Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Absolutamente não! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: São reais o pecado, a doença e a morte?

Rick Stewart, C.S., Dresden, Germany
Posted Monday, April 4th, 2016

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
“Bem-vindo às Lições Bíblicas da Ciência Cristã!
Deus é Tudo e Ele tem grande amor por toda Sua criação. Esse fato e nosso amor por Ele, por nosso próximo e por nós mesmos, constituem a essência das Lições Bíblicas. Elas proporcionam um mergulho profundo nesse amor, e isso tem trazido cura, conforto, reforma e regeneração às pessoas há várias gerações. Portanto, mergulhe profundamente você mesmo [no estudo] das Lições Bíblicas e no amor de Deus! À medida que o fizer e, especialmente, na proporção em que viver esse amor, dia após dia, até mesmo, momento a momento, você verá a cura e os benefícios que dela resultam, ajudando não só a você mesmo, mas a todos que cruzarem seu caminho” (Livrete Trimestral da Ciência Cristã, p1).
O Acampamento dos Cedros preparou este Estudo Metafísico para auxiliar na sua compreensão do estudo da Lição Bíblica que é estudada diariamente em 18 línguas, incluindo o chinês, em todo o globo.

O tema para a semana de 4 a 10 de abril de 2016 é
São reais o pecado, a doença e a morte?

Absolutamente não!

Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH; Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB
________________________________
Quando comecei a estudar a lição desta semana, achei-a tão completa que até pensei em deixá-la nas mãos de vocês para aproveitá-la. Se os políticos podem afirmar: “Sem comentários”, por que não podia eu? Mas então, à medida que eu a estudava, meu pensamento foi sendo inundado com uma porção de ideias boas que sentia que precisava partilhar.
Um dos meus primeiros pensamentos foi o de incluir Terry. Eu havia me mudado para Palatka, Flórida, e morava num distrito histórico. Todos nós vivíamos em casas construídas há mais de cem anos. (Bem, isso é muita idade para a Flórida!) Uma de minhas amizades foi uma menina de 10 anos, que logo se apresentou: “Oi, sou Terry, sou ilegalmente cega.”
Quando olhei para seus grossos óculos de vidro de fundo de garrafa, percebi que ela provavelmente queria dizer “eu sou legalmente cega”. Mas após terem se passado 25 anos, às vezes, eu penso na sua afirmação: “ilegalmente cega” como sendo absolutamente correta, ou seja, pura verdade, de acordo com o que Cristo Jesus nos ensinou.
Uma ideia simples para mantermos no pensamento e nos introduzir na lição desta semana: O pecado, a doença e a morte são ilegítimos, ilegais, não permitidos por Deus, e esse trio causador de dores tem sido destruído por uma compreensão correta da vontade de Deus.
As citações bíblicas do Texto Áureo e da Leitura alternada acompanham essa afirmação.

Texto Áureo: Jeremias 17: 14
Cura-me, Senhor, e serei curado, salva-me, e serei salvo; porque tu és o meu louvor. A NTLH coloca do seguinte modo: “Ó Senhor, cura-me, e ficarei curado; salva-me e serei salvo, pois eu canto louvores a Ti.” Essa afirmação do Profeta Jeremias de que a cura e a salvação vêm de Deus é muito firme. E as citações da Leitura Alternada corroboram essa afirmação. O que segue é uma parte da LA.

Leitura Alternada: Salmos 34:3 | Isaías 35:3–6, 10; 12:5, 6
Isaías 35: 3-6, 10 [A fundadora do Acampamento dos Cedros- Ruth Huff - ao orar para um nome para esse acampamento sua Bíblia se abriu nesta citação] NTLH – Fortaleçam as mãos cansadas, deem firmeza aos joelhos fracos. Digam aos desamparados: Não tenham medo; animem-se, pois o nosso Deus está aqui. Ele vem para nos salvar, ele vem para castigar os nossos inimigos. Então, os cegos verão, e os surdos ouvirão; os aleijados pularão e dançarão, e os mudos cantarão de alegria. Pois fontes brotarão no deserto, e rios correrão pela terra seca. Aqueles a quem o Senhor salvar, voltarão para casa, voltarão cantando para Jerusalém e ali viverão felizes para sempre. A alegria e a felicidade os acompanharão, e não haverá mais tristeza nem choro.
O Diretor Executivo do Acampamento dos Cedros, Warren Huff, recebeu a seguinte mensagem de Cash Peters, um conhecido apresentador de um programa de rádio, escritor, correspondente de viagens e aventureiro espiritual com um convite para ouvir uma entrevista com Don Ingwerson, C.S. Muitos de vocês devem conhecer Don pelo seu trabalho como porta-voz de comunicações na Califórnia do Sul para a Igreja da Ciência Cristã. Don escreve tópicos sobre saúde e também outras perspectivas espirituais. Don é também um sanador – um praticista – da CC em tempo integral.
A entrevista de Don e, na verdade, sua vida, são um forte testemunho do fato de que o pecado, a doença e a morte são vencidos, descartados e curados por meio de uma compreensão espiritual de Deus. É o fato que a lição também afirma.

Seção 1: A totalidade de Deus = irrealidade do pecado, da doença e da morte.
Os filhos de Israel foram lembrados no Salmo 103 do que Deus fizera por eles. Eis a citação bíblica de acordo com A Mensagem: “Ó minha alma, fale bem do Eterno, sem esquecer nenhuma bênção! Ele perdoa seus pecados – cada um deles. Cura suas doenças – todas elas.
Redime você da cova – salva a sua vida! Coroa você com amor e misericórdia – uma coroa muito
desejável.” (Salmo 103:2-5).
A citação B5, (Romanos 11: 33, 36) nos diz que Deus é a origem, o meio e o fim. Mas a origem do quê? Do bem e do mal? As citações do CeS deixam claro que Deus é realmente tudo: “Em vez de mandar Deus a doença e a morte, Deus as destrói e traz à luz a imortalidade.” (CS2, p. 206).
Vocês não encontrarão nenhum ensinamento da CC que cogite, por um segundo, que Deus possa ser a origem do pecado, da doença ou da morte. Na verdade, estamos ativamente engajados em demonstrar que Deus é a origem do bem e somente do bem.
“É preciso ver que o pecado, a doença e a morte são tão desprovidos de realidade como são desprovidos do bem, Deus”. (CS6, p. 525)

Seção 2: A doença é um sonho da mente mortal.
Na citação B7 (**), o salmista brada sobre aquelas pessoas que pareciam desejar-lhe um final ruim: “Os meus inimigos falam mal de mim e perguntam: Quando será que ele vai morrer e ser esquecido. Se algum deles vem me visitar não fala com sinceridade e ainda junta más notícias a meu respeito, para sair espalhando por aí afora. Todos os que me odeiam falam de mim, cochichando, e pensam que o pior vai me acontecer. Eles dizem assim: Ele está muito mal mesmo e não vai se levantar mais” (Salmos 41:5 - 8, NTLH).
Imagine falar sobre um sentimento como se o mundo estivesse contra você e desejando que fique doente. Esta seção refere-se ao despertar desta depressão e à descoberta de como reivindicar sua liberdade de toda condição enferma. Lembrei-me do filme "Filadélfia" que ganhou o Oscar, estrelado por Tom Hanks, em que ele enfrentou este tipo de condenação e rejeição universal. Que final diferente poderia ter sido se eles tivessem mostrado o [a "virada espiritual" do] Cristo sanador.
Mudei-me para a Alemanha apenas três anos após este filme passar nos cinemas. E logo após minha chegada, recebi um telefonema de alguém que tinha sintomas semelhantes aos do personagem de Tom Hanks. Foi uma ótima oportunidade de aprendizado de minha parte, para ver com clareza que Deus e Seus filhos não conseguem vencer até que a doença ou enfermidade sejam percebidas como sem poder, sem realidade, sem causa. Aprendi que não há condenação no Amor de Deus e na Vida. Deus só deseja vencedores. E aqueles que talvez torçam por nossa morte ou acreditem que o sofrimento físico possa de algum modo ser ordenado por Deus, não estão de fato ouvindo o chamado de nosso Salvador, o Cristo.
Conheci mais profundamente o lamento do salmista no Salmo 41 (B7**), onde ele sente que o mundo está contra ele. E, então, encontrei o que para mim era como um antídoto espiritual. Descobri, na tradução de J.B. Phillips da carta de Paulo aos Romanos, capítulo 8, um maravilhoso tratamento para a crença de condenação. E gostei bastante destes versos que revelaram que temos muitos que torcem pelo nosso sucesso, Romanos 8: "Na minha opinião, o que quer que tenhamos que passar agora, não é nada comparado com o futuro magnífico que Deus planejou para nós. Toda a criação está na ponta dos pés para enxergar a visão maravilhosa dos filhos de Deus andando com os próprios pés."
E isso, Amigos, significa "andar com os pés dEle". Felizes, saudáveis e maravilhosamente criativos.
Quando meu filho Noah era bem pequeno, ele às vezes sonhava e, ao acordar, ficava com medo e perdido. Mas logo descobri que ele não despertava realmente. Embora conversasse, ele continuava adormecido. Nas primeiras vezes, tentei confortá-lo e despertá-lo, mas sem sucesso.
Então, aprendi a voltar imediatamente à totalidade da Mente, Deus, a presença do Consolador e do Amor de Deus. Noah voltava a dormir em perfeita paz, quase que imediatamente e, quando acordava, não havia nenhum sinal de aflição.
Se eu não tivesse percebido a necessidade real, a importância de permanecer na consciência da Presença confortadora de Deus, tanto Noah quanto eu teríamos continuado sonhando em agonia. Como diz a citação B9: "[…] na justiça, contemplarei a tua face; quando acordar, eu me satisfarei com a tua semelhança."

Seção 3: O ciúme, a inveja, a cobiça e a lepra curados através da mansidão de Moisés.
Todos nós sabemos o quanto Moisés era especial. Em Números 12:3 lemos sobre ele: "(Moisés era homem humilde, o mais humilde do mundo.)" Então, não acho que Moisés tenha tentado menosprezar seu irmão, Aaron ou a sua irmã, Míriam. Mas você sabe que sempre parece haver crenças humanas tentando se ligar à família. Talvez o irmão mais velho de Moisés e também sua irmã tivessem sido tentados a pensar nele como "o seu irmão mais novo," e talvez que eles também pudessem ser tão especiais quanto ele.
Miriam parecia sofrer muito pelo ciúme e inveja, à medida que iam descobrindo suas próprias falhas através das ações de Moisés. Mas Deus os colocou no caminho correto. E mesmo quando Miriam foi atingida com a temida doença, a lepra, Moisés foi capaz de orar para Miriam e ela foi curada.
Uma maneira simples de pensar, a qual minha mãe muitas vezes encorajou, foi perceber que qualquer bem recebido pelo próximo também é seu. O pensamento gentil, infinito e altruísta afirma que a sua demonstração do bem ou de boas qualidades também é minha e isso nos eleva certamente para fora do ciúme, da inveja e da cobiça.
Quando os "Torchbearer" (ou os líderes) são nomeados na sessão especial do Acampamento dos Cedros, o Diretor Warren, sempre lembra aos campistas, "Qualquer coisa que o tente ficar com ciúmes ou pensar que não há Bem suficiente para todos, tente usar os acrônimos TYG, TMT! (ou, em português: OD! IEMT!) para, em vez disso, pensar com alegria e sinceridade: "Obrigado Deus! Isso é Meu Também" (por reflexo). Isso me ajuda a "transformar coisas em pensamentos" e advogar o caso da capacidade por reflexo de cada um de manifestar toda a bondade de Deus. Esta atitude ilimitada, centrada em Deus, funciona mais poderosamente do que o TNT (a dinamite)! A próxima vez que alguém receber uma bênção que você deseja, se esforce para não quebrar o 10º Mandamento (com uma mentalidade gananciosa e invejosa), mas sim, se esforce para ser realmente feliz com o fundamento do bem infinito de Cristo. A Fonte de todo o bem sendo nossa própria Fonte ilimitada de bondade e, portanto, "minha" também por reflexo. "Minha, Minha, Minha" - em um sentido ilimitado, espiritual, em vez de um sentido limitado e egoísta".
Assim como aconteceu com Moisés, um pouco de humildade faz toda a diferença. Ao longo das últimas semanas compartilhamos uma cura especial com nosso filho Johann. Mas, para dizer a verdade, tive de abandonar uma falsa sensação de orgulho e saber que estávamos todos trabalhando juntos. Johann vinha sentindo um pouco de dor em um lado do corpo. Ele falou comigo sobre isso, orei e pensei que isso iria melhorar. Uma noite, poucos dias depois, minha esposa observou o que parecia ser uma pequena imagem alarmante em como Johann posicionava seu corpo. Ele estava se ajeitando a fim de aliviar um pouco da dor. Susanne tinha que trabalhar, então eu fui com ele a uma médica para deixá-la dar uma olhada. Susanne, embora uma cristã dedicada, não é uma estudante de Ciência Cristã. Por isso, trabalhamos juntos em mútuo respeito. A médica ficou perplexa. Não havia dor intensa, mas você poderia ver que algo não estava certo. Então tarde da noite, porque Johann não suportava mais a dor, eu, ele e a Suzane fomos à emergência. Ele foi acomodado de forma rápida e imediatamente solicitaram que permanecesse no hospital durante a noite, já que haviam planejado uma operação na manhã do outro dia a fim de remover seu apêndice. Continuei minha oração e também disse a Johann que havia ligado para um Cientista Cristão na Flórida para orar conosco. Depois de uma boa noite de sono em um quarto lindo, o exame da manhã aliviou os temores dos médicos. Houve uma grande melhora. Pediram que ele ficasse até a tarde. Às três da tarde, ele foi liberado sem ter ocorrido a operação, mas com um conforto aparente. A melhora continuou a ponto da posição do corpo estar normal e confortável. E algo que achei mais interessante. A amiga Cientista Cristã, à qual retornei a ligação na Flórida, me disse que a primeira verdadeira cura de seu pai na Ciência Cristã tinha sido de apendicite. Podemos de fato saber que todas as coisas cooperam juntas para o bem, que se refere à cooperação, não à competição. Podemos esperar e podemos incentivar o sucesso em todos os tratamentos. Embora tudo tenha se ajustado harmoniosamente sem uma operação cirúrgica, eu estava tão grato ao encontrar no livro Ciência e Saúde uma direção que deixou claro que a cooperação estava acontecendo, e que a harmonia e o amor se manifestaram. Johann ficou e está muito bem. Eu sabia que não tinha que provar nada a ninguém ou a qualquer órgão do corpo, tínhamos apenas que agradecer a onipresença do Amor em casa, no hospital, no consultório do médico e nos corações e mentes de todos os filhos de Deus. Adorei e agradeço o conselho de Mary Baker Eddy em Ciência e Saúde página 401: 27.

Seção 4: Com Jesus à volta, a doença não tem uma perna para se apoiar!
Muitos de nós, por vezes, lutam com a crença de que a cura está relacionada com uma distinta personalidade, carisma, ou com a especialidade do sanador. Mas, como aprendemos na Seção 3, a mansidão de Moisés é que foi imprescindível para seu fenomenal sucesso. E assim também com Jesus, um homem descrito como incapaz de amassar o pavio de uma vela pra apagá-la.
Na citação B16 (Lucas 13:10-13), Jesus curou uma mulher que estivera com um problema nas costas durante 18 anos. O formalismo religioso e a sua estreiteza mental tentaram inicialmente impedir o Mestre através da proibição de curar, mas ele destruiu a burocracia da falsa religião. Jesus declarou: “E agora está aqui uma descendente de Abraão que Satanás prendeu durante dezoito anos. Por que é que no sábado ela não devia ficar livre dessa doença?”A quem Satanás trazia presa. O mentiroso, o pai da mentira, o provocador, o mexeriqueiro, a mente mortal em toda a sua trapaça tentando afligir os filhos de Deus. Deus foi claramente reconhecido como não sendo a fonte daquela aflição que havia durado 18 anos.
Na citação, CS20 lemos: “É a transgressão de uma crença da mente mortal, não de uma lei da matéria nem de uma lei da Mente divina, o que produz a crença de enfermidade. O remédio é a Verdade, não a matéria – a verdade de que a doença é irreal.”
Não era um dom especial para curar ou uma personalidade forte, mas a humildade e o amor de Cristo, o Messias, o Ungido, o Cristo, a Verdade. Foi o que Jesus conhecia e compreendia que o habilitou. Foi a fé na Verdade do existir. A qual é ainda hoje o método de cura. Nem você, nem eu, nem alguém outro, mas o sólido fundamento e compreensão da Verdade. As citações do livro Ciência e Saúde para esta seção deixam isso absolutamente claro.
Nós não estamos lutando contra uma realidade que se manifesta, estamos nos libertando das amarras invisíveis de Satanás, o mentiroso, o pai da mentira.

Seção 5: A morte e suas reivindicações eram altamente exageradas.
Deixemos esta seção da LB lembrar-nos de que a morte não é o fim de tudo. Há provas contínuas da morte sendo destruída por toda a existência humana. Os profetas Elias e Eliseu ressuscitaram aqueles que pareciam ter morrido. O Mestre ressuscitou Lázaro, e a filha de Jairo, também o filho da viúva de Naim, e, é claro, ele próprio ressuscitou e passou 40 dias com os discípulos depois de parecer morto na cruz. São exemplos bem claros da morte sendo destruída.
Aqui estão 21 versículos sobre a superação da morte.
Salmos 68:20, Provérbios 10:2, Provérbios 11:4, Oseias 13:14, Atos 2:27, Hebreus 5:7, Atos 2:31, Romanos 6:9, 2 Coríntios 5:1, Apocalipse 1:18, 2 Timóteo 1:10, Hebreus 2:14, Mateus 16:18, 1 Coríntios 15:26, 1 Coríntios 15:54, 1 Coríntios 15:55, Apocalipse 21:4, Apocalipse 20:13, Apocalipse 20:14, 2 Reis 2:21.
Nove indivíduos são apresentados na Bíblia como tendo ressuscitado dos mortos. Destas ressurreições milagrosas, três ocorreram no Antigo Testamento. Pelo menos três pessoas foram ressuscitadas dos mortos por Jesus. Pedro e Paulo ressuscitaram uma pessoa e, o mais importante de todos, o próprio Jesus foi ressuscitado.
Além disso, inúmeros santos foram ressuscitados na crucificação de Jesus (Mateus 27:52-53). Além disso, é bem possível que Paulo tenha sido ressuscitado depois de ter sido apedrejado e deixado para morrer (Atos 14:19-20). Abaixo está uma lista descritiva de todas as ressurreições que ocorreram na Bíblia.
Nesta seção, a aparente morte de Paulo causada por apedrejamento é deixada de lado - B20 | Atos 14:19 "Sobrevieram, porém, judeus de Antióquia e Icônio e, instigando as multidões e apedrejando a Paulo, arrastaram-no para fora da cidade, dando-o por morto. Rodeando-o, porém, os discípulos, levantou-se e entrou na cidade."
No início deste estudo metafísico, você leu sobre Don Ingwerson. A parceira de Don, na vida e na cura, é sua adorável esposa, Lona. Escrevi a eles, na noite passada, pedindo permissão para usar a entrevista de Don. Então, lembrei-me de uma história que ouvi e que aconteceu na região de Los Angeles; achei que talvez Lona pudesse verificar sua autenticidade. Acontece que ela também ouvira esta história. Ela ouvira de mais de uma fonte. Era assim: "Alguns anos atrás, um legista do condado de Los Angeles foi a uma sala de leitura da Ciência Cristã e disse que não conhecia nada sobre a religião, mas que precisava transmitir uma mensagem para nós. A bibliotecária sugeriu que ele fosse a uma reunião de testemunhos na quarta-feira, o que ele fez. Durante o período dos testemunhos, ele disse que, como legista, era sua função determinar a causa da morte e conduzir uma necropsia, se necessário. Sua abordagem era, geralmente, perguntar à família sobre a causa da morte. Ele fez a pergunta onde havia uma família de Cientistas Cristãos envolvida e a causa dada foi câncer. Porém, a necropsia revelou que o câncer estava 95% curado no momento da passagem. A mensagem que ele queria transmitir era: ‘Vocês estão desistindo demasiado cedo de sua oração.’"
Tendo ouvido esta história de várias fontes, Lona, certa noite, levantou-se em sua igreja em Louisville, Kentucky, EUA, durante o período dos testemunhos e compartilhou-a. Depois do serviço, um homem chegou até ela e disse: "Eu sou o legista de Louisville; por que você acha que estou aqui?" Ele passara a estudar a Ciência Cristã depois de visitar uma casa onde uma Cientista Cristã, de mais de 90 anos, havia acabado de fazer a passagem. A família disse que ela preparara o café da manhã e sentara-se para estudar em sua cadeira de balanço e simplesmente adormecera. Ela nunca ficara doente em toda a sua vida, nem procurara nenhum médico.
De certa maneira, eu vivenciei algo assim bem no início da minha prática. Eu estava trabalhando para um homem chamado Able. Ele tinha mais de 90 anos e era uma inspiração orar com ele. Fizemos muito progresso juntos. Mas, certo dia, um amigo seu e zeloso cuidador, que também era Cientista Cristão, ligou-me para dizer que ele havia feito a passagem. Fiquei devastado e completamente surpreso. Eu esperava uma cura total. As alegações físicas eram visíveis, mas estavam melhorando. E, então, recebo esta notícia. Primeiro lidei com um senso de fracasso pessoal, eu havia perdido um paciente. Mas depois, dediquei-me a reconhecer que, na verdade, não há morte, o homem vive por decreto divino. Depois de várias horas, o cuidador da Ciência Cristã ligou-me e disse: "Rick, você não vai acreditar nisso. O legista acabou de sair. Ele examinou o corpo e eu estava junto. Tudo havia sido curado! Não havia evidência de nenhuma condição de doença. Eles simplesmente deram a causa da morte como "idade avançada".”
Percebi que a Ciência Cristã não "falhara", por assim dizer. A necessidade fora satisfeita. Able talvez tenha apenas escolhido mudar de endereço.
Eddy escreve: CS26 | 428:23–26, 30–32 "Temos de nos manter para sempre conscientes da existência e, mais cedo ou mais tarde, pelo Cristo e pela Ciência Cristã, temos de subjugar o pecado e a morte."

Seção 6: Igreja, trabalhando juntos, de mãos dadas, e descobrindo os grandes fatos do existir espiritual.
Não há substituto para a Igreja. Ser um obreiro ativo e trabalhando com outros pode ser uma grande ajuda. A nossa jornada espiritual é tão mais fácil quando nos sentimos apoiados e fortalecidos. Minha mãe costumava incentivar todos a nunca deixarem de ir à Igreja, nada pode te impedir de estar na Igreja.
Ontem à noite, ao estudar esta seção, lembrei-me de uma amigo que era muito especial, pois partilhamos ideias e conversas muito profundas, embora tivéssemos nos encontrado pessoalmente umas poucas vezes no espaço de alguns anos. E essas reuniões eram muito especiais. O nome desse amigo é Laurence Doyle. Ele é agora um renomado astrônomo, encontrou um planeta, e também é um Cientista Cristão. A sua maneira de se comunicar é tão especial que, certa vez, usei as milhas do meu crédito para trazê-lo para participar de uma reunião de jovens da CC na Flórida. E valeu muito essa sua visita para todo o grupo.
Uma das histórias do Laurence, que é uma das minhas favoritas, era a sua fascinação com números e a matemática. Ele decidiu contar até 1.000.000. E começou. Era um projeto pessoal.
Aprendeu muito durante esse projeto. Mas o que eu mais gosto é que ele partilhou essa sua história. Laurence permaneceu ativo na Ciência Cristã e teve infinitas possibilidades para partilhar suas inspirações e intuições espirituais colhidas de seu trabalho profissional e suas atividades na CC.
A Igreja é algo para se fazer unido, em grupo, juntos. Uma demonstração coletiva que nos mantém ativos e animados nas grandes aventuras da descoberta espiritual. Houve um tempo que me era difícil ir às Reuniões de Testemunhos. Horário dessas reuniões. Eu tinha quatro filhos lindos e o horário da Reunião coincidia com o horário da janta em casa. E assim, desatento, pela primeira vez na minha vida, eu estava ausente das Reuniões de Testemunhos. Mas isso mudou quando eu despertei para o fato do quanto eu precisava da Igreja e ela de mim. Ela é uma força que nos dá vida. E posso afirmar que depois desse pequeno tempo em que estive ausente, agora está melhor do que nunca, estar nessas Reuniões de Testemunhos das 4as. Feiras. E eu amo o momento em que comunico que vou para a Igreja, e minhas filhas perguntam: Papai posso ir também? É claro que sim.
Minha professora do Curso primário de Ciência Cristã, a Sra. Virigina Guffin, CSB, explicava que a Igreja é como um córrego que vem da montanha e está cheio de pedras grandes e pequenas. As pedras se desprendem das rochas à margem do córrego e as águas, ao passar por elas, alisam as suas pontas afiadas e agudas até suas superfícies ficarem lisinhas e bonitas. As nossas áreas rudes ou grosseiras, ásperas, são buriladas pelo trabalho na Igreja. É claro que ficar em casa e cuidar de coisas pessoais ou ocupado em ver novela ou jogo de futebol é tentador. Mas ao nos filiarmos numa Igreja da CC, nós vamos sendo moldados e elevados os nossos sentimentos e valores, e aprendemos a viver juntos, e com isso somos todos fortalecidos e nos tornamos melhores.
Como escreveu o salmista na citação B23 | Salmos 34:3 Engrandecei o Senhor comigo, e todos, à uma, lhe exaltemos o nome.
CS28 | 583:12–19 12 – “A estrutura da Verdade e do Amor; tudo o que assenta no Princípio divino e dele procede. A Igreja é aquela instituição que dá provas de sua utilidade e eleva o gênero humano, despertando a compreensão que está adormecida nas crenças materiais, levando-a ao reconhecimento das ideias espirituais e à demonstração da Ciência divina, expulsando dessa forma os demônios, ou seja, o erro, e curando os doentes.”
_________________________________________
Este estudo metafísico foi preparado por Rick Stewart,CS Dresden, Alemanha E-mail: rickstewartcs@aol.com telefone +49 351 312 4736
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinéa Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB. Visite o site www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB.
O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ª feira. Busque e leia o texto em inglês, e noutras línguas, no link abaixo http://www.cedarscamps.org/metaphysical

Metaphysical

Wake Up from the Dream to Reality! - Are you a prophet? A spiritual seer? A prophet is someone...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page