Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Encontre a luz e veja a escuridão aprisionante desaparecer! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Irrealidade.

Kerry Jenkins, C.S., House Springs, MO
Posted Monday, March 28th, 2016

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!
Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda Sua criação. Esse fato e nosso amor por Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições Bíblicas. Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso tem trazido cura, conforto, reforma e regeneração às pessoas há várias gerações. Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que cruzarem seu caminho” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1).
O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico para auxiliar na sua compreensão do estudo da Lição Bíblica que é estudada diariamente em 18 línguas, incluindo o chinês, em todo o globo.
O tema para a semana de 28 de março a 3 de abril de 2016 é
A irrealidade
Encontre a luz e veja a escuridão aprisionante desaparecer!

Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH; Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB
------------------------------------------
Uma coisa que me pergunto quando chega estes temas da lição bíblica é: por que “A realidade” e também “A irrealidade”? Acaso conhecer um não nos faz reconhecer o outro? Sempre que me faço a pergunta surge alguma resposta um pouco diferente. Talvez um dia não precise mais perguntar! Entendo que uma vez que tenhamos percebido que algo é irreal, nunca mais seremos enganados a aceitá-lo como real. O que quer que essa coisa irreal seja ela perde seu poder sobre nós, não mais pode nos influenciar e nem nos amedrontar. A lição desta semana usa os conceitos de luz e escuridão (trevas) para simbolizar o real e o irreal. A luz revela. Não pisamos nas coisas, nem tropeçamos, quando uma luz está acesa ou o sol está brilhando. Mas é importante reconhecer quando algo vem a nós fazendo–se de real. Há muitos exemplos disso (sendo os principais o pecado, a doença e a morte). Todos vem da sugestão de que o homem seja uma mistura de matéria e Espírito – que estamos aprisionados em um corpo mortal que contenha algum tipo de pensamento ou percepção. Este pode ser um modelo tentador a ser aceito, e é largamente reconhecido. Às vezes pode parecer que estejamos nadando contra a correnteza ao sustentar os fatos que compreendemos como reais, na Ciência Crtistã.
A lição “A irrealidade” nos dá algumas ideias que nos ajudam a fazer exatamente isso: encontrar a luz e ver a escuridão aprisionante desaparecer. Não posso deixar de lembrar da visita a uma caverna. Alguns de vocês talvez tenham tido a experiência da Caverna da Pantera (Panther Cave) na propriedade do Acampamento dos Cedros. Também levei meus dois filhos a uma caverna. É uma sensação estranha quando a gente volta da escuridão total do interior da caverna para a luz. É uma visão espantosa ver a boca da caverna e a luz entrando como se fosse de outro mundo. O fato é que a escuridão não é nenhum poder. Sempre se esvai e desaparece na presença da luz. Tudo isso é para dizer que é muito importante poder reconhecer o que é irreal para poder descartá-lo, substituí-lo pela verdade real. Saber que Deus é a única fonte e o único bem, nos põe no caminho certo para diferenciar o real do irreal.

Texto Áureo – 2 Pedro 1:19: - Temos... confirmada a palavra profética, e fazeis bem em atendê-la, como uma candeia que brilha em um lugar tenebroso, até que o dia clareie e a estrela da alva nasça em vosso coração.

Leitura Alternada – Isaías 42: 6, 7, 9-12, 16.
A luz de um flash de câmera fotográfica pode ser muito clara num lugar escuro, como uma caverna. Mas não se compara com a luz do dia, ou mesmo da alvorada. É assim que a profecia é comparada a seu cumprimento na vida de Jesus. A profecia em Isaías era realmente como uma luz que proclamava a vinda do Messias. Mas quando Jesus veio (ele referiu-se a si mesmo como a “estrela da manhã”: “A brilhante estrela da manhã”) aquela simples luz de uma lanterna ou flash da profecia foi totalmente eclipsada pelo brilho forte da vida de Jesus. Quando permitimos que essa luz real penetre em nosso coração e nossa consciência, dissipamos a escuridão da consciência material e vivenciamos a harmonia da realidade.

Seção 1: A irrealidade é o que não foi criado por Deus.
Como foi no começo? O que criou Deus? uma magnífica criação material? Ou foi a LUZ. É a luz que nos permite ver a forma, formato e cor? A citação em Gênesis 1, nos diz que: “A terra, porém, estava sem forma e vazia;” até Deus dizer: “Haja luz”. Que estupenda afirmação revelando que a verdadeira luz, em realidade, não vem do sol. O sol é uma representação da luz espiritual, esta é a verdadeira fonte de Vida e de existência. Nós podemos nos esconder da luz do sol, certo? Poderíamos ir ao fundo de uma caverna, ou nos esconder num quartinho ou enterrar a cabeça num travesseiro. Mas não podemos escapar da luz de Deus que revela a verdade de nosso existir à consciência espiritual. Quando ficamos saltitando num senso material da criação, e isso é fácil de acontecer, vemo-nos temerosos, confusos e chegando a um limite material. A citação (CS4, p.205) resume bem esse tipo de confusão. Mary Baker Eddy denomina isso de estar “envoltos nas brumas do erro (o erro de se crer que a matéria possa ser inteligente para o bem ou para o mal)”. A capacidade de reconhecer a irrealidade da doença e de qualquer outra desarmonia, vem pela demonstração do que sabemos da cura pelo Cristo.
Uma cura recente em nossa família ocorreu ao não nos focarmos no problema (verrugas dolorosas no pé), mas em ouvir a voz de Deus. James, meu filho, estava muito desanimado com essas verrugas que o incomodavam há anos. Havia várias delas no e no dedão. Certo dia ele chorava por causa do incômodo, e falamos sobre curar a condição. Ele se sentia frustrado porque ouvira colegas na classe da Escola Dominical falar de ouvir Deus, e também tinha ouvido isso no Acampamento dos Cedros, mas “ele mesmo nunca tinha ouvido a voz de Deus”. Com isso decidimos que o problema, na verdade, não eram as verrugas mas de ouvir a Deus. Eu disse para ele que não desistiríamos de orar até termos a certeza de que você, James, está ouvindo a voz de Deus”!
Também tocamos no assunto de que não estávamos “eliminando verrugas”, ou seja, não estávamos removendo algo real. Assim por algum tempo conversamos todos os dias como estávamos ouvindo a Deus.
- Nós ouvimos a Deus quando fazemos algo em obediência aos Mandamentos (êxodo 20) e as Bem-aventuranças (Mateus 5), e fazemos isso sem resmungos e sem queixas;
- Nós ouvimos a voz de Deus quando arrumamos nossa cama ou escovamos os dentes sem sermos mandados;
- Nós ouvimos a Deus quando temos paciência e não nos irritamos.
Logo, logo James estava ouvindo a Deus em toda parte, várias vezes ao dia. Passadas algumas semanas, encontrei um testemunho no CS Sentinel incluído na página “MinhaLiçãoBíblica” e era sobre a cura de verrugas. Perguntei ao James se ele queria que eu lesse o testemunho e ele, rindo, respondeu: “Não precisa, mamãe; aquelas verrugas já se foram” (e eu tive que rir também). A irrealidade daquelas protuberâncias foi revelada sob a luz de que James ouvia a Deus falar com ele a cada dia. Dessa maneira, a escuridão ou a mentira de uma ou várias verrugas foi desfeita pela luz de Deus, a Verdade. E ouvir a voz de Deus cura qualquer outra coisa que nos estiver incomodando.

Seção 2: A luz revela a liberdade.
Sabem, eu nunca pensei sobre a história dos Hebreus conquistando sua
liberdade do Egito como sendo uma história da irrealidade da escravidão. Mas aqui essa escravidão está justaposta a declarações como: “O pensamento humano tem de se libertar da materialidade e da escravidão que ele mesmo se impôs” (CS7, p. 191), e “A escravização do homem não é legítima. Cessará quando o homem entrar na posse de sua herança de liberdade, ou seja, o domínio que Deus lhe deu sobre os sentidos materiais” (CS8, p. 228).
Moisés ajudou a nação de Israel a tornar-se mais espiritual em sua adoração e compreensão de Deus. Essa nova compreensão -- mais espiritual -- deu-lhes leis que os tornaram uma grande nação, levando-os a uma compreensão mais profunda de Deus e do homem quando Cristo Jesus esteve entre eles na terra de Israel (CS6, p. 139; e CS7, p.191). A iluminação que veio com a compreensão que Moisés deu aos filhos de Israel, foi luz até mesmo quando as trevas terríveis atingiram cada lar egípcio durante essa praga de três dias. Até mesmo quando o povo peregrinava pelo deserto durante todos aqueles anos, quando precisaram de luz, se manifestou uma “coluna de fogo”, uma luz de Deus. Como é que essa luz se apresenta a nós em nossas jornadas pelo deserto? Cada história bíblica tem uma história paralela moderna! Quão vibrante é a luz que recebemos de Deus? Ela pode ser tão confortadora como aquela coluna de fogo que guiou no deserto o povo de Israel! Nossas próprias orações e nosso estudo podem levar-nos por um longo caminho até vermos a natureza irreal das trevas da escravidão humana a diferentes “senhores”.

Seção 3: A lanterna do fato espiritual.
As demonstrações de Jesus mostraram a irrealidade da doença. Eddy aprendeu isso através da Bíblia e também demonstrou a irrealidade e debilidade de todos os tipos de doenças. Ela seguiu o exemplo de Jesus assim como todos nós também podemos fazer! As manifestações de cada um de nós são como luzes, brilhando para vermos e seguirmos em frente. A história de Kaspar Hauser foi popular na época de Mary Baker Eddy. E elementos da história podem ser tomados como um exemplo instrutivo. É certamente verdade que a mente mortal é facilmente presa pelas mentiras da escuridão e do isolamento. A crença em uma realidade do homem como uma criação material cria uma prisão muito tangível no qual podemos encontrar-nos se não estivermos alertas para o fato de que esta é apenas uma sugestão e não uma verdade. Seguramente, quanto menor a formação recebida menos esclarecidos seremos, e mais sujeitos a temer pessoas que são diferentes de nós, e temer novas ideias e mudanças. Da mesma forma, quando permanecemos na escuridão de uma falsa "realidade material", encontramo-nos presos à chamada lei material e não ao fato espiritual. Sem dúvida que a dieta de pão e água não representa uma alimentação saudável e deliciosa, nem a escuridão constante seria uma maneira alegre de viver. Mas pode-se ver que, se tivéssemos sido expostos somente a este modo de vida, poderíamos erroneamente acreditar que esta era uma boa maneira de viver. É importante obter esses "fatos espirituais do ser" (CS11) a fim de sentir o calor e a luz da realidade espiritual.

Seção 4: O fato de Jesus estar na luz dissipou a escuridão e o desígnio ao túmulo.
Na esteira da história da Páscoa com a própria ressurreição do Messias, temos a grande história de Jesus ressuscitando Lázaro dentre os mortos. Jesus responde aos temores dos discípulos sobre reentrar na cidade da Judéia onde tinham recentemente tentado apedrejá-lo, explicando-lhes que não temos nada a temer quando estamos na luz. Podemos seguir em frente sem tropeçar porque estamos rodeados pela luz. Aqueles que andam na escuridão da crença material estão fracos e tropeçam. Jesus pediu para rolarem a pesada pedra da incredulidade do pensamento de todos aqueles ao redor de Lázaro e daqueles que hoje lêem sua história. Para ressuscitar Lázaro da caverna escura da crença material na morte, e para libertá-lo da mortalha da falsa crença de vínculo do homem ao temor da vida e morte na matéria era preciso remover a incredulidade.

Seção 5: Encontramos a salvação na morada da luz e da harmonia de Deus.
Encontramos a salvação no Reino dos Céus, onde Deus "vive/habita". É aí que queremos viver, também. E, na verdade, este é o lugar da nossa atual morada. A escuridão da irrealidade, da crença de uma vida separada de Deus, na matéria, às vezes não nos deixa enxergar a presença deste Reino exatamente onde nos encontramos. A compreensão, ou a luz, o tipo de luz – obediência -- que Moisés e Jesus derramam nesta lição bíblica, nos esclarece a verdadeira natureza de Deus e do homem. Esta compreensão é a salvação! Se a casa de Deus – o Reino dos Céus -- é feita de luz, pode nela haver escuridão? Pode Deus criar o mal? Estamos mais uma vez de volta ao exemplo da criação ser totalmente boa, o bem ser somente luz, por isso, na criação divina e no bem nunca há escuridão. Aquilo que, para o senso humano, parece ser escuro, deve, então, ser irreal e sem poder. Experimentamos a salvação toda vez que temos uma cura ou até mesmo uma revelação espiritual. A salvação é a alegria da compreensão de que o bem é poder, o único poder, e é testemunha da luz de Deus.

Seção 6: A Ciência divina é a Palavra de Deus que brilha em todos nós.
Nenhuma palavra de cura que proceda de Deus pode conter uma migalha de mal ou escuridão ou realidade. Não podemos ter algo que seja “um pouco irreal”. Ou é real ou é irreal. A matéria sempre tentará nos dizer que somos uma mistura, que somos algumas vezes bons e outras vezes maus. Mas isto é uma mentira. Tudo o que nos diz que somos menos do que espirituais e perfeitos é a confusão advinda da escuridão, da ausência da luz real.
“A confiança inspirada pela Ciência se baseia no fato de que a Verdade é real e o erro é irreal” (CS26). Podemos prosseguir com confiança e paz em face de tal escuridão ou irrealidade, sabendo que a luz da Verdade irá brilhar através da neblina do erro. Aceitar a total bondade de Deus é um passo maravilhosamente libertador pois nos tira da prisão da escravidão da irrealidade.
Talvez precisemos nos volver das apresentações/encenações que a irrealidade tenta fazer. Muitas curas acontecem quando não se olha para a mentira, ou para a encenação; não reconhecer a mentira de maneira nenhuma. Um dos auxílios para a cura, que empregamos -- James e eu – quando estávamos orando/trabalhando naquela cura das verrugas, foi vigiar e pensar em como Deus estava falando conosco cada vez que éramos tentados a olhar as verrugas ou a pensar nelas. Dessa maneira estávamos nos volvendo em direção à luz e, isso, nos dava a coragem moral para permanecer na luz, e vencer as encenações da escuridão em nosso pensamento! Essa disciplina apressou a cura completa e permanente. Você também pode fazer isso e alcançar a cura e é para todos que seguem na LUZ. Encontre a luz e veja a escuridão aprisionante desaparecer !
_________________________________________
Este estudo metafísico foi preparado por Kerry Jenkins, CS, House Springs, MO, EUA
kerry.helen.jenkins@gmail.com fone: (314) 406-0041
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinéa Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB. Visite o site www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB.
O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ª feira. Busque e leia o texto em inglês, e noutras línguas, no link abaixo
http://www.cedarscamps.org/metaphysical
==================================
Verdade, vida e luz eu sou,
o Mestre Jesus declarou.
E quem quiser ao Pai servir,
meus passos deve seguir. (Hino 131)

Metaphysical

Win without a fight as the unreality of evil is prayerfully exposed to defeat itself - Whether...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page