Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Se eu pudesse começar de novo. Você pode. Nasça, de novo, no Espírito! Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: O Espírito.

Rick Stewart, C.S., Dresden, Germany
Posted Monday, February 4th, 2019

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA
“Se eu pudesse começar de novo. Você pode. Nasça, de novo, no Espírito!”
4 a 10 de fevereiro de 2019
O ESPÍRITO
Estudo preparado por:
Rick Stewart CS, rickstewartcs@aol.com
__________________________________________________
Abreviações: Bíblia JFA Revista e Atualizada – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;
Bíblia A Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS ou C&S; Lição Bíblica – LB
__________________________________________________

Seria muito fácil argumentar que a verdadeira essência, o cerne, o principal ingrediente da mensagem de Jesus a toda a humanidade, em todos os tempos, é simplesmente o fato de que Deus, o Espírito, é o único verdadeiro Pai de todos. Deus, o Espírito, não é só Pai de Jesus, mas também seu e meu. Somos todos Seus filhos. Isso é o que a Lição desta semana nos traz.
O Texto Áureo (Romanos 8:16): “O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus.”
O TA é da carta, ou melhor dito, da epístola, que o apóstolo Paulo escreveu aos seguidores de Jesus em Roma. Enquanto uma carta é enviada diretamente a certos destinatários, uma epístola é para expor uma clara afirmação para distribuição pública. E essa epístola era destinada aos seguidores judeus e gentios em Roma. É quase unânime a opinião entre os estudiosos da Bíblia de que Paulo seja o autor de Romanos. Quer seja carta ou epístola, Romanos fala a cristãos judeus e gentios, e, a toda a humanidade. Acredita-se que tenha escrito o texto enquanto estava em Corinto, Grécia. Para mim, a epístola inteira é notável e inspiradora, mas acho o Capítulo 8 uma joia da coroa.
Eis como J.B. Phillips traduz a passagem que contém o TA.
O Cristo está dentro – sigam a liderança de seu Espírito.
Romanos 8:14-17: “Todos aqueles que seguem a liderança do Espírito de Deus são os próprios filhos de Deus. E vocês não irão supostamente recair à antiga atitude servil do medo — vocês foram adotados no próprio círculo familiar de Deus, e podem dizer de todo o coração: ‘Pai, meu Pai’. O próprio Espírito aprova nossa convicção interior de que realmente somos os filhos de Deus. Pensem no que isso significa. Se somos Seus filhos, participamos de Seus tesouros, e aquilo que o Cristo reclamar como seu pertencerá também a todos igualmente. Sim, se compartilhamos de seus sofrimentos, certamente compartilharemos na sua glória”.
Sim, sigamos as lideranças de nosso Pai, o Espírito, nesta Lição.
Lemos na Leitura Alternada (Isaías 61:1):
“O Espírito do Senhor Deus está sobre mim, porque o Senhor me ungiu para pregar boas-novas aos quebrantados, enviou-me a curar os quebrantados de coração, a proclamar libertação aos cativos e a pôr em Liberdade os algemados.”
Sim, o Espírito, Deus, nosso Pai, estará conosco ao longo desta Lição. Viva!!

Seção 1: O Espírito cria tudo, inclusive você e eu.
B1 (João 4:24): “Deus é Espírito.”
Portanto, um só Deus, um Espírito é como Jesus pensava. E adivinhe, esse Deus, Espírito, é nosso Criador!
Na citação B2 (Jó 33:4) “O Espírito de Deus me fez, e o sopro do Todo-Poderoso me dá vida.”
O professor da Ciência Cristã da minha irmã Candy foi Herbert Rieke, CSB, de Indianápolis, Indiana. Quando criança, me lembro de assistir a uma conferência do Sr. Rieke, intitulada: “Quem é seu criador?” Adorei!
Lembro-me da história daquela conferência. Rieke disse que por algum tempo pensara: “Tem de haver dois de mim: o material e o espiritual”. Então ouviu uma conferência da Ciência Cristã que revolucionou completamente seu modo pensar sobre o assunto. Rieke contou: “O conferencista havia contado uma lenda que me possibilitou compreender minha verdadeira identidade espiritual e mostrou-me o modo de raciocínio por meio do qual acharia completa salvação.” Gostaria de compartilhar essa lenda com vocês.
“Um bebê príncipe foi raptado por um bando de ciganos. Naturalmente, foi criado com um cigano. Quando adulto, o grupo de ciganos passou pelo seu reino. Um velho cortesão nunca havia desistido de rever o príncipe. Quando viu o jovem cigano, soube que era o príncipe por causa de sua semelhança com o rei, e disse: ‘Você sabe quem você é?’
“O jovem respondeu que sim e deu seu nome cigano. Mas o cortesão exclamou: ‘Não, você é o príncipe desta terra.’
“‘Deve haver algum engano’, disse o jovem. ‘Você não vê que tenho nome cigano e falo o idioma dos ciganos?’
“‘Mas você não é um cigano, respondeu o cortesão. ‘Isso é uma mentira a seu respeito. Você é realmente o príncipe.’
“‘Então deve haver dois de mim,’ disse o jovem. ‘O cigano, que conheço muito bem. Mas esse príncipe, não sei nada dele.’
“Mas o cortesão protestou: ‘Não, não, não há dois, só um, o príncipe. Você é o príncipe e tem domínio sobre toda essas terras.’
“Isto logicamente interessou ao jovem, que respondeu: ‘Se sou realmente o príncipe como você diz, me responda de onde vem toda essa coisa de cigano?
“Era nada mais que um conceito ‘errado.’ O cortesão mostrou-lhe que o lado cigano era um conceito enganado de identidade. Não lhe faria nenhum bem imaginar de onde teria vindo. Nada mais era do que um conceito errôneo a ser descartado. Ele precisava ir ao rei, identificar-se e reclamar sua herança. ‘E lembre-se’, disse o cortesão, ‘o rei ficará tão feliz em ver você, como você de vê-lo’”.
https://cslectures.org/rieke/who-is-your-maker-rieke.htm
Como diz o livro-texto: “Na Ciência o homem é gerado pelo Espírito. O belo, o bom e o puro constituem sua ascendência. Sua origem não está no instinto bruto, como a origem dos mortais, e o homem não passa por condições materiais antes de alcançar a inteligência. O Espírito é a fonte primordial e suprema do seu existir; Deus é seu Pai, e a Vida é a lei do seu existir” (CS4, p. 63).

Seção 2: Deus, o Espírito a fonte de infinita individualidade em todo o universo.
Seguidamente eu me desafio a ver que Deus governa o universo expressando infinita individualidade por toda parte. Oro especificamente afirmando tais fatos. E nesses dias encontro isso como algo infinitamente importante. Florestas, rios, córregos, lagos, geleiras, vida animal, minerais, atmosfera, tudo como expressões do único Criador, o Espírito. Mantidos na realidade do Espírito. Afirmo uma natureza que não está sujeita aos ditames ou perigos da matéria, mas como realidade do Espírito.
A Bíblia e Ciência e Saúde com a Chave das Escrituras são poderosos livros-texto para nos inspirar a tornar-nos ativos participantes na preservação, proteção e desenvolvimento da natureza. Eles ensinam como opor-se a elementos brutais da natureza humana que procura explorar, dominar ou mesmo destruir nossas adjacências naturais. Esses livros podem inspirar uma relação mais harmoniosa e responsável entre a humanidade e o ambiente natural.
Nesse ano que passou, minhas duas filhas, Alma e Martha, e eu nos tornamos fãs do treinador de cães, Cesar Milan. Podemos assistir a esse show aqui na Alemanha no canal “National Geographic”. É muito interessante como ele ensina seus clientes humanos a se relacionarem de modo mais harmonioso com seus cães. Seu profundo entendimento da mentalidade dos cães permite-lhe trazer verdadeiras curas em situações extremadas. Seu objetivo é trazer um senso de equilíbrio e harmonia aos relacionamentos entre cães e seus donos https://www.cesarsway.com/.
A Sra. Eddy escreve: “A natureza proclama a lei espiritual natural e o Amor divino, mas a crença humana interpreta mal a natureza. As regiões árticas, os trópicos ensolarados, as montanhas gigantescas, os ventos alados, os vagalhões poderosos, os vales verdejantes, as flores festivas e os céus gloriosos—todos indicam a Mente, a inteligência espiritual que eles refletem. Os apóstolos florais são hieróglifos da Deidade. Os sóis e os planetas ensinam lições grandiosas. As estrelas embelezam a noite, e a pequena folha se volta naturalmente para a luz” (CS8, p. 240).
Nossa relação com a natureza, seja flora ou fauna, está nas mãos de Deus. É governada por Deus, o Espírito. E nós podemos viver dentro dessa harmonia.
Morei por muitos anos em um rancho, a quilômetros do vizinho mais próximo. Eu já estava engajado na prática pública da Ciência Cristã. Tinha 9 cavalos sob meus cuidados. Como não eram minha propriedade, concordei em chamar um veterinário, caso necessário. E se fosse no meio da noite? Numa noite, a Molly, uma velha égua, estava à minha porta e tossia muito e, de repente, deitou-se no chão. Eu sabia que não alcançaria um veterinário senão pela manhã. Assim, sentei-me ao lado de Molly por algumas horas. Orei, enquanto a afagava. Fiquei contente ao vê-la levantar-se por si própria e sem tossir. Por algumas semanas depois dessa cura, Molly costumava vir da pastagem até a mim como para dizer: obrigado!
Noutra ocasião, recebi uma ligação de meu companheiro de surfe, Kenny. Ele era xerife regional e estava de serviço. Chamou-me, pedindo ajuda. Seu cão, um enorme Rottweiler chamado Bear (Urso), havia saído de sua canil. Os vizinhos haviam chamado a polícia e um agente atendeu. Urso estava muito agressivo, e os vizinhos estavam temerosos; parecia ao agente policial que não haveria outra alternativa senão atirar no cão. Kenny me ligou, e em poucos minutos eu estava lá. O policial pediu-me, por favor, faça alguma coisa, se puder. Eu não podia confiar apenas em postura humana, pois Urso nem me conhecia. Assim concentrado em oração, pensei em algo escrito em Ciência e Saúde, por M. B. Eddy, a descobridora e fundadora da Ciência Cristã: “Todas as criaturas de Deus, movendo-se na harmonia da Ciência, são inofensivas, úteis, indestrutíveis” (CS, p. 514). Veio-me a ideia de simplesmente chamar Urso, agindo com total confiança, abrir o portão, e esperar que ele entrasse. E ele entrou!
Encontrei um artigo muito interessante de Deborah Hübsch, CSB, no CS Monitor, que expande os conceitos indicados.
https://www.csmonitor.com/Commentary/A-Christian-Science-Perspective/2018/0411/All-creation-is-made-to-live-in-harmony

Seção 3: Devemos nascer de novo, a Onipotência e a supremacia do Espírito é fato.
Um fariseu chamado Nicodemos foi ver Jesus. Ele parecia bastante sincero ao procurar Jesus no meio da noite com suas perguntas. E então o Mestre lhe disse:
“[…] – Eu afirmo ao senhor que isto é verdade: ninguém pode ver o Reino de Deus se não nascer de novo. Nicodemos perguntou: - Como é que um homem melhor pode nascer de novo? Será que ele pode voltar para a barriga da sua mãe e nascer outra vez? Jesus disse: - Eu afirmo ao senhor que isto é verdade: ninguém pode entrar no Reino de Deus se não nascer da água e do Espírito. Quem nasce de pais humanos é um ser de natureza humana; quem nasce do Espírito é um ser de natureza espiritual” (B11, João 3:1-8, NTLH).
Muitas pessoas ficam intrigadas com isso. Fazendo uma busca na Internet encontraremos uma quantidade enorme de diferentes opiniões sobre o que Jesus quis dizer. Mas aqueles que foram em busca baseados nos ensinamentos do Espírito Santo, da Ciência Divina, do Espírito da Verdade que conduz a toda a Verdade, podem dar uma resposta em primeira mão, baseada em fatos e não em suposições. Tendo sido curados ou tocados pelo Espírito, eles sabem o que significa descobrir esse novo nascimento.
No último capítulo de Ciência e Saúde, o Frutos, há 100 páginas sobre pessoas que foram curadas pela leitura de Ciência e Saúde. Uma dessas cartas tem o título de Nascida de novo.

“Nascida de novo
Foi em abril de 1904 que ouvi, pela primeira vez, o sussurro, o “cicio tranquilo e suave” do Cristo e fui curada pela Ciência Cristã. As bênçãos recebidas desde esse momento têm sido tão numerosas que seria impossível contá-las. Fui criada desde a infância em uma atmosfera intelectual, pois meu avô paterno foi, durante quarenta anos, pastor de uma igreja tradicional, e meu pai foi um dedicado estudioso que sempre buscava a verdade de todas as coisas. Bem cedo, comecei a meditar e a procurar o significado da vida e, antes dos vinte anos, cheguei à conclusão de que, embora Deus provavelmente existisse em algum lugar remoto, era impossível relacioná-Lo com a minha vida presente. Minha religião passou a ser, portanto: “Fazer o que é certo porque é certo, e não por medo de ser castigada”. Depois começou o sofrimento. Tristezas e mais tristezas seguiram-se em rápida sucessão; durante dez longos anos não houve trégua; o caminho era realmente longo e árduo e não tinha saída, até que por fim a única coisa que me havia sustentado em todas as provações, isto é, minha saúde, começou a falhar e com ela se foi minha última esperança. Mas havia chegado a hora mais escura da noite, e a aurora estava prestes a despontar; um dia, uma amiga querida deixou o livro Ciência e Saúde em cima de meu piano, dizendo que eu ganharia muito se o lesse.
Contente de poder me afastar de meus pensamentos tristes, abri o “livrinho” e comecei a ler. Havia lido apenas pouco tempo, quando se operou uma maravilhosa transformação! Senti-me renovada; nascida de novo. Meras palavras não podem contar a história da grandiosa elevação que me conduziu às portas do céu. Quando comecei a ler o livro, a vida era um fardo para mim, mas antes de terminar a primeira leitura, eu estava fazendo todo o trabalho doméstico com total facilidade; desde esse dia glorioso, sou uma mulher sadia. Minha saúde é esplêndida, e estou me esforçando para que minha luz brilhe para que outros possam ser guiados à verdade. Tenho tido algumas grandes lutas com o erro e aprendi que não podemos alcançar o céu com um só passo nem deslizar facilmente portas a dentro, mas que o “pedir” e o “buscar” e o “bater” têm de ser sinceros e persistentes.
Durante muito tempo eu costumava olhar para trás, para ver se o erro se havia ido, até que um dia me dei conta de que, para captar um vislumbre daquilo que o senso espiritual significa, tinha de superar o senso corpóreo. Pus-me então a trabalhar seriamente para encontrar o verdadeiro caminho. Abri Ciência e Saúde e me deparei com estas palavras: “Se compreendêssemos a Deus, em vez de meramente crermos nEle, essa compreensão estabeleceria a saúde” (p. 203). Percebi que tinha de obter a compreensão correta a respeito de Deus! Fechei o livro e, com o pensamento em oração, esperei ansiosamente alguma resposta. Não sei quanto tempo esperei mas, de repente, como um maravilhoso facho de luz depois de uma tempestade, veio-me claramente este pensamento: “Aquietai-vos e sabei que eu sou Deus”. Contive a respiração e, nas profundezas de meu pensamento faminto, entendi o significado infinito daquele “Eu”. Toda presunção, todo egotismo, todo amor ao ego, tudo o que constitui o “eu” mortal desapareceu, envergonhado. De certa forma, eu caminhava em solo santo. As palavras são inadequadas para transmitir a plenitude dessa elevação espiritual, mas aqueles que passaram por experiências semelhantes compreenderão.
Daquela hora em diante, adquiri uma compreensão inteligente da presença eterna do Deus infinito que é unicamente bom. – C. B. G., Hudson, Massachusetts, EUA” (C&S 664,665).

Seção 4: O Espírito nos eleva para fora de toda condenação.
Aqui estamos de volta ao meu capítulo favorito da Bíblia. A Epístola de Paulo aos Romanos, capítulo 8!
“Agora já não existe nenhuma condenação para as pessoas que estão unidas com Cristo Jesus. Pois a lei do Espírito de Deus, que nos trouxe vida por estarmos unidos com Cristo Jesus, livrou você da lei do pecado e da morte.” (B12, Romanos 8:1,2, NTLH).
Que glória saber que não há condenação para aqueles que vivem suas vidas em Cristo Jesus, andando no Espírito! Minha mãe sempre disse que era muito importante lidar com todo o senso de responsabilidade, culpa e condenação em nossas orações por nós mesmos e pelos outros. "Portanto, não há condenação."
Como é maravilhoso ler as curas que Jesus realizou no seu tempo. Cegueira, surdez, deficiência física, até mesmo a aparente morte. Curado, por viver uma vida compreendendo a Deus, o Espírito, como o único Pai, a única fonte, o Amor divino. Uau! Mas ele também ensinou os outros a curarem a si mesmos. Pescadores que curavam, médicos que curavam, missionários que curavam.
A citação bíblica B13 (Atos 3:2-9) fala de um homem manco desde o nascimento. Ele conheceu Pedro e João quando estava pedindo esmolas. Ele não podia fazer mais nada. Bem, até que encontrou esses dois homens treinados pelo nosso Mestre na Ciência da cura. Rapidamente, a condenação do nascimento mortal não mais o prendia, mas ao invés disso, ele estava livre de condenação, completo, livre, andando, pulando, louvando a Deus. Este homem tinha motivos para crer que não havia condenação. Tinha motivos para crer que o erro da doença não tinha mais poder sobre ele. Tinha razões para crer em ter "nascido de novo" e ser libertado dos chamados defeitos congênitos.
Como a Sra. Eddy escreve na citação CS18 (p. 425) “A consciência constrói um corpo melhor quando a fé na matéria é vencida. Corrige tu a crença material por meio da compreensão espiritual, e o Espírito te formará de novo”.
Naquela conferência a que me referi anteriormente, a que participei quando criança, o Sr. Rieke compartilhou a seguinte experiência de cura:
“Este ensinamento de que, como Deus e Sua bondade são Tudo-em-tudo, o mal, o oposto do bem, deve ser nada, é o fundamento para a Ciência Cristã. É esse aspecto da Ciência Cristã que incomoda algumas pessoas. Um clérigo me disse certa vez que havia muita coisa boa na Ciência Cristã. Ele estudou o livro Ciência e Saúde regularmente.
Disse que a Sra. Eddy havia escrito coisas úteis sobre o tema da oração, mas havia uma fase de nossos ensinamentos que ele não podia aceitar, a da irrealidade do mal. Ele disse: "Eu ensino que o mal é real, mas que ele pode ser eliminado através da oração". Ele me disse que sua esposa teve pneumonia. Os médicos não achavam que ela poderia viver até a manhã do outro dia. Ele foi até a cama dela e disse: "Vamos orar como a Bíblia ensina". Quando ele terminou de orar, ele disse: "Agora vamos colocar a coisa toda nas mãos de Deus e confiar nEle". A esposa ficou em paz e adormeceu. De manhã ela acordou completamente curada. Ele disse: "Veja, eu não neguei a existência da doença, mas através da oração nós a eliminamos".
Eu disse a ele que estava feliz em saber da cura. Houve um ponto, no entanto, do qual não achei que ele estivesse ciente. Quando ele terminou sua oração, ele disse: "Agora vamos colocar a coisa toda nas mãos de Deus". Eu perguntei: "Você acha que existe algum mal, alguma pneumonia nas mãos de Deus?" Ele me olhou em silêncio por quase um minuto e depois disse: "Acho que estou começando a entender o que você quer dizer. Acho que estava realmente negando a existência de pneumonia quando reconheci a onipotência e o amor de Deus".
"Sim", respondi, "e essa é a razão pela qual sua esposa foi curada. Se você tivesse dito: ´Vamos colocar nas mãos de Deus amanhã de manhã´, ela não teria sido curada durante a noite." Se, quando você orar, tiver dificuldade em ver a irrealidade do mal, coloque toda a situação sob os cuidados de Deus, sabendo que não há mal em Sua presença. Então você também começará a encontrar bons resultados.”

Seção 5: Cornélio, Pedro e o poder unificador do Espírito, Deus.
B14 Romanos 8:14 “todos os que são guiados pelo Espírito de Deus são filhos de Deus.
O Espírito único, Deus, não tem a ver com divisões. Deus não conhece essas paredes de separação construídas pelo homem. Deus conhece Suas crianças no universo todo. Estava muito contente numa 6a feira recente com dois visitantes à nossa Sala de Leitura da Ciência Cristã aqui em Dresden. Primeiro veio um pastor luterano de uma das igrejas da região. Já nos conhecíamos há alguns anos e foi uma conversa bastante animada sobre a necessidade de não construirmos muros entre as fés religiosas. Ambos reconhecemos um só Deus, Espírito e seu Amor que envolve e sustenta a todos. E então logo após essa visita especial entra um autor procurando material de pesquisa. Ele tinha acabado de terminar um livro sobre São Francisco de Assis que incluía pesquisa feita no Vaticano. Como ele estava preparando mais um volume sobre o amor de São Francisco e sua comunicação com os animais, ele achou que poderia encontrar algo aqui na Sala de Leitura. Mesmo não tendo materiais específicos sobre São Francisco, pude dividir com ele ideias inspiradas encontradas em Ciência e Saúde e na Bíblia sobre nossa relação com toda criação, incluindo os animais. Ele imediatamente confirmou como essas ideias se harmonizavam com a maneira dele de pensar e também com São Francisco.
Conforme Paulo escreveu aos Cristãos em Coríntios,
B15 | I Coríntios 12:13 13 Pois, em um só Espírito, todos nós fomos batizados em um corpo, quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um só Espírito.
Na citação bíblica B16, Pedro e Cornélio foram inspirados e guiados por Deus, Espírito a se encontrarem. Ambos estavam abertos e receptivos e respeitosos uns aos outros apesar de terem origens completamente distintas. Pedro falou com Cornélio, um centurião Romano e se juntaram a ele, B16, “a quem se dirigiu, dizendo: Vós bem sabeis que é proibido a um judeu ajuntar-se ou mesmo aproximar-se a alguém de outra raça; mas Deus me demonstrou que a nenhum homem considerasse comum ou imundo; 34 ... Reconheço, por verdade, que Deus não faz acepção de pessoas; 35 pelo contrário, em qualquer nação, aquele que o teme e faz o que é justo lhe é aceitável.”
Mantenha-se aberto, amável, receptivo àqueles de todas as origens. Nunca sabemos quem Deus irá enviar para ser curado e amado. Nunca sabemos quem estará pronto para dividir a mensagem que Deus, Espírito é nosso único Pai.
Anos atrás, fiz parte de um painel de discussão com um Presbiteriano e um pastor Batista. No meio de nossa discussão fui positivamente surpreendido quando escutei o pastor Batista dizer, “sabe eu acho que gastamos muito tempo com o homem de Genesis 2. Me parece que esquecemos que existe o homem de Genesis 1”. Eu não poderia ter dito de maneira melhor.

Seção 6: Certo, quando isso tudo irá acontecer? Constantemente. Agora mesmo.
Você já se acostumou com o homem mortal da criação material? Você está familiarizado com as dores, condições e circunstâncias já conhecidas que se acumularam ou simplesmente surgiram e que fazem você querer dizer: “Ó , sou um pobre coitado”. Posso interromper o sarau e simplesmente dizer: “Não, você não é”.
Essas poderosas citações da Lição são um excelente despertar para sermos quem? Para sermos nós mesmos. Aquele eu que o Pai-Mãe Deus, Espírito fez, mantém e motiva.
B18 | Apocalipse 12:10 Agora (até Cristo)
10 ... Agora, veio a salvação, o poder, o reino do nosso Deus e a autoridade do seu Cristo,
19. 1ª Coríntios 3:16
16 Não sabeis que sois santuário de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?
20. 2ª Coríntios 3:17, 18
17 Ora, o Senhor é o Espírito; e, onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade.
18 E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados, de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito.
Agora. Não depois, não depois da morte, não depois da vida. A Vida do agora que é sua Vida.
Como Jesus, Paulo e Sra. Eddy colocaram:
29) 576:21-22 Esse reino de Deus “está dentro de vós” — está ao alcance da consciência do homem agora, e a ideia espiritual o revela.
30) 39:19-24 “Eis, agora”, exclamou o Apóstolo, “o tempo... oportuno, eis, agora, o dia da salvação” — querendo dizer, não que agora os homens tenham de se preparar para a salvação, a segurança, em um mundo futuro, mas que agora é o momento de vivenciar essa salvação em espírito e em vida.
Como qualificamos isso? Bem, é bastante simples. Você se lembra de quem você é. Deus é Espírito. Deus é o único Criador, seu Pai. Seu Filho, Jesus, nos ensinou a orar “Pai Nosso”. Ele não nos ensinou a rezar “Pai Meu”. Jesus veio para mostrar que Deus é nosso Pai e que somos Seus amados filhos. Aprendemos nessa lição que Deus não é um respeitador de pessoas, “Mas em qualquer nação, aquele que o teme e faz o que é justo lhe é aceitável. (Atos 10:34.)
Meu último exemplo. Meus pais se conheceram em Lakeland, Flórida, no final de dezembro de 1936. O primeiro namoro deles foi na véspera do ano novo. Naquele primeiro namoro meu pai recitou Emerson. A frase vem de uma dissertação de Ralph Waldo Emerson de 1862 chamada “Civilização Americana”: “Agora essa é a sabedoria de um homem, em cada instância no seu trabalho, atrelar sua carroça a uma estrela e observar o trabalho ser feito pelos próprios deuses”.
Meu pai disse que só temos que nos engatar à uma estrela. Pouco sabia ele que essa era uma das frases favoritas da minha mãe, ditas pela Sra. Eddy em “Unidade com Deus”.
“Emerson diz: “Atrela tua carroça a uma estrela.” Eu digo: alia-te ao poder deífico, e tudo o que é bom ajudará na tua jornada, assim como as estrelas em sua órbita pelejaram contra Sísera (Juízes 5:20). (Un. 17:1–7).
Alguns meses depois meus pais se casaram. Apesar da crença religiosa do meu pai ser Discípulos de Cristo, Igreja Cristã, minha mãe sabia que a união deles era baseada em algo mais profundo, ambos eram filhos de Deus.
Pouco tempo depois meu pai se machucou enquanto trabalhava. Minha mãe perguntou se deveria chamar a tia Patti, uma praticista da Ciência Cristã da região. Meu pai concordou. Ele veio em casa para almoçar. Tirou uma soneca. No começo da tarde, voltou para o trabalho. Ele trabalhava no ramo de seguros. Ele trabalhou a tarde toda e voltou para casa se sentindo bem. A crença era de uma perna fraturada. Naquela noite ele declarou durante o jantar: “minha perna não poderia estar quebrada. Ninguém quebra uma perna e volta ao trabalho”.
Anos depois, quando meu pai foi voluntário no exército durante a 2a guerra ele fez um exame médico completo. O doutor comentou: “Bom, vejo que você teve uma fratura na perna. Mas se curou perfeitamente e esta perna está provavelmente mais forte que a outra”.
O queixo do meu pai caiu. Ele foi curado de uma perna fraturada em poucas horas. Resultado. Ele leu o Ciência e Saúde do começo ao fim durante a viagem de navio até as Filipinas.
Deus nos conhece. Ele nos encontra onde estamos. E Ele não se importa com quem pensamos que somos, Ele sabe que somos Seus filhos. E Ele está em busca alguns bons filhos que estejam prontos para aceitar quem realmente são. Alguém interessado?
______________
A equipe de tradução para o português é composta por Ana Paula Wagner, Elisabeth Zir Friedrichs, Ovídio Trentini e William Trentini, com revisão de Leila Kommers. Visite o site Associação dos Alunos de Ciência Cristã do Professor Orlando Trentini, CSB. Ali você encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, podendo baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.
Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB.
Os Cedros são um suplemento para a LB. O estudo em inglês será publicado na 2a. feira no link http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

Gain a little each day in the right direction… - Compared to viewing Jesus’ atonement as a...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page