Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Descubra “O Ungido” – e você! — para saber quão especial você é! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: O Sacramento.

Rick Stewart, C.S., Dresden, Germany
Posted Sunday, January 3rd, 2016

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!
"Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda Sua criação. Esse fato e nosso amor por Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições bíblicas. Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso tem trazido cura, conforto, reforma e regeneração às pessoas há várias gerações.
Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que cruzarem seu caminho” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1).
Descubra “O Ungido” – e você! — para saber quão especial você é!
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico da LB para auxiliar na sua compreensão da Lição Bíblica para o tema: “O Sacramento”
Este tema é estudado diariamente em 18 línguas, agora também em chinês, em todo o globo, para a semana de 04 a 10 de janeiro de 2016.
Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB.
------------------------------------------
Vejam, a Lição Bíblica desta semana é toda sobre ser especial. Aprendemos nessa lição sobre o Sacramento, quão especial era nosso Salvador Jesus Cristo, o “ungido”. A Bíblia afirma: “Deus, o teu Deus, te ungiu com óleo de alegria como a nenhum dos teus companheiros” (Hebreus 1: 9). Ao longo dessa lição bíblica vemos que mesmo Jesus sendo o ungido, escolhido como “especial”, toda sua vida e missão giraram em torno da revelar a todos nós quão especiais nós somos. Quão especiais todos somos para Deus, para nós mesmos, para nossa família, para nossos amigos e para o mundo.
O Texto Áureo inicia dando o tema da lição inteira: Salmo 92: 4, 10: “[Tu] me alegraste, Senhor, com os teus feitos; [...] derramas sobre mim o óleo fresco.” Segundo NTLH: “[..] .os teus feitos poderosos me tornam feliz!”
Isso soa para mim um tanto mimado. Você é muito especial para Deus. Você recebe o tratamento “E.P.U.” (Especialmente Preparado e Ungido, SPA no ingles).
A Leitura Alternada é de Marcos 1: 14, 15; Marcos 6:2,7,8,12,13 e Salmo 40:8,10,16. -
Em Marcos 1: 14, 15 Jesus começa a pregar: “O tempo está cumprido, e o reino de Deus está próximo; arrependei-vos e crede no evangelho”.
A Bíblia A Mensagem descreve a cena descrita em Marcos 6 de um modo curioso e interessante:
“No sábado ele passou a ensinar na sinagoga. Os ouvintes ficaram impressionados. “Ele é muito bom!”, comentavam. ‘De onde vem tanta sabedoria, tanta capacidade?’, perguntavam-se.
Não demorou, porém, já estavam falando mal dele. ‘Ora, ele é apenas um carpinteiro - o filho de Maria. Nós o conhecemos desde menino. Conhecemos também seus irmãos, Tiago, José, Judas e Simão, e suas irmãs. Quem ele pensa que é?’ Mesmo sem conhecê-lo direito, eles o desprezavam.
Jesus declarou: ‘Um profeta só não é importante em sua terra e em sua família, nas ruas em que brincou quando criança’. Jesus não pôde fazer muita coisa ali — impôs as mãos sobre uns poucos doentes e os curou; nada mais. Não pôde vencer a resistência deles. Assim, decidiu visitar as outras cidades, ensinando o povo.”
Parece que as pessoas de sua cidade não pensavam que Jesus fosse especial. Assim, foi para “outros povoados, onde pregava”. Depois disso enviou seus discípulos para pregarem o arrependimento, expulsar demônios, ungir com óleo e curar!
A paráfrase de A Mensagem continua:
“Jesus convocou os Doze e enviou-os em duplas. Deu-lhes autoridade e poder para enfrentar a oposição maligna, além das seguintes instruções:
‘Não pensem que precisarão de muito equipamento para cumprir a missão . Vocês são o equipamento. Nada de depender do dinheiro. Sejam simples. ‘Nada de hospedagem de luxo. Hospedem-se num lugar simples e contentem-se com isso.
‘Se não forem bem recebidos e se não os ouvirem, retirem-se sem estardalhaço, sem fazer cena. É hora de dar de ombros e continuar o caminho.’
Então, eles partiram. Em alegre tom de urgência, anunciaram uma mudança radical de vida. Por onde passaram, expulsaram demônios e levaram saúde aos doentes, ungindo o corpo e curando a alma.”
Acho que podemos resumir que mesmo sendo “especiais”, nem sempre podemos esperar que os outros nos vejam ou reconheçam tal fato. Primeiro temos de nos aceitar e, assim, estar dispostos a compartilhar com outros.
Seção 1: Como um pastor cuida de seu rebanho, assim Deus, o Amor nos cuida e nos unge.
A citação do salmo 23 e sua interpretação espiritual em Ciência e Saúde (CS2) nos diz como cada um de nós é cuidado e ungido pelo nosso Pastor! Pesquisando, em momentos diferentes encontrei ligações muito interessantes na internet com ideias de verdadeiros pastores. Uma nova para mim, não era de um pastor palestino, mas de um mais perto de casa, Phillip Keller. Seus pensamentos e ideias são bem interessantes. O link a seguir leva você para um site com excertos do livro, "Um pastor olha para o Salmo 23, por Phillip Keller."
http://www.antipas.org/commentaries/articles/shepherd_psa23/shepherd_01.html
Uma das idéias no Salmo 23 original é a seguinte, “unges a minha cabeça com óleo". Na interpretação de Mary Baker Eddy esta linha significa: "O Amor unge-me a cabeça com óleo." Em Ciência e Saúde temos a interpretação espiritual de Eddy para "Óleo" do Glossário de Ciência e Saúde. "ÓLEO: Consagração; caridade; gentileza; oração; inspiração celestial." Essas ideias foram fundamentais para mim no sentido de tornar possível trabalhar neste estudo metafísico. Sábado à noite, parecia que meu olho esquerdo estava ficando inflamado. Foi doloroso, eu não conseguia suportar a mais leve luz e, por fim, o olho estava completamente fechado. Imediatamente passei a orar, mas nenhuma leitura era possível. Acordei domingo de manhã bem cedo, quando ainda estava completamente escuro. Na escuridão, consegui dirigir até a igreja e preparei o espaço para o Serviço de domingo. Informei meus colegas de da Escola Dominical de que eu não poderia estar lá. E então passei o dia ouvindo a Lição Bíblica e orando no escuro. Eu tinha feito uma gravação pessoal da próxima lição sobre Sacramento e por isso pude ouvi-la duas ou três vezes. O progresso estava sendo feito. À medida que o dia passava, eu ​​me peguei pensando nesta parte da lição. Eu sabia que muitas pessoas teriam pensado que uma pomada resolveria o caso para o meu olho. Mas, como eu pensava na unção nesta lição, percebi que usar uma pomada não era a minha resposta. Eu pensei sobre a definição de óleo acima referida. E que "O Amor unge-me a cabeça com óleo!" O Amor era a pomada, a unção que eu escolheria. Na hora do jantar pude comer com a família. O progresso continuou durante a noite. E quando amanheceu eu conseguia enxergar claramente e ver a luz da manhã foi uma alegria, e levar meus filhos para a escola e para o jardim de infância. Logo a completa liberdade permitiu-me retomar ao trabalho no computador.
Seção 2: A mulher unge os pés de Jesus (Lucas 7).
As citações B3 e B4 são todas sobre a unção especial do nosso amado Mestre, Condutor e Salvador, Jesus Cristo. Com a citação B5, Lucas 7, temos os versículos bíblicos referentes à unção de Jesus, o grande amor e pura afeição por alguém se chegando ao Mestre em completa humildade e arrependimento. O que me impressionou foi o reconhecimento claro da mulher do quanto Jesus era especial. E nesse vislumbre ela foi curada, restaurada, redimida, perdoada. As citações da Bíblia e de Ciência e Saúde dão uma imagem clara deste evento e a atmosfera mental que o rodeava. Ao estudar esse evento, ele tornou-se para mim um aspecto do nosso reconhecimento do quanto Jesus é especial. Isso ficou evidente no pensamento dessa mulher. Era essa mulher a última pecadora a ser renovada, reformada, ungida com a redenção? Como Jesus descreveu-a: "Por isso te digo: Perdoados lhe são seus muitos pecados porque ela muito amou" E ele disse à mulher: "Tua fé te salvou; vai em paz." Essa redenção, essa salvação continua até hoje.
Claro que Maria Madalena não foi a última pecadora a mudar para um novo caminho. Absolutamente não. Eu olho para minha própria experiência e a grande graça e amor que nos redime todos os dias! Os links a seguir contam a história de um homem, Roy Olmstead, que passou de transgressor da lei humana, à descoberta da lei do Cristo, a Verdade. Após uma vida de crime, esteve na prisão, e em seguida, encontrou a Ciência Cristã e dedicou-se ao ministério de cura da Ciência Cristã. E nesse ministério, todas as segundas-feiras, ele visitava as prisões da região do Estado de Seattle, EUA, continuando o ministério na prisão por muito tempo. A unção de Cristo não conhece barreiras na vida de resgate daqueles que descobrem a especialidade encarnada na vida de Jesus Cristo. Em um breve artigo, "From bootlegger to healer” (De contrabandista de produtos alcoólicos a sanador), por Bill Scott, da edição de 5 de dezembro de 2011 no Christian Science Sentinel.
Quando Olmstead foi enviado à prisão em 1928, ele usou seu tempo como prisioneiro para melhorar a si mesmo. De acordo com Philip Metcalfe, autor do Whispering Wires: O conto trágico de um contrabandista americano, "O homem que chegou em 1928 não era o homem que partiu três anos mais tarde." Metcalfe escreve ainda, "Olmstead primeiro procurou alívio em livros sobre psicologia e filosofia, mas não estava satisfeito até que um companheiro de cela emprestou-lhe um exemplar de Ciência e Saúde [com a Chave das Escrituras], de Mary Baker Eddy, a fundadora da Ciência Cristã. Lentamente, ao longo do tempo, ele se tornou um devoto Cientista Cristão, habitualmente levantava todas as manhãs às 5:00 para ler e refletir. "
Uma vez fora da prisão, Olmstead e sua família viviam modestamente, recusando ofertas lucrativas para trabalhar na indústria de bebidas. Ele deixou de fumar e beber, mas sempre manteve seu senso de humor. Ele buscou a amizade do Juiz Jeremiah Neterer, que o tinha enviado para a prisão. Contavam piadas de vez em quando, mas Olmstead queria mesmo era falar seriamente sobre a natureza espiritual do homem e do mundo.
Ele deu palestras sobre não beber e visitou as prisões ministrando aos presos uma prática de cura que começou logo após sua libertação da McNeil Island Federal Penitentiary, em 1931.
Olmstead nunca perdeu seu status de celebridade em Seattle e lhe perguntavam, ao longo de sua vida, se ele era o famoso contrabandista dos dias da “Lei Seca”. Ele é lembrado como dizendo: "O velho Roy Olmstead está morto. Ele não existe mais."
Considerando-se o estudante da Bíblia que Olmstead se tornou na prisão, eu acho que ele estava seguindo esta orientação da passagem bíblica de São Paulo em Colossenses (Ver 3:1-4) "Despe-te do velho homem com os seus feitos; e [...] coloque o novo homem, que é renovado em conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou.” https://en.wikipedia.org/wiki/Roy_Olmstead
Em um post anterior que eu escrevi no ano passado, "O Resgate de Roy Olmstead," Eu recebi o seguinte comentário de Doug Wood:
"Eu me encontrei com Roy Olmstead quando eu tinha uns 15 anos. Ele falou a um grupo de crianças da Escola Dominical. Ainda me lembro de suas histórias ajudando / curando prisioneiros e histórias sobre seus dias de contrabandista. Ele era divertido, um cara engraçado. Quando era convidado a fazer uma entrevista ele concordava, desde que dessem crédito à Ciência Cristã".
Olmstead dedicou-se inteiramente à prática de cura pela Ciência Cristã no centro de Seattle, durante 18 anos, até pouco antes de sua morte em 1966 na idade de 79 anos.
Bill Scott - Comitê Christian Science on Publication para estado de Washington "
http://www.washingtoncommittee.com/1298/the-redemption-of-roy-olmstead/
https://en.wikipedia.org/wiki/Roy_Olmstead
Seção 3: O exemplo de Jesus de lavar os pés do próximo com o Amor.
Ao lermos a comovente história no Evangelho de João (13:1-15)) sobre quando Jesus humilde e amorosamente lavou os pés de seus discípulos, podemos perguntar: Como é que vamos duplicar o significado real desse ato nos dias de hoje?
Você percebe que no tempo de Jesus as pessoas caminhavam a pé para onde quer que eles fossem. As estradas eram rochosas, poeirentas e não havia lojas de conveniência em cada esquina oferecendo refrescos. Então, Jesus se humilhou, o amado Mestre dos discípulos, e ele cuidou de forma amorosa das necessidades deles e demonstrou que quando servimos - vivemos -, e porque servimos, - amamos.
O seguinte link nos conduz a um portal bíblico (inglês) com o comentário sobre a passagem da lavagem dos pés dos discípulos por Jesus.
https://www.biblegateway.com/resources/commentaries/IVP-NT/John/Jesus-Washes-Disciples-Feet
[Em Ciência e Saúde, Eddy observa o nosso “divinamente régio” extraordinário líder e servo Cristo Jesus: “Ele era filho de uma virgem. O termo Cristo Jesus, ou Jesus, o Cristo (para dar a tradução completa e correta do grego), pode ser traduzido como “Jesus, o ungido”, o coroado de Deus, ou o homem divinamente régio, como dele está dito no primeiro capítulo de Hebreus: - Por isso, Deus, o teu Deus, te ungiu com o óleo de alegria como a nenhum dos teus companheiros” (CS 313: 1-8). Esta benção do Senhor é mencionada no Texto Áureo e é o que nos unge com "óleo fresco" à medida que estamos prontos para servir humildemente ao espírito-Cristo, assim como Jesus instruiu a todos os seus discípulos a fazer (B9). Além disso, “Ao curar os doentes e os pecadores, Jesus deixou claro o fato de que o efeito sanador era o resultado de se compreender o Princípio divino e o espírito-Cristo, que governavam o Jesus corpóreo. Para esse Princípio não há dinastia, não há monopólio eclesiástico. Seu único rei é o poder imortal e supremo. Seu único sacerdote é o homem espiritualizado. A Bíblia declara que todos os que creem são feitos “reis e sacerdotes para Deus”. As pessoas do mundo não compreenderam naquele tempo, nem compreendem agora, esse governador do Cristo; por isso não podem demonstrar o poder de Deus para curar. Nem é possível ter uma ideia completa sobre essa manifestação do Cristo, enquanto seu Princípio divino não for científicamente compreendido” (CS p.141:13-26).
Os conselheiros do acampamento dos Cedros, os campistas, os visitantes do parque Terras da Bíblia e os participantes da conferência da Rede de Enfermagem da Ciência Cristã, todos descobriram em primeira mão que somente ao absorver o espírito-Cristo de servir de forma humilde e em feliz dedicação pode dar a esperança de duplicar hoje o significado de Jesus ter lavado os pés dos discípulos e a eficácia do seu trabalho de cura espiritual.]
Seção 4: A última ceia na páscoa.
Para muitas pessoas, essa passagem da Última Ceia em Mateus, Marcos e Lucas é o seu conceito de Sacramento ou também é conhecida como a Sagrada Comunhão. Warren preparou um download sobre várias citações de Cobbey Crisler, incluindo a citação B12 em Mateus 26, a qual dá idéias maravilhosas para esta história. Você vai encontrar esses úteis estudos auxiliares ao lado direito da página da internet do Estudo Metafísico dos Cedros.
http://www.cedarscamps.org/metaphysical/articles/2016/1/worship-in-spirit-on-sacrament-sunday-and-always/?sq=http://www.cedarscamps.org/metaphysical/articles/2016/1/worship-in-spirit-on-sacrament-sunday-and-always/?sq=
Na citação CS14, Eddy escreve: “Nossa Eucaristia é a comunhão espiritual com o único Deus. Nosso pão, “que desce do céu”, é a Verdade. Nosso cálice é a cruz. Nosso vinho é a inspiração do Amor, o trago que nosso Mestre bebeu e recomendou a seus seguidores.”
A Última Ceia é o que chamamos a última refeição que Jesus comeu com os discípulos antes de sua traição e prisão. A última ceia é registrada nos Evangelhos sinópticos (Mateus 26:17-30; Marcos 14:12-26; Lucas 22:7-30). Foi mais do que a última refeição de Jesus, ela foi também uma refeição pascal.
O seguinte poema, o qual muitos de nós conhecemos como um hino do hinário Ciência Christã (hinos 298 a 302), ecoa com a profundidade espiritual da compreensão de Mary Baker Eddy sobre o Sacramento.
Hino de Comunhão (Hinos 298 a 302 do poema de M B Eddy)
"Viste o Cristo?
O Verbo ouviste?
Sentes de Deus o poder?
A Verdade libertou
Quem, buscando, a encontrou,
Sim, na vida e no amor do senhor.
Ao triste chama:
“Vem ao meu peito,
Teu pranto quero secar
E a tristeza dissipar;
Lar sublime vim te dar
Entre as glórias de um dia sem fim.”
Ao pecador diz:
“Vem nesta fonte
Teu pranto humano lavar;
O Espírito te faz
Puro, excelso, e vai curar
Toda mágoa, pecado ou dor.”
Meu Salvador, sim,
Fiel amigo,
Vida divina do ser:
Cristo és -- o credo, não.
Tu, Verdade em plena ação,
És a água, o vinho, o pão.
O "Hino de Comunhão" foi impresso pela primeira vez no jornal Lynn Transcript em 2 de dezembro de 1876, intitulado "Hino da Ciência". Ele apareceu no Journal da Ciência Cristã, em março de 1885, e depois Eddy o revisou e deu-lhe o título de "Comunhão - Hino da Ciência Cristã", tendo reaparecido na edição de fevereiro de 1889.
http://www.marybakereddylibrary.org/research/mary-baker-eddys-poems-in-the-christian-science-hymnal/
Seção 5: O desjejum com Jesus depois da ressurreição.
Acho que seria dificil compreender a profundidade da tristeza, da melancolia, da depressão e, talvez, até mesmo da raiva que os discípulos de Jesus sentiram. Raiva dos outros, raiva de si mesmos. Um grande sentimento de perda e frustração.
Mas ainda mais surpreendente é a excepcionalidade do Amor que o Mestre deles demonstrou. Não foi a profundidade de seu Amor infinito e divino que permitiu que ele assim demonstrasse ou que se elevasse do túmulo e acima de toda a mortalidade? Aqui, o Mestre estava em pé na praia, preparando o café da manhã -- o desjejum -- em paz para seus alunos famintos. Ele alimentou-os apenas com peixe? Ou alimentou-os com seu amor profundo por eles e por todos nós? Não foi esse incríivel e indescritível Amor que possibilitou essa demonstração?
Gosto bastante da descrição de Eddy para esta cena na praia no mar da Galileia. Nas citações de Ciência e Saúde desta seção, ela escreve: “Que contraste entre a última ceia de nosso Senhor e seu último desjejum espiritual com os discípulos, nas horas luminosas da manhã, na alegre reunião às margens do mar da Galileia!” (CS19).
“Com um novo discernimento do Cristo, a Verdade, nas margens do tempo, eles puderam elevar-se em certo grau acima daquilo que assenta nos sentidos mortais, ou seja, o enterro da mente na matéria, para alcançar um novo conceito de vida como sendo o Espírito. Essa reunião espiritual com nosso Senhor, na aurora de uma nova luz, é a refeição matinal que os Cientistas Cristãos comemoram. Inclinam-se perante o Cristo, a Verdade, para receber mais da sua reaparição e comungar silenciosamente com o Princípio divino, o Amor” (CS20).
Seção 6: Viver o amor que Cristo Jesus viveu, unge-nos no Amor especial que é Deus.
A Bíblia declara: “aquele que nos confirma convosco em Cristo e nos ungiu é Deus, que também nos selou e nos deu o penhor do Espírito em nosso coração” (2 Coríntios 1:21-22).
Fica claro que Jesus era a obra de Deus e que cada um de nós é a obra de Deus. Nosso Mestre ungido com o “óleo de alegria” e através de seu amor e seu humilde pastorear, a Boa Ovelha unge cada um de nós. Nossa adoração, nossa prática cristã eleva-se acima das cerimònias e dos rituais quando vivemos o amor que nosso Mestre ensinou e viveu.
“O Amor universal é o caminho divino na Ciência Cristã.” ( o grifo é nosso.)
A Bíblia Good News Translation [captura a excepcionalidade única de ser ungido no modo divino de Cristo de viver para amar]: “É o próprio Deus que nos faz ter certeza de nossa vida em união com o Cristo; é o próprio Deus que nos diferencia, que nos colocou Sua marca e que colocou o Espírito Santo em nossos corações como garantia de tudo o que ele tem guardado para nós” (2 Coríntios 1:21-22).
A maravilhosa promessa de Deus de ungir toda a criação como um Pastor afetuoso cuidando de Seu rebanho é uma imagem que conforta e encoraja. Essa promessa nos permite reconhecer a maravilhosa excepcionalidade de nosso Senhor e Mestre, nosso Salvador, Cristo Jesus. E, quando aceitamos essa excepcionalidade, somos também ungidos e banhados na “marca” especial que Deus nos colocou.
Eddy escreve: “Há uma alegria especial em saber que alguém está em constante progresso ao reconhecer a Verdade e o Amor divino (Escritos Diversos 160:10-11).
----------------------------------
Este estudo metafísico foi preparado por Rick Stewart, C.S. Dresden, Alemanha +49 351 312 4736 - rickstewartcs@aol.com
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB. Visite o site www.trentinicsb.com Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os Cedros são um complemento para a Lição Bíblica. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical .

Metaphysical

Thrive in God’s kingdom where you’ve been firmly planted! - To me, this week’s Lesson...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page