Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Inverta a visão material para perceber a maravilhosa e verdadeira visão da harmonia de Deus. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Irrealidade.

Kerry Jenkins, C.S., House Springs, MO
Posted Monday, March 27th, 2017

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA

Inverta a visão material para perceber a maravilhosa e verdadeira visão da harmonia de Deus.
27 de março a 02 de abril de 2017
A IRREALIDADE

_________
Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB
_________
É interessante que Sra. Eddy viu que podia criar uma tanto sobre “A realidade” como sobre “A irrealidade”. Na sexta seção é que nos é revelado porque isso se faz necessário. Temos de aprender “que o erro não é real” (CS25, p.353) antes de estarmos aptos a progredir. E
Um conhecimento do erro e de suas atividades tem de preceder aquela compreensão da Verdade que destrói o erro, até que o erro mortal, material, finalmente desaparece por inteiro, e a realidade eterna, o homem, criado pelo Espírito e proveniente do Espírito, é compreendido e reconhecido como a verdadeira semelhança do seu Criador (CS 26, p.252).
Da mesma forma que somos capazes de reconhecer um erro matemático em um complicado problema de modo a evidenciar a solução, também precisamos preparar nosso pensamento para a realidade da harmonia de Deus por meio de um conhecimento de que a matéria e todo seu testemunho enganador e sonhador é falsa. A Ciência Cristã nos ajuda a inverter a evidência que o senso material põe diante de nós, ao revelar a evidência do Espírito que é imutável, bom e eterno.
Texto Áureo – Salmos 119:33,37 - “Ensina-me, Senhor, o caminho dos teus decretos […] Desvia os meus olhos, para que não vejam a vaidade, e vivifica-me no teu caminho” e Leitura Alternada - Joel 1:1, 12; 2:1, 12, 13, 21–24; Isaías 35:10:
Quando conhecemos as leis de Deus (“teus decretos”) conseguimos reconhecer rapidamente a falsidade (vaidade) das chamadas “leis” da matéria. A LA é alinhavada entre Joel e Isaías de um modo muito bonito. Primeiro, nos é apresentada a paisagem que vem dos “filhos dos homens”, o senso mortal e material das coisas. E então a “trombeta em Sião” soa o alarme e somos chamados para voltar-nos a Deus de “todo o [nosso] coração” e “rasgar[mos] o [nosso] coração, e não as [nossas] vestes”. A ideia é transmitir um sincero voltar-se a Deus. Nos tempos bíblicos, alguém poderia pensar em voltar-se a Deus em arrependimento, rasgando suas vestes e cobrindo-se de cinzas, como fez Ezequias na citação B9 (2Reis 19:1, 15, 16, 19, 20, 32, 33) desta lição. Deveríamos muito mais rasgar o nosso “coração”, ou seja, expressar nossa sinceridade por meio de arrependimento e oração sinceros, em vez de mero sinal exterior, não é mesmo? A partir da paisagem desolada dos dois primeiros versículos da LA, nós recebemos não só “em justa medida a chuva”, mas também as “a chuva temporã e a serôdia”! Assim no primeiro plantio teremos água suficiente para produzir safras abundantes – alegria e júbilo espirituais. Esta é a verdadeira paisagem espiritual que Deus criou, que é plena de harmonia, abundância e inteireza (o reino do céu!).

Seção 1: Permanecemos “corretamente elevados” quando construímos sobre a Rocha da Verdade.
Fiquemos atentos nesta lição para referências a "reversão", "inversão" e outras formas destas palavras ou esta ideia. É um grande conceito a empregar quando somos confrontados pelo mal! A citação B3 (Isaías 29:16) nos dá esse importante versículo “como se o oleiro fosse igual ao barro, e a obra dissesse do seu artífice: Ele não me fez; e a coisa feita dissesse do seu oleiro: Ele nada sabe” (o que é uma inversão ridícula!). A ideia de que Deus fez o homem fora da matéria e depois o colocou na terra para recriar o homem materialmente, geração por geração, enquanto Ele (passivamente) olha, é uma visão comum e popular. Mas esse ponto de vista é uma inversão da criação de Deus. É a névoa do erro (CS3, p.205) que tentaria obscurecer a realidade brilhante (lembra-se da luz na lição da semana passada sobre a Realidade?) da harmonia de Deus. Todos nós sabemos que o nevoeiro não tem substância e é facilmente iluminado pela luz. Esta névoa de erro (irrealidade) é destruída pela luz clara da realidade de Deus. A citação CS5 (p.267) continua esta analogia: "Examinados à luz da Ciência divina, os mortais apresentam, mais do que se detecta na superfície, pois os pensamentos invertidos e as crenças errôneas são forçosamente falsificações da Verdade. O pensamento é tomado por empréstimo de uma fonte mais elevada do que a matéria e, por inversão, os erros servem para marcar o caminho que vai á Mente única, onde todo o erro desaparece na Verdade celestial” (itálico meu) – desaparece na luz brilhante da realidade. Podemos considerar fazer a pergunta: "Esta imagem é construída sobre a Rocha da Verdade?" Na próxima vez em que formos confrontados com doença, pecado, acidente ou qualquer uma das miríades de sugestões de mortalidade, se a resposta for "não", podemos reverter essa sugestão. A reversão pode ser um componente-chave para reverter o erro em nossa consciência, trazendo a cura. É muitas vezes uma maneira de negar a mentira e substituí-la com o oposto: saúde, pureza, segurança. Tenho experimentado muitos exemplos do tipo de cura que essa reversão pode trazer. Em um caso, depois de uma longa noite de transtorno estomacal muito desconfortável, fui despertada para a saúde perfeita pela pergunta gentil do meu marido (baseada na compreensão espiritual de minha integridade divina), "você se sente melhor deitada na barraca do que se levantar?". Minha resposta foi "não", então ele sugeriu que eu me levantasse para que ele pudesse ir em frente para empacotar a barraca. (Estávamos em uma viagem de caiaque/caça enquanto vivíamos no Alasca.) Eu literalmente estava "invertendo" de uma posição horizontal para uma posição vertical. Mas mentalmente, fui despertada para obter um sentimento mais "correto" de minha força para resistir e reverter essa imposição sobre o homem. Em poucos minutos, eu estava totalmente restaurada, sentindo-me pronta para remar e para fazer uma refeição completa.

Seção 2: Faça um "quarto" em sua consciência para a verdadeira visão profética.
A mulher sunamita nos dá um exemplo transcendente de alguém que se esforçou para ver através das mentiras nebulosas do sentido material para a realidade da Verdade imortal. Eu não estou dizendo que ela não abrigou um único medo ou dúvida quando seu filho morreu em seu colo. Mas ela praticou essa inversão firme declarando que estava “tudo bem", mesmo quando isso parecia estar distante. Não está incluído nesta lição, mas ela também pede que o profeta não a "engane", prometendo-lhe um filho e, em seguida esse filho morrer tão jovem. Não é esse "engano" exatamente o que a vida material "promete"? A matéria é uma montanha russa de esperanças e desespero, de promessas e decepções. As promessas da Verdade são certas e eternas. Eliseu prova para ela que o quarto, literal e figurativo, que ela fez para a verdadeira visão do universo, tem domínio sobre a falsidade da existência material. A lição para nós hoje é criar esse quarto sempre em nossa própria consciência para a visão profética do reino de Deus ao nosso redor. A Ciência Cristã nos dá as ferramentas de que precisamos para corrigir a visão irreal. Podemos não ter um "Eliseu" literal para procurar, mas temos a Ciência, a Palavra revelada de Deus para esta era que, juntamente com as Escrituras, revela a realidade espiritual e nos ajuda a curar como Jesus fez e como os Profetas antes dele.

Seção 3: A guerra com o mal está terminada, quando vemos que o mal é impotente porque é irreal.
Assim como na última seção, temos aqui um testemunho material impressionante de que o mal tenha poder. Nesta seção, temos o rei Ezequias, o qual se aproxima de Deus para mostrar-lhe que sua fé e confiança nEle é construída na Verdade espiritual. Acho ilustrativo ponderar sobre essas histórias da Bíblia sob uma perspectiva moderna. Nesse caso, poderíamos pensar na oração que Ezequias faz à Deus e na resposta que ele recebeu como não sendo necessariamente uma voz que lhe tenha dito assim: "O que tu oraste a mim contra Senaqueribe, rei da Assíria, eu ouvi [...] Ele não entrará nesta cidade, não atirará uma só flecha contra ela. Nenhum soldado com escudo chegará perto da cidade, e não serão construídas rampas de ataque ao redor dela [...]." (2Reis 19:1,15,15,19,20,32,33, NTLH) Sim, de fato, Ezequias pode ter ouvido exatamente isso, até mesmo na forma de uma voz. Mas, em realidade, é muito provável que suas orações tenham sido respondidas por um forte senso de confiança e paz, na certeza de que o domínio de Deus era real, que o mal não tinha poder para destruir o bem. A primeira vez, após o meu curso primário da Ciência Cristã, em que tive a oportunidade de orar para alguém foi para uma amiga que vivia em uma cabana minúscula a menos de um quilômetro de onde nós estávamos. Ela mal conseguia caminhar até sua cabana, sentindo-se muito doente. Meu marido abasteceu seu fogão a lenha e eu a coloquei na cama e me ofereci para orar por ela. Enquanto caminhava de volta para minha própria cabana, voltei-me a Deus com todo o meu coração para reconhecer a identidade dela como segura, protegida, amada e harmoniosa. Não lembro exatamente das ideias que usei no meu tratamento, mas eu estava embevecida com um senso da presença, do amor e do poder de Deus. Sentia-me totalmente em paz e confiante de que minha amiga estava bem e protegida. Na manhã seguinte, ela estava em pé e cheia de vitalidade e alegria. Esse senso da poderosa presença de Deus pode acabar com qualquer sugestão de luta contra o mal quando nos voltamos a Ele sem reservas. Esta luta contra o erro é apenas "hipotética" e é o "conflito mental entre a evidência dos sentidos espirituais e o testemunho dos sentidos materiais” (CS14, p. 288). É útil lembrar-nos de que, para reverter ou ver a natureza impotente do mal como uma mentira, devemos considerá-la como um "conflito mental" e não como um conflito "real". Não há nada que possa verdadeiramente opor-se ao bem Todo-Poderoso.

Seção 4: Desperte o pensamento para a Verdade e encontre a liberdade.
Nesta seção, o Mestre nos dá outro exemplo sobre onde precisamos focar nossa visão. Olhando sempre para a Verdade, para a verdade do existir, encontramos, evidentemente, o que é verdadeiro! Contrariamente, quando olhamos para a matéria, encontramos doença, desapontamento, limitação. A receita da Sra. Eddy para a saúde está contida na citação CS20 (p. 260): "Não olhes para o corpo, olha para a Verdade e o Amor, o Princípio de toda a felicidade, a harmonia e a imortalidade". E continua, a partir daí, instruindo-nos a ser firmes nesta prática! A fim de reconhecermos que estamos rodeados pela realidade harmoniosa de Deus, temos que praticar, assim como Jesus o fez, buscando apenas em Deus pela evidência desta verdade. Descobriremos que, praticando essa habilidade, nos libertamos das limitações materiais, da doença, do pecado, do acidente e assim por diante.

Seção 5: Os acidentes não são reais.
Esta é uma afirmação e tanto. Mais uma vez temos uma receita da nossa Líder para reverter a sugestão de que os acidentes sejam reais na citação CS23 (p.397). Minha família já passou por muitas aventuras em que teve algumas oportunidades de provar a verdade da afirmação desta citação. Em um dos casos, ferimentos sérios causados por um acidente com um trenó puxado por cães foram revertidos em questão de quatro dias, sem deixar nenhum vestígio de edema ou machucado no meu olho. Foi uma cura impressionante e visivelmente óbvia que continua a me inspirar, mesmo depois de mais ou menos trinta anos. Meu marido também foi curado rapidamente de fraturas múltiplas (incluindo coluna, ombro, costelas e perna) depois que uma árvore caiu em cima dele. Ele pôde voltar ao seu trabalho duas semanas após o acidente, embora com cuidado e de leve. Ele se recuperou totalmente e em três meses estava podando árvores para pagar a conta do cirurgião (não foi preciso nenhuma cirurgia, mas ele consultou duas vezes durante sua estada no hospital). Nos dois casos, embora diferentes, foi preciso uma dedicação permanente à afirmação da Sr. Eddy na citação CS23 – ao fato de que, embora os sentidos físicos atestassem o contrário, os fatos espirituais eram os únicos fatos em jogo. Nós conseguimos esperar pacifica e sinceramente no Amor para que Sua verdade, Seu conforto, Sua realidade fossem revelados a cada um de nós. Em vez de consertar a matéria, estávamos revertendo aquelas falsas sugestões dolorosas de que haja algum poder que não seja de Deus. "A consciência constrói um corpo melhor quando a fé na matéria é vencida" (CS24, p.425). Foi muito maravilhoso a nossa consciência poder construir um corpo melhor, mas não era um corpo materialmente melhor. É um corpo "formado de novo" (ainda na CS24).

Seção 6: Reverta nossa visão da matéria para o Espírito.
Como mencionei no início deste MET, esta seção contém a explicação de por que precisamos estudar a realidade e a irrealidade. Para vermos a verdade, temos que reconhecer a mentira quando ela se apresenta. Não temos que residir na mentira, apenas a vermos pelo que ela é. A Ciência pode nos ajudar a reverter a evidência que a matéria coloca na nossa frente. Quer seja a evidência da morte, guerra, deformidade/doença, ou acidente, a Ciência está aí para nos ajudar a vermos a contrafação espiritual que reverte o erro com a verdade. O TA abre com um apelo a Deus para que nos ensine Seus "decretos", porque eles são substanciais/eternos/reais. A citação B17 (Provérbios 19:21, 27) confirma que o "conselho" de Deus (similar aos seus decretos) permanecerá para sempre. Quando escutamos e ouvimos ao conselho de Deus e Seus decretos ou leis, percebemos que estamos em pé na Rocha. Não somos governados pelas sugestões da irrealidade quando estamos fundamentados nas leis de Deus. Quando olhamos para a matéria em busca da verdade, descobrimos que estamos vendo "como em um espelho, obscuramente" (B19, 1Cor. 13:12). Mas quando praticamos ver a realidade espiritual, "conhecerei como também sou conhecido".
_________________
Este estudo metafísico foi preparado por Kerry Jenkins, CS, House Springs, MO, EUA - (314) 406-0041 kerry.helen.jenkins@gmail.com.
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini.. Visite o site Associação dos Alunos de Ciência Cristã do Professor Orlando Trentini, CSB. Ali encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, para baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB.
Os Cedros são um suplemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 4ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Let Peace Prevail! Denounce the re-living of dead history... - This lesson is a good roadmap...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page