrealidade parece ter a capacidade de, por vezes, prender-nos no passado, ou pelo menos na matéria e num senso material de realidade. Se Jesus houvesse aceitado a visão material da vida como simplesmente existente na matéria, ele não poderia ter demonstrado a ressurreição.
Nós também devemos estar dispostos a nos elevar acima da atração da matéria e das responsabilidades materiais (cuidar de nossos afazeres materiais, ou seja, cuidar de “enterrar nosso pai" B4). Se dedicarmos toda a nossa atenção nestas demandas urgentes e nos voltarmos a elas com um profundo senso de responsabilidade, nunca “sobrará” tempo para as coisas do Espírito. Confie em mim; você nunca terminará seus afazeres materiais o suficiente para sentir que agora está com tempo para se dedicar as coisas de Deus.
Se você está esperando para que a vida "sossegue", esperando "até terminar a escola", "até que você tenha um bom trabalho", "casar-se", "ter filhos", "filhos serem adultos", "até estar aposentado", você irá encontrar-se ainda muitos anos, pensando que "algum dia" você vai ... É por isso que Jesus disse, o que pode ter parecido duro na época: "... Deixa que os mortos enterrem seus mortos”
Esta é também a nossa oportunidade de avançar a partir de uma visão material da nossa história, que pode tentar nos impedir de avançar. Já cometeste erros, até mesmo grandes? Todos nós fazemos isso, e não há nada de que o erro gostaria mais do que nos manter amarrados a esses “deveres” para que nunca possamos chegar ao verdadeiro trabalho que é a cura cristã pelo Cristo. Aprendamos com os nossos erros, permitindo que o Cristo nos limpe/liberte de todos eles e em seguida, mostrar nossa gratidão pela vida de Jesus, seguindo seus passos na cura por meio da oração.

Seção 3: Você precisa tirar seu carro da garagem para chegar a algum lugar desejado.
Adoro esta analogia. Se você deixar seu carro na garagem, e nunca sair com ele, ele nunca terá nenhum arranhão, nunca quebrará. Ele ficará na condição em que você o deixar. Isso é alguma conquista? Claro que não! Nunca veremos a cidade ao nosso redor (para usar esta analogia, vamos fazer de conta que precisamos de um carro), nunca teremos nenhuma aventura ou experiência de vida. Da mesma forma, se pegarmos a "semente" da cura cristã e nunca a usarmos nem praticarmos, nunca viveremos em um nível diferente do material, irreal. A cura é o que revela a realidade. A citação B6 introduz a analogia da semente "caindo na terra". Ali ela se transformará, ela se partirá, será até mesmo destruída. E, ainda assim, será uma planta que produz muito mais do que uma única semente, seja alimento para as pessoas e os animais do campo, seja abrigo para pássaros e insetos. Para sermos sanadores produtivos, precisamos querer nos livrar desta visão estreita do sucesso e da vida que está totalmente inserida na matéria. Precisamos querer fazer um arranhão através da experiência de viver para experimentarmos a transformação que se origina de negar a realidade da matéria como sendo tudo o que de mais importante existe. Jesus estabeleceu sua missão, como diz Eddy (CS14): "sobre o fundamento espiritual da cura pelo Cristo." Não podemos estabelecer nossas vidas em nenhum outro fundamento.

Seção 4: "O mal não é supremo; o bem não está desamparado;" – esta, é uma lição que precisamos aprender.
O período da agonia e da oração no jardim de Getsêmane, seja a hora mais escura de Jesus, Ali ele sentiu o tormento da traição e do isolamento, até mesmo de seus seguidores mais fiéis. Um amigo meu salienta que sua oração era tão sincera que era como "grandes gotas de sangue caindo na terra". Não lembro de nenhuma vez em que minha oração mais sincera tenha chegado a este resultado. Mas as citações de Ciência e Saúde desta seção mostram que este período, seguido pela terrível crucificação, revela a irrealidade do mal. Como assim? Se Jesus tivesse evitado esta experiência, ele não teria nos dado a ressurreição, a prova final de que Deus é verdadeiramente o único poder. Não há poder na tentação do mal de matar o Cristo. Jesus deu tudo para nos ajudar a compreender que o mal, não importa sua agressividade, não tem poder supremo e nem prende o homem, o filho adorado de Deus. Provamos isso, passo a passo, em nossa própria experiência, desenvolvendo uma cura sobre a outra, conforme praticamos ver a irrealidade e impotência da matéria e do mal.

Seção 5: A crucificação acabou provando que a vida é imortal.
Como poderia o fato de matar alguém acabar provando que a vida não pode ser “morta”? Em primeiro lugar, porque Jesus não se prendeu a um senso de vida na matéria. Como na analogia da semente, citada anteriormente, ele estava pronto e disposto (embora não sem pedir a Deus para que ele não tivesse que passar por essa dolorosa experiência) a permitir que eles matassem seu corpo (plantar a semente), a fim de que todos nós pudéssemos entender melhor que a vida é de Deus, não da matéria – que a verdade do Cristo está sempre viva e ativa. Estou certo de que todos podemos pensar em muitos exemplos em nossa vida, onde não teríamos escolhido estar na posição em que nos encontrávamos. No entanto, um desejo de procurar por uma compreensão mais profunda de Deus, ao invés de por mais conforto na matéria, quando estamos em sofrimento/luta, traz vislumbres da realidade do Cristo, que cura. Esperamos que nenhum de nós tenha jamais de se submeter a tão dolorosa experiência como a crucificação, mas nosso próprio desejo de aceitar com graça, alegria, equilíbrio e autoridade, os desafios que se apresentam a nós, irão revelar a nós e a outros, algo da imortalidade da Vida, do poder do Amor para curar, e do consolo e conforto do Cristo hoje.

Seção 6: Onde estamos procurando pelo Cristo?
Ao Invés de olhar para o “túmulo” da matéria para nosso bem-estar, saúde, alegria, sucesso, etc., podemos sempre olhar para a ideia Cristo que ressuscitou e ascendeu. Podemos olhar para o Cristo vivo, real, visível, ativo, que cura e está presente em nós. A matéria/túmulo nunca nos mostrará a realidade. O túmulo onde deveria estar o corpo de Jesus estava “vazio”, com exceção do anjo que saudou as “Marias”. E até mesmo a pedra pesada, que poderia ser vista como a impenetrabilidade e solidez da matéria, fora removida pelo poder do Cristo ressuscitado e do Amor de Deus. Não há dureza da matéria, não importa qual seja esse grau, que possa resistir ao poder de cura do Cristo. A ressurreição nos mostrou isso, e a ascensão colocou o selo na lição de que a vida é verdadeiramente imortal. Feliz Páscoa! FELIZ RESSURREIÇÃO!
____________________________________________
Este estudo metafísico foi preparado por Kerry Jenkins, CS, House Springs, MO (314) 406-0041 kerry.helen.jenkins@gmail.com
A equipe de tradução para o português é composta por Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB.
Visite o saite www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para o seu estudo da Lição Bíblica.
O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Thrive in God’s kingdom where you’ve been firmly planted! - To me, this week’s Lesson...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page