Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Abrace o Amor Divino como seu *ALEGRE* Pastor, nada lhe faltará! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: O Amor.

Christie Hanzlik, C.S., Boulder, CO
Posted Sunday, July 23rd, 2017

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
[Abrace o Amor Divino como seu *ALEGRE* Pastor, nada lhe faltará!]
24-30 de julho de 2017
Tema: O Amor

__________________________________________________
Abreviações: Bíblia – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS; Lição Bíblica – LB
_________________________________________________
A Lição Bíblica desta semana descreve Deus, o Amor, como nosso todo-sábio Pastor, tomando conta de todas as nossas necessidades. O Texto Áureo (Isaías 40:9, 11) anuncia que nosso Deus alimentará a nós, Seu rebanho, como um pastor, e nos recolherá como cordeirinhos com Seu braço, nos levará junto ao peito e “as que amamentam ele guiará mansamente”.
A promessa de que nosso Pastor “guiará mansamente as que amamentam” conforta a mães, pais, professores e, logicamente, conselheiros aqui no acampamento de verão. Imaginem conselheiros vigilantes andando de mãos dadas com jovens campistas, pastoreando-os enquanto percorrem trilhas, nadam ou andam a cavalo. Tal como os pastores fazem com as ovelhas, eles, os conselheiros, ajudam os campistas a manter-se seguros, fazer uma boa alimentação, beber muita água, ganhar confiança e divertir-se. Que bela imagem — pastores tornando divertida a vida para as ovelhas! Nosso Pastor Divino com certeza quer que tenhamos diversão, demos risadas, e cantemos com alegria. Tente buscar na internet alguns vídeos de “ovelhas se divertindo”. Eis um que me ocorre: : https://www.youtube.com/watch?v=BxbRZMH2vzI. Notem que, nesse vídeo, são as ovelhas adultas que estão sendo brincalhonas, como se quisessem ensinar as mais jovens que se divertir é bom.
A Leitura Alternada (Jeremias 31:3, 7-9, 12, 13) está repleta de promessas do Pastor Divino para que continuemos a ser ovelhas despreocupadas e fortes, no lugar a que pertencemos:
O Pastor nos amará “com amor eterno”.
O Pastor nos guiará “a ribeiro de águas, por caminho reto em que não [tropeçaremos];
O Pastor cuidará da nossa alma para que seja “como um jardim regado” e “nunca mais [desfaleçamos]”;
O Pastor tornará “[nosso] pranto em júbilo e [nos consolará]; transformará em regozijo a [nossa] tristeza”.
O Salmo 23 forma a estrutura para as cinco sessões da lição desta semana sobre “O Amor”. Esse Salmo provê inspiração infindável. Talvez possamos assumir o compromisso de decorá-lo esta semana. Poderíamos também aprender o Hino 584: “O Senhor é meu Pastor”, do novo Hinário da Ciência Cristã.

Sessão 1: “O Senhor é meu Pastor; nada me faltará.”
A primeira sessão nos inspira com a frase: “O Senhor é meu Pastor; nada me faltará.” Tal qual um pastor com seu rebanho: “Deus está no meio de [nós], poderoso para salvar-[nos]; ele se deleitará em [nós] com alegria” e ”regozijar-se-á em [nós] com júbilo” (B1, Sofonias 3:17). Viram? Nosso alegre Pastor quer que sejamos alegres; nosso Pastor está cantando com júbilo em nosso meio! Nosso Pastor nos buscará e livrará quando parecermos estar em “dia de nuvens e de escuridão” (B2, Ezequiel 34:12). Imaginem os conselheiros do acampamento tornando divertido até mesmo um dia de chuva para os campistas. Talvez com um jogo de futebol na lama! Logicamente mães e pais, professores e amigos podem também demonstrar a gentileza, a vigilância e a alegria de um pastor. Eis outro vídeo de alegres pastores; aqui vê-se os pastores afixando luzes de natal em suas ovelhas e criando desenhos divertidos: https://www.youtube.com/watch?v=qniwI2hNhDs
Essas citações e a LA dão um tom alegre para nossa Lição Bíblica. Esse tom alegre é importante, pois a cultura popular, às vezes, usa o Salmo 23 em funerais, o que faz com que pareça uma oração obscura e lúgubre; mas essa oração não é lúgubre. Ela não é sombria. Ela não é depressiva. Ela é inspiradora. O Salmo 23 promete a proteção e a alegria que mantêm as ovelhas despreocupadas e fortes, no lugar a que pertencemos.
Para ilustrar a ideia do Divino Pastor conduzindo as ovelhas com alegria, esta sessão inclui a história de Deus guiando Moisés e os filhos de Israel através do deserto. Ao longo do caminho à Terra Prometida eles enfrentaram muitas dificuldades, mas por todo o caminho o Amor Divino mostrou a Moisés, e este aos filhos de Israel, que tinham tudo o de que precisavam. Quando tinham fome foi lhes dado o maná, e Moisés os lembrou: “Isto é o pão que o Senhor vos dá para vosso alimento” (B4, Êxodo 16:15). O Senhor era o seu Pastor; eles não tiveram falta do pão diário (B5, Salmo 23).
Em Ciência e Saúde, MBEddy dá a explanação científica para o maná no deserto. Ela escreve: “O homem é sustentado [alimentado] por Deus, o Princípio divino do existir. A terra, por ordem de Deus, produz o alimento para uso do homem” (CS3, p.530). A prova bíblica da provisão do Divino Amor foi que: “No deserto, jorrou água da rocha, e caiu maná do céu” (CS4, p.133). Só para o caso de não termos percebido o tema, a ideia principal é repetida tanto na Bíblia como em Ciência e Saúde: “[O AMOR DIVINO] é meu pastor; nada me faltará” (B5, Salmo 23, e CS5, p. 578). A alegria não se desfaz.

Seção 2: [O amor] me faz repousar em pastos verdejantes. [O amor] leva-me para junto das águas de descanso; [O amor] revigora-me a alma [o senso espiritual]. [O amor] guia-me pelas veredas da retidão por amor do Seu nome.
A seção 2 continua a inspiração do Salmo 23, explicando que nosso Pastor, também conhecido como nosso Pai, sabe do que precisamos, mesmo antes de pedirmos (B6, Mateus 6:8). Podemos confiar que nosso Pastor cuida de nós e que estamos seguros “à sombra das [suas] asas” (B7, Salmos 36: 7,8).
Para ilustrar a ideia de que nosso Pastor cuida de nossas necessidades, esta seção inclui a história de nosso Pastor Divino, guiando o profeta Elias à torrente para ali beber em tempos de seca extrema, enquanto era perseguido por seu inimigo Acabe. Deus diz a Elias que vá e terá o suprimento de água em uma torrente, carne pela manhã e pão e carne à noite (B8, 1 Reis 17:1-6).
“Pode, acaso, Deus preparar-nos mesa no deserto?” Sim. Elias provou que Deus pode realmente servir uma mesa, com refeição completa, no deserto. “Comeu cada qual o pão dos anjos; enviou-lhes comida a fartar” (B9, Salmos 78:19,25). Elias estava em tal sintonia com as orientações de seu Pastor que foi levado a encontrar o que precisava e foi bem alimentado.
Ele aprendeu a lição de que o Pastor “me faz repousar em pastos verdejantes. Leva-me para junto das águas de descanso. refrigera-me a alma. Guia-me pelas veredas da justiça por amor do seu nome” (B11, Salmos 23:2,3).
Elias provou que Deus é “socorro bem presente nas tribulações”. Ele também aprendeu que “O Amor é imparcial e universal na sua adaptação e nas suas dádivas. É a fonte aberta que clama: ‘Ah! Todos vós, os que tendes sede, vinde às águas’” (CS6, p.12).
A Bíblia dá diversos exemplos do Pastor tomando conta daqueles que ouvem sua orientação (CS7, p.139). Os exemplos das dádivas dos Pastores, como o maná no deserto e a água fresca durante a seca, não são milagres, mas sim o plano do pastor, a Lei do Pastor. Não devemos duvidar do que é possível ao nosso Pastor que tudo sabe e que de tudo cuida (CS8, p.135).
Se nos limitássemos a pensar acerca de nosso Pastor como um ser físico, “uma pessoa corpórea”, teríamos dúvidas e medos a respeito da capacidade dEle para nos suprir. Para o Amor infinito, incorpóreo (não um corpo físico), “tudo é possível” (CS9, p.13). “Só o Amor é que pode transmitir a ideia ilimitada a respeito da Mente infinita” (CS11, p.510).
Continuando no tema, essa seção conclui: “[O amor] me faz repousar em pastos verdejantes. [O amor] leva-me para junto das águas de descanso; [O amor] revigora-me a alma [o senso espiritual]. [O amor] guia-me pelas veredas da retidão por amor do Seu nome” (CS12, p.578).


Seção 3: Jesus, o Consolador, a demonstração do amor do nosso Pastor.
A seção 3 explica o papel de Cristo Jesus na revelação da natureza completa do nosso Pastor a nós. Não basta termos uma simples explicação resumida e teórica do Pastor. Precisamos de um verdadeiro Consolador. Cristo Jesus mostrou-nos que estamos ligados a Deus, o Amor, da mesma forma que as ovelhas estão ligadas ao seu Pastor. Assim como um pastor não é um pastor se não houver ovelhas, Deus não estaria completo sem nós. O ensinamento de Cristo Jesus e sua missão sanadora que demonstraram como compreender nossa relação com o nosso amável Pastor, abre os olhos dos cegos e restaura os abatidos (B12, Salmos 146:5-8).
Jesus é o Consolador, “a porta das ovelhas”. Ele disse: “Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será salvo; entrará, e sairá, e achará pastagem. Ainda tenho as outras ovelhas, não deste aprisco; a mim me convém conduzi-las; elas ouvirão a minha voz; então, haverá um rebanho e um pastor” (B16, João 10:7,9,16). Outras traduções da Bíblia usam a palavra “portão” em vez de “porta”, e ambas oferecem uma maneira interessante de pensar em Cristo Jesus, aquele que nos mostra como podemos estar com o nosso Pastor.
Mary Baker Eddy explica que Jesus ajudou-nos a compreender o nosso Pastor e a saber que o nosso Pastor está sempre conosco. Ela escreve: “Seu exemplo consumado [perfeito e completo] foi para a salvação de todos nós, mas somente se fizermos as obras que ele fez e ensinou os outros a fazer. O propósito de Jesus, ao curar, não foi só restaurar a saúde, mas demonstrar seu Princípio divino. Ele foi inspirado por Deus, pela Verdade e pelo Amor, em tudo o que disse e fez” (CS16, p.51). Observe que, de acordo com o Dicionário Webster de 1828, “consumar” não estava limitado a completar (um casamento ou relacionamento) através da relação sexual, mas em “completar o que era pretendido, aperfeiçoar”. O exemplo completo e perfeito de Jesus mostrou-nos o caminho para compreender nossa relação com o nosso Pastor, ele nos levou a uma consciência de nossa salvação. Mary Baker Eddy explica: “S. Paulo diz: ’Desenvolvei a vossa salvação com temor e tremor’. Jesus disse: ‘Não temais, ó pequenino rebanho; porque vosso Pai se agradou em dar-vos o Seu reino’” (CS17, p.442). O jeito de Jesus é o jeito perfeito.
O Amor é nosso Pastor. “O Amor inspira, ilumina, designa o caminho e nele nos guia" (CS18, p. 454).

Seção 4: “Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque tu estás comigo; o teu bordão e o teu cajado me consolam.”
A seção 3 explica o papel de Cristo Jesus ao nos guiar na compreensão de Deus, e a Seção 4 continua isso com o Salmo 23. A quarta seção nos diz como podemos usar a luz do Cristo a qual Jesus nos mostrou para superar o "vale da sombra da morte". Sempre amei o fato de que esse Salmo não se refere a um vale da morte, mas o descreve como uma "sombra" da morte, a "sombra" da mortalidade. É fácil livrar-se de uma sombra; tudo o que precisamos é de luz. E, Cristo Jesus nos mostrou a luz, a verdade que ilumina nossa vida, elevando-nos da "sombra" da mortalidade e mostrando-nos a nossa vida eterna. Jesus disse: "[…] todos os que veem o Filho e creem nele tenham a vida eterna (B20, João 6:1,2,28,29,40). Novamente, não é suficiente para nós termos uma ideia abstrata ou teórica de como superar a "sombra da morte". Cristo Jesus nos deu demonstrações práticas de como podemos resplandecer a luz da Verdade sobre a "sombra" da morte. Ele ressuscitou os mortos ao compreender a luz de Cristo – o Cristo é a nossa consciência da presença do Amor Divino, a presença do nosso Pastor (B21, Lucas 7:11-16).
O ensino de Jesus não faria sentido se fosse verdadeiro apenas há 2000 anos, em uma época específica e para um seleto grupo de pessoas. Sua mensagem dizia que a luz de Cristo está disponível para todos nós, em qualquer lugar que estivermos. Assim como Mary Baker Eddy escreve: “O Amor divino sempre satisfez e sempre satisfará a toda necessidade humana” (CS19, p.494).
O "vale da sombra da morte" é a crença em um começo e um fim da vida, a qual pode parecer sombria e assustadora quando sentimos que estamos imersos nessa crença, mas a luz do Cristo brilha resplandecente, mostrando-nos que não há um começo e nem um fim, mas sim uma benção eterna. É como se parecêssemos presos olhando o mundo através de um tubo cilíndrico que só nos permite ter uma visão limitada do que está ao nosso redor. Mas Cristo Jesus não tinha uma visão limitada. Ele podia ver a tudo, a visão de Cristo. E seu propósito era remover os limites de nossa percepção para que também pudéssemos ver essa completude. Essa visão completa, a visão espiritual é revelada pela luz do Cristo, a nossa consciência da presença do Amor Divino, a consciência do nosso Pastor no meio de nós. Mary Baker Eddy escreve: "Ainda que o caminho seja escuro no senso mortal, a Vida e o Amor divinos o iluminam, e destroem o desassossego do pensamento mortal, o medo da morte e a suposta realidade do erro. A Ciência cristã, contradizendo os sentidos, faz com que o vale brote e floresça como a rosa" (CS24, p.596). Ela nos instrui: "Mantém perpetuamente este pensamento – de que é a ideia espiritual, o Espírito Santo e o Cristo, que te habilita a demonstrar, com certeza científica, a regra da cura baseada em seu Princípio divino, o Amor, que está por baixo, por cima e em volta de todo o verdadeiro existir" (CS25, p.496).
É a luz do Cristo que nos permite ver que a "sombra da morte" não pode nos tocar. Essa seção nos lembra de manter perpetuamente o pensamento de que: "Ainda que eu ande pelo vale da sombra da morte, não temerei mal algum, porque [o AMOR] está comigo; o bordão [do AMOR] e o cajado [do AMOR] me confortam” (CS23, p.578).

Seção 5: “Preparas-me uma mesa na presença dos meus adversários; unges-me a cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor para todo o sempre.”
Provavelmente você não se surpreenderá que a seção 5 inclua os versículos finais do Salmo 23. Ao longo da Bíblia, os profetas descrevem Deus como um pastor, prometendo: “Como pastor apascentará o seu rebanho” (B22, Isaías 40:1,5,11). E podemos lembrar de que nosso Pastor também quer que tenhamos alegria. O Pastor nos diz: “vós folgareis e exultareis perpetuamente no que eu crio” (B23, Isaías 65:18). Regozijar não é apenas um complemento, mas faz parte do relacionamento Pastor-e-ovelha. Precisamos levar a alegria mais a sério como parte do cuidado de nosso Pastor por nós [...] Nosso relacionamento com o nosso Pastor é alegre. Podemos “canta[r] um cântico novo, canta[r] ao Senhor, todas as terras” (B24, Salmos 96:1,11).
Nós podemos também deixar que "alegrem-se os céus e a terra exulte" (B24, ibid). Aqui está outro vídeo de ovelhas para nos lembrar de que até mesmo as ovelhas adultas se divertem – este vídeo mostra ovelhas na neve:
https://www.youtube.com/watch?v=3EoAWtA2IKs
Seria algo sem qualquer inspiração imaginar o Salmo 23 de forma solene ou triste. O Salmo 23 é uma promessa e uma alegre oração da presença reconfortante e feliz de nosso Divino Pastor. Lembre-se de que nosso Pastor está no meio de nós, cantando com alegria (B1, Sofonias 3:17). Junto do nosso Pastor somos despreocupados e fortes, estamos no lugar ao qual pertencemos.
Mary Baker Eddy lembra-nos de que nosso Pastor é bom, é Amor, e que não podemos ir a nenhum lugar sem Ele estar ao nosso lado. Não podemos ir além do alcance do cuidado de nosso Pastor. Ela escreve: “'Deus é Amor'. Mais do que isso não podemos pedir, mais alto não podemos olhar, mais longe não podemos ir” (CS26, p.6). Ela explica que o nosso Pastor atende constantemente às nossas necessidades: "Tudo o que inspira com a sabedoria, a Verdade ou o Amor - seja um cântico, um sermão, ou a Ciência - abençoa a família humana com migalhas de conforto da mesa de Cristo, alimentando os famintos e dando águas viva aos sedentos" (CS27, p.234).
É verdade que nosso Pastor atende a todas as nossas necessidades, incluindo a alegria. Podemos afirmar para nós mesmos: "[o Amor] prepara-me uma mesa na presença dos meus adversários, [o Amor] unge-me a cabeça com óleo; o meu cálice transborda. Bondade e misericórdia certamente me seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa [a consciência] do [Amor] para todo o sempre " (CS28, p.578).
O Salmo 23 contém tudo. Ele promete a total liberdade de qualquer "sombra" que pudesse tentar penetrar em nossa vida. É verdadeiro. É jubiloso. É reconfortante. É forte. Ele atende às nossas necessidades. Isso é o suficiente. Absolutamente: "A profundidade, a largura, a altura, a força, a majestade e a glória do Amor infinito enchem todo o espaço. Isso é suficiente!" (CS29, p.520).
_________________
Este estudo metafísico foi preparado por by Christie Hanzlik, C.S., Boulder, CO, web address: www.christiecs.com ccern@mac.com 720-331-9356
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Dulcinéa Torres, Elisabeth Z. Friedrichs, Leila Kommers e Ovídio Trentini.. Visite o site Associação dos Alunos de Ciência Cristã do Professor Orlando Trentini, CSB. Ali você encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, podendo baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB.
Os Cedros são um suplemento para a LB. O estudo em inglês será postado, no link abaixo, na 2a. feira. Sua tradução para o português será postada até a 4ªfeira. Busque e leia o texto em inglês em http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Let Peace Prevail! Denounce the re-living of dead history... - This lesson is a good roadmap...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page