Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Pare de jogar Cabo-de-guerra com a matéria! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Matéria.

Kathy Fitzer, St. Louis, MO & Park City, UT
Posted Monday, March 16th, 2015

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA

“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!

Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda a Sua criação. Esse fato e nosso amor por Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições bíblicas. Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso tem trazido cura, conforto, reforma e regeneração às pessoas há várias gerações.

Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que cruzarem seu caminho.” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1)

O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico da LB para auxiliar na sua compreensão do estudo bíblico para o tema: A Matéria

Pare de jogar Cabo-de-guerra com a matéria!

[Este tema é estudado diariamente em 17 línguas, em todo o globo, de 16 a 22 de março de 2015.

Abreviações: Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB; Bíblias: King James – KJV;
J.F.Almeida Revista e Atual. – JFA; A Mensagem – MSG; Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;]
Enquanto – Kathy Fitzer- estudava a lição desta semana, chamou-lhe a atenção quantas vezes é enfatizado o contraste entre o Espírito e a matéria. O Espírito e a matéria são opostos e, tentar trabalhar com ambos igualmente é como tentar ganhar o jogo do cabo-de-guerra. Puxando o cabo por ambos os lados igualmente nenhum dos lados será vencedor; ao contrário ficarão cansados os contendores. A vitória só virá para um dos lados quando um demonstrar mais força do que o outro. Lançar nosso peso no lado do Espírito (alinhando cada pensamento à força do Espírito) certamente fará que os mais teimosos argumentos da matéria sejam subjugados, carregando toda falsa crença para a vala da destruição. Os fatos do Espírito sempre serão vitoriosos—permanecendo fortes! Nesta semana as demonstrações de Elizeu mostram que nem a vida, a saúde nem a substância são dependentes da matéria. Jesus ensinou e demonstrou que não podemos servir a dois senhores...então, sejamos sábios e sirvamos apenas ao Espírito!

Texto Áureo, Gálatas 5:17: [...]a carne milita contra o espírito, e o espírito, contra a carne, porque são opostos e, [...].
Ao fazer o estudo desta Lição Bíblica, ela olhou em várias versões a tradução deste versículo de Gálatas. Basicamente, todos dizem que o que a carne (a matéria ou natureza humana) deseja é contrário (ou oposto) ao Espírito, e que a direção na qual o Espírito nos guia é contrária (ou oposta) à carne. Assim, estando em conflito somos puxados em direções opostas. Enquanto durar esse conflito, será impossível adiantar-nos na direção que desejamos realmente seguir.

Leitura Alternada João 6:63; 1 Corintios 2:9-14
A escolha do lado para o qual puxamos não será difícil se considerarmos a direção que cada lado nos levaria. “O Espírito é o que vivifica (torna vivo), a carne para nada aproveita (não serve, não beneficia).” Hmmmmm... não deve ser uma decisão difícil. Acho que cada um seria fortalecido se seguir o Espírito. Mas, no humano não parece difícil seguir a direção do arrastão, sem muita resistência, dominado pelo que é comumente chamado de “natureza humana”. É ao humano que parece ser mais difícil ver e seguir o “que Deus tem preparado para aqueles que o amam”. O testemunho dos sentidos (aquilo que podemos ver, sentir, ouvir, provar e cheirar) parece muito convincente, mas os sentidos materiais não podem mostrar-nos o infinito se bem que Deus já preparou para nós! Assim... como vamos descobrir o bem do Espírito? A mim me parece que é aceitando o presente que Deus, o Espírito, está despejando livremente para nós! Como no caso de qualquer presente, só receber o pacote não torna o presente útil. Temos que desempacotar, tomar conhecimento dele e pô-lo em prática! Dependendo de quão familiarizados estejamos previamente com o presente, levaremos mais ou menos tempo para aproveitá-lo. Paulo diz que “o homem natural (ou sensual) não aceita as coisas do Espírito de Deus, porque lhe são loucura”. Alguém que sempre tenha andado na escuridão, detesta a luz.
Honestamente, acreditando que toda a satisfação venha dos sentidos físicos, não iremos compreender a alegria que vem com a aceitação das qualidades... capacidade e inteligência ilimitadas, amor, honestidade, saúde, etc...incorporadas no homem da criação de Deus. Ainda que não sejam imediatamente aparentes as “coisas do Espírito” que estão sendo reveladas a cada um de nós. Então, façamos um teste com cada pensamento...é ele da carne ou do Espírito? Tem vida curta (da matéria) ou vida longa e é vivificante (do Espírito)? E recebamos então e ponhamos em prática as dádivas do Espírito. Veremos então as limitações da matéria (da carne) caírem na vala.

Seção 1: Se o Espírito é TUDO, onde está e o que é a matéria?
A mensagem que transparece nesta primeira seção, vem em alto e bom som, que o Espírito, é tudo—o único poder que enche “os céus e a terra”; Não “há outro”! (B1 e B2). Mas a Bíblia também fala da “carne” que milita contra o Espírito (B4). A carne representa aqui a crença na matéria. Ela nos puxaria para fora do Espírito se pudesse, mas na verdade ela não tem poder para isso. O Espírito É supremo—o eterno vencedor! O Profeta Isaías nos adverte da inutilidade de opor-se ao Espírito, Deus. O profeta compara cada um ou cada coisa que tente disputar com Deus a um caco de barro entre outros cacos lançados fora. Esse imaginário realmente põe a matéria (sob qualquer forma que tome) no seu lugar! Um caco de barro realmente não é assustador! No entanto, tudo o que vemos ao nosso redor é tratado como oposição ao Espírito, aparentemente muito real e convincente... limitação, pobreza, doença, violência, etc. O que pensamos sobre isso? Numa resposta breve, não necessitamos perder tempo tentando imaginar o que a matéria é ou o que ela pode fazer, pois a matéria nada mais é que um “conceito humano”—“erroneamente postulado” (CS3).
Matéria é o termo usado para o poder que “quer ser” e que perde toda a capacidade de nos impressionar ou afetar uma vez reconhecida pela fraude que é. A matéria não pode existir no Espírito, tão pouco como o erro (uma mentira ou um engano) pode existir na verdade ou o mal no bem (CS3). A matéria é a “ausência do Espírito” (CS1). MAS...o Espírito nunca está ausente. Quando despertamos e vemos que o Espírito tem todo o poder, enche todo o espaço e é a única verdade (ou Ciência) somos forçados a abandonar toda crença de que a matéria seja uma entidade real (CS4). A única substância ou influência que a matéria possa ter é aquela que a crença humana lhe empresta. Não precisamos combater a matéria, vencê-la ou ajeitá-la. Só precisamos reconhecê-la pela fraude que é, colocá-la no seu lugar de nulidade e, então, “andar no Espírito”—“andar na luz divina” (B3 e B4). Acaso temos que acabar com a escuridão/trevas...ou isso é atribuição da luz? Quando caminhamos rumo à luz, as trevas vão sumindo até não haver mais sombras. Quando reconhecemos a absoluta totalidade do Espírito, as tentações e engodos da matéria irão desaparecer!

Seção 2: Coloque o sal da compreensão espiritual e espere um milagre!
Se julgamos a realidade de acordo com o relatório dos sentidos materiais, as coisas podem parecer bem sombrias – até mesmo sem esperança. Mas, vamos pensar sobre a definição de matéria dada no glossário de Ciência e Saúde. Essa definição inclui coisas como: mitologia, ilusão, inteligência, substância, e a vida na não-inteligência e mortalidade; o oposto da Verdade; o oposto do Espírito, o oposto de Deus. Tudo o que a matéria pode fazer é fingir ser algo que ela não é! Isto não é amedrontador!
Nesta seção novamente temos o Espírito e a matéria contrastantes entre si. O Espírito representado como a fonte de água que nunca falha, mas continuamente satisfaz. E, somos assegurados de que nosso ser/existir está envolvido neste reino da abundância (B-5 e B6). A matéria, por outro lado, sugere que esse bem pode ser contaminado/poluído e transformado em um cenário de impureza e carência – o oposto total de Deus. Essa era a situação que Eliseu enfrentou quando ele deu seus “primeiros passos” como profeta, logo após ele ter testemunhado a ascensão de Elias.
A cidade de Jericó era um local grandioso, mas não possuía água o suficiente, e a que havia era poluída. Fiquei surpresa porque Eliseu não lutou para conseguir mais água ou remover os poluentes. Ele simplesmente adicionou sal à água que já estava lá! E a água tornou-se pura e abundante – daquele momento em diante! (B-7). Lembre-se de que a Bíblia nos diz (no Sermão da Montanha) “Vós sois o sal da terra; ora, se o sal vier a ser insípido, como lhe restaurar o sabor? (Mateus 5:13). SABOR parte de sua definição, diz: “Graça, espírito” (Dicionário Priberan online). Do inglês: “admirar, apreciar por completo”. Para mim, isto indica admirar uma compreensão clara de Deus – regozijar-se na supremacia do Espírito sobre a matéria – é o sal que, quando adicionado a uma situação desarmoniosa, corrige o problema e restaura a harmonia. Será que as curas como a que Eliseu realizou são miraculosas, no senso normal da palavra? Ou elas são absolutamente naturais? Precisamos ver que a cura é a coisa mais natural do mundo porque a cura (assim chamada milagre) “cumpre a lei de Deus” (CS6).
A lei do Espírito deve sempre ser vista como superior às alegações da matéria porque a sabedoria de Deus é a única sabedoria (CS8). Quando olhamos para a natureza no que ela tem de melhor, podemos ver a ordem, a beleza, a força e a grandeza da lei de Deus. Agora remova da equação a vulnerabilidade da matéria limitada. Ao invés disso, reconheça que todo o bem visto na natureza é realmente a expressão do Espírito infinito e os elementos destrutivos – incluindo os extremos de excesso e carência – devem ceder à harmonia do Espírito. Vamos fazer nosso trabalho de colocar o sal da correta compreensão quando vemos um problema – ao invés de ficar olhando para ele com medo, desalento ou um senso de desesperança. E vamos esperar “milagres”!
Seção 3: A vida — vinda do Espírito — não pode morrer como resultado de uma lei da matéria
O ministério de Eliseu continua! Em suas viagens ele conhece uma adorável mulher que lhe oferece casa e comida. Como expressão de gratidão a ela, Eliseu lhe assegura que ela terá um filho – embora parecesse muito miraculoso! A mim me parece que esta querida mulher deve ter vislumbrado a naturalidade dos “milagres” de Deus, porque quando seu filho, tempos depois pareceu ter morrido, a mulher simplesmente o colocou na cama do profeta e foi procurar Eliseu para ajudá-la. Ao buscar o senso claro que Eliseu tinha da realidade – e a lei consistente – do Espírito, ela foi capaz de permanecer calma, confiando naquela lei da Vida para anular a evidência material fraudulenta, da morte! (B10). Ela deve ter vislumbrado a superioridade do Espírito sobre a matéria e compreendido em certo grau que esse menino nunca havia sido filho dela, mas sempre fôra filho de Deus –tendo sua origem no Espírito, ao invés de na matéria. Ela também deve ter visto quão importante era proteger o menino nessa situação da opinião mortal. Ela não comentou nada sobre o problema ao servo de Eliseu – mas manteve a posição mental: “[Vai] Tudo bem”. Que grandes lições! Podemos com confiança saber que cada situação discordante é resolvida e corrigida pelo Cristo, a Verdade.
Quando não conseguimos ver a nulidade das mentiras da matéria, sozinhos, podemos ser liderados por meio da oração a buscar ajuda de alguém cujo pensamento está tão alinhado com Cristo que esse praticista está pronto para ver a realidade do Espírito bem onde a ilusão da matéria parece estar desafiadora. Para mim, isto é um elemento chave na cura. “A crença de que a existência seja condicionada pela matéria tem de ser enfrentada e subjugada pela Ciência, antes que se possa compreender a Vida e alcançar a harmonia” (CS15). A vida NUNCA é “condicionada pela matéria”. A Vida é – sempre foi, e sempre será – a completa expressão do imutável, harmonioso e ininterrupto Espírito, Mente, Deus! Este é nosso existir! O Espírito revela de modo perpétuo o bem permanente. A matéria está sempre em constante instabilidade e mudança. As mentiras da assim-chamada matéria não podem se levantar e resistir a verdade do Espírito!

Seção 4: A pureza de coração deixa a natureza humana ser purificada - a saúde não está na matéria!
A história de Naamã é um ótimo exemplo de como uma mudança do pensamento se expressa em uma mudança no corpo. Mary Baker Eddy é muito específica ao nomear uma qualidade tripla de pensamento (o erro adamantino, como ela chama) que apresenta um bloqueador da cura: "vontade do ego, a justificação do ego e o amor ao ego" (CS19). Neste caso, Naamã lutou contra todos três! Respondendo ao amor, seus oficiais foram bastante corajosos para desafiar o orgulho e a arrogância de seu Comandante. Naamã deu ouvido aos seus argumentos lógicos e humildemente cedeu ao Amor divino e a parte doente de seu corpo foi curada/purificada (B12). Sua cura não resultou da água de um rio específico, transformando a carne material doente em carne material saudável. A matéria não é a substância do homem! A cura veio como consequência da "dureza adamantina do erro — a vontade do ego, a justificação do ego e o amor ao ego" terem sido dissolvidos pelo Amor divino. A purificação de Naamã - o seu coração foi purificado pelo Espírito, Deus. As propriedades purificadoras do Espírito eliminaram a crença da doença (CS21). Estas mesmas propriedades purificadoras do Amor resultam na cura de hoje, como certamente resultaram há tantos anos, e a perfeição perpétua do homem de Deus é revelada.
Eu tive uma cura maravilhosa há muitos anos, de um grande tumor no meu abdômen, que se dissolveu por completo quando parei de trabalhar para curar uma "massa de matéria”, e concentrei-me exclusivamente em me libertar de todo o tipo de "ego", principalmente ao ego da justificação. Todos enfrentamos o desafio contínuo de reconhecer/identificar o ego que nos prende à natureza sensual e material, e orar para elevar a nossa compreensão e nos identificar com o Ego - UM Eu (Deus), que toda a humanidade reflete - espiritualmente! Conforme nos libertamos dos "egos" da personalidade material, eles são dissolvidos pelo Amor divino e os aparentes distúrbios e desarmonias da matéria desaparecem, assim como a sombra se desfaz ante a luz - dissolvida pelo Espírito. Podemos nos regozijar para sempre no fato de "vocês não viverem como manda a natureza humana, mas como o Espírito de Deus quer [...e que] é vida para vocês porque vocês foram aceitos por Deus" (B11,NTLH). Na medida em que todo pensamento é alinhado com este fato, o corpo também se alinhará! Como diz o livro texto da Ciência Cristã: "Na proporção em que, para o senso humano, a matéria deixa completamente de constituir a entidade do homem, nessa mesma proporção o homem tem domínio sobre a matéria (CS20, p.369). Que libertador! A matéria não pode nos aprisionar, pois, somos – cada um de nós - a expressão total do Espírito infinito!!!

Seção 5: As leis da física não podem inverter o fato espiritual de que a Substância não está na matéria
A comunidade dos profetas que seguiam os ensinamentos de Eliseu tinham de aumentar o seu espaço. Como estavam trabalhando para construir sua nova casa, um dos machados, que que era emprestado, quebrou e a cabeça voou no rio, afundando "naturalmente". Ao menos de acordo com a "lei" material isso era natural. Porém, Eliseu já tinha visto as chamadas leis materiais serem superadas pelas leis do Espírito repetidas vezes. E Eliseu compreendeu, como Paulo depois escreveu, que “não há autoridade que não proceda de Deus” (B-14 Romanos 13:1) Era importante que a cabeça do machado fosse recuperada, pois afinal ele era emprestado. Talvez Eliseu tenha jogado um graveto de maneira a parecer que ele estava fazendo alguma coisa, e fez flutuar o ferro(B-13). Certamente um graveto não poderia fazer o ferro vir para a superfície. Ainda assim as leis da física foram invertidas. Para mim, a lição é que a matéria não pode fazer nada e Deus pode fazer tudo. Além disso, toda ação é a atividade da Mente. Portanto, independente de parecer estar trabalhando contra nós - ou a favor de nós - é importante compreender que "a metafísica está acima da física" (CS26). Metafísica [de acordo com o dicionário Webster de 1828, usado por Eddy, é] "a ciência da mente ou inteligência". Mais uma vez temos o contraste entre a matéria e a mente - e a MENTE é vitoriosa! A Ciência da Mente está acima (é superior e está além) da física. Desta forma, não precisamos ter medo da física (que um impacto entre dois objetos sólidos deve resultar em dano). E podemos confiar que o bem que atribuímos à física (que nos ajuda a descobrir como mover algo pesado, por exemplo) realmente das possibilidades ilimitadas da Mente infinita para nos abençoar - portanto, sempre existe uma solução. Lemos que "andamos sobre forças" e que, apesar do "conhecimento humano as denominar forças da matéria, […] a Ciência divina declara que elas pertencem por inteiro à Mente divina" (CS27). Eliseu compreendia isso e inverteu as forças da gravidade.
Há alguns anos, eu também achei estas ideias bem úteis quando caminhei com firmeza no convés de um navio em um mar turbulento, ao passo que em outras épocas, uma turbulência destas teria me deixado não apenas instável, mas também doente do estômago. Quanto mais vemos que "não há poder inerente à matéria" (CS23) e que todas as coisas são governadas pela Mente, mais domínio teremos sobre a história que os sensos físicos tentam nos contar.

Seção 6: Precisamos escolher! Não podemos servir à Mente e à matéria!
A mensagem de Jesus: o reino dos céus está aqui - acessível - é verdadeiramente a realidade de nosso ser. Sua cura era tão natural quanto sua respiração, porque ele nunca saiu do estado de consciência divina. Sua mensagem era: "nenhum homem pode servir a dois mestres." Pense nisso: não importa o quanto possamos pensar que somos bons em multitarefas, a atenção dividida não é igual à atenção total. Para vislumbrar o bem ilimitado que está presente na "infinitude da Mente", não podemos dividir nossa atenção (nosso serviço) entre Deus e a riqueza material (firmar-se nos bens materiais ou honrar as leis materiais.) Jesus sempre deu a Deus o crédito pelo bem que ele fez e o bem que ele recebeu. Ele estava sempre ciente de que sua identidade era como o Filho do Deus! Ele sabia que não poderia fazer nada por si mesmo, mas que Deus era o criador e concedeu TODAS AS bênçãos. Este tipo de pensamento é o que chamamos de "servir a Deus".
O Texto Áureo é mencionado nesta seção (CS29). A matéria e a Mente (a carne e o Espírito) são opostos. Eles não andam juntos - na verdade, eles conflitam (CS30). Aceitar a matéria e a Mente como reais e substanciais é como tentar olhar em direções opostas ao mesmo tempo. Não tem como! Aceitar a Mente como realidade de todas as coisas abre caminho para vivenciar as bênçãos que vêm da Mente, a fonte de todo o bem (como ilustram as curas de Eliseu, de Jesus e seus discípulos). Através da prática persistente e a paciência com nós mesmos e com os outros, APRENDEREMOS a "servir a Deus" com todo o pensamento e ações. Éimportante manter nosso olho na meta, e aceitar como fato de que "tudo é Mente" e continuar tentando. Como em tudo, quanto mais praticamos, mais consistentes nos tornamos. Deveríamos medir nosso progresso pensamento a pensamento. Depois, escolher servir a Deus se torna mais importante do que procurar a evidência de Deus nos servindo. E nada poderá tirar nossa alegria ou nossa paz; da mesma forma que nada poderia tirar de Jesus a sua alegria ou paz. Somos os amados do Amor, e totalmente cuidados por Ele! A matéria não é nada; o Espírito é supremo e é TODO bem!

Este estudo metafísico foi preparado por Kathy Fitzer (+1.314-323-4083) kathyfitzer@gmail.com
A equipe de tradução para o português é composta por Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB. Visite o saite www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB.
Os Cedros são um complemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Thrive in God’s kingdom where you’ve been firmly planted! - To me, this week’s Lesson...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page