Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Ande na luz do Espírito e agrade a Deus para descobrir a Vida sempre presente!! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: Período de experiência após a morte.

Kathy Fitzer, St. Louis, MO & Park City, UT
Posted Sunday, October 16th, 2016


CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
Período de experiência após a morte
Ande na luz do Espírito e agrade a Deus para descobrir a Vida sempre presente!!
17 a 23 de outubro de 2016
__________________________________________________
Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB
__________________________________________________

A lição desta semana começa e termina com a diretiva de “andar como filhos da luz – de permanecer na consciência do Espírito em companhia da lei da Vida. O Espírito Santo traz a luz do Cristo à consciência humana. A suposição das trevas – ou seja, a matéria – tentaria ocultar essa luz, se fosse possível. Mas, podemos (e devemos) caminhar atravessando as trevas da matéria, permanecendo focados na realidade da luz do Espírito. Para realmente vivermos temos de abandonar toda crença na morte. A Vida continua para sempre – ininterrupta – como Jesus o demonstrou. Não precisamos temer os desafios quando aceitamos “os tempos” difíceis como um chamado de aproximação a Deus – a própria Vida. “À proporção que desaparece a crença de que a vida e a inteligência estejam na matéria, ou sejam constituídas de matéria, os fatos imortais do existir são percebidos e a única ideia ou inteligência a respeito deles está em Deus. O Espírito é alcançado unicamente pela compreensão e demonstração da eterna Vida, Verdade e Amor” (CS4, p. 279).

Texto Áureo (Efésios 5:8, 10): “[…] andai como filhos da luz […] provando sempre o que é agradável ao Senhor.”
O reino de Deus está cheio de luz. Como imagem de Deus, habitamos nessa luz. As trevas (temor, tristeza, desespero, doença, falhas, engano, etc – tudo o que não é de Deus) não pode coexistir com a luz. Em realidade, tudo isso é tragado e desaparece. Assim, quando conscientemente “andamos como filhos da luz” – quando vivemos na luz do Espírito – nos vemos vitoriosos sobre qualquer sugestão das trevas da matéria. Quando testamos (provamos) cada pensamento para ver se está de acordo com a bondade de Deus – alinhado com o Amor – permanecemos no caminho da luz e da Vida.

Leitura Alternada (Colossenses 1: 2-5, 10-13; Romanos 8: 1, 2)
Quando andamos na luz, estamos agindo como Deus nos fez agir! Temos a garantia da mensagem de Paulo aos Romanos: “A lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte” (Romanos 8:2). Podemos considerar a “lei do pecado e da morte” como qualquer coisa que oculte a luz – qualquer crença em limitação ou interrupção da expressão da totalidade da Vida! A Vida não vem e vai. Paulo encoraja aos “fieis irmãos de Colossos” a “viverdes de modo digno do Senhor, para seu inteiro agrado, frutificando em toda boa obra e crescendo no pleno conhecimento de Deus” (Romanos 8:10). Que belo modelo para avaliar o êxito! Podemos confiantemente fazer o que nos compete, pois Deus nos fortaleceu para enfrentarmos qualquer desafio com persistência e alegria! O CRISTO (o filho de Deus – a divina mensagem que vem perpetuamente à consciência humana) nos libertou do “poder das trevas” e nos estabeleceu no reino da LUZ!

Seção 1: Viva seguindo pelo caminho da Palavra inspirada.
O que sabemos sobre Enoque? Viveu 365 anos, mas não “viu a morte”. Viveu antes de Noé, e muito antes de Moisés e dos Dez Mandamentos. Diz o relato que “ele andou com Deus; e já não era “pois obteve testemunho de que agradara a Deus” (B3, Gn. 5:21-24 & B4, Hb 11:5). A questão é o que quer dizer andar com Deus e agradar a Deus? O que é a “vereda da justiça (retidão, moderação)” que “é vida”? Qual é o “caminho no qual não há morte”? (B2, Pv 12:28). Deus não é uma pessoa. Mas temos de conhecê-Lo intimamente – caminhar com Ele, falar com Ele, por assim dizer. De fato, Deus é a nossa própria vida e só podemos estar separados dEle em crença! Mas temos que elaborar isso na vida prática, vivendo de acordo com tudo o que Deus é (com tudo o que é bom). Diz a Bíblia, que “o Senhor firma os passos do homem bom” (B1, Sl 37:23). O modo de agradar a Deus não é apenas sendo humanamente bom, mas respondendo à direção de Deus. O primeiro fundamento da Ciência Cristã é: “Como adeptos da Verdade, tomamos a palavra inspirada da Bíblia como nosso guia suficiente para a Vida eterna” (CS1, p. 497). A chave é aprender a ver cada coisa a partir de uma perspectiva espiritual em vez de material – e ser guiado pelo que o Espírito revela (CS3, p. 214). A palavra grega traduzida por “agradar” vem de outra palavra que significa “totalmente aceitável”. O que chamamos de morte é uma suposição da mente carnal (ou mortal) que sugere que o homem (a ideia de Deus) possa ser separado de sua origem – a Mente. Considerando que a vida é encontrada quando somos “totalmente aceitáveis” ou vivemos de acordo com a Vida. A totalidade da Vida é vivenciada aqui e agora – e para sempre – quando nos esforçamos para manter cada pensamento e ação alinhados com o bem ilimitado – a eterna harmonia que é a lei divina da Vida. Ao mantermos esse desejo, o Amor nos guiará!

Seção 2: A Vida eterna é o conhecer do Cristo.
Cristo é a luz na qual devemos caminhar. Simão Pedro corretamente identificou Jesus como "o Cristo, o Filho do Deus vivo." Ao seguir a Cristo, somos capazes de compreender e caminhar com o Deus vivo, como fez Jesus. Pedro não entendia por que Jesus teve que ser crucificado. Jesus o repreendeu por sua descrença – até mesmo o chamou de Satanás – e disse-lhe para arredar dele (B7, Mt 16:13-17, 21-25). Um comentarista (New Interpreter’s Bible) sugere que o comando para arredar de Jesus também é um comando de que Pedro devia seguir os passos de Jesus completamente – incluindo estar disposto a tomar a sua cruz com a completa negação do ego. Pedro pensou que o sucesso da missão de Jesus seria medido de acordo com termos humanos que lhe eram familiares - que não incluiria o sofrimento. Ele não compreendia ainda a maior vitória que iria acompanhar a disposição de Jesus de sucumbir à morte. Jesus – ao contrário de Pedro – entendera que ser pregado na cruz não tinha o poder de tirar a Vida! E proporcionou a oportunidade de demonstrar o que ele já havia entendido – que a Vida é eterna e imortal (não vinculada a uma forma limitada, chamada matéria). Era parte da missão de Jesus – trazer à consciência humana a compreensão de que a Vida é mais do que o olho humano pode ver. Jesus disse que, se quisermos segui-lo, temos de "negar" a nós mesmos. Negar é renegar ou separar. Então, nós (como discípulos de Cristo) estamos sendo convidados a renegar um senso mortal de vida e individualidade, e abraçar plenamente a vida que é inteiramente espiritual - e, portanto, imortal e eterna. Mary Baker Eddy explica que devemos "viver acima do senso corpóreo e corrigi-lo" (CS8, 167:6-7). Ao andar por uma área conhecida, mesmo se estiver escuro ou com nevoeiro, você pode distinguir o seu caminho concentrando-se no caminho em que você sabe que precisa permanecer. Mesmo quando estamos cercados pelas nuvens do senso mortal, que apresentam tudo de cabeça para baixo e sombrio, podemos manter o foco no caminho do Espírito e fazer o nosso caminho através do finito ao infinito (CS9. 264:7-9, 10). Nunca devemos confiar nas provas apresentadas pelo senso físico. Ao nos libertarmos de todas as crenças materiais (as quais sugerem que tanto o prazer como a dor são determinados por circunstâncias e condições mortais), e admitirmos os fatos imortais de ser (mesmo antes deles estarem aparentes), veremos “a evidência da imortalidade do homem"(CS12, 428:23). Isso requer que olhemos através do que parece ser – circunstâncias humanas flutuantes – para ver o que É – os fatos permanentes do existir harmonioso de Deus.

Seção 3: A graça e a paz prevalecem e revelam o homem para sempre na luz – imorredouro!
Paulo inicia sua carta aos Coríntios da mesma forma como faz aos Colossenses (veja Leitura Alternada): "Que a graça e paz de Deus, o nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo estejam com vocês!" (B9 - NTLH). Gosto da imagem mental da graça sendo como as ondas lavando as pegadas na areia – sem deixar nenhum registro material. A graça de Deus traz a vida eterna – eliminando o registro da morte! O fato de Jesus ter ressuscitado após sua morte na cruz prova que a Vida é imortal. Paulo argumenta que, assim como a ressurreição foi aceita para Jesus, deve também ser aceita para todos. Os Coríntios não estavam muito certos disso! Eles viam a ressurreição de Jesus como um fato único que não se aplicava a ninguém mais. Paulo explica que Cristo tinha se tornado “as primícias dos que dormem" (ou morreram.) Paulo usa o termo "primícias" referindo-se à prática baseada biblicamente em santificar toda a colheita simplesmente oferecendo os "primeiros frutos" a Deus. Jesus demonstrou a verdade para TODOS! Paulo passou a pregar que todos morrem em Adão, mas viverão em Cristo. Adão representa o mortal e o corruptível; Cristo representa o imortal e o incorruptível. Precisamos escolher o modelo de Cristo – e identificar-nos com a incorruptibilidade e a imortalidade (B10, 1Cor 15). Acho essa afirmação encorajadora: “O progresso nasce da experiência. É o amadurecimento do homem mortal, pelo qual aquilo que é mortal é deixado para trás, em troca daquilo que é o imortal" (CS16, p. 296). Então, não importa quais desafios estejamos enfrentando, não podemos ficar na cruz. Nós nos apoiamos em Deus e insistimos que progresso é tudo o que pode acontecer. A ressurreição é definida no Glossário de Ciência e Saúde como: "Espiritualização do pensamento; uma ideia nova e mais elevada da imortalidade, ou seja, da existência espiritual; crença material cedendo à compreensão espiritual" (CeS pág. 593). Isso é algo que podemos esperar ter todos os dias! Devemos defender-nos das mentiras da mente mortal errônea que tentaria nos convencer de que o declínio e a morte são inevitáveis. A Verdade destrói o erro "e a existência real do homem, como filho de Deus, vem à luz" (CS18, p. 288). Fique na luz! Viva!! E saiba que a Vida é tudo o que há!!!

Seção 4: Pregar o evangelho com os sinais que se seguem.
Muitas vezes, me perguntei se teria acreditado em Maria, quando ela correu para contar aos discípulos que Jesus tinha ressuscitado. Sendo honesto, provavelmente diria que não. Ainda assim, embora obviamente nunca tenha visto Jesus com meus próprios olhos (assim como Paulo também não o viu) senti o toque de Cristo ressuscitado e acredito que ele estava falando conosco, assim como o fez com seus discípulos mais próximos, quando deu a instrução: “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura." A promessa é de que os sinais hão de "acompanhar aqueles que creem." Vimos que, de fato, os discípulos "foram anunciar o evangelho por toda a parte. E o Senhor os ajudava e, por meio de milagres, provava que a mensagem deles era verdadeira" (B11, Marcos 16 - NTLH). O que possibilitou a continuidade da cura após a partida de Jesus? O que permite que a cura continue até hoje? O Espírito Santo, ou a Ciência divina, não é dependente de uma presença corporal. O Espírito Santo continua a despertar o pensamento, para que a luz do Cristo eterno seja recebida e respondida. É essa luz que cura - que dissipa as trevas do erro mortal. Sabemos que Enoque ascendeu, assim como Elias, e também Moisés, cujo corpo nunca foi encontrado. Mas, Jesus fez algo diferente. Ele apareceu aos seus discípulos em "carne" por 40 dias antes de ascender. Ao final desse tempo, os discípulos estavam em uma posição muito diferente em sua compreensão em relação àquela anterior. Estavam, agora, verdadeiramente prontos a seguir o exemplo de Jesus – cheios do Espírito Santo. À medida que compartilharam a boa notícia de que seu mestre havia ensinado e demonstrado, a cura se seguia. Para muitos, seguir o caminho de Jesus significava que suportariam a cruz. Mas vislumbraram a natureza eterna da Vida. Eles demonstraram a supremacia de Deus na cura da doença e até mesmo no ressuscitar dos mortos. Eram destemidos! Podemos prosseguir com igual confiança à medida que enfrentamos as sugestões de erro com a compreensão adquirida do Espírito Santo – a Ciência divina. Fiquei impressionada com a nota marginal "A salvação vem pela reforma." Temos de re-formar (ou formar de novo) nosso pensamento – aprendendo "não da matéria, mas do Princípio divino, Deus, a maneira de demonstrar Cristo, a Verdade, como o poder de cura e de salvação" (CS20, p. 285). Só então, seremos salvos da crença e do medo da morte, e experimentamos que essa "mortalidade material e irreal desaparece em presença da realidade" (CS21, p. 292). Para mim, a chave é entender que o poder de curar não está numa pessoa – nem se processa por meio da operação do pensamento mortal. É o resultado da operação do Espírito Santo, elevando o pensamento a mudar do material para o espiritual. A cura se segue.

Seção 5: Recuse-se a se amoldar – ao invés disso seja transformado – busque o caminho para a liberdade
Há uma tendência humana de pensar e agir da mesma forma como vemos aqueles que nos rodeiam agir e pensar. Temos a tendência de tirar conclusões com base na evidência dos sentidos físicos e aceitar o que outros acreditam como fato. Mas, Jesus desafiou o pensamento de sua época. Ele desafiou a própria assunção de mortalidade. Ele curou o "incurável" e apresentou-se vivo, depois de ter sido pendurado na cruz. Paulo aconselhou os Romanos que estavam se esforçando para seguir Jesus: "Não se ajustem demais à sua cultura., a ponto de não poderem pensar mais. Em vez disso, concentrem a atenção em Deus. Vocês serão mudados de dentro para fora. Descubram o que ele quer de vocês e tratem de atende-lo. Diferentemente da cultura dominante, que sempre os arrasta para baixo, ao nível da imaturidade, Deus extrai o melhor de vocês e desenvolve em vocês uma verdadeira maturidade "(B12, 12:2 – A Mensagem). Mary Baker Eddy escreve: “É chegada a hora dos pensadores […] O contentamento com o passado e as frias convenções do materialismo estão desmoronando”(CS vii:12). A fim de conhecer a Vida como Jesus conhecia, precisamos acatar o conselho de Paulo para testar cada pensamento – examinar cada pedaço de evidência que chega a nós – e só aceitar o que é bom, valioso e digno (B14). Pergunte a si mesmo: este pensamento, sugestão ou pedaço de evidência (seja de prazer ou dor) está me levando ao caminho da matéria limitada ou ao Espírito ilimitado? Em seguida, escolha aceitá-lo ou rejeitá-lo – recusando-se a ser amoldado à crença geral, mas deixando-se ser renovado! A vida é de Deus. Ela é ilimitada, inteira, completa, livre e eterna. Mas esse senso da Vida só pode ser percebido, quando seguimos o caminho que Jesus nos mostrou. Nós nos agarramos ao bem. Deixamos o reino dos céus – o altruísmo, a bondade, a misericórdia, a justiça, a saúde, a santidade, o amor – reinarem dentro de nós (CS26, 248:30). Isso significa que pensamento a pensamento fazemos o melhor que podemos para eliminar aquilo que não é produtivo, e guardamos o que é! Quando os tempos parecem negros e parece não haver nenhuma saída, abraçamos o projeto de renovação (a renovação da nossa mente) que Deus está fazendo em nós. Os elementos velhos, desgastados e indesejados do pensamento devem ser jogados no lixo (como é feito quando uma casa está sendo reformada). Às vezes, há elementos que são tentadores para se manter – formas de pensar ou memórias que são difíceis de abrir mão. Mas, se eles não se encaixam com o novo design, eles devem ir. Nós estamos no negócio de deixar nossa vida ser projetada de acordo com as especificações do Espírito ilimitado e da Vida imortal. Esse é um modelo totalmente diferente do que o mundo detém diante de nós – mas é impressionante e libertador !!! Abrace o "estreito e reto”, o que leva ao entendimento de ser Deus a única Vida" (CS24, 324:14). Nunca é demasiado duro nem confinante, mas sim libertador! Mantenha cada pensamento e ação consistente com o design da inteireza, da retidão de Deus e da verdadeira liberdade! Se você não tem certeza se algo se encaixa, leve isto a Deus. PEÇA a Ele para guiá-lo – como seria procurar o aconselhamento de um arquiteto ou designer em um projeto de casa. O Amor irá responder e revelar-lhe cada passo em direção ao bem, e o afastar-se da materialidade em direção a Deus, o Espírito (CS23, 213:12-14). À medida que praticamos esse exame de pensamentos, vai parecer natural fazê-lo, e vamos encontrar o caminho para a Vida e a liberdade!

Seção 6: Caminhem como filhos da luz e “por favor” (reconciliem-se) com o Cristo, a Verdade.
Os mapas do Google dão opções para irmos do ponto A ao ponto B. Um deles é o caminho direto. Outros são um pouco mais tortuosos. É nossa escolha qual caminho tomar – como é na “vida”. Todos vamos acabar percebendo que a Vida é Espírito, e vamos experimentar a glória da Vida como Jesus tão completamente demonstrou. Nossa escolha é: Vamos ficar na luz e manter nossos olhos abertos e focados em ver o "Cristo ressuscitado" – o pensamento que se elevou acima de todos os sombrios da criação de mente mortal? (B15, Cl 3:1,2,4) Ou vamos deixar nossos olhos e pensamentos se fecharem e vaguear para que possamos tropeçar no escuro ou perseguir todos os tipos de distrações (sugestões de dor ou prazer na matéria.)? Paulo disse aos Efésios: "AGORA sois luz no Senhor; andai como filhos da luz”. A Mensagem parafraseia,"A brilhante luz de Cristo ilumina o caminho. Por isso, nada de ficar tropeçando por aí. Fiquem firmes! Procurem o que é bom, certo, verdadeiro – isso, sim, condiz com a luz clara do dia. Descubram o que agrada a Cristo e comecem a praticar” (B16, Ef 5:8). Começamos com Enoque andando "com Deus", porque ele “agradou a Deus” Provérbios 16:7 diz: "Sendo o caminho dos homens agradável ao SENHOR, este reconcilia com eles os seus inimigos.” Neste caso, a palavra hebraica traduzida agradável pode ser pensada como “reconciliar-se”. Acho que é útil pensar em agradar a Deus como reconciliar-se com Deus. Ao fazermos isso, estamos claramente na luz de Deus. E porque estamos na luz, faz sentido andarmos na luz – manter o nosso olhar sobre o modelo de Cristo, a Verdade. Isso nos permite compreender a Vida espiritualmente. Com esse entendimento nos descobrimos (e toda a humanidade) "à Sua semelhança, perfeitos como o Pai, indestrutíveis na Vida”, então o homem é visto na semelhança de Deus, perfeito como o Pai, indestrutível na Vida, oculto “juntamente com Cristo, em Deus” — com a Verdade no Amor divino, onde o senso humano não vê o homem (S27, 325:12) A vida É eterna - e completamente espiritual. Esta é a nossa única Vida. Não pode ser tirada – ou mesmo interrompida – pelo que chamamos de morte. Basta continuar andando na luz – passo a passo – para obter vistas mais claras da luz de Cristo que revela a Vida eterna que Jesus demonstrou. O Amor está nos mostrando o caminho. A Vida está nos sustentando e revelando-Se a nós para que possamos ver o que realmente somos!
_________________
Este estudo metafísico foi preparado por Kathy Fitzer,CSkathyfitzer@gmail.com Tel. +1.314-323-4083
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini.. Visite o site Associação dos Alunos de Ciência Cristã do Professor Orlando Trentini, CSB. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB.
Os Cedros são um suplemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 4ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Thrive in God’s kingdom where you’ve been firmly planted! - To me, this week’s Lesson...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page