Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Sigam o mapa do tesouro da compreensão para achar a Substância real. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Substância.

Rick Stewart, C.S., Dresden, Germany
Posted Monday, March 7th, 2016

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!
Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda Sua criação. Esse fato e nosso amor por
Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições Bíblicas.
Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso tem trazido cura,
conforto, reforma e regeneração às pessoas há várias gerações.
Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no
amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver
esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os
benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que
cruzarem seu caminho” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1).
O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico para auxiliar na sua
compreensão do estudo da Lição Bíblica que é estudada diariamente em 18 línguas,
incluindo agora o chinês, em todo o globo, cujo tema para a semana de 13 de março de 2016 é:
A substância

Sigam o mapa do tesouro da compreensão para achar a Substância real.

Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição
Bíblica – LB
__________________________________________________
Há cerca de uma semana atrás minha filha de 4 anos, Martha, e eu havíamos
acordado de uma sesta. Decidimos que seria divertido sair com nosso cão, Theo. Mas
primeiro Martha me disse que precisaria desenhar um mapa do tesouro. Pegou uma
folha de papel em branco e começou a desenhar. Quando a folha estava cheia de
rabiscos, ela disse: “OK, papai agora podemos ir procurar nosso tesouro!” Martha
consultou seu mapa e começou a levar-nos por uma série de caminhos de nosso
jardim. Primeiro ela andou de bicicleta e eu fui atrás. Então brincamos de pega-pega
e até atiramos um pedaço de pau para que Theo fosse buscar entre os arbustos. Ela
consultou novamente seu mapa e, então, levou-nos aos balanços. Depois olhou
novamente seu mapa e disse que era hora de ir para casa. Não havíamos descoberto
nenhum dinheiro, ou ouro ou diamantes; na realidade, nada tangível para os cinco
sentidos .... mas quanta diversão tivemos juntos.
Isso me lembrou de meu irmão mais velho quando me disse: “Sabe, as
crianças apenas querem um dedo onde encaixar sua mão e levar você para onde elas
querem ir”. Foi exatamente o que senti. Simplesmente seguir a liderança de Martha,
enquanto ela consultava seu mapa do tesouro, foi um tempo de lazer que nunca
esquecerei -- substância pura.
Descobri que a lição desta semana é também um tipo de mapa para nossos
tesouros. A lição começa com observações do Rei Salomão que aprendeu a valorizar
a sabedoria e o entendimento, acima de tudo. Salomão orou: “Dá-me sabedoria para
que eu possa governar teu povo com justiça e saber a diferença entre o bem e o
mal”(1 Reis 3:9, NTLH).
O Texto Áureo e a Leitura Alternada também são de escritos de Salomão e
indicam o que Salomão ansiava ter: sabedoria e entendimento.
Texto Áureo: Provérbios (8: 14 , 20, 21: “...eu sou o Entendimento. Ando pelo
caminho da justiça, no meio das veredas do juizo, para dotar de bens os que me
amam e lhes encher os tesouros” (é o Entendimento quem fala).
Leitura Alternada, Eclesiastes 1: 1; 2: 4-7, 9-11, 13
Aqui Salomão conta suas grandes posses e realizações e riqueza e, então,
compartilha o que aprendeu sobre todas essas “coisas”. “Considerei todas as obras
que fizeram as minhas mãos, como também o trabalho que eu, com fadigas, havia
feito; e eis que tudo era vaidade e correr atrás do vento, e nenhum proveito havia
debaixo do sol.” Salomão, um dos super ricos da época (3.ooo anos AC) havia
aprendido a valorizar, não as coisas mas pensamentos, ideias.
Uma pesquisa no dicionário do termo “substância” vai indicar, na maior parte
das vezes, se refere à descrição da matéria sob várias formas, mas há obras que
tocam num sentido mais profundo. A raiz da palavra substância é descrita como vinda
do Inglês, por volta de 1200 DC, e do latim. Substância, essência, aquilo que subjaz,
é básico.
A maior parte das pessoas pensa logo em algo material quando se trata de
substância: elementos, componentes, riqueza, etc. Tudo no feitio de várias formas
de matéria! Olhei então no meu dicionário inglês favorito, o Merrian-Webster, e
descobri a seguinte definição:
1.a: natureza essencial: essência. b: parte fundamental ou característica da
qualidade. c: Ciência Cristã: Deus.
Seção 1: A substância é Espírito.
As citações da Bíblia e do Ciência e Saúde nesta seção reforçam o enfoque
bíblico de que substância é de fato espiritual, o próprio Espírito. Na citação B3 da
Bíblia, Jesus apontou para esse verdadeiro senso de substância; é o que deveríamos
valorizar: “Não acumuleis para vós outros tesouros sobre a terra, onde a traça e a
ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros
tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam nem
roubam; porque, onde está teu tesouro, aí estará também o teu coração” (Mateus
6:19-21).
Então, onde podemos descobrir esse tesouro real, a substância, o Espírito?
Mary Baker Eddy escreve: “Pergunta.—O que é a substância?
“Resposta. – A Substância é aquilo que é eterno e incapaz de manifestar
desarmonia e sofrer deterioração. A Verdade, a Vida e o Amor são a substância, no
sentido em que as Escrituras empregam essa palavra na epístola aos Hebreus: ’A
substância das coisas que se esperam, a prova das coisas que não se veem’*. O
Espírito, sinônimo da Mente, da Alma, ou seja, Deus, é a única substância verdadeira.
O universo espiritual, que inclui o homem individual, é uma ideia composta que
reflete a substância divina do Espírito” (CS1, p.468).
* Conforme a Bíblia em inglês, versão King James.
Esta Lição Bíblica é um mapa do tesouro que nos leva a descobrirmos nosso
próprio tesouro pessoal!
Seção 2: A doação espiritualmente substancial, o exemplo do profeta Elias.
Sempre achei grande inspiração neste relato de Elias e a viúva de Sarepta
(consulte B8). Em um momento de grande necessidade, seca e fome, Deus dirige
Elias para ir a uma viúva que vivia em extrema pobreza. A viúva, estava colhendo um
pouco de lenha para assar com o resto da farinha e do azeite um pouco de pão e
morrer. Qual é a lição aqui? Talvez a confiança na capacidade de Deus para alimentar
e sustentar toda a terra, com os recursos ilimitados do Espírito, recursos significativos
baseados no Espírito?
Deus apresenta Elias a essa viúva, ela é convidada a dar. Ela é convidada a
dar de sua pequena quantidade de recursos. E, é assim que ela oferece, em primeiro
lugar a sua boa vontade de buscar uma caneca de água para dar ao profeta que
estava com muita sede e, em seguida, ela repartiu com ele um pão pequeno de sua
última comida! Eddy escreve:: "Tudo o que mantém o pensamento humano em linha
com o amor despojado de ego, recebe diretamente o poder divino"(CS10, p.192).
Eu sei que a tentação é sempre de pensar o que nós não temos! E às vezes,
até para as coisas bem simples. Por exemplo, precisávamos de um novo assento de
carro -- ou cadeirinha de bebe -- para a Martha, agora com 4 anos ela precisava um
tamanho maior. Tínhamos um par de assentos que Noah, Johann e Alma tinham
usado bastante. Assim, fizemos praticamente uma viagem em família até a loja a fim
de olhar e escolher algum assento para Martha. A ideia de Susanne era apenas dar
uma olhada, porque ela sabia que sua conta bancária não tinha saldo suficiente para
comprar o assento. Olhamos e encontramos um muito bom, mas ele era tão bom
mesmo que a Alma perguntou se ela poderia ter um assento novo também. Portanto,
agora eram dois assentos para comprar. Eu sabia que tinha o dinheiro na minha conta
para pagar para os dois assentos, mas também sabia que precisava guardar esse
dinheiro para uma conta que devia ser paga na semana seguinte. Mas, veio-me
claramente a intuição de que a coisa certa era comprar um assento para cada uma
das meninas. E, mesmo ciente de que havia uma dívida a ser paga na semana
seguinte, senti-me bem em fazer essa compra. Saímos da loja e toda a família estava
feliz.
Quando cheguei em casa olhei a conta bancária para verificar que o dinheiro
tinha sido debitado e, para minha surpresa, havia um valor creditado na conta naquele
dia, o qual era o dobro do valor que pagara para os assentos. Um paciente
agradecido, para quem eu havia orado por vários meses, tinha enviado um pagamento
generoso. Uma pequena lição, assim como a de Elias e a viúva de Sarepta. Mais uma
vez, ficou evidente de que podemos fazer o que é justo, correto e necessário
confiando que o Amor divino supre todo o bem necessário.
Seção 3: Desprendendo-se da idea errônea de substância.
Nunca vou esquecer uma de minhas mais poderosas lições aprendidas do
escritor William Shakespeare. Bem, na verdade, não foi diretamente ensinada por ele,
mas por um querido amigo e colega de igreja em Palatka, na Florida/EUA, chamado
Lawrence Hutcherson. Um dia estávamos falando sobre alguém tirar algo de nós e
Lawrence declarou com muita convicção: "Quem rouba minha bolsa rouba lixo!" (texto
retirado da peça teatral “Otello”, ato 3, cena 3). Naquele momento entendi, devido à
compreensão do Lawrence, de que o que está na bolsa das pessoas não é boa
indicação da verdadeira riqueza daquelas pessoas. No evangelho de Lucas (B13,cap.
12) Jesus adverte por meio da parábola sobre o entesouramento -- acumular e
armazenar coisas. Ele conclui no verso 34: “Porque, onde está o vosso tesouro [as
suas riquezas,] aí estará o vosso coração.” No livro Ciência e Saúde (CS11, p.593:6)
lemos: “Bolsa. Acumular tesouros na matéria; erro.”
Descobri que o lugar mais seguro para manter nossas riquezas não está na
nossa bolsa (no banco), mas na graça de Deus que se expressa em nós e ao nosso
redor. Você não pode perder a graça divina, não importa o que aconteça.
Lembro-me de um tempo entre meu segundo e terceiro ano de universidade,
quando tinha trabalhado em um projeto especial dA Igreja Mãe da Ciência Cristã, em
Boston/EUA. Era chamado de “Projeto de Habitação de Baixo Custo”. Um grupo de 6
jovens cientistas cristãos foram selecionados em todo o território dos EUA. Nossos
serviços foram disponibilizados para a empresa de construção que estava reformando
casas incendiadas ou abandonadas, a fim de proporcionar habitação a preços
acessíveis na extremidade sul da cidade de Boston, perto do Christian Science Center.
Foi um grande verão e trabalhamos muito, muito duro. À medida que o verão chegava
ao fim e eu me preparava para voltar para casa, fechei minha conta no banco, e
o.valor foi transferido para um cheque em meu nome. Era o valor ganho com o meu
trabalho duro de todo aquele verão. Arrumei minhas coisas e voltei para casa, na
Flórida. Ao desempacotar minhas coisas eu procurei pelo cheque! Eu não conseguia
encontrá-lo em nenhum lugar. Olhei em todas as partes na minha mala. Ele não pôde
ser encontrado. Havíamos todos trabalhado tão duro e agora parecia que todas as
minhas economias se haviam perdido. Eu estava de coração partido. Orei e liguei para
o banco em Boston. Expliquei minha situação. Eles informaram que deveria ter um
recibo juntamente com o cheque. Sim, eu tinha visto tanto o recibo quanto o cheque
quando arrumei a minha mala e agora estava tudo acabado. Fiz muitos exames de
consciência. Qual foi o verdadeiro valor do meu verão, poderia realmente ter se
acabado em um flash? Assim como meu salário parecia ter desaparecido? À medida
que fui forçado a lembrar de todas as alegrias, triunfos, lições e bênçãos daquele
verão, fiquei absolutamente cheio de gratidão. Realmente cheguei a um momento de
paz e recusei-me a sentir qualquer sentimento de perda. E, então, só depois daquela
resolução, recebi um telefonema do banco. Eles recomendaram que eu cancelasse o
cheque original e, assim, eles teriam o prazer de emitir um novo cheque, sem nenhum
custo adicional! Mas naquele interim foi importante o fato de eu ter sido forçado a
relembrar todos os momentos bons e frutíferos – verdadeiros tesouros -- daquele
verão e sentir gratidão e alegria. O valor daquele cheque já foi gasto há muito tempo,
mas o meu tesouro espiritual do que aprendi, esse têm permanecido comigo.
Seção 4: O filho pródigo, precisou retornar para descobrir que o Amor nunca fora
interrompido.
A música "Looking for love in all the wrong places" [Procurando amor em todos
os lugares errados] de Johnny Lee, foi um sucesso nos anos 80. Faz parte da trilha
sonora do filme "Cowboy do Asfalto". Para mim sempre soou como a versão do filho
pródigo na música country. https://www.youtube.com/watch?v=FAyDmJvjxbg
Acho que muitos de nós já enfrentamos algum tipo de experiência como na
parábola que se tornou conhecida como "A parábola do filho pródigo" (B16, Lucas 15).
Talvez, nossa experiência não tenha sido tão dramática nem tão ruim, mas o
maravilhoso é que sempre encontramos o Pai esperando acordado e de braços
abertos, aguardando o retorno do filho ou filha.
Eddy escreve: "Visto que, na Ciência, o homem real está ligado ao seu Criador,
os mortais só precisam voltar-se em direção oposta ao pecado e desprender-se do
ego mortal para encontrar o Cristo, o homem real e sua relação com Deus, e para
reconhecer a filiação divina” (CS16, 316:3).
Tenho pensado muito ultimamente no Bem que continuamente acontece em
nossa experiência e em todo universo. E minha conclusão foi: aos "olhos de Deus",
nosso Bem nunca desaparece, nunca morre, nunca decai, nunca é destruído. Um dos
meus hinos prediletos baseia-se em um poema de John Greenleaf Whittier:
“Não busca mais meu coração / os velhos tempos reviver; /
de Deus as bênçãos sempre estão / aqui, agora, em todo o ser.”
Tem muito do espírito do pródigo neste verso. Esse bem permanece eterno e uma
única mudança/reforma de nossa parte, nos traz de volta à presença de Deus por
toda a nossa vida.
Lembro-me de um dia em que me deparei com esta frase de Ciência e Saúde:
"É Ciência Cristã fazer o que é certo, e nada menos do que fazer o certo tem direito
a esse nome" (CS 448:28-30). Ocorreu-me que seja a simples metanoia de
arrependimento que Jesus pediu a cada um de nós. Uma simples mudança, a
mudança para fazer a coisa certa ou, como diz Spike Lee, em seu filme "Faça a coisa
certa". http://www.adorocinema.com/filmes/filme-4834/
O que eu percebi é que essa mudança que "vem a nós mesmos", nos coloca
instantaneamente no reino da substância, o reino do real, um retorno aos braços
estendidos de nosso Pai-Mãe. Aquilo que aparentava ser enormes montanhas de
carência, erro, mágoas, dor, de repente, é um impulso para a luz plena da verdadeira
substância do Amor Divino.
Um jornal de Copenhagen, Dinamarca, traz uma história que apresenta
diagnóstico de doenças. Desde os primeiros estudos do autor, o nível aceitável de
pressão sanguínea já baixou várias vezes. Sua conclusão é de que há um nível baixo
demais na tabela para levar mais pacientes a tratamento. Também concluiu que
somos mais saudáveis do que o relatado.
Seção 5: A metafísica revela a verdadeira substância do Espírito.
A promessa da metafísica olhando além e acima da física ou da matéria tem
inúmeros exemplos que estão ao nosso redor no dia a dia. Por exemplo, cresci em
Ocala, Flórida. Uma de nossas adoradas celebridades locais era a herpetologista e
naturalista, Ross Allen. Praticamente tudo o que eu sabia sobre ela, fiquei sabendo
por intermédio do meu chefe, Newt Perry, quando eu era salva-vidas. Ele era
bastante amigo dela e os dois rumavam com frequência para a Ocala National Forest
em busca de aventuras. Ele me contou que nunca vira alguém identificar tantos
animais silvestres vivendo na mata, como Ross Allen. Ela via animais que ninguém
mais conseguira ver. Parecia ser uma habilidade inata dela "ver a floresta pela
árvore" ou, neste caso, pelo animal: ursos, linces, panteras, jacarés ou cobras.
(Temos todos eles.) É preciso uma visão aguçada, discernimento, percepção e
desenvolver olhos treinados para enxergar o que precisa ser visto.
Para mim, é isso o que esta maravilhosa Ciência do Ser faz para cada um de
seus alunos. Onde a propensão à matéria apresenta uma floresta impenetrável de
crenças, a Ciência Cristã nos ensina a enxergar através dos densos arbustos – crenças
-- da matéria.
Por exemplo, quando Mary Baker descobriu esta Ciência, ela estava com uma
pequena possibilidade de continuar vivendo. Como muitos de vocês sabem, ela caíra
no gelo em fevereiro de 1866, em Lynn, Massachusetts. O médico que a atendeu e o
pastor deram-lhe pouca esperança de sobrevivência. Então, ela pediu que lhe
trouxessem sua Bíblia -- sua amiga de toda a vida. Aqui está um breve relato dessa
cura, em suas próprias palavras,
"São Paulo escreve: "Porque o pendor da carne dá para a morte, mas o do
Espírito, para a vida e paz [Romanos 8:6]”. Este conhecimento veio a mim em uma
hora de grande necessidade; e passo-o a vocês como um testemunho do leito de
morte à estrela da manhã que surgiu na noite do senso material. Este conhecimento
é prático, pois levou à minha recuperação imediata de um ferimento causado por um
acidente e pronunciado como fatal pelos médicos. No terceiro dia, depois disso, pedi
minha Bíblia e abri-a em Mateus 6:2. Conforme lia, a Verdade sanadora brilhou sobre
o meu senso; e o resultado foi que eu levantei-me, vesti-me e minha saúde melhorou
para sempre, melhor do que eu jamais gozara até então. Esta curta experiência
incluiu um vislumbre do grande fato que eu tenho tentado esclarecer aos outros, ou
seja, a Vida em e do Espírito; esta Vida sendo a única realidade da existência" (Mis.
24:1-18).
Eddy descobriu esta Ciência metafísica que a habilitou a ver através das
crenças materiais que estavam tentando condená-la à morte. Nós também
aprendemos a olhar além da matéria para a substância do Espírito.
Como escreveu Paulo "não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que
se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são
eternas" (B19, 2Coríntios 4:18).
"À medida que os mortais alcançam perspectivas mais corretas a respeito de
Deus e do homem, inumeráveis objetos da criação, que antes eram invisíveis, se
tornam visíveis. Quando compreendemos que a Vida é o Espírito e nunca está na
matéria nem é constituída de matéria, essa compreensão se expande até ser
completa em si mesma, achando tudo em Deus, o bem, sem necessitar de nenhuma
outra consciência" (CS26, 264: 13-19).
Seção 6: O tesouro da verdadeira substância.
“Tesouro” vem do Grego, significa ‘armazém de tesouros’, é uma
concentração de riquezas, e sempre aquelas que se originam da história antiga,
considerada perdida/esquecida até que seja redescoberto” https://
en.wikipedia.org/
Nosso Mestre Cristo Jesus partilhou esta parábola: “O reino dos céus é
semelhante a um tesouro oculto no campo, o qual certo homem, tendo-o achado,
escondeu. E, transbordante de alegria, vai, vende tudo o que tem, e compra aquele
campo” (Mateus 13:44).
Reconhecer: ver, aceitar, descobrir um tesouro é algo que todos podemos
fazer mais em nossa vida diária. O tesouro de familia que começamos a entender e
valorizar; o tesouro de um trabalho que parece ter perdido o brilho; o tesouro das
alegrias simples da vida cotidiana; o tesouro de manter um senso de descoberta e
aventura a cada dia; e, na ponta absoluta da lista, está o tesouro dos Evangelhos, as
simples Boas Novas de que o Reino dos Céus está próximo e dentro de nós. O maior
de todos os tesouros não está distante, não é inalcançável, está aqui, próximo, bem
onde podemos colocar nossas mãos e tomar posse dele. Onde podemos todos
descobrir que o Espírito é a una e única substância? No estudo e prática das leis
espirituais de Deus.
Quando adolescente recebi um presente do meu pai, que sempre acalentei e
que sempre me fez lembrar para onde devemos olhar/procurar por tesouros. Papai
havia retornado de uma convenção e me trouxe uma copia do discurso “Acres de
Diamantes”, de Russel Conwell. Vocês podem ouvir ao discurso na voz do próprio
Conwell. Ele ofereceu esse discurso 6,152 vezes, na primeira parte dos anos 1900.
http://www.americanrhetoric.com/speeches/rconwellacresofdiamonds.htm
“A ideia central do “Acres de Diamantes” é que ninguém precisa procurar, lá
longe, por oportunidades, realizações, ou fortuna – os recursos para se conseguir
todas as coisas boas -- estão presentes no próprio quintal de cada pessoa.
https://en.wikipedia.org/wiki/Russell_Conwell
Isso foi exatamente o que Martha e eu descobrimos juntos. Ao seguir o mapa
para o tesouro desenhado por ela, passamos de uma a outra simples brincadeira e
tivemos uma maravilhosa aventura. E assim acontece com cada um de nós.
Descobrimos bem ali no nosso quintal, bem em nossa própria experiência diária os
tesouros do Amor de Deus, apenas aguardando para serem reconhecidos e
descobertos.
Em 1965, eu estava com onze anos e fui com minha mãe a uma conferência da
Ciência Cristã em uma cidade próxima, Eustis, na Flórida. Lembro-me da
conferencista, Lenore Hanks e do auditório. Mas o que eu não sabia era que minha
mãe estava ali naquela conferência, em grande necessidade. Uma crença aterradora
de um senso destrutivo de substância estava pairando como ameaça à vida da minha
mãe. Como eu disse antes, eu não tinha a minima ideia do que se passava com a
saúde dela. Mas ela estivera olhando/enfrentando essa sugestão com toda sua
compreensão espiritual. E bem ali naquela conferência, naquela tarde, mamãe
descobriu seu tesouro, seu tesouro real, a compreensão de que em verdade há
somente uma substância, o Espírito. E a matéria de fato não tinha substância. Mamãe
saiu da conferência completamente curada. E o que aconteceu depois que esse
tesouro foi descoberto, foram outros trinta e cinco anos de vida e de ativa prática da
Cura Científico Cristã, que abençoou milhares de vidas. Aqui está um link para uma
cópia daquela conferência. Se vocês não tiverem acesso à internet e gostariam de
receber uma cópia, me telefonem.
http://www.cslectures.org/Hanks/Do%20You%20Know%20Who%20You
%20Really%20Are-Hanks.htm
“O testemunho dos sentidos corpóreos não pode nos informar o que é real e o
que é ilusório, mas as revelações da Ciência Cristã são a chave que dá acesso aos
tesouros da Verdade” (CS27, 70:2–5).
“Os cristãos se regozijam na beleza e generosidade secretas, ocultas ao
mundo, mas conhecidas de Deus” (CS28, 15:25–26).
Você também pode descobrir o seu tesouro na Ciência Cristã.
––––––––––––––––––––––––––––––––––––––
Este estudo metafísico foi preparado por Rick Stewart, C.S., Dresden, Germany
rickstewartcs@aol.com Tel. +49 351 312 4736
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinéa
Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final
por Orlando Trentini, CSB. Visite o site www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta
tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água
fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência
Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano,
para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo
diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB.
O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o
português será postada até a 3ªfeira. Busque e leia o texto em inglês no link abaixo
http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Let Life live you! - To me, this Lesson, brings out God’s gift of uninterrupted Life that we...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page