Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Revista o corpo com sua natureza espiritual. Encontre sua alegria permanente como filho/filha de Deus! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Alma e Corpo.

Kathy Fitzer, St. Louis, MO & Park City, UT
Posted Monday, May 16th, 2016

Tema: A Alma e o corpo
Lição Bíblica para 16 a 22 de maio de 2016
Revista o corpo com sua natureza espiritual.
Encontre sua alegria permanente como filho/filha de Deus!
Esta lição bíblica põe as coisas no devido lugar quanto ao que pensamos sobre nosso corpo – e nossa identidade. Pode parecer que o corpo atue por si mesmo, esteja no controle e nós sejamos escravos de seus apetites, dores e limitações. A crença geral nos diz que temos uma natureza individual (uma alma) incorporada ao corpo – e sujeita a ele. Mas a Ciência Cristã ensina que há uma Alma expressa infinitamente na individualidade eterna. Explica que o que parece ser um corpo material é, na verdade, apenas uma visão limitada de uma agradável e ilimitada expressão dessa individualidade eterna que constitui o universo infinito de Deus. Não precisamos modificar um corpo – ou eliminá-lo. Só precisamos mudar nosso conceito sobre o corpo – abraçá-lo no pensamento, revesti-lo na sua natureza espiritual e aguardar com alegria a experiência de liberdade que é perenemente nossa como filhos e filhas de Deus.
——————————————
Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB
——————————
Texto Áureo – 1 Coríntios 6:20: […] glorificai a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus. E outra versão diz: “Portanto, usem o corpo para a glória dele {de Deus]” (NTLH).
Nós pertencemos a Deus – a expressão e o reflexo do Espírito! O corpo não está separado do pensamento. Assim como esperamos que o pensamento manifeste a plenitude do ser de Deus, podemos esperar que nossa expressão de corpo manifeste a plenitude do ser harmonioso de Deus, repleto de toda força, saúde, pureza e beleza que integram a Alma.
Leitura Alternada – Mateus 6: 24-26, 28-31, 33: Jesus lembra seus ouvintes do grande feito de Deus em cuidar de Sua criação. Quando olhamos a beleza ao nosso redor, não vemos as flores e os pássaros preocupados com sua aparência, comparando-se a outros ao seu redor para ver quem é mais bonito, ou apreensivos se suas necessidades no dia posterior serão atendidas. Certamente Deus está suprindo nossas necessidades de modo igualmente abundante e maravilhoso! Podemos esperar gozar plenamente do cuidado de Deus quando mantemos o pensamento focado na abundância da bondade de Deus, quando buscamos (procuramos) o que constitui SEU reino. A magnanimidade de Deus é expressa humanamente – e nós a encontramos à medida que iniciamos e permanecemos com Deus como sua origem!
Seção 1: Descubra a Vida não confinada – entenda que você vive em Deus, não no corpo.
Quando reconhecemos que realmente vivemos em Deus e não em um corpo material, as limitações desaparecem. Existe uma crença comum de que cada um de nós tem uma alma imortal que reside temporariamente em um corpo material, para um dia ser liberada. Mas, a Bíblia nos diz que Deus é nossa morada/refúgio (B1). Como Paulo observou os muitos templos que os atenienses construíram para seus deuses habitarem, ele os ajudou a compreender que, ao invés de ter de fornecer um lugar para Deus "morar", eles precisavam perceber que cada homem/mulher "vive, se move e tem o [seu] ser" nEle! E, porque nós vivemos em Deus, podemos entender que é Deus que nos dá "a vida, a respiração e tudo mais" (B2).
Há muitas gerações, Deus explicou ao povo (falando através de Moisés) que o homem é santo (saudável e íntegro) porque Deus é santo (saudável e integro, B3). Quando compreendemos nosso relacionamento com Deus, várias coisas acontecem. Primeiro, vemos que a Alma (a identidade eterna) não está no homem – e certamente não está confinada na matéria. Em vez disso, a Alma é totalmente refletida pelo homem. O homem é o que revela a plenitude da Alma – como a individualidade infinita da Alma se expressa e é vista. Em segundo lugar, sendo este o caso, cabe ao homem reconhecer a unicidade e a totalidade de Deus como a única identidade (CS1).
E, em terceiro lugar, quando essa realidade desperta na consciência do homem – quando reconhecemos a falsidade da ilusão de que o homem "vive no corpo em vez de na Alma, na matéria em vez de no Espírito", somos libertados dos “grilhões da capacidade finita" (CS3). Limites são descartados à medida que procedemos corretamente. Vivemos em Deus – não em um corpo material!
Seção 2: Você é único – e sua identidade é mantida perfeita.
Toda ideia de Deus é perfeitamente mantida na Mente. Deus é infinito – ilimitado e incapaz de ser medido. Assim, não há limite para a expressão exclusiva e individual do ser de Deus. Toda a planta, todo o animal, pessoa, tem um nicho específico para preencher no universo infinito de Deus. E, cada um é conhecido por Deus e mantido por Deus (B8 e B10, CS7). O Salmista fala sobre a identidade (alma) estar segura na Mente/a Vida – sem a menor possibilidade de ser retirada da Vida (B6).
Esta seção tem muito a cerca de reflexo. Muitas vezes pensamos sobre o reflexo que vemos em um espelho. Enquanto o espelho é estático, a imagem é uma imagem exata do original e se move de acordo com o original. Assim se percebe a inseparabilidade dos dois. Mas, uma imagem num espelho é apenas isso: uma imagem! Não é corpórea, tem apenas a substância da luz. E, contudo, expressa toda a forma, cor e ação do original. É assim que o homem reflete Deus (seu Princípio ou origem divina): não em um mortal, num corpo físico, mas expressando a plenitude do Espírito. O reflexo também pode ser pensado como expressão – permitindo que o original possa ser visto.
Sem os raios de luz que emanam do sol, ele não seria expresso, não poderia ser visto. Deus é visto no universo espiritual e no homem espiritual (o único universo e o único homem) tal como o sol é visto na luz que dele emana (CS8 e CS9). É tentador pensar da nossa individualidade em termos de características materiais – a cor do nosso cabelo e olhos, a nossa estatura, ou outras características físicas e de personalidade. Mas, a cor, forma e expressão única da individualidade não tem nada a ver com a matéria. O que aparece como um corpo material é simplesmente a visão distorcida e limitada da natureza individual do homem como a expressão da Alma (o reflexo do Espírito) "Individualizada, mas não na matéria" (CS11). Nunca devemos esquecer que somos "coexistentes e eternos com Deus"! A matéria é por natureza limitada. O homem é espiritual e, por natureza, ele é ilimitado.
Seção 3: Deixe a crença de morte ser tragada pela Vida.
Estamos constantemente sendo bombardeados com evidências sugerindo que vivemos em um corpo material, que não podemos escapar do fardo de lidar com os seus sentimentos e limitações, e que devemos esperar para "deixar" o nosso corpo, a fim de encontrar a harmonia celeste. Mas, esta evidência é tão errada quanto a evidência que diz que "a terra está em movimento e o sol está parado". A astronomia inverte a falsa evidência sobre o sol e a terra, e a Ciência Cristã inverte a "a aparente relação entre a Alma e o corpo e subordina o corpo à Mente" (CS17).
Paulo entendeu que, apesar de termos de enfrentar desafios, podemos estar confiantes (ou corajosos) de que todas as crenças de mortalidade serão "tragadas pela vida". A palavra grega traduzida como "tragada" indica consumida sem nenhuma sobra. Então, não temos que estar satisfeitos em "viver com" pedaços de mortalidade. O "penhor do Espírito" é o atual entendimento que serve como um depósito antecipado, assegurando-nos do bem que virá a medida que nosso entendimento é aperfeiçoado e a visão completa feita aparente.
O Espírito Santo é Cristo, a Verdade, continuamente vindo à consciência humana e permitindo-nos ver a realidade. Paulo não ensinou que precisamos nos livrar do corpo material, mas simplesmente vestir o falso conceito de corpo com a verdade da identidade espiritual. A necessidade é de estar "ausente do corpo" e "presente com o Senhor" (B12). Eddy coloca tudo no reino mental. À medida que abandonamos nossa "crença de que haja mente na matéria," e temos somente "uma Mente" seremos capazes de experimentar a semelhança da Mente sendo expressa como um "corpo isento de sensação", incluindo uma expressão individual de harmonia e imortalidade (CS14 e 15).
De fato, este senso material de corpo é temporal. Mas não precisamos nos preocupar em nos livrarmos dele como se com isso uma individualidade espiritual aprisionada pudesse ser liberada. Nós simplesmente vestimos nosso senso de corpo com a realidade de ser inteiramente espiritual – a personificação da Mente, e sujeito a mente! A possibilidade de morte é então tragada pela certeza da Vida – e a Vida é expressa no corpo!
Seção 4: O Corpo como o servo da Alma.
O homem sentado à beira do tanque de Betesda estava doente há 38 anos (B14). Ele tinha esperança de ser curado, mas estava realmente esperando por isso? Qualquer um que tenha lidado com um problema crônico pode provavelmente identificar-se com este homem – ou até mesmo ser solidário a ele. Jesus teve compaixão, mas não aceitou a doença como sendo crônica, inflexível ou incurável. Ele apenas viu uma nova oportunidade de curar! O Mestre também não aplicou nenhum agente curativo (como um tanque d’água) a qual oferecia cura apenas para alguns. Ele sabia que Deus não conhece tempo nem nada sobre um erro resistente. Ele sabia que a "Alma e seus atributos [são] eternamente manifestados por meio do homem". Jesus compreendia como a Mente divina age cientificamente em "mentes e corpos humanos" – trazendo cura ao corpo e ao pensamento (CS19). E ele compreendeu a importância de permanecer concentrado somente em Deus (a pureza de visão) (B13).
Então, quando Jesus se aproximou do homem, fez-lhe uma pergunta, mesmo que a resposta parecesse óbvia. "Você quer ficar curado?" Embora o homem tivesse começado com uma desculpa a respeito do porquê ele ainda não ter sido curado, parece que esta foi a última vez que ele hesitou. O homem foi convidado a tomar medidas específicas, envolvendo três etapas. Ele, aparentemente, não resistiu. A seguir, apresento como interpretei espiritualmente os três passos. (1) Levante-se – eleve o pensamento para reconhecer a presença de Cristo. Pare de sentir-se impotente ou à procura de razões pelas quais a cura não veio. (2) Pegue o seu leito – pare de esperar por algo mudar e, corajosamente, enfrente o desafio que tem lhe mantido amarrado à estagnação e (3) Ande – avance (mentalmente e depois fisicamente). Neste caso, havia leis judaicas proibindo essa ação porque era sábado. Temos de aceitar leis que nos proíbem de pegar o nosso leito também? Talvez tenhamos aceitado a ideia que nossa compreensão não é suficiente, ou que deve haver algo em nosso pensamento a qual ainda temos que descobrir e corrigir, ou mesmo que, por causa de todo o pensamento médico da atualidade, a Ciência Cristã não cura mais como costumava fazer.
Mas, podemos rejeitar (e mudar) essas sugestões, assim como o homem desafiou a lei sobre carregar o seu leito, no sábado. A cura que veio a ele foi por intermédio da autoridade da Palavra de Deus – por meio da Verdade! Às vezes, como Cientistas Cristãos, pensamos que estamos em busca de cura. E, estamos normalmente fazendo o melhor que sabemos. Mas, podemos sempre ser mais sinceros e ceder cada vez mais a autoridade do Cristo. Estas não são palavras vazias por parte de Jesus: "Aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço" (CS18).
As obras de Jesus não trouxeram apenas cura física. Quando mais tarde ele viu este homem no templo, Jesus lembrou-lhe que a sua cura incluía a necessidade de parar de pecar. E, Eddy nos lembra de que: "O Cientista Cristão genuíno fortalece o poder mental e moral de seu paciente e lhe aumenta a espiritualidade, enquanto o restabelece fisicamente por meio do Amor divino" (CS21). Às vezes somos tentados a sentir que estamos "crescendo espiritualmente", mas nada está mudando com o corpo. Outras vezes, caímos na armadilha de nos sentirmos um pouco desesperados – apenas na espera pela melhora do corpo – ao invés de querer, mais do que qualquer coisa, que o nosso pensamento seja literalmente reformado, ou transformado. A verdadeira cura envolve ambos. Temos dado autoridade a Deus para reconhecer que o corpo não é uma coisa que age sozinha fora de nosso controle. Pelo contrário, as sensações e ações do corpo respondem ao pensamento que o envolve. Deus nos capacita a resistir ao que não é bom e persistir em esculpir o pensamento a corresponder ao modelo da Verdade (CS20). Percebendo isso, podemos esperar confiantemente a cura!
Seção 5: Ceda aos cuidados de Deus.
Eu gosto muito como as citações Bíblicas nesta seção seguem naturalmente uma a outra. Em primeiro lugar, é expresso o desejo de boa saúde e prosperidade (B15). Certamente, isso é algo que gostaríamos que todos tivessem: essa boa e feliz experiência em tudo – inclusive nós mesmos! E, é o que Deus tem projetado para todos os Seus filhos/filhas. Em uma carta às igrejas da Ásia Menor, que sofriam perseguição religiosa, Pedro dá a orientação de como encontrar a saúde e a prosperidade lançando humildemente todos os cuidados sobre Deus, sabendo que Deus cuida de Seu povo.
Nenhum conselho melhor poderia ser dado hoje – independentemente do desafio. Quantas vezes nós pensamos que temos de encontrar uma resposta. Há uma tendência humana de pensar que somos responsáveis ​​por resolver nossos próprios problemas – ou os problemas dos outros. Ou prestamos mais atenção ao que o corpo diz sobre nossa saúde do que o que Deus diz. Mas a coisa mais importante que precisamos fazer é nos voltarmos à Mente, ao Amor, aos recursos infinitos da Alma, com humildade, "sob a poderosa mão de Deus" (B16 e CS23).
Afaste-se do eu humano e entre em Deus! A ideia de que devemos preferir “deixar o corpo e habitar com o Senhor" é enfatizado novamente aqui (CS24). Nós somos bombardeados com o modelo de examinar o corpo para ver como ele está (como nos sentimos). Uma abordagem muito melhor é deixar o corpo de lado, tanto quanto possível e se concentrar em onde o pensamento está. Mesmo quando alimentamos e vestimos o corpo, podemos traduzir essas ações em pensamentos sobre como estamos sendo receptivos ao bem que Deus está constantemente nos fornecendo e reconhecendo qualidades tais como satisfação, beleza, equilíbrio, eficiência, brilho e controle como inerentes ao homem – dons de Deus. Eu amei a ideia de sussurrar "os fatos morais e espirituais referentes à saúde" ao pensamento (CS26).
Não temos de andar negligentemente nas ondas dos pensamentos mortais – deixando-nos ser levados por medos e obsessões sobre o corpo. Em vez disso, nós sabemos que Deus nos deu a capacidade de "mante[r] o pensamento firme no que é duradouro, no que é bom e no que é verdadeiro e os terás na tua experiência, na proporção em que ocuparem teus pensamentos” (CS27). Pode ser tentador pensar: "Eu estou fazendo isso, e o problema ainda está lá.”
Mas, por definição, "firmemente" significa: "com firmeza; com constância ou estabilidade mental." Assim, não há realmente nenhum êxtase ou permissão para qualquer coisa se alojar no pensamento, exceto saúde e prosperidade. Então, por lei, o duradouro, bom e verdadeiro deve tomar forma na expressão exterior. Conforme nos curvamos diante de Deus – deixando de lado toda a responsabilidade pessoal – somos capazes de corresponder à vontade de Deus para nós: saúde e prosperidade.
Seção 6: Incansavelmente, vamos correr a corrida do senso material para a Alma.
Paulo fala aos cidadãos de Corinto sobre a impossibilidade de vencer uma corrida a menos que se participe dela (B17). A nossa corrida é a corrida do senso material para Alma, e o prêmio é a ilimitada liberdade de mente e corpo! Embora todos nós possamos ganhar esse prêmio, nós temos que tomar a decisão consciente de correr a corrida – de participar. E, nessa corrida em particular, eu gostaria de pensar que o objetivo não é uma "linha de chegada", mas os prêmios alcançados ao longo do caminho. Veja como a Nova Tradução coloca a última parte, descrevendo como Paulo aconselhou eficazmente a corrida:. "Eu corro com um propósito em cada etapa. Não estou apenas fazendo de conta que corro. Eu disciplino meu corpo como um atleta, treinando-o para fazer o que deve."
De um modo semelhante, devemos disciplinar cada pensamento e vigiar o que estamos permitindo que nos influencie. Penso que esta foi uma grande tradução de A Mensagem de Romanos 12:1,2: "Então aqui está o que eu quero que você faça, com a ajuda de Deus: Tome seu cotidiano, a rotina da vida, o seu dormir, o comer, o ir ao trabalho, e o caminhar em viver em geral, e os coloque diante de Deus, como uma oferta. Abraçando o que Deus faz por você é a melhor coisa que você pode fazer por Ele. Não se tornem tão confortáveis ou acostumados à sua cultura que nem sequer percebam o que estão fazendo. Em vez disso, fixem sua atenção em Deus. Vocês serão alterados/transformados de dentro para fora. Prontamente reconheçam o que Ele quer de vocês, e respondam rapidamente a Ele" (B18).
Eddy fala de “Despojar o pensamento daquilo em que erradamente confia e das evidências materiais, para que os fatos espirituais do existir possam aparecer – esse é o grande triunfo por meio do qual expulsaremos o falso e daremos lugar ao verdadeiro” (CS28). Deus nos deu a capacidade de discernir o que é de Deus – e tão verdadeiro – e o que é simplesmente uma sugestão da mente carnal. À medida que passam através do nosso dia, temos de lembrar que Deus nos deu domínio. Ele nos fez para sermos livres. Assim, podemos (e devemos) desafiar qualquer relatório que vem de circunstâncias – ou do corpo – sugerindo falta de harmonia.
Vendo as coisas de uma perspectiva espiritual, vemos que a Vida é infinita e a Alma nunca esteve em questão. O corpo nunca teve uma mente própria, mas expressa o pensamento que o está abraçando. Então, vamos perceber que a lei divina governa, em vez de o senso material, e vamos encontrar o homem indestrutível, espiritual. Nosso trabalho em tempo integral (a corrida que estamos correndo) inclui continuamente parar para esperar – estar pacientemente atentos, - ouvir e com prazer servir a Deus. Ao fazê-lo, somos livres para ser quem Deus nos fez para ser. Não há necessidade de nos livrar do corpo ou mudá-lo; apenas liberte-o para expressar a natureza não confinada da Mente infinita, a Alma, que expressamos naturalmente!
_____________________________
Este estudo metafísico foi preparado por: Kathy Fitzer, CS of Lake St. Louis, MO and Park City, UT – EUA Fone: 314-323-4083 e-mail: kathyfitzer@gmail.com
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinéa Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini, com a leitura final por Orlando Trentini, CSB. Visite o site www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB.
O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ª feira. Busque e leia o texto em inglês, e noutras línguas, no link abaixo http://www.cedarscamps.org/metaphysical
_______________________
A senda do sentido à Alma vejo,
desfaz-se a sombra ante Seu clarão.
Desponta já a aurora da Verdade;
achei o rumo diz meu coração.
Sei que tocou me pé sagradas lousas;
da Mente alcanço o sublime umbral.
Há calma imortal de santas coisas,
ao meu redor existe Amor real.
A senda sobe, acerca-se a meta;
o pensamento, livre, se alça ao bem;
a cena infinita se completa.
A Vida eterna sinto aqui também. (Hino 64).

Metaphysical

True Freedom Comes from Spirit! - Everyone wants to feel true joy, love, wisdom, energy. We...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page