Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Viva a Sacramento todos os dias! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: O Sacramento.

Rick Stewart, C.S., Dresden, Germany
Posted Monday, July 6th, 2015

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!
Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda a sua criação. Esse fato e nosso amor por Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições bíblicas. Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso tem trazido cura, conforto, reforma e regeneração às pessoas há várias gerações.
Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que cruzarem seu caminho.” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1)
O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico da LB para auxiliar na sua compreensão do estudo bíblico para o tema: O Sacramento
Viva a Sacramento todos os dias!
Este tema é estudado diariamente em 17 línguas, em todo o globo, de 06 a 12 de julho de 2015.
Abreviações: Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB; Bíblias: King James – KJV;
J.F.Almeida Revista e Atual. – JFA; A Mensagem – MSG; Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;

Olá participantes do acampamento dos Cedros, conselheiros, equipe e família dos Cedars ao redor do mundo! Estamos por aprender algo mais sobre como podemos ter mais paz e alegria em nossa vida por meio da Lição Bíblica da Ciência Cristã sobre Sacramento. Querem se juntar a nós?
A propósito o que é um “sacramento”? Nos tempos do Império Romano os soldados faziam um voto de lealdade chamado de “sacramento”; esta é uma das origens da palavra. O American Heritage Dictionary diz que “Sacramento” é uma cerimônia religiosa, ou rito. Diferentes igrejas têm ideias distintas sobre o que sejam esses ritos. A igreja luterana acredita que o batismo e a comunhão sejam os únicos sacramentos. A igreja católica romana e as igrejas ortodoxas orientais têm cinco sacramentos a mais: confirmação, confissão, unção aos doentes, ordenação de clérigos e o matrimônio. Há diversas igrejas evangélicas que encaram o batismo como o sacramento-chave que serve como uma cerimônia exterior, o que significa compromisso interior com Cristo. Também celebram a Santa comunhão como lembrança da Santa Ceia. Para essas igrejas, um sacramento é um símbolo exterior ou ação que representa um compromisso íntimo de seguir o exemplo de Jesus.
A Igreja católica define os sacramentos como sinais eficientes de graça instituídos por Jesus e delegados à igreja, pelos quais a vida divina nos é dispensada. O Anglican Book of Common Prayer (o Livro Anglicano de Oração) define um sacramento como um sinal exterior e visível de uma graça interior e espiritual, dada a nós pelo próprio Jesus, como meio pelo qual recebemos a mesma graça e prometemos tentar vivê-la em nossa vida.
A descobridora e fundadora da CC, Mary Baker Eddy, em seu livro Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras, compartilha claros vislumbres dos conceitos representados nos sacramentos, assim como o ponto de vista da CC a respeito deles. Eddy inicialmente não planejava iniciar uma nova igreja. Ela esperava compartilhar sua descoberta, a Ciência Cristã, conforme delineada no CeS, com todo o mundo. Assim, enquanto escrevia para o grande público, não apenas para os Cientistas Cristãos, ela explicou no CeS o que a Ciência Cristã ensinava sobre sacramento, batismo, eucaristia e comunhão. Mais tarde, quando ela enfim fundou a igreja da CC, as Lições Bíblicas que ela iniciou, ajudaram a explicar muitos termos cristãos. Muitas pessoas, não apenas membros, começaram a estudar a Lições Bíblicas da Ciência Cristã.
Ao longo dos anos conheci muita gente que era membro de outras igrejas e que estudava regularmente a LB, pastores, rabis, clérigos, doutores e enfermeiras. Quando meus pais se casaram, o ministro que realizou o casamento estava muito feliz de conhecer minha mãe. Ele estudava a Lição Bíblica há anos e não tinha ninguém com quem falar sobre a CC. Tornaram-se bons amigos.
Quando completei 12 anos de idade, iniciei o estudo regular da LB. Meus pais me deram a Bíblia e o Ciência e Saúde. Os livros tinham capa vermelha e uma caixa vermelha os alojava, juntamente com o Livrete. Aos domingos levava para a Escola Dominical os livros com a lição da semana marcada.
Estimular o gosto de ter sua própria Bíblia e Ciência e Saúde em mãos, lê-los e descobrir os tesouros que eles contêm é uma das razões que o Acampamento dos Cedros encoraja fortemente aos campistas a trazerem seus próprios livros [ou estes são emprestados e doados a cada campista cuja família não disponha de recursos para comprá-los]. Os livros são muito especiais e permitem que leiamos o restante das histórias contidas na lição e muito mais.

Texto Áureo: (Romanos 14: 17) “…o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz e alegria no Espírito Santo.”
O TA nos leva a começar a pensar sobre “Sacramento” a partir do ponto de vista do amor isento de ego e de pensar sobre os outros. A chave desta lição sobre Sacramento será atingir nossa meta de proximidade e união com Deus, e ao mesmo tempo apoiar outros em sua caminhada de fé. Refere-se a um capítulo onde o apóstolo Paulo está nos encorajando a pensar sobre novas pessoas vindo ao Cristo de várias tradições, sem critica nem julgamento mas apreciando seu interesse na mensagem de salvação encontrada nas palavras e na vida de Cristo Jesus
Na tradução de J. B. Phillips encontramos a seguinte versão: “Afinal, o reino dos céus não é uma questão de conseguir o que você gosta de comer, ou beber, mas de justiça e paz e alegria no Espírito Santo.”
Pode-se dizer que não há um caminho único no tocante a comer, beber ou manter certas tradições. Lembro-me de uma conversa que tive com um cientista cristão da Austrália. Ele visitava minha casa na Flórida, EUA, com um número considerável de alunos de Principia College, uma faculdade para cientistas cristãos em Elsah, Illinois, EUA. Sua namorada, também aluna de Principia, era uma ardorosa vegetariana. Contou-me, quase como uma confissão, que gostava de comer carne, que australianos comem muita carne e que estava começando a sentir-se um tanto culpado nessa questão do comer carne. Sua namorada tinha convicções baseadas no seu mais elevado senso do que é certo, mas ela também o fazia sentir que esse era o único modo de ser um cientista cristão praticante. Ele e eu conversamos explorando alguns trechos bíblicos, inclusive este de Romanos 14 e 1 Coríntios. Encontramos o seguinte na tradução de J. B. Phillips: “Não é fácil pensar o que ‘sabemos’ em problemas como este, mas devemos lembrar-nos de que enquanto o saber possa tornar um homem grande, é somente o amor que pode fazê-lo crescer à sua plena estatura” (1 Coríntios 8).
Começamos, então, a debater sobre a importância de perscrutar nosso pensamento na busca da profundidade de nosso amor, respeito e apreço a outros. Permitindo que cada um encontre seu meio de voltar-se ao evangelho e fazer o melhor para vivenciá-lo na vida diária. E confiar que o poder do Espírito Santo, ou do Evangelho, guie cada um a Cristo.
E é exatamente isto que o TA requer de nós; lembrando que nosso objetivo é o “reino de Deus […] justiça e paz e alegria no Espírito Santo […]” e não certas cerimônias ou ritos. O verdadeiro espírito dessas coisas vivido na vida diária nos dará orientação.

Leitura Alternada (LA) Mateus 20:17–23; 16:24; 10:8. Jesus prepara seus discípulos para os eventos dolorosos e tristes sobre a crucificação, que acontecerão em breve em Jerusalém. A mãe de dois dos discípulos pergunta a Jesus se seus filhos poderiam estar um ao lado de sua mão direita e o outro de sua mão esquerda no "reino". Jesus adverte para o que está por vir, o "cálice" e o "batismo". Esclarecendo ou explicando que não será fácil ser um dos seguidores de Jesus em um futuro próximo (ou mesmo num futuro distante).
Jesus incentiva um amor altruísta, uma vontade de "tomar" a cruz, e segui-lo. E para agir especificamente: "Curai os enfermos, purificai os leprosos, ressuscitai os mortos, expulsai os demônios: de graça recebestes, de graça dai.” Uma nova versão da Bíblia diz: "Dê tão livremente quanto você recebeu!"
Essa frase realmente me fez pensar nos incríveis lampejos que me foram dados sobre os ensinamentos de Jesus, como explicado na Ciência Cristã e nos frutos que vêm desse estudo. Como poderia pagar o que tenho recebido ou me foi dado? Se eu pensar nas curas, experiências, proteção e provisão que eu testemunhei na minha família, na minha vida, com meus amigos, não há absolutamente nenhuma maneira de contá-los todos. Um número infinito de curas e provas de amor e cuidado de Deus.
Pense por um momento sobre o que você recebeu, ou lhe foi dado, e em seguida, pense um pouco sobre o que você pode fazer sobre isso!
A doçura desta Lição nos leva a ver como a compreensão do sacramento leva à cura. E quando estivermos prontos para curar, prontos para "tomar" a cruz e seguir a Jesus, estaremos certamente vivendo na graça que encontramos no sacramento.

Seção 1: "Os elementos sacramentais que levam à cura."
A citação B2 é uma introdução interessante para o permanente e contínuo "dar" que Deus tem compartilhado com o Seu povo, os dispostos e receptivos ao Seu amor e orientação. Paulo em sua carta aos Coríntios fala do ativo cuidado de Deus durante o êxodo dos filhos de Israel do Egito: Êxodo 13:21, seguindo a nuvem; Êxodo 14, atravessando o mar vermelho; Êxodo 16, comendo o maná; e Êxodo 17, a água da rocha.
Um dos conceitos que esta lição desenvolverá em nós é que não precisamos de cerimônias para nos falarem de um Deus e Seu Cristo que vive na vida de cada um de nós! Nossas manifestações são o nosso Emmanuel conosco! Um belo exemplo disso vem de uma palestra que assisti há alguns anos: "A Verdade Divina liberta de limitação" com Jack Edward Hubbell, CSB de Palo Alto, Califórnia.
Jack escreveu: "Ok, vamos ver como podemos aplicar esses princípios de uma maneira prática sobre várias formas diferentes de limitação. Primeiro, consideremos uma das limitações mais prevalentes: a de insuficiência de fundos ou de alimentação. Ser livre é viver uma vida com recursos ilimitados. Às vezes, a evidência da falta parece tão esmagadora que nós sentimos que precisamos de um milagre para resolver o problema. Por exemplo, muitas comunidades sofrem hoje com um suprimento inadequado de água.”
Fui desafiado com a falta de água há muitos anos. Eu estava em um grupo de três em uma expedição geológica no Estado de Utah, EUA. Entramos em uma área remota do deserto, mas conseguimos levar apenas água suficiente para três dias. Esperávamos localizar água na região. No entanto, após dois dias de buscas infrutíferas, não tivemos escolha a não ser voltar para a civilização na manhã seguinte.
“Naquele entardecer, voltei-me para Deus em oração. Lembrei-me de alguns relatos na Bíblia de pessoas que sofreram com uma oferta limitada de um bem e cujas necessidades foram satisfeitas através de uma compreensão do amor e do poder de Deus. Jesus alimentou mais de cinco mil pessoas com apenas alguns pães e peixes (Mateus. 14: 15-21). Eliseu proveu óleo e farinha a uma viúva e seu filho, os quais duraram através de todo o tempo da seca (I Reis 17: 10-16). Moisés feriu a rocha e a água verteu dela (Números 20:11). Eu me perguntava: "Será que essas experiências realmente ocorreram ou foram mitos ou alegorias? Eu raciocinei que eram manifestações da lei divina. E, que a mesma lei que estava em vigor na época de Moisés ainda estava operando agora. Eu tinha aprendido com a Bíblia que Deus é amor e a Ciência Cristã mostra esse Amor como sendo poder. O Amor Divino é o poder que dá impulso à lei. “Na manhã seguinte, antes de levantarmos acampamento, decidi ir mais uma vez em busca de água. Voltei para um desfiladeiro estreito perto do acampamento, mas não havia nada além de areia e pedras no chão do cânion, nem mesmo um sinal de vegetação rala. Sentei-me num seixo para restabelecer os meus pensamentos da noite anterior. Meu olhar caiu em um pedaço de musgo verde – do tamanho da unha do meu polegar - crescendo em uma fenda da rocha que formava a parede do desfiladeiro. Eu bati no musgo com minha picareta de mão e tornou-se bastante úmida. Eu bati na rocha mais vezes e, de repente, a água irrompeu da fenda na rocha, uma abundância de água que atendeu a nossa necessidade” (Christian Science Journal, Março, 1966, p. 140).
Na citação CS2, a senhora Eddy escreve: "Perde-se espiritualmente o verdadeiro significado do sacramento, se este se restringe ao uso de pão e vinho."
A experiência de Jack e nosso estudo mais aprofundado desta Lição nos trarão para o reino dos sacramentos, vivido e amado na prática diária, e nunca limitado.

Seção 2: Batismo, entre que a água está ótima.
O batismo na Ciência Cristã, assim como em outras denominações religiosas, é um acontecimento muito significativo. Na citação CS4, Eddy fala: “Nosso batismo é a purificação de todo o erro.” E, na citação CS7: “O batismo do Espírito, lavando o corpo das impurezas da carne, indica que os limpos de coração veem a Deus e se aproximam da Vida espiritual e sua demonstração.” E, embora na Ciência Cristã não batizamos com água, certamente acalentamos a promessa do batismo no Espírito [assim como oramos para o Espírito fazer nossa “limpeza a seco e modificações, livremente”]. Aqui está uma pequena história e um comentário sobre um dos mais queridos evangélicos Americanos, no que diz respeito ao batismo. Eu conheci essa história na época em que morei na Flórida.
Durante dez anos morei e fui praticista em uma pequena cidade no centro norte da Flórida chamada Palatka. A área de Palatka era belíssima com grandes árvores cobertas de musgo e barbas-de-velho suspensos sobre os imponentes carvalhos, o lindo rio St. John e também o lago Silver, um pequeno e belo lago na saída da cidade, onde praticávamos esqui aquático. O lago Silver foi o local onde foi batizado um dos mais queridos evangélicos dos Estados Unidos, o pastor Billy Graham. Encontrei um dos mais interessante textos do pastor Graham, em que declarou: “Acredito que o batismo é importante e fui batizado. Mas penso que violamos as escrituras quando fazemos do batismo o requisito primordial para a salvação […]. O tema central do apóstolo Paulo foi o Cristo e Seu poder de salvação. Embora Paulo tenha falado sobre o batismo, ele disse: “Graças a Deus eu não batizei nenhum de vocês […] ninguém pode dizer que vocês foram batizados em meu nome” (1 Coríntios 1:14-15).” http://billygraham.org/answer/is-baptism-necessary-for-salvation/
Aqui você encontra um site interessante com um pouco da história local de Palatka e que fala sobre o primeiro sermão de Billy Graham: http://billygraham.org/story/the-story-behind-billy-grahams-first-sermon/
Há alguns anos pesquisei sobre o que Eddy escreve acerca de batismo. Uma amiga muito próxima da família, Emily Daniel, veio até mim perguntando-me sobre o batismo. Ela tinha em torno de 85 anos de juventude, tendo sido praticista da Ciência Cristã por quase toda sua vida. Ela estava conosco para ajudar no parto em casa, no nascimento do meu irmão Scott. Durante o trabalho de parto surgiu uma situação que causou grande preocupação ao médico presente. O cordão umbilical havia ficado enrolado em torno do pescoço do Scott. Minha mãe permaneceu completamente consciente e em oração durante o nascimento, juntamente com o devoto apoio de oração da Emily. Meu irmão Scott nasceu e tudo correu bem. O médico, com lágrimas nos olhos, disse simplesmente: “Eu nunca vi um bebê nascer vivo em uma situação como essa”. E tudo ficou bem para a mãe e para o bebê.
Foi em meio a essa longa relação de amizade que a Emily veio falar comigo. Parecia que algum de seus familiares queria muitíssimo que ela fosse batizada. No primeiro momento, ela pensou em resistir, mas então percebeu que a melhor coisa para a harmonia da família seria deixar se batizar. Entretanto, ela realmente ponderava e orava sobre o assunto e, como disse antes, queria saber a minha opinião. Finalmente achamo-nos refletindo sobre as três palavras que Jesus disse quando João perguntou se o Mestre precisava ser batizado: “deixa por enquanto”, Jesus disse. Então Emily decidiu concordar em ser batizada e continuou a sua longa jornada de prática da Ciência Cristã.
O batismo é um tópico muito interessante para se pesquisar, como a passagem em que Jesus esteve com seu primo João Batista, o qual pregava “o batismo do arrependimento e a remissão dos pecados”. Os evangelhos de Mateus, Marcos e Lucas incluem relatos do batismo de Jesus por João. [A conexão de Cobbey Crisler sobre o batismo de Cristo (anexa com o nome “Download 2” (B7) na versão online do Acampamento dos Cedros), já por si só pode fazer-nos puros e determinados.
Na citação B7 João fala ao povo: “Eu batizo vocês com água, mas está chegando alguém que é mais importante do que eu, e não mereço a honra de desamarrar as sandálias dele. Ele os batizará com o Espírito Santo e com fogo.” Eddy escreve na citação CS8: “João viu, em sua época, que a ideia espiritual era o Messias que batizaria com o Espírito Santo – isto é, com a Ciência divina.”

Seção 3: O pão da Verdade e o cálice do Amor.
Esta seção traz a maravilhosa perspectiva da cura e do amor da Última Ceia. O verdadeiro significado do pão e do cálice que nosso Mestre ordenou: “Bebei dele todos” [Veja adiante algumas perspectivas sobre o pão e o vinho da Última Ceia nos comentários de C. Crisler, disponíveis nos textos “Download 3” e “Download 4” na versão online do Acampamento dos Cedros.]
Na citação CS13, Eddy escreve: “Sua carne e seu sangue verdadeiros eram sua Vida; e os que verdadeiramente comem sua carne e bebem seu sangue são aqueles que participam dessa Vida divina.” Nossos amigos cristãos procuram celebrar a comunhão com o Mestre através da Eucaristia, a fim de assimilar o verdadeiro significado daquele evento histórico. Mas poderia haver alguma maneira melhor de louvar o Mestre e mostrar nosso amor e devoção além de praticar o que ele viveu e ensinou?
A citação CS15 afirma: “Quando chegamos a ter mais fé na verdade do existir do que no erro, mais fé no Espírito do que na matéria, mais fé em viver do que em morrer, mais fé em Deus do que no homem, então nenhuma suposição material pode nos impedir de curar os doentes e destruir o erro.”
Há alguns anos eu estava no jardim da infância, onde todas as nossas crianças estiveram um dia. Foi-me pedido para participar e compartilhar uma história com um grupo de crianças católicas que vinha nos visitar todas as sextas-feiras acompanhado do padre. Lemos juntos o livro “O peixe colorido”. Eu lia em inglês e o padre lia em alemão, alternadamente, e havia um esforço de equipe na busca dos ensinamentos que o livro trazia. E juntos compartilhamos pequenas mensagens espirituais que cada um de nós extraiu do texto. Tudo que posso dizer é que aquela foi uma experiência verdadeiramente sagrada. Não havia qualquer diferença religiosa. Havia somente um Espírito, um Amor. Foi muito divertido e inspirador. Desde então, eu e este querido padre temos um relacionamento muito especial, irmãos em Cristo. Quanta satisfação no seu rosto quando nos encontramos! O cristianismo genuíno que não conhece qualquer barreira de denominação religiosa. Somente o Cristo, vivido e amado e lembrado em atos.

Seção 4: O "cálice de amargura"
Algum problema em sermos lembrados das terríveis motivações e ações que levaram à condenação e à perseguição do melhor homem que já caminhou no planeta? Podemos analisar os eventos, explorar as motivações, aprender com o Amor vivido pelo Mestre? Podemos começar a realmente apreciar o imenso Amor despojado de ego sendo expresso pelo jovem Jesus?
Jesus orou, "Amado Pai", disse ele, "todas as coisas são possíveis para ti. Não me deixe beber deste cálice! Embora não seja o que eu quero, mas sim o que tu queres" (Marcos 14:36, Phillips New Testament).
Perguntei a mim mesmo: O que Deus queria? Deus queria que Jesus sofresse? Não acredito nisso. Mas Deus quis e quer que cada um de nós saiba que o Amor é mais forte do que o ódio, que a Vida é mais forte do que a morte, que a Verdade é mais poderosa do que qualquer mentira! [Veja as profecias da crucificação no comentário de C.Crisler [em inglês] com o nome "Download 5" da versão online do Cedros para este MET.]
Nosso Salvador, nosso Consolador, estava pronto para arriscar-se por Deus [colocar "tudo o que tem de terrenal no altar" CeS 55:23)]. Há obviamente uma relutância expressa e por que não? Ele conseguia sentir e ver de onde vinha todo o ódio ao Cristo, a Verdade, o qual era direcionado a ele. Isso faria com que qualquer pessoa arrumasse suas coisas e fugisse. Mas ele não o fez. Estava pronto para colocar tudo no altar e sua fé estava aumentando, sua certeza de que Deus, Vida, Amor seria triunfante, estava aumentando. Ele sabia que Deus já estava ali, onde o ódio parecia ser triunfante.
Na citação CS17, Eddy pergunta: "Cristãos, estais bebendo o cálice dele?" Estarão todos os que comem pão e bebem vinho em memória de Jesus realmente dispostos a beber seu cálice, a tomar sua cruz e a deixar tudo pelo princípio-Cristo? Por que então atribuir essa inspiração a um rito morto, em vez de mostrar, com expulsar o erro e tornar o corpo “santo e agradável a Deus”, que a Verdade veio à compreensão? Se Cristo, a Verdade, veio a nós em demonstração, nenhuma outra comemoração é necessária, pois a demonstração é Emanuel, ou seja, Deus conosco; e se um amigo está conosco, por que precisamos de celebrações em memória desse amigo?"

Seção 5: "Ufa! Vou pescar!"
Eu entendo Pedro, Tomás, Natanael e os outros. Cresci pescando. Eu costumava ficar horas sentado no trapiche nos fundos de casa, pescando e apreciando cada momento passado observando nosso pequeno lago. Meus irmãos, meu pai e eu pescávamos com frequência por toda a Flórida! Estimulante, confortante e renovador, pescar é sinônimo de sucesso. Quando o fracasso espreita, o sucesso no que é simples e familiar é confortante. Porque também passei por experiências que às vezes parecem difíceis de suportar. Grandes arrependimentos com relação aos fracassos pessoais, mágoas, frustrações, dores, aparente perda de entes queridos. Portanto, eu também sei o que significa querer voltar à familiaridade, à quietude, à paz, à ondulação da água na lateral do barco. A rotina de jogar a rede, ficar esperando e observando por horas, na esperança de ter sucesso, encontrar os cardumes de peixes. Sucesso. [Veja o comentário C. Crisler no Download 6 da versão online do Cedros para este MET.]
Mas também ouvi o chamado vindo da praia. O chamado e o consolo do Cristo chamando na madrugada, no amanhecer. Também ouvi o eco do Salmo "Teu pranto Deus enxugará, pois radiosa vem aurora” [Hino 425, baseado no Salmo 30:5].
Que alegria! Que júbilo quando Cristo chama da praia, "mais um arremesso. Desta vez no lado direito." "Venham comer. O café está pronto." "Já estou aqui, seu Mestre, Consolador e Salvador." "Triunfei e se me seguirem, vocês também triunfarão."
Como coloca a CS20: "Essa reunião espiritual com nosso Senhor, na aurora de uma nova luz, é a refeição matinal que os Cientistas Cristãos comemoram. Inclinam-se perante o Cristo, a Verdade, para receber mais da sua reaparição e comungar silenciosamente com o Princípio divino, o Amor."

Seção 6: "No voo ascendente, sua ascensão é nossa ascensão."
Aqui está a versão da citação B20 de acordo com o Novo Testamento de J.B. Phillips: "Caro Teófilo, em meu primeiro livro, contei-lhe um pouco da história de tudo o que Jesus começou a fazer e a ensinar até o momento de sua ascensão. Antes de ascender, ele deu, através do Espírito Santo, instruções aos mensageiros especiais escolhidos por ele. Pois, depois de sofrer, ele se mostrou vivo para eles de muitas maneiras convincentes e apareceu várias vezes, durante quarenta dias, conversando com eles sobre os assuntos do Reino de Deus" (Atos 1).
E o ensinamento que Jesus compartilhou durante estes quarenta dias com certeza motivou seus adorados discípulos! Eles curaram, ensinaram, compartilharam. "Afluía também muita gente das cidades vizinhas a Jerusalém, levando doentes e atormentados de espíritos imundos, e todos eram curados" (B21).
Eddy escreve na citação CS24: "É o Cristo vivo, a Verdade posta em prática, que faz de Jesus “a ressurreição e a vida” para todos os que o seguem em seus atos. Obedecendo a seus preciosos preceitos — seguindo sua demonstração até onde podemos apreendê-la — bebemos de seu cálice, participamos de seu pão, somos batizados com sua pureza; e por fim descansaremos, nos assentaremos com ele na plena compreensão do Princípio divino que triunfa sobre a morte" (CeS 31:14-22).
Se alguém lhe:perguntar:”Os Cientistas Cristãos têm algum tipo de Sacramento?" Peça que leiam a última frase desta citação (CS24) e ponderem sobre ela. E estejam dispostos a compartilhar sua experiência pessoal de como você orou e deixou que o Amor despojado de ego o elevasse através da vida e dos ensinamentos do nosso adorado Salvador. Quando seu coração estiver marcado pelo Espírito Santo, o Consolador, por ser curado e por curar, conte aos outros com afeição altruísta. Esteja disposto a compartilhar, a dar, porque tudo isso nos foi dado de graça.
____________________________________________
Este estudo metafísico foi preparado por Rick Stewart, C.S., Dresden, Alemanha, (+49) 351 312 4736 rickstewartcs@aol.com
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB.
Visite o saite www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Wake Up from the Dream to Reality! - Are you a prophet? A spiritual seer? A prophet is someone...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page