Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Conforta a outros assim como Deus te conforta – e CURA! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: Ciência Cristã.

Kathy Fitzer, Lake St. Louis, MO
Posted Monday, June 22nd, 2015

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA - OVI

“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!

Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda a Sua criação. Esse fato e nosso amor por Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições Bíblicas. Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso têm trazido cura, conforto, reforma e regeneração às pessoas, há várias gerações.
Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que cruzarem o seu caminho.” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1)
O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico da LB para auxiliar na sua compreensão do estudo bíblico para o tema:
A CIÊNCIA CRISTÃ

Conforta a outros assim como Deus te conforta – e CURA!

Este tema é estudado diariamente em 17 línguas, em todo o globo, de 22 a 28 de junho de 2015.

Abreviações: Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB; Bíblias: King James – KJV;
J.F.Almeida Revista e Atual. – JFA; A Mensagem – MSG; Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
——————————————————————————————————————————
Jesus prometeu que outro Confortador viria para a humanidade—para conduzi-la para fora da escuridão, para conduzi-la para fora da escuridão, como Deus o havia enviado para que fizesse. O Confortador—o Espírito Santo—veio na forma de uma Ciência divina disponível para sempre—hoje conhecida como Ciência Cristã. Esse Confortador é um Princípio constante e sempre-presente e que oferece soluções espirituais a todo e qualquer problema que possamos ter pela frente.

Texto Áureo: Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus (Isaías 40:1)

Leitura Alternada: (Isaías 42:5,6,16; 51:3,7,11,12)
Isaías, o profeta, dirige sua mensagem a um povo que estivera cativo na Babilônia—como escravos. Eis que Deus envia uma mensagem de esperança e promessa a esse período obscuro. O TA parece indicar que é dever dos que sentiram o toque do Confortador compartilhar a Verdade e a luz aos que ainda lutam nas trevas—para confortar a outros. É uma mensagem que visava a todos, inclusive a nós.
Fiquei fascinada ao descobrir que toda vez que a palavra inglesa arrepender-se é usada no Antigo Testamento da Bíblia, ela tem o significado original do radical hebraico conforto. No Novo Testamento, a palavra arrepender-se vem do grego significando “pensar diferente”. Para mim, isso quer dizer que para realmente sentirmos o conforto, é necessária uma mudança de pensamento. Uma criança com medo do escuro, é confortada acendendo-se a luz. É isso o que o Confortador faz. Ele acende a luz da Verdade para revelar a realidade, possibilitando que os envolvidos pensem diferentemente! Em algumas vezes a mudança de pensamento ocorre antes da mudança da situação, noutras vem depois—mas parece claro que o arrependimento é um elemento necessário do conforto.
Quando Deus assegura ao povo que irá cuidar deles, também os lembra porque os criou: para serem uma luz ao mundo! Temos uma missão: irradiar toda a bondade de Deus, e sermos com isso abençoados. Mas uma coisa está clara, é Deus quem nos guia! Estamos sendo conduzidos para fora do cativeiro de uma multidão de crenças materiais que tendem a nos escravizar—assim como Deus libertou os filhos de Israel do cativeiro babilônico. A solução aparece quando olhos cegos, descrentes, se abrem para o bem presente, e caminhos com altos e baixos são aplainados para serem percorridos. O nome específico ou a natureza de um problema, na verdade, não tem importância. Qualquer aparência que o problema possa ter, a solução vem quando nos arrependemos (pensamos diferentemente) e alegremente voltamos a Sião, que Eddy define: “fundamento e superestrutura espirituais; inspiração; força espiritual” (CeS, p. 599).

Seção 1: Sejam honestos na busca da Verdade a fim de confortar e serem confortados.
Nesta seção da LB, Deus se dirige à inabilidade dos profetas de perceber as mensagens de Deus, por duas razões: (1) falta de vontade de demonstrarem suficiente tenacidade de romper os selos e de abrir os pergaminhos, e (2) incapacidade de ler. Nesta época, os líderes de Jerusalém estavam voltando-se ao Egito em busca de proteção contra os assírios, em vez de confiar em Deus. Temos de vigiar nosso pensamento! Como parece fácil desperdiçar o tempo que dispomos para estudo e pesquisa e para olharmos para outras direções (ou opiniões de outros) na busca de respostas, em vez de permanecer focados em Deus, o Todo-Poderoso. O perigo de não nos voltar a Deus por sabedoria (hoje como no tempo de Isaías) é que parecemos perder contato com a sabedoria—ou ainda parecemos nos distanciar de Deus. Mesmo assim, Deus promete inverter as circunstâncias e nos trazer de volta a Ele e, novamente, veremos a luz do Cristo e ouviremos a sua mensagem de Conforto (Isaías 29, B1).
Mary Baker Eddy escreve: “Descobri a Ciência do Cristo, ou seja, as leis divinas da Vida, da Verdade e do Amor, e dei à minha descoberta o nome Ciência Cristã” (p.105: 1-14, CS1). Deem atenção às “verdades” que Eddy diz ter aprendido (p.108, CS2). Ela devotou o restante de sua vida a refinar o que estava aprendendo para escrever numa forma que cada um pudesse entender (p.109, CS3). Por amor a Deus, ao nosso próximo e a nós mesmos como filhos de Deus, é muito importante que correspondamos ao presente da CC como os que “honestamente procuram a Verdade”. Quando verdadeiramente temos fome pela Verdade, encontramos tudo o que precisamos no estudo da Bíblia e de Ciência e Saúde. Quando estivermos satisfeitos, não só seremos confortados, mas estaremos aptos a confortar os outros.

Seção 2: O Cristo e a Ciência Cristã—os dois ungidos!
É útil compreender um pouco a simbologia da vela e os dois ramos de oliveira que o anjo mostrou a Zacarias. Gosto da simbologia de uma lâmpada ser a “iluminadora e vivificante presença de Deus” (New Interpreter’s Bible). Parece que Zacarias reconheceu que mesmo sem um templo físico para representar a presença de Deus, essa presença sempre estaria com seu povo (B3, Zacarias 4). Zacarias não sabia nada de Cristo Jesus, nem de Ciência Cristã. Mas a presença do Cristo não depende de tempo. Está sempre com o homem—e se faz conhecida a cada buscador (ainda que não saiba que está buscando). Natan Talbot escreveu em um artigo no CS Sentinel: “A inclusão de Deus tanto do Cristo como da Ciência Cristã que ele demonstrou preenche a visão de Zacarias quando falou com o anjo de Deus que descreveu os dois ungidos” (“O destino da Cristandade: a demonstração da Ciência”; 25 de Abril, 1983).
Gosto do índice marginal da citação CS7, (p.146): “A Ciência Cristã tão antiga quanto Deus”. Na verdade, a Ciência Cristã não é algo separado do Cristianismo que Jesus demonstrou, nem da presença do Cristo que foi sentida e demonstrada pelos pioneiros profetas. M B Eddy descobriu essa Ciência e a articulou de modo a que todos possam compreendê-la. Seus ensinamentos nos impedem de pensar sobre Deus como distante. Pelo contrário, aprendemos que Deus é a Verdade, o Amor e a “única Vida”. Esta Ciência prática ensina que Deus “deve ser compreendido, adorado e demonstrado; que a Verdade divina expulsa o suposto erro e cura os doentes” (p.471, CS8). Devemos ter a expectativa de sentir tangivelmente a presença de Deus. É natural conhecer a Deus— compreender, amar e demonstrar Seu poder, dando testemunho de Sua onipotente bondade. A Ciência Cristã é o Cristianismo que Jesus viveu.

Seção 3: Bem-estar expresso como cura física
Lembrando que o bem-estar inclui o arrependimento - ou a mudança de pensamento - faz todo o sentido que a cura para as doenças corporais inclua uma mudança de pensamento. Jesus curou uma mulher que sofria de hemorragia por doze anos. Ela não encontrara nenhum alívio por meio dos médicos que procurou. O que foi que "blindou" essa mulher, preservando-a e a tornando saudável e íntegra? Jesus disse-lhe que foi sua fé (um estado de pensamento) que a salvou.
Essa fé lhe deu coragem para entrar na multidão e chegar a tocar a orla da veste de Jesus. (B-5) Paulo fala que Deus, o Pai de Jesus Cristo é o Deus (ou fonte) de toda a consolação, de todas as mudanças de pensamento e de toda cura. Deus deu esse conforto a Jesus (como ele dá a todos nós) para que outras pessoas também possam sentir o conforto e ser curadas(B4). É necessário que uma outra pessoa esteja envolvida (quer seja para tratar por meio da oração ou de outro sistema), a fim de encontrar a cura? Não, pois todo o conforto/consolo vem de Deus.
O poder que cura é uma ciência cristã: A Ciência Cristã. Ela está disponível a todos, incondicionalmente. Há momentos em que não estamos vendo os fatos com clareza o suficiente para resolver o problema de imediato. É quando nós nos voltamos para outro Cientista Cristão para nos ajudar – nos confortar. Mas, podemos confiar que, quando os princípios da Ciência Cristã são fielmente aplicados, a cura acontece.
“O efeito dessa Ciência consiste em sacudir a mente humana (pensamento) levando-a a uma mudança de base, sobre a qual possa ceder à harmonia da Mente divina" (CS12). Seja orando por nós mesmos ou por outros, o marcador CS13, esboça alguns passos práticos a seguir, a fim de sentir a presença reconfortante de Deus - para nós mesmos ou para outros. Interessante ler as páginas seguintes à 390 (título marginal “O tratamento das doenças”) para obter mais ideias. A cura prática não pode deixar de acompanhar esse conforto - esse arrependimento, ou mudança de visão.

Seção 4: Os olhos não podem se fechar para o Cristianismo que é a Ciência Cristã.
Os discípulos haviam visto muitas provas do poder consolador de Deus. No entanto, eles tiveram dificuldade em realmente aceitar que esta era uma lei que não dependia da pessoa de Jesus. Mesmo depois de ver Jesus multiplicar os pães e os peixes, eles estavam preocupados sobre não ter o suficiente para comer. A resposta de Jesus foi “tendo olhos, não vedes? E tendo ouvidos, não ouvis?” (B6). Jesus disse a seus discípulos que embora ele não estivesse sempre com eles, eles iriam continuar a fazer as obras que ele tinha feito, se continuassem a acreditar nos seus ensinamentos.
Tomé perguntou como saberia qual “o caminho?” Jesus explicou que eu sou o caminho. Mas, naturalmente, ele estava se referindo ao Cristo que ele tão plenamente expressou, em vez de sua própria personalidade. Ele prometeu que outro Consolador estaria com eles, o Espírito Santo que Deus envia à consciência humana (B6). A palavra grega traduzida como "Consolador" em Português, significa intercessor (a pessoa que intervém em favor de outro,) consolador (alguém que conforta,) ou advogado (a pessoa que invoca a lei em nome de outra pessoa.)
Assim, o Consolador preenche todos os papéis que Jesus cumpriu, mas esse Consolador não é uma pessoa, por isso está sempre presente! A Ciência Divina, o Espírito ou lei de Deus, é esse Consolador. CeS define Espírito Santo: “A Ciência Divina; o revelar-se da Vida, da Verdade e do Amor, que são eternos” (CeSp.588). Jesus ensinou e praticou a Ciência Cristã, ou seja, as leis espirituais de Deus. Mas essas leis espirituais não seriam identificadas como tal até que Mary Baker Eddy as descobrisse em 1866, e lhes desse o nome de Ciência Cristã.
O poder de cura das leis espirituais ou Ciência Cristã, prova que os chamados milagres realizados por Jesus simplesmente "exemplificavam um Princípio divino sempre atuante" (CS16). O cristianismo que Jesus ensinou e demonstrou é uma Ciência, sempre disponível para toda a humanidade, reconfortante, curativa, e é uma defensora do homem de Deus, feito à imagem de Deus! Nada pode escondê-la de nós, ou fazer com que desapareça de nossa presença. Ela deve ser vista, estudada, praticada, respeitada como a Verdade Divina!

Seção 5: Una-se com o Espírito Santo e cure!
Aos cristãos têm sido dadas claramente ordens de conduta no Evangelho de Mateus: "Curai enfermos, ressuscitai mortos, purificai leprosos, expeli demônios” (B9). Que alegria e privilégio poder partilhar com outros os frutos da compreensão que nos tem sido dada. Eu amo o parágrafo no final desta seção com o título marginal, "O propósito principal”. Precisamos lembrar que a Ciência Cristã não é apenas um mero sistema alternativo de cura. A verdadeira missão da Ciência Cristã é "tirar os pecados do mundo" (CS21). Essa foi a missão de Jesus, então, e é a missão da Ciência Cristã, agora.
Quando o pecado (um falso senso de identidade do homem e da mulher) é removido, a cura física segue naturalmente. Isso era verdade na época de Jesus, e é verdade hoje! Mas quando caímos na armadilha de simplesmente olhar para a cura do corpo, cometemos o mesmo erro de Simão pensando que a cura é algo que pode ser “comprado” quando o que é realmente necessário é uma reforma interior – uma mudança de pensamento. É render-se ao Espírito Santo.
Isso muitas vezes requer um pouco de trabalho - realmente se esforçar - para manter o nosso pensamento alinhado com Deus no caminho estreito da Verdade. A cura cristã não é um truque da mente humana (CS19). Simão perdeu essa parte. Ele ficou animado sobre a natureza espetacular da cura e estava interessado no show. Mas ele não teve a capacidade de permanecer e realmente se tornar um seguidor ou buscar o Espírito que estava por trás do trabalho de cura (B10), e receber o galardão, a retribuição concedida por Deus.
Nós sabemos que a verdadeira cura vem da operação do Espírito Santo, o movimento do Espírito tocando o pensamento. A regra de cura é baseada no Princípio divino, o Amor. E esse Princípio transforma e purifica o pensamento até que todo o ser do homem seja posto em harmonia com a lei de Deus (CS20). É preciso escutar o que a Mente divina conhece, e alinhar o nosso pensamento com o divino, e ver Deus revelar a Sua perfeição na cura da condição humana.

Seção 6: Pegue o "livrinho", e coma-o! (Deguste-o)
O capítulo 16 do livro-texto da Ciência Cristã, "O Apocalipse", abre com as palavras de São João, que temos na lição desta semana. Com referência ao 10º capítulo do Apocalipse (B11), Eddy faz a pergunta sobre o pequeno livro que estava na mão do anjo: […] não continha esse mesmo livro a revelação da Ciência divina, cujo 'pé direito' ou poder dominante estava sobre o mar - sobre o erro básico, latente, a fonte de todas as formas invisíveis do erro? O pé esquerdo do anjo estava sobre a terra; isto é, um poder secundário era exercido sobre o erro visível e sobre o pecado audível.” Será que este mesmo livro contêm a revelação da Ciência divina […]?" É a mensagem divina da lei de Deus que o livro texto da Ciência Cristã, Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras contém, e que nos permite plantar nossos pés (ter domínio) sobre o erro básico, latente, a fonte de todas as formas invisíveis do mal" (o mar), bem como sobre o "erro visível e o pecado audível" (a terra). Sim! Confira CeS p.559.
Como se sabe, até mesmo o mínimo conhecimento da lei de Deus (como ensinado na Ciência Cristã) é suficiente para curar o erro mais teimoso. Mas, a fim de desbloquear o potencial completo desta Ciência poderosa, temos de fazer como diz o CeS: “Tomai a Ciência divina. Lede este livro do começo ao fim. Estudai-o, ponderai-o"(CS23). Há realmente quatro elementos aqui e cada um é indispensável para a cura consistente: 1º aceitamos a Ciência Cristã como Verdade; 2º lemos o livro de maneira “atenta e profunda” (Ver CS, p.446:5); 3º "devotamos tempo e atenção para adquirir conhecimento […]". Algum grau de "devoção [e] propósito," que é necessário para obter bons resultados em qualquer coisa que empreendemos; 4º e, finalmente, precisamos refletir sobre o que estamos lendo e estudando. Ponderar é "pensar sobre (algo) com cuidado". Verdadeiramente ponderar a mensagem desse livro pode às vezes ser delicioso. E em outras vezes pode ser preocupante, porque refuta ideias comumente aceitas ou traz coisas à superfície que são desconfortáveis ​​de se lidar.
Mas, em todo caso, conforme lutamos com a ajuda desses pensamentos/ideias, eles trarão luz ao nosso pensamento, e a luz traz a cura. Eu não vejo nada aqui que diga que temos de comer/degustar o livro em uma mordida. Eu como/degusto muito devagar - querendo que o sabor delicioso dure. Talvez seja essa uma maneira que nós poderíamos pensar em "comer" o "livrinho". A velocidade com que nós terminamos não é tão importante quanto a firmeza com a qual nós comemos/degustamos, e assimilamos cada mordida! Tomar a Ciência divina é como aceitar um prato de comida. Lê-lo é a atividade de colocar a comida em nossa boca. Estudar é como mastigar e realmente apreciar o sabor. Ponderar é estar engolindo e digerindo - verdadeiramente nos beneficiando da refeição. Cada etapa é importante!
Escrever isso me inspirou a ser mais dedicada a aceitar e cumprir a esse comando. Convido você a se juntar a mim! Juntos, podemos trazer a cura para nós mesmos, nosso próximo e nosso mundo!

Seção 7: O amor é o segredo!
O Amor faz tudo! O Amor cura. O Amor conforta. O Amor remove toda a evidência de que já houve um problema. Mas, temos de lembrar que é o Amor DIVINO - o Amor que é Deus - em vez do amor humano, do amor pessoal, o que tem poder. Nossa oração é para a consciência humana ser preenchida com alegria e esperança por Deus, como a confiança é colocada sobre o poder do Espírito Santo para transformar o pensamento (B12). Então, é natural que aquele sentimento de esperança borbulhe e envolva a nós e a todos os que encontramos, com o amor e conforto que abençoa, reforma e cura.
Nosso propósito na vida é amar com o amor refletido que flui de Deus, o Amor divino! (B13 e B14). No coração do ensino da Ciência Cristã está o Amor que é Deus, o Amor onipotente (CS26 e CS28). Quando praticamos a Ciência Cristã desse ponto de vista, chegando a todos aqueles que tocamos com esse amor, a cura será o resultado. Eu amo o que Eddy diz sobre o "pobre coração sofredor" precisar de "seu legítimo alimento […]”.
Jesus ensinou-nos a alimentar os famintos. Qual alimento pode ser melhor do que “o perfeito amor”! Então, ao invés de apenas querer fazer o que nós amamos fazer, vamos nos esforçar para amar, seja o que for o que estejamos fazendo. O Consolador, que é a Ciência Cristã, nos ensina que a Mente está sempre presente, e faz com que ela seja uma força prática em tudo o que fazemos!

__________________________________________
Este estudo metafísico foi preparado por Kathy Fitzer de Lake St. Louis, MO, kathyfitzer@gmail.com (314) 323-4083.
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB.
Visite o saite www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB.
Os Cedros são um complemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Thrive in God’s kingdom where you’ve been firmly planted! - To me, this week’s Lesson...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page