Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Nunca se deixe enganar por mitos empoeirados, serpentes espertas ou vilões mascarados; é melhor deixá-los para o Halloween. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: Adão e a queda do homem.

Kerry Jenkins, C.S., House Springs, MO
Posted Monday, October 31st, 2016

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
Adão e a queda do homem
[Nunca se deixe enganar por mitos empoeirados, serpentes espertas ou vilões mascarados; é melhor deixá-los para o Halloween]
31 outubro a 6 de novembro, 2016
__________________________________________________
Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB
__________________________________________________
Texto Áureo e Leitura Alternada:
“…Deus fez o homem reto”. É assim que nosso Texto Áureo introduz a lição desta semana. E trata de retidão em toda ela. Há muitas coisas que nos fazem pensar que estejamos submissos. Às vezes pode ser a sugestão de doença, como na Seção 4. Outras vezes é uma ou outra forma de pecado—a tentação de pensarmos que sejamos incompletos, que precisemos de algo mais para nos sentirmos satisfeitos, completos, felizes e assim por diante. Se reparamos na distorcida lógica da matéria (representada na Seção 3 como uma serpente) acabaremos enganados – logrados, dobrados pelo medo ou pela vergonha. Zaqueu estava disposto a assumir uma posição mais elevada, apesar de sua estatura, e ser um representante de um senso mais correto de governo, mais justo e honesto, refletindo o divino. A criação de Deus é boa, e nós somos esse homem bom da criação de Deus. Nossos passos são “firmados pelo Senhor”, como diz a Leitura Alternada. Nossos passos não são firmados por sugestões serpentinas, por estórias mitológicas de uma criação material oposta à primeira e verdadeira criação em Gênesis 1. Não somos dobrados pela preocupação, medo, carência, doença ou limitação. Afinal de contas, temos a opção se queremos aceitar a apresentação do óbvio senso físico, ou se queremos espichar-nos (ficar alto) para ver além dessa apresentação e divisar a ideia ereta e verdadeira de Deus. Escolher a verdade alivia o peso do medo, da vergonha, da doença, do pecado de qualquer tipo. Arranca a máscara do erro que tentaria apresentar a matéria como razoável, lógica, científica. A CS3 (p. 200) nos diz: “A grandiosa verdade na Ciência do existir, de que o homem real era, é, e sempre será perfeito, é incontrovertível; pois se o homem é a imagem, o reflexo, de Deus não é nem invertido nem subvertido, mas é reto e semelhante a Deus.”


Seção 1: A criação – ou a espiritual ou a material – ambas não podem ser verdadeiras.
Eis um belo poema de Woodruff Smith sobre qual homem queremos ser:


Onde começou
Essa ideia chamada de tu?
Em Gênesis 1,
Ou em Gênesis 2?


Quais desses dois conceitos
Será provado verdadeiro?
Se sabes o que é o que,
Sabes também quem é quem?


Em Gênesis 1, versículo 26,
Há um homem sem maldição.
Mas em Gênesis 2, versículo 7,
É concebido um homem de pó...
Esse nunca verá o céu.


Em verdade o assunto se resume
A qual deles tu escolherás
Pois o que vês serás.
Então, qual teu nome?


Aí estão os dois.
Qual deles és tu?
O homem imortal em 1,
Ou o homem mortal em 2?


Se és o homem imortal
Sabes teu valor.
Pois de acordo com a lei
Herdarás a terra.


Mas se és um mortal
Feito de pó...
Existe algo em ti
Que se possa confiar?


Não, essa coisa chamada de homem
Em Gênesis 2
É um sonho do sonhador.
Nunca foste tu.


Então, saiba quem és.
Toma teu lugar ao sol,
Tu és o homem imortal
Do Gênesis 1.

Lona Ingwerson, CS


TESTEMUNHO DE CURA
Certa feita dei um testemunho em nossa igreja em Golden, Colorado, baseado nas ideias de um poema que eu gostava muito, que diz em parte: “Qual desses dois homens pensas ser: do Gênesis Um ou do Gênesis Dois?”
Umas semanas depois um homem de negócios, provavelmente não sabendo que eu estava sentada atrás dele, falou que ouvira um testemunho bastante trivial algumas semanas antes de uma pessoa que recitara a frase acima e que ele achara tão vulgar e trivial.
Esse homem foi a uma reunião em Atlanta, Georgia, após aquela ocasião; estava em um hotel, dormindo e sua esposa ao lado, quando teve um sério ataque do coração. Disse que sabia da gravidade do caso e que poderia ser fatal. Sentiu-se tão desesperado que não podia nem chamar sua esposa por ajuda, muito menos chamar um praticista para ajudar; disse mais, que pela primeira vez na vida sentira-se totalmente desesperado. Tentou repetir a Oração do Senhor, o Salmo 23, a Declaração Científica sobre o Existir, mas não conseguia lembrar-se, nem concatenar a ideias.
Sentiu-se totalmente embaralhado quando, de repente, lembrou-se de uma frase muito simples: “Qual dos dois homens pensas ser: do Gênesis 1 ou do Gênesis 2?” e percebeu que ela não era tão banal assim, e que se fosse um homem do Gênesis 2 ele provavelmente não sobreviveria aquela noite, mas se fosse o homem do Gênesis 1 poderia reivindicar seu domínio sobre as “coisas da carne”. Foi o que fez. Contou que a dor sumiu imediatamente e sentiu-se bem. Também decidiu que o poema era muito bom.
Lona Ingwerson, CS
Esta seção, que inclui o início da criação mitológica do homem, nos diz na B5 (Salmo 37:37) para escolhermos o homem íntegro e reto! A neblina do senso material tentaria obscurecer essa verdadeira visão do homem. No entanto, somos dotados de domínio sobre essa obscuridade. Somos capazes de elevar nossa cabeça acima das nuvens dos sentidos e ver a forma “moldada com barro celestial” (Hinário da Ciência Cristã, Hino 51). Esse segundo relato da criação procura inverter o primeiro, o relato espiritual. Deus é mostrado como “soprando’ a vida na matéria. Ao passo que Isaías recomenda: “Afastai-vos, pois, do homem cujo fôlego está no seu nariz. Pois em que é ele estimado?” (B4, Isaías 2:22). O único sopro que vem de Deus, é spiritual, é do Espírito. Esse sopro é inspiração; não anima a matéria, mas dá asas as ideias imortais e espirituais.


Seção 2: A primeira narrativa da criação nos deixa completos. A segunda nos deixa carentes e tentados.
Em Gênesis 1 temos uma criação completa. Não há lacunas. Se você pensar em um edifício que tenha consistência, não há pontos fracos, não há lugares onde falte uma peça estrutural que faria com que o edifício desmoronasse. No Alasca enfrentávamos o subsolo congelado quando construíamos. O terreno fica permanentemente congelado, se não for cuidado. Infelizmente, quando alguém constrói em cima dele, a pressão e o calor residual do edifício faz com que o gelo derreta. Os resultados são prédios tortos e ruindo. Para evitar que o prédio sucumba deve-se perfurar estacas abaixo da terra firme e construir a fundação sobre esses pilares. Se alguém tentar tomar um atalho, o edifício vai inclinar-se em todas as direções, dependendo de que lado comece a descongelar. Construir o nosso entendimento sobre o homem em uma base que não seja a da verdade espiritual/científica não nos levará ao homem perfeito e ereto. Todo o relato da criação na citação B7 (Gênesis 2: 8, 16, 17, 21-23) é complicado. Há sono, (onde o homem certamente não está de todo em pé), há primeiro o homem feito de pó, em seguida, a mulher feita de uma costela, e, finalmente, embora não na lição desta semana, o homem é feito da união do homem e da mulher. Eddy aponta a falta de lógica nessa sucessão na citação (CS8, 531:29). No topo dessa progressão temos um Deus que colocou uma árvore com frutos desejáveis ​​na frente de Sua Criação e a fez sem limites. Ela está construída na tentação. O pecado é a crença de que aja algo além do bem espiritual do qual estamos sendo privados – algo que pode nos trazer mais felicidade e bondade do que Deus. Por que iria Deus construir isso em Sua criação?


Seção 3 - Este homem mitológico, material, já desequilibrado, colapsa.
De certa forma isso faz muito sentido. Esse homem material, não sendo um reflexo da Mente, é realmente incompleto. Ele realmente não sabe discernir a verdade. A matéria está sempre afirmando que há algo mais lá fora. O problema é que o "mais" é o Espírito, não a matéria. Mas a serpente, o senso material, sussurra que não é o Espírito que satisfaz, mas que a matéria é a mais atraente. E quando ouvimos a voz da serpente, nos vemos revirando a maldita terra do senso material. Tentamos crescer a partir deste "terreno" material, em coisas que irão satisfazer, enriquecer, elevar - e percebemos que é insuficiente. Mas a boa notícia é que o homem da criação de Deus nunca foi derrubado, nunca esteve caído, nunca foi condenado (CS10, p.470).

Seção 4 - Jesus, o correto “anti-Adão”
Esta seção conta a história de uma mulher que foi curada de uma doença que literalmente a tinha encurvada! Que grande história para ilustrar o nosso homem íntegro. Jesus nos mostra o que a religião deveria fazer. Ela deve exaltar, elevar e aprofundar a nossa compreensão de Deus e do homem. Deve curar revelando nossa verdadeira estatura. O chefe da sinagoga ficou indignado de Jesus curar num dia de sábado. Sua visão da religião restringia o bem a certos momentos - manteria essa mulher inclinada, manteria mutilada e ineficaz a visão do homem sobre a igreja e Deus. Ao passo que Jesus nos mostra que a realidade, ou a verdadeira criação, revela o homem ereto e livre. As citações (CS17 p. 242) e (CS18 p.393) usam as palavras “elevar-nos” e "eleva-te" para descrever como devemos nos esforçar para superar a imposição de um senso material da criação.


Seção 5: Nunca vítimas de um governo corrupto.
Ao ver o homem como tendo integridade, criado pelo Espírito, podemos ser libertados de nos sujeitarmos ao que parece o mal e a injustiça. Gosto de como a história de Zaqueu é empregada na lição desta. Nesta época de eleição pode ser especialmente útil e inspirador lembrar-nos de que estamos sujeitos somente ao governo de Deus. Seu cuidado, Sua sabedoria, Seu amor está sempre operando e nunca falta. Podemos alinhar-nos com esta verdadeira criação e descobrir que, como Zaqueu, deixamos para trás a tentação de obter mais do que nos cabe por direito, ou descobrimos que não podemos ser vitimados por uma falsa sensação de criação que apresentaria o homem como mortal, pecaminoso, temeroso. Vamos ver o oposto espiritual sobre o qual Eddy fala na (CS22, p. 171:4).


Seção 6: A Criação espiritual é permanente.
Eu amo essa citação (CS25, p.548:2) “A Ciência Cristã faz a separação entre o erro e a verdade e impregna as páginas sagradas com o senso espiritual da vida, da substância e da inteligência. ”
Esta respiração/inspiração está muito longe da respiração que traz Adão para a vida. É uma inspiração espiritual que limpa a neblina e revela uma visão nítida e cristalina do homem como ideia espiritual. Não oscilamos entre uma vida material limitada e uma existência espiritual eterna. Nosso ser/existir nunca incursionou em um jardim tentador do qual foi expulso pelo Criador. Nem surgimos de algum outro ponto de vista mitológico que e reflita um entendimento material mais atual. Sempre pertencemos e estivemos na criação de Gênesis 1. Deus impede que Sua criação perfeita caia (B17 Judas 1:24,25). Ele é bom, misericordioso, amoroso, espiritual. E Sua criação nunca iria reflectir menos do que isso.
_________________


Este estudo metafísico foi preparado por Kerry Jenkins, CS, House Springs, MO(314) 406-0041 kerry.helen.jenkins@gmail.com
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini.. Visite o site Associação dos Alunos de Ciência Cristã do Professor Orlando Trentini, CSB. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB.
Os Cedros são um suplemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 4ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

True Freedom Comes from Spirit! - Everyone wants to feel true joy, love, wisdom, energy. We...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page