Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Encontrem na Ciência Cristã o preenchimento da promessa de Deus a toda a humanidade! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: Ciência Cristã.

Kathy Fitzer, St. Louis, MO & Park City, UT
Posted Monday, June 20th, 2016

Tema: A Ciência Cristã
Lição Bíblica para 20-26 de junho de 2016

Encontrem na Ciência Cristã o preenchimento da promessa de Deus a toda a humanidade!
Esta lição mostra como a Ciência Cristã preenche a promessa de Deus de enviar um Confortador que estará para sempre disponível a todos. Procurem as referências à “promessa” ao longo da lição. Procurem pelas diversas referências à unidade e bondade de Deus – e sobre o poder e a autoridade que Deus dá a Seu povo. A CC é muito mais do que uma denominação. Um modo de pensar sobre ela é como sendo um sistema da Verdade que revela a plenitude de Deus de um modo prático, que salva a humanidade das limitações da crença falsa material. Eu chego a pensar nela como o “conhecimento do Cristianismo” iluminando os ensinamentos de Jesus de um modo universal e que pode ser praticado por todos. Ela permite que cada parte da Bíblia seja interpretada a partir de uma perspectiva inspirada e espiritual. Tomar a “Palavra inspirada da Bíblia” não significa escolher passagens aleatórias da Bíblia para conservar e outras para descartar. Significa pensar profundamente sobre cada parte da Bíblia para encontrar o que realmente está sendo revelado sobre Deus e a relação do homem com Ele – é mergulhar sob a superfície para ir além da névoa da doutrina humana. A Sra. Eddy costumava abrir sua Bíblia a esmo e interpretar o significado espiritual (a Palavra inspirada) de qualquer passagem. Ela desafiava seus alunos a fazerem o mesmo. Façam esse desafio a si mesmos: ouvir continuamente a voz do Cristo, a fim de ver as coisas a partir de uma perspectiva inteiramente espiritual. A CC é o Confortador que Jesus prometeu que viria depois da partida dele – e está disponível a todos, para a cura dos povos.
-------------------------------
Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB
------------------------------

Texto Áureo (Atos 2: 39): ”[…] para vós outros é a promessa, para vossos filhos e para todos os que ainda estão longe, isto é, para quantos o Senhor, nosso Deus, chamar.”
Muitos que ouviram o discurso de Pedro no dia de Pentecostes ficaram dispostos a seguir o Cristo. Pedro recomendou aos que se interessaram que se arrependessem e fossem batizados. Assegurou-lhes que tudo o que lhes dizia era uma promessa a eles e a seus filhos, e a todos. A palavra grega traduzida por “promessa”, aqui também pode ser traduzida como “uma garantia de bem”. A garantia de bem emitida por Deus é para os povos de todos os tempos. Isso certamente inclui a nós – e as gerações futuras!

Leitura Alternada (Hebreus 10:7, 23; 11:2, 8, 9, 32-34; 2 Pedro 3:9, 13).
É fácil ter fé – se tivermos razão/motivo de crer que algo de bom está por acontecer. A Bíblia nos dá montanhas de motivos para crer que o bem está em andamento. Ela está repleta de evidências do cumprimento das promessas divinas de libertar pessoas, de dar-lhes forças, de protegê-las e de guiá-las. Ao ler o Sentinel, o Journal e O Arauto, vemos muitos mais exemplos desse bem. Uma definição moderna de “promessa”: “é uma certeza de que algo particular irá acontecer”. Se for de Deus a promessa, a certeza é sempre de que o bem irá acontecer. Progresso é a promessa perpétua de Deus. É por isso que não devemos nos satisfazer com julgar as coisas de acordo com o que os sentidos materiais dizem sobre isso. Quando mantemos a convicção de que sempre há uma resposta (manter nossa fé) descobriremos “novos céus e novas terra” que podem ser entendidos simplesmente como a natureza espiritual de todas as coisas à espera de serem reconhecidas e reveladas. Quando mantemos nossa fé – e continuamos por essa realidade – encontramos evidencias de forças, orientação, saúde e proteção que Deus promete a todos! E essa promessa nunca expira – e nunca é revertida.

Seção 1: Reconhecer a Deus como Aquele que liberta a humanidade da escravidão.
Uma das muitas coisas que Neemias, Davi e Mary Baker Eddy têm em comum é que cada um deles reconheceu a Deus como a fonte de todo o bem! Neemias louvou a Deus por tirar Abrão de Ur dos Caldeus (uma nação rica, com uma cultura altamente avançada, mas onde muitos deuses diferentes eram adorados) e os filhos de Israel do Egito. Cada uma dessas jornadas foi uma forma de libertação da opressão. O último da opressão física, o primeiro da opressão mental.
Às vezes, é um pouco difícil reconhecer o conforto na matéria como opressão. Mas, tudo o que aponta para a matéria (em vez de Deus) como a fonte do bem é opressivo. (B1 e B2) Davi reconheceu que Deus “firma os passos do homem bom" e viu muitos exemplos disso em sua própria vida. (B3) A pergunta a fazer é “o que constitui um ‘homem bom’?”. Sugestão: não estamos falando de um perfeito mortal aqui. Pensemos mais em termos de qualidades do coração alinhadas com qualidades divinas. Agora, surge Eddy muitas, muitas gerações depois. Ela compara o potencial poder libertador da Ciência Cristã com a libertação dos filhos de Israel dos egípcios (CS4).
Ela claramente reconhece Deus como Aquele que merece todo o crédito e ter toda a autoridade - "O ponto de partida da Ciência divina é que Deus, o Espírito, é Tudo-em-tudo, e que não existe outro poder nem outra Mente" (CS3); ela humildemente fala da vida de desafios que experimentou como parte da misericordiosa preparação para sua descoberta "dessa revelação final do Princípio divino absoluto da cura mental científica" (CS1). E, ela compassivamente reconheceu tudo aquilo do que a humanidade hoje precisa ser libertada – "da escravidão de suas próprias crenças e dos sistemas educacionais dos faraós" (CS2). Faraós atualmente??? Aviso, são dos "sistemas educacionais" que ela especificamente fala.
Então, temos de nos perguntar se o que aceitamos é porque nos ensinaram como sendo verdade, seja sobre a saúde, a falta de oportunidades, a discriminação sexual ou racial, as limitações da personalidade, as pressões sociais, etc. A lista continua. Mas, se acreditamos que uma "lei" deva ser obrigatória com base em um conjunto humano de crenças e costumes, ela deverá ser questionada. A lei de Deus é boa. Sua promessa do bem é tudo o que nos governa. Confiemos em Deus para ordenar nossos passos e nos libertar do cativeiro. Conteste qualquer outra coisa

Seção 2: A Ciência Cristã é parte da promessa de Deus de libertação para a humanidade.
Vemos as promessas de libertação e as bênçãos de Deus para o Seu povo em toda a Bíblia (B5). Mary Baker Eddy descobriu que essa promessa é um elemento da lei de Deus e assim deve continuar durante todo o tempo, ela inclui a libertação de todas as reivindicações do mal. Eddy chama a Ciência Cristã de um "sistema científico de cura divina". Juntando as definições de sistema e científico temos "um método regular ou um fim alcançando certo conhecimento ou demonstração" (Webster, 1828). Esse sistema sempre existiu. Ele foi descoberto quando Mary Baker Eddy atingiu um sentido espiritual das Escrituras através de seu estudo sério e humilde da Bíblia.
Ela estava literalmente sendo ensinada pelo Consolador (o Espírito Santo, que Jesus prometeu que seria enviado para continuar os ensinamentos que tinha começado). E, uma vez que descobertos os princípios, ela começou a demonstrar o que tinha aprendido – que os "milagres de Jesus não pertenciam de forma especial a uma dispensação que já não vigora, mas que exemplificavam um Princípio divino sempre atuante” (CS6). Então, passo a passo, Eddy descobriu a plenitude dessa Ciência. Em primeiro lugar, o senso espiritual das coisas foi revelado para ela. Em seguida, ela fundamentou o que estava aprendendo. E, finalmente, ela colocou em prática pela demonstração, os princípios de cura (CS7).
Como cientistas cristãos, temos o privilégio de passar por essas três etapas, também. Compreenda, com o senso espiritual, o que é lido, deixe que o Consolador esclareça e, então, tenha total confiança de que, como a Verdade é verdade, ela é demonstrável. Atenha-se a isso. Eddy se ateve!!! (No original é como um comando, uma diretriz.)

Seção 3: Exercite sua piedade assim como o fez Jesus. Exercite a autoridade curativa de Deus!
Temos apenas uma parte do que Paulo disse a Timóteo na nossa lição bíblica. Pense nisso no contexto: "Pois os exercícios físicos têm alguma utilidade, mas o exercício espiritual tem valor para tudo" (B8; NTLH). E, ainda, em nosso mundo, ouvimos muito mais sobre o que temos de fazer com nosso corpo para estarmos bem e em forma, do que sobre o que temos de fazer com nosso pensamento! Esse não era o modelo de Jesus e não deve ser o nosso também! O que é a piedade? A força inclui a ideia que é "o plano do evangelho." O que traduzo como "viver como Jesus viveu." Uma coisa que sabemos sobre Jesus é que ele expressou sua compaixão por meio da cura dos necessitados (B9). E ele não se preocupava com o que os outros poderiam pensar. O chefe da sinagoga ficou furioso por Jesus ter curado no SÁBADO a mulher que estivera enferma por 18 anos! O governante olhou para a cura como um trabalho, e o trabalho era proibido no sábado. A cura não foi um trabalho para Jesus. Foi o resultado natural de expressar Amor – o qual expressa piedade (B10). O próprio Jesus esperava que a cura também fosse natural "aos que crerem" (B11). Somos nós! Exercitar nossa piedade fortalecerá nossa capacidade de curar. Eddy entendeu isso. Ela escreveu: "Deus cura os doentes por intermédio do homem, sempre que o homem é governado por Deus" (CS8).
Ser governado por Deus é ser piedoso! A cura ocorre hoje de acordo com o mesmo Princípio que havia no tempo de Jesus. E é vital que aqueles que curam nos dias de hoje incorporem a mesma humildade e piedade expressada por Jesus. Estamos dando dois "pontos essenciais da Ciência Cristã", que precisam ser aceitos como verdadeiros: (1) nem a Vida nem o homem morrem; e (2) Deus não é o autor da doença (CS9). Se as doenças fossem parte de Verdade (Deus) não poderiam ser destruídas. Mas, porque a doença não tem nada a ver com a Verdade, ela é naturalmente destruída (como qualquer outra mentira) quando confrontada com a Verdade (CS10). O homem não cura – nós não curarmos a nós mesmos ou aos outros. A cura resulta da ação do Princípio divino, Deus – a Vida, a Verdade e o Amor! À medida que os pensamentos cedem ao "´Deus conosco´ - uma influência divina sempre presente na consciência humana", a falsa evidência chamada de "pecado e doença deixam de ter realidade na consciência humana e desaparecem tão natural e tão necessariamente como a escuridão dá lugar à luz e pecado cede a reforma"(CS11). Demonstrar é "mostrar a existência ou a verdade de algo, dando provas ou evidências." À medida que cedemos à influência divina, a doença abandona seu falso testemunho e a saúde é vista como evidência da presença eterna de Deus e da piedade do homem. Esta é a demonstração que é um efeito essencial e natural da compreensão e da adoração à Deus (CS12).

Seção 4: Arrepender-se! Mantenha o pensamento focado no verdadeiro caminho.
Embora, na maioria das vezes, as pessoas pensem na Ciência Cristã em termos de sua eficácia na cura dos doentes, o livro-texto afirma que a "missão mais elevada do poder-Cristo [é] a missão de tirar os pecados do mundo" (CS17). Uma vez que a doença sempre decorre do pensamento errôneo, a cura tem de começar corrigindo esse pensamento. Deus é o grandioso Amor que nos corrige!!! A palavra arrepender-se significa simplesmente "pensar de forma diferente" (do livro: Importantes Léxicos Gregos). Quando Jesus disse às pessoas: "Arrependei-vos, pois o reino dos céus está próximo", Ele poderia estar dizendo: "Atenção! Mude a forma como você está olhando para as coisas. O reino do Espírito e da harmonia está aqui – aqui, agora mesmo! Então, pare de se preocupar com o que parece ser e olhe através da lente distorcida da percepção material – e veja o que É – a saúde, a harmonia, a Vida e o Amor – aqui e agora" (B12). Então, qual é o pecado que precisa ser abandonado? É a falsa percepção da realidade – da relação entre Deus e o homem – e os efeitos dessa percepção equivocada. É fácil ver o que os outros estão fazendo de errado – assim como os escribas e fariseus podiam facilmente ver o pecado na "mulher apanhada em adultério" (B13). É preciso muita humildade para avaliar nosso próprio pensamento e ver se estamos entretendo somente amor. Julgar o próximo por seus atos de "pecado" é tanto um pecado como o ato original. Nenhum de nós é humanamente perfeito. Não é nosso trabalho condenar o outro. Ao invés disso, ao vermos uns aos outros como filhos de Deus, levantamos o véu do pecado (a crença de que o homem está separado de Deus) em nós mesmos e nos outros, permitindo que o reino dos céus seja visto e que a cura ocorra – para TODOS.
O Texto Áureo se repete aqui e também se expande. A garantia de Pedro, de que a promessa de redenção aplicada a todos os que o escutaram no dia de Pentecostes se aplica igualmente a nós, e às futuras gerações (B14). A promessa verdadeira é que vamos encontrar o Cristo – encontrar o "homem verdadeiro e sua relação com Deus". A chave é perceber que estamos "na Ciência, unidos ao [nosso] Criador" e, assim, simplesmente precisamos nos voltar “em direção oposta ao pecado” e nos desprendermos “do ego mortal para encontrar a Cristo" (CS16). ESTAMOS unidos; conectados. O pecado sugere sempre a separação, vindo de um antigo termo de arco e flecha sobre errar o alvo. Mas realmente não podemos errar o alvo se estamos conectados! Você sabe que quando dirigimos, andamos de bicicleta ou até mesmo caminhando, giramos a cabeça aonde quer que estejamos olhando. Neste inverno, aprendi que para esquiar de forma eficaz através das árvores (que nunca nem sequer imaginava fazer) é importante não olhar para as árvores, mas para o caminho entre as árvores. E, isso vale também no dia-a-dia. Fomos informados que precisamos “voltar-nos em direção oposta ao pecado”. Então, não queremos manter o perigo do pecado ou da doença (o que tem de ser evitado) na frente do pensamento – mas sim o caminho do Cristo, a Verdade – a fim de navegar a Vida com segurança. Pessoas que esquiam entre as árvores amam essa aventura – mas precisam de muita prática para aprender a desviar das árvores e a encontrar o caminho. TODOS nós podemos aprender a amar a aventura de navegar na vida – desviando das árvores do pecado (obstáculos que surgem por acreditar que vivemos uma vida separada de Deus) e navegando o caminho do Cristo!

Seção 5: A Ciência Cristã e o Primeiro Mandamento
O escriba em questão ouvira Jesus debater com outros oficiais judeus sobre questões teológicas quanto aos conceitos de ressurreição e vida após a morte. Ele ficou impressionado pela forma como Jesus calmamente lidou com a situação, ele concordou com suas respostas. Então, pergunta agora sobre o que Jesus entende como a mais importante de todas as leis judaicas (ou mandamentos). Jesus não hesitou em responder com aquilo que conhecemos como o Primeiro Mandamento e, então, rapidamente identificou também o segundo grande mandamento.
Para mim, ele está dizendo que os dois não podem ser separados. O escriba (mais espiritual do que outros interlocutores de Jesus) aprova a resposta (B15). Eu me pergunto o que os outros (que provavelmente ainda estavam ao redor para ouvi-lo responder) pensavam. Talvez esse escriba quisesse passar uma mensagem aos outros. Realmente não importa. A obediência ao primeiro mandamento exige dois elementos. Em primeiro lugar, o reconhecimento de que existe somente UM Deus. Em segundo lugar, amor completo e imparcial para com este Deus – com todo o coração, alma, mente e força.
Isso implica uma completa devoção e não há espaço no coração para nada, a não ser o amor. Acaso esse tipo de pensamento não elimina a possibilidade de competição e incute uma devoção à unidade e ao amor por toda a humanidade? Essa foi a mensagem que Paulo enviou aos Gálatas. Há um só Deus e um homem – todas as pessoas em todos os lugares são herdeiros de Deus (o Bem). Essa é a promessa de Deus (B16). Eddy identificou o primeiro mandamento como seu texto favorito. Isso é dizer muito – tanto quanto ela amava a Bíblia! Ela diz que "é a base" – ou os fundamentos que constituem – a Ciência do existir/ser. Onde há uma só unidade. Com a unidade, não há guerra (no seio das famílias, entre as nações e até mesmo em um corpo). Todas as coisas são iguais quando compartilham uma fonte comum. E este Deus único nunca amaldiçoou o homem – libertando-nos assim do pecado, sofrimento, punição e destruição (CS19). Certamente, vale a pena dispensar o nosso tempo para dar mais atenção ao que realmente significa amar a Deus! Amar ao próximo (o segundo grande mandamento) apenas segue naturalmente o amar a Deus.

Seção 6: “A Ciência Cristã e o Cristianismo são um” (S24).
Esta seção tem o primeiro princípio em seu núcleo (S20). O que Mary Baker Eddy quis dizer quando falou que precisa tomar a "Palavra inspirada da Bíblia como nosso guia suficiente para a Vida eterna"? Para mim, é uma extensão de como Jesus olhou para a Bíblia hebraica que ele estudou. Como vimos esta semana, Jesus muitas vezes tinha uma interpretação muito diferente dos ensinamentos da Bíblia hebraica que os líderes judeus de seu tempo. Por exemplo, ele teve uma interpretação diferente das regras sobre o sábado e pensamentos diferentes sobre castigo do pecado. Parece-me que Jesus levou a "Palavra inspirada" e tentou fazer com que outras pessoas possam ver as coisas a partir dessa perspectiva, também. Ele trouxe liberdade e salvação para o povo de seu tempo – e sofreu muita perseguição como resultado. Mas, um registro de suas palavras e obras continua até hoje! Isso é parte do cumprimento da promessa de Deus de que todos possam conhecê-lo e saber amar, louvar e permanecer com ele – e, assim, ser abençoados e salvos dos erros do senso mortal. Jesus disse a seus seguidores que, embora ele não estivesse com eles para sempre, Deus enviaria um Consolador que estaria com a humanidade para sempre (B20 e CS4). Tal Consolador teria de ser mais do que uma pessoa. A Ciência Cristã é o conhecimento da presença salvadora e do poder de Deus. Ela (a ciência, que está disponível para ser praticada por todos) é o Consolador prometido (S22). É importante não limitar a vastidão da Ciência Divina aos limites da denominação chamada Ciência Cristã ou para aqueles que lutam para praticar essa Ciência. Pela declaração de Mary Baker Eddy, fica claro que a “Ciência Cristã e o Cristianismo são um", que era a sua convicção de que o que ela descobriu e nomeou Ciência Cristã, foi inteiramente baseada nos ensinamentos e práticas de Jesus Cristo (S24). Esse Consolador não pode ser separado do Cristianismo genuíno – cheio de amor e boas obras. E deve ser o objetivo de todos os estudantes da Ciência Cristã praticá-la a partir da base do amor e da unidade com um só Deus. Deus prometeu livramento para todo o Seu povo. A Ciência Cristã – a Ciência Cristo – oferece a forma semelhante à que Cristo Jesus fez para que essa promessa seja cumprida.
----------------------
Este estudo metafísico foi preparado por: by Kathy Fitzer, CS 314-323-4083 - kathyfitzer@gmail.com.
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinéa Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini. Visite o site www.trentinicsb.com. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB. Os Cedros são um complemento para a LB.
O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 3ª feira. Busque e leia o texto em inglês, e noutras línguas, no link abaixo http://www.cedarscamps.org/metaphysical

Metaphysical

Thrive in God’s kingdom where you’ve been firmly planted! - To me, this week’s Lesson...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page