Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Encontre uma compreensão de Deus sempre ao alcance, porque vosso Pai-Mãe a pôs no vosso coração! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: Deus.

Kerry Jenkins, C.S., House Springs, MO
Posted Monday, June 26th, 2017

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
Encontre uma compreensão de Deus sempre ao alcance, porque vosso Pai-Mãe a pôs no vosso coração!
02 de julho de 2017
Tema: Deus

_________________________________________
Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB
_________________________________________________
Texto Áureo (TA) e Leitura Alternada (LA): Para vivenciar genuinamente as riquezas da vida de maneira satisfatória, precisamos compreender nosso Pai-Mãe, a fonte dessas riquezas. Não há outra fonte de verdadeira e duradoura existência, alegria, inteligência e assim por diante. Qualquer coisa que tenhamos para nos gloriar ou rejubilar – toda e qualquer conquista e realização – está radicada em Deus. Assim, o que realmente estamos glorificando é nossa compreensão acerca de Deus. A Nova Tradução Viva da Bíblia (New Living Translation) faz a seguinte colocação (ver LA, Jeremias. 9:24): “[…] os que se gloriam, gloriem-se nisso: em me conhecer e compreender que Eu sou o Senhor que demonstra amor infalível, e que traz justiça e retidão à terra, e que nestas cousas me agrado” (tradução livre). Esta é a mais verdadeira e “não proclamada” conquista da vida. Conhecer Deus. Isso está “proclamado” na lição desta semana. Compreender a Deus nos ajuda a ver o que “[…] nem olhos viram, nem ouvidos ouviram […]” (LA). Onde reside tal habilidade? Não no conhecimento humano ou na educação humana. “Tudo o que sabemos corretamente sobre o Espírito vem de Deus, o Princípio divino, e é aprendido por meio do Cristo e da Ciência Cristã” (CS18, p.84). Deus comunica Sua Verdade diretamente a nós; e pelo Cristo e pela Ciência Cristã é como Ele mais claramente compartilhou Sua identidade com o homem.

Seção 1: Deus é discernido espiritualmente.
Pode ser interessante tentar abordar o assunto de como compreender a Deus conversando com alguém, lendo um livro, até mesmo seguindo certas regras. Isso não é nada mal. Temos praticistas da Ciência Cristã, professores da Escola Dominical e muitos outros pensadores espirituais no mundo que nos dariam orientação no caminho a essa compreensão. Mas, na realidade, é com nosso senso espiritual que desenvolvemos uma profunda e realista compreensão de nosso Pai-Mãe. Essa compreensão se aprofunda à medida que a demonstramos, que a pomos em ação a cada momento possível. Esta manhã eu tentava persuadir meu filho de oito anos a mudar de atividade com alegria (para que eu pudesse seguir com meu trabalho no escritório), enquanto ele persistia “com alguma emoção” em não querer fazer as coisas previstas para ele no dia. Uma de suas tarefas era manter um “diário de gratidão” durante o verão. Assim, puxei esse item para o topo da lista de seus deveres, e deixei-o a sós. Disse-lhe que quando tivesse terminado com os registros do dia, poderia vir mostrar-me o tema. Gozado, quando ele veio ao meu escritório para mostrar a lista, ele estava de fato feliz e pronto a continuar o resto de seu dia. O que aconteceu neste caso? Charlie estava usando o senso espiritual para discernir como Deus estava ativo na sua vida. No caso dele, era gratidão por nosso cão Buttercup que o faz sentir-se feliz quando está triste (um exemplo de como as criaturas de Deus expressam lealdade, alegria confiável e o afeto/amor de Deus pelo homem). Era gratidão ao seu pai por ter feito uns “blocos de montar com os quais gosta de brincar”, e gratidão a Fern (um de nossos gatos) que vem dormir comigo à noite. Em cada um destes exemplos, somos apresentados a uma espiritualização da consciência. Seu pensamento estava sendo voltado de um ponto de vista material de seu dia para Deus como fonte de todo o bem. Outros afazeres e atividades do dia não pareciam mais tão enfadonhos quando Deus foi mais bem discernido como centro da vida, mesmo nesse caso simples. Na citação CS4 (p.209) encontramos a seguinte definição clara de senso espiritual: “O senso espiritual é a capacidade consciente e constante de compreender a Deus”. Sempre podemos discernir o bem espiritual! Quando pensamos estar presos e sem senso espiritual, é porque estamos encarando o tema de modo muito complicado. Tudo o que precisamos fazer é olhar para esse menino de 8 anos e sua lista de gratidões, e então podemos ver que o bem espiritual está ao nosso redor em todos os momentos.

Seção 2: A Mente/Deus conhece a todos, e nós refletimos esse conhecer!
Depender realmente de Deus requer uma quietude, um acalmar dos pensamentos humanos que podem, às vezes, ser turbulentos e cheios de ansiedade. É somente por meio dessa quietude espiritual que damos ouvidos às respostas de Deus e que vêm de dentro. É fácil, na maioria de nossos dias, tomar boas decisões humanas. Mas imaginem se fossem confrontados com uma situação como a de Daniel na citação B7 (Daniel 2:1-23). Aqui, um rei está exigindo que os seus servos caldeus não só interpretem seu sonho, mas que relatem o próprio sonho que ele havia esquecido. Algo que não está incluído nas citações mencionadas é que Nabucodonosor ameaçou executar a todos se nenhum conseguisse relatar o sonho. Por meio de passos práticos, Daniel foi levado […] a prever e predizer acontecimentos concernentes ao bem-estar universal (CS7, p.84). Ele salvou a vida de todos os sábios caldeus ficando em “silêncio” e reconhecendo que Deus, a Mente, é toda-sábia. De fato, Daniel foi capaz não só de interpretar o sonho, mas também de relatar o sonho que tivera antes. (Aliás, este é um bom exemplo de que buscar conselho ou compreensão humanos não se iguala ao poder da Mente de revelar a Verdade.)
É uma prática diária maravilhosa, primeiro perguntar a Deus o que fazer em dado momento. Mesmo que seja uma pausa momentânea. Pode ser um caminho que tomemos de surpresa, quando aquele momento de quietude de reconhecermos que Deus está orientando, já sabendo aonde iremos quando pusermos nossos pés em marcha. O livro Ciência e Saúde, nas citações CS8 (p.505) e CS10 (p.506), indica que o Espírito dirige e desdobra o pensamento de modo que a harmonia de Deus apareça. Não precisamos esperar pelos “terríveis” momentos em que não temos resposta humana a um problema. Podemos praticar agora mesmo como nos apoiarmos em Deus para toda e qualquer orientação. Nosso calmo senso espiritual está estável para ouvir a mensagem que, na maioria das vezes, nos fala como nossa voz, mas que na realidade é a Mente divina falando diretamente à nossa consciência!

Seção 3: Uma oração para compreender que a lei de Deus da harmonia está dentro de cada um de nós.
Deus é bom. Podemos compreender essa bondade como uma lei originária dEle e já inserida em toda a humanidade. Talvez nem sempre vejamos isso quando olhamos ao nosso redor, mas com nossos sentidos espirituais podemos compreender este desejo espiritual de buscar o bem em nossos corações. Já sabemos que “o Amor é imparcial e universal na sua adaptação e nas suas dádivas” (CS13, p13). Isso significa que o Amor deu a cada um de nós bondade, saúde, harmonia, inteligência, agilidade, força e assim por diante. Quando nos deparamos com algo que não aparente ser o bem, podemos reconhecer que nossos sensos espirituais não estão sendo empregados. Talvez isso exija um pouco de prática, mas estamos sempre trabalhando para isso. Porém, esta prática revelará uma figura mais precisa do homem como a expressão de Deus, obedecendo a Deus através do amor e da compreensão. Você já deve ter ouvido a expressão “saber de cor”. É quase como dizer “memorizar”. Contudo, há uma diferença em dizer que sabe algo “de cor”. Na medida em que ajudo os meninos a praticarem violino todos os dias, vamos ficando tão familiarizados com determinadas peças musicais que elas acabam ficando entalhadas em nossos corações. Não são apenas uma série de notas que memorizamos em uma sequência, com os dedos perfeitamente posicionados, mas a música está de fato em nossos corações e nós somos livres para expressarmos o espírito da música em vez de apenas uma série de notas. Da mesma forma, à medida que obtemos uma imagem mais clara de Deus e Sua relação com cada um de nós, começamos a ver Sua lei em atividade em toda sua cor, variedade e beleza. Começamos a sentir que a vida é mais como uma dança se desdobrando do que como uma série de passos do “ponto A para o ponto B”.

Seção 4: O Cristo e a Ciência Cristã nos ajudam a compreender Deus.
Pode parecer meio óbvio declarar que Jesus veio para revelar-nos uma melhor compreensão acerca de Deus (e do homem). Mas é exatamente isso o que ele fez. Na história na citação B13, ele cura um homem insano, possesso de um espírito imundo. É interessante como o homem insano compreende imediatamente quem é Jesus. “Bem sei quem és: o Santo de Deus!” (Marcos 1:14-34) E, Jesus manda o espirito imundo embora – porque o senso material de ego deste homem quer agarrar-se a sua individualidade errônea – e às vezes parece que a mente mortal tem capacidade para “começar uma luta”. Felizmente, essa resistência é superada pelo discernimento do Cristo acerca da verdadeira natureza de Deus e do homem como reflexo de Deus. O Cristo remove um falso senso do eu, não apenas um falso senso do homem, mas também de Deus. O Cristo é como a luz mais brilhante nas trevas do senso material. Cristo revela a verdade a respeito de Deus e Sua criação, melhor do que qualquer tipo de educação humana e fala conosco com clareza. Uma das maneiras com que fala conosco é através de exemplos bíblicos de cura, principalmente através da vida de Jesus. Outra é através dos ensinamentos da Ciência Cristã, que esclarece a Bíblia.

Seção 5: Cultive a pureza para melhor ver Deus.
O que é pureza? Talvez você tenha algumas ideias para responder esta pergunta. Mas, simplificando, pureza é o estado do pensamento que não permite nenhum mal. É a consciência que se recusa a misturar o humano com o divino. De certa forma, isso é obviamente impossível. Quando, ou sob quais circunstâncias, seria possível “misturar” Deus e o mal ou o erro? Não existe nenhum erro que possa ser verdadeiro. Mas, engajar nosso pensamento para testar o que está chegando a ele e conscientemente rejeitar o que não é verdadeiro é um exercício de pensamento e prática. Assim como em um copo de água lamacenta, não enxergamos quase nada ou nada do que está do outro lado do copo, quando olhamos através da água. Mas água pura é cristalina e não só conseguimos enxergar o que há do outro lado como o objeto do outro lado parece ser maior. Da mesma forma, começamos a ver Deus de forma “ampliada” quando cultivamos uma consciência pura. Foi assim que a lista de gratidões fez seu trabalho no primeiro exemplo deste estudo metafísico. Ela retirou a impureza da “emoção”, da ingratidão, do fardo ou da irritação. Ela proporcionou a “água” cristalina através da qual Charlie pudesse ver seu dia como criação de Deus. De onde vem essa visão pura, essa consciência pura? Do reino dos céus! Que está dentro de nós. Não precisamos olhar para nenhum outro lugar porque Deus, nosso Pai-Mãe, colocou o reino dos céus solidamente dentro de cada uma de Suas ideias para ser vivenciado e aproveitado.

Seção 6: Deixe sua luz, sua compreensão de Deus, brilhar.
Tenho certeza de que já você ouviu isso antes, uma vez que está parafraseando um dos comandos de Jesus de seu Sermão do Monte. Esse Sermão nos ensina muita coisa sobre a natureza de Deus e do homem, por isso é um bom conselho! No início de Gênesis, Deus ordena que a luz brilhe na escuridão. É sobre isso que a citação B19 (2 Cor 4: 6,16) se refere. Mas essa luz não brilhava no vácuo. Ela brilhava diretamente no coração da criação de Deus – diretamente em nosso coração. Mesmo no nosso dia mais sombrio, essa luz está lá. Na quietude, em profundo anseio em conhecer a Deus, em regozijo, na cura e nas bênçãos, começamos a deixar a luz se espalhar e envolver outros à nossa volta. Ela começa a abraçar os outros no amor e no calor de Deus e a revelar a Sua bondade e Seu poder sempre presentes. Isso traz unidade e paz para aqueles que estão à nossa volta. Ela lidera ao iluminar o Cristo em nós e especialmente por meio da cura pelo Cristo.

Seção 7: Confiamos no que sabemos.
É natural sentir-se seguro e confiar no que sabemos ser confiável. Um bom pai promove esse tipo de confiança em seus filhos. Da mesma forma, ao cultivarmos a compreensão espiritual de nosso Pai-Mãe, amamos e confiamos nesse Pai divino para atender a todas as nossas necessidades. Não estamos fazendo com que as necessidades sejam atendidas ao conhecer melhor a Deus. Estamos vendo com mais clareza que o bem de Deus envolve todos e cada um de nós, o tempo todo. Então, achamos fácil e natural nos alegrarmos, louvarmos e exaltarmos a Deus em tudo o que fazemos.
_________________
Este estudo metafísico foi preparado por Kerry Jenkins, CS, House Springs, MO (314) 406-0041 kerry.helen.jenkins@gmail.com
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinea Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini.. Visite o site Associação dos Alunos de Ciência Cristã do Professor Orlando Trentini, CSB. Ali você encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, podendo baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB.
Os Cedros são um suplemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 4ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.


Metaphysical

Recognize Mind, God, as the source of all good and all understanding! - Whenever — for...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page