Cedar Camps

Metaphysical Ideas

Search Metaphysicals
 

Metaphysical Newsletters

The weekly Metaphysical Newsletter is provided to campers, staff, alumni, friends and the CedarS family at no charge however contributions help defray the costs of running this service.

Click here for more about how you can provide support!
 

Delivered to You FREE!

Available in five languages, get it delivered to your inbox weekly!

Subscribe Now!

Deixe a Ciência Cristã, a lei natural da harmonia … vence a desarmonia. Estudo Metafísico do Acampamento dos Cedros - Tema: A Ciência Cristã.

John Biggs, C.S., St. Louis, Missouri
Posted Monday, June 22nd, 2020

CIÊNCIA CRISTÃ - LIÇÃO BÍBLICA

[Deixe a “Ciência Cristã, a lei natural da harmonia … vence a desarmonia” (C&S, p. 134).]

22 a 28 de junho de 2020

A Ciência Cristã

Estudo preparado por:

John Biggs, CS • Maryland Height, MO, EUA

JohnBiggsCS@gmail.com • +1541.418.1176

__________________________________________________

Abreviações: Bíblia JFA Revista e Atualizada – B; Bíblia na Nova Tradução na Linguagem de Hoje – NTLH;

Bíblia A Mensagem - MSG; Ciência Cristã – CC; Ciência e Saúde – CS ou C&S; Lição Bíblica – LB

__________________________________________________

A Lei de Deus é a única lei 100% justa, 100% misericordiosa, 100% precisa o tempo todo. Confiando somente em Deus e Sua natureza autoexistente como o bem onipotente, a lei de Deus — a acionável e confiável Ciência do Cristianismo — se impõe e ilumina toda a criação de Deus. Ao longo deste Estudo Metafísico, quando eu mencionar ‘Lei’, estou me referindo à lei da Ciência Cristã. Esta não é uma ‘lei e ordem’ humanamente prescrita; é antes um regozijo na demonstrável “Ciência Cristã, a lei natural da harmonia que vence a desarmonia…” (C&S, p. 134) e na “aventura divina do Amor de ser TUDO-em-tudo!” (My 158).

Texto Áureo (Tiago 1:17; “Toda boa dádiva e todo dom perfeito são lá do alto, descendo do Pai das luzes, em quem não pode existir variação ou sombra de mudança”.)

Imutável, confiável, inteiramente baseado no Princípio, inteiramente consciente, … estes são alguns dos belos adjetivos para Deus e Suas concessões. Quando penso em coisas que vêm de cima, penso na chuva. A chuva toca em tudo; às vezes é um nevoeiro que devagarinho molha tudo, outras vezes é uma chuvarada que molha você e faz as crianças brincarem e pularem, e às vezes é um chuvisco suave que só molha o jardim. Se você está na rua quando chove, você se molha. Esse lindo versículo de Tiago, me faz pensar: Como posso ter certeza de estar do ‘lado de fora’, por assim dizer, como posso realmente sentir a natureza de Deus, dádivas e perfeição impregnando-se em mim e revelando quem eu sou, e quem são todos os outros. Deus está fazendo chover— ou brilhar (usando a metáfora do sol e luz) — Sua natureza por toda parte. Podemos ser gratos! Regozijemo-nos pela constante concessão de Sua lei, em vez de tentarmos usar Sua lei para obter uma vida melhor; deixemos Sua lei mostrar-nos quem somos em todo o bem e a glória de Deus.

Leitura Alternada (Salmos 119:12,18,89,93,97,104,105,114,125,130,133,137,140,144; Rom. 1:16,17; 2:6)

“Abra os meus olhos para que eu possa ver as coisas maravilhosas geradas pela tua lei!” A luz permite que você e eu vejamos! Como é maravilhoso saber que a lei de Deus não é, nem encoraja, qualquer tipo de evangelho de prosperidade. Não! Trata-se de mostrar-nos como ter acesso a coisas a partir do ponto de vista de Deus — não tentar ter uma vida formidável a partir do nosso ponto de vista, mas deixar que o nosso ponto de vista seja definido por Deus.

Acaso podemos nós dizer com alegria e humildade: “Sou Teu servo”? Não precisamos ficar envergonhados ou constrangidos se não sabemos ou compreendemos tudo sobre a mensagem do evangelho, ou sobre a lei de Deus. Continue focado na atividade de Deus, Sua lei, Sua Ciência Cristã, para mostrar-nos o que fazer e como avançar a cada passo.

Seção 1: Sua natureza não se altera por causa da opinião das pessoas. O reino dos céus não é uma democracia! O Princípio divino de todo o universo, o Amor, expressa a Si mesmo: aqui todos existimos. Deus nos deu Jesus Cristo para mostrar como é Seu homem ideal (termo genérico, significando homens e mulheres). Deus se revela — mostra-se a que é semelhante. Não precisamos ficar ruminando sobre erros passados, nem precisamos justificar nosso próprio comportamento impróprio; não precisamos ter medo dos medos dos outros ou basear nosso senso das coisas pelo que outros dizem ou disseram. Deixe o Amor revelar-se a todo o momento. O conhecido hino de Mary Baker Eddy: “Apascenta as minhas ovelhas”, inclui esse verso que pode nos auxiliar: “Mostra, Pastor, como andar…” (Hino 304, HCC). COMO andar. Não o que fazer, ou aonde ir, ou com quem falar. COMO andar. Se você conseguir entender o ‘como’, todo o resto fica claro. Seguir a lei de Deus — buscando por Ele e pelo modelo mostrado por Jesus — é o que nos ensina ‘como andar’. A glória de Deus foi revelada, e a vida e ensinamentos de Jesus mostraram-nos quem deveríamos ser. Esses ensinamentos de Jesus, e a radiância da palavra de Deus na Bíblia, foram iluminados e revelados ao mundo inteiro, mostrados em sua eficácia e glória atemporais, nos escritos de Mary Baker Eddy. Podemos ser muito gratos a Deus por Eddy estar bastante disposta e ser bastante humilde para devotar tanto tempo de sua vida ao serviço de Deus, explicando os textos bíblicos. Todos nós somos capazes de seguir e praticar o que nos foi legado!

Seção 2: “A nossa suficiência vem de Deus” (B8, 2Cor.3:5). Que libertação do egocentrismo que nos leva a pensar que nossa segurança e nossa salvação dependem de nós mesmos. O Cristo, que Jesus representava tão perfeitamente, irradia a luz de Deus infinitamente, mostrando que a lei de Deus é suprema, impedindo a suposta lei da mortalidade de se manifestar.

Talvez você saiba que a palavra ‘sin’ (pecado, em inglês) é originária do grego e significa ‘errar o alvo.’ É como na arte de atirar com arco e flecha. É crucial lembrar que, como nessa arte, quando você não acerta o alvo lhe é permitido tentar de novo. O pecado não é um caminho sem volta! Agora, se pensarmos que não temos direito a outra tentativa, estamos, então, nos punindo a nós mesmos. Mas como a lei e a luz de Cristo nos mostram, sempre somos capazes de persistir em perceber nossa verdadeira natureza como imagem e semelhança de Deus. A cura é o efeito dessa nova percepção. Esteja pronto para persistir em manter o olhar fixo na lei de Deus.

Existe uma expressão em inglês que pode ser traduzida como “todos nós caímos, mas não decaímos da graça divina”. De nada vale acreditar que não pecamos. Mas há uma grande diferença entre errar o alvo e você mesmo ser sempre um alvo errado. A lei de Deus nos socorre de qualquer senso de predileção em pecar, em não ter saúde, em não se sentir amado. Podemos nos propor a ceder a esta lei conscientemente. Assim fazendo, nos libertaremos do senso de predileção pelo pecado ou de sermos vítimas do pecado.

Seção 3: Você já se pegou dizendo: “não tem como!”? Algo como “não tem como fazer isso”, ou “não tem como fulano ou cicrano concordar comigo”? Então tá, considere isto: Jesus identificou o Cristo — a comunicação e a ação de Deus e Sua lei — como o Caminho. Cristo está elevado e eternamente aqui — como representado pela ressurreição e ascensão.

Portanto, se afirmamos “não tem como”, não estamos negando o Cristo elevado? Mas se o Cristo ESTÁ elevado — se o fundamento da mensagem cristã é verdadeiro — então, deve ter como, deve ter um jeito. Agora, é claro que precisamos ser humildes e estar dispostos a sermos mais guiados por Deus do que pelo senso pessoal; o caminho que se apresenta à nossa frente pode não ser o desejado. Mas existe uma grande diferença entre não conseguir o que se quer e falar que simplesmente não tem como conseguir o que se quer.

A lei de Deus é a lei do Amor, que é realmente o que todos nós queremos. Não encontramos amor em dinheiro, emprego ou pessoas. Essas coisas e pessoas podem ilustrar caminhos para sentir e dar amor, mas a existência e a presença fundamentais do Amor não dependem das circunstâncias. É importante praticar voltar-se cada vez mais a Deus e à Sua lei para vermos além, em vez de nos voltarmos apenas à expressão.

Às vezes, pode parecer que você esteja totalmente por conta própria, às vezes, as pessoas vão decepcioná-lo, às vezes, sua renda não vai ser a esperada, às vezes, sua saúde pode parecer assustadora. Mas bem aí — bem aí! — o Consolador (tão apropriadamente chamado) está aí. Deus é o que está AQUI, e a lei do Amor é suprema. Temos capacidade de sentir essa lei. Sempre encontro muita paz, mesmo em meio ao caos, quando estou disposto a simplesmente ficar quieto e feliz por Deus estar aqui. Amo colocar a presença de Deus em primeiro lugar.

Seção 4: Você serve a quem escolher servir. Se servimos ao mal, não podemos fingir ou justificar, dizendo que estamos servindo ao bem. Se servimos ao bem, então não temos medo de que o mal apareça. Algo importante de se lembrar é que os servos são cuidados e supridos. Mas, de novo, o servo é suprido por aquele a quem ele serve. Portanto, se estamos servindo a nós mesmos, tudo vai parecer como se estivesse sobre os nossos ombros. Se observarmos como podemos servir aos outros, também veremos o que os outros estão dando.

À medida que aprendemos a servir e a esperar em Deus, vemos como “[subimos] com asas como águias” (Isaías 40:31). Adoro observar de perto e com atenção, ver como Cristo, a presença ativa e a lei de Deus, é o que servimos — e, portanto, o que brilha. É útil ter palavras-chave ou características específicas para nós mesmos. Então, quando estamos pensando ou fazendo algo, podemos dizer: "Estou fazendo isso e mostrando que sigo a Jesus"? Observe. Veja como, ou se, podemos ver a quem você serve.

Seção 5: Lembre-se e declare que você é muito amado! A lei divina é uma lei sempre presente e sempre ativa. O Princípio nunca deixa de ser Princípio. Portanto, sempre que sentirmos esse amor, bem no fundo do coração, vamos declará-lo e guarda-lo na memória. Então, quando a tempestade chegar, e não nos sentirmos amados, podemos lembrar de que fomos amados; e se fomos amados por um amor imutável e perfeito, e somos agora amados. Deus e Sua lei perfeita estão bem aqui, exatamente aqui, onde quer que estejamos.

Ame agir e pensar de acordo com a presença do Consolador — não importa o que as evidências possam sugerir. Uma evidência só é legítima se estiver relacionada ao 'tribunal' e ao caso em questão, e como Deus nunca nos deixou fora de Sua jurisdição, se a evidência não indica a presença e o poder de Deus, ela não pode ser verdadeiramente uma evidência, mas apenas um senso errado das coisas. E não lidamos com esse senso equivocado culpando-nos por esses problemas!

A lei é a lei do Amor. Encontramos o caminho a ser seguido fazendo uma avaliação mais profunda da maravilhosa obra que Deus fez — incluindo a nós mesmos. O incentivo na citação B16 (Romanos 12: 1, 2) a nos apresentar inteiramente pelo e para o Espírito, Deus, me faz pensar. Estou me apresentando a um cliente, a um membro da família, a um membro da igreja, a um vizinho, como representante e servo de Deus e de Sua lei? Ou estou apenas me representando a mim mesmo e meu desejo pessoal? Quando amamos “a lei natural da harmonia” e amamos servir a lei divina.

Seção 6: Dê aos outros o bem que você viu! Gosto muito da ideia de 'introduzir a consciência da presença do reino dos Céus'. Seguir a lei, viver de acordo com a missão da Ciência Cristã — e isso é muito mais do que apenas a armadilha de culturalmente 'dar uma tapeada' — significa que estamos aprendendo a ver o que Deus fez em tudo, em cada detalhe, recusando-nos, assim, a ficar impressionados ou extasiados com a 'evidência' que não indica Deus.

Perguntaram-me certa vez: “Por que os Cientistas Cristãos não bebem?” Respondi: “Bem, os Cientistas Cristãos bebem”, portanto, a pergunta não é útil nem precisa. Se estamos analisando pessoas, normas culturais ou expectativas de julgamento, tudo o que absorveremos serão a opiniões das pessoas. Portanto, talvez possamos perguntar: “o que os Cientistas Cristãos fazem?” E, estando tão ocupados aprendendo e participando dessa comunicação que 'introduz' uma maior consciência dos céus, naturalmente descobriremos, sem julgamento ou crítica inútil, que não teremos tempo para fazer ou pensar naquilo que não está incluído nessa perfeita harmonia, na “perfeita lei do Amor!” É pela ação —pelo o engajamento, até o aprendizado e a plena servidão — da lei do Amor, porque amamos a lei, que veremos como são os céus. Porque seguir a lei — seguir, servir, obedecer à ação e à Palavra de Deus, o Princípio perfeito — é viver nos céus.

Jesus disse: “Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus”. Isso não significa: “Cuidado! A polícia divina está chegando! Se aprume e siga a lei!” Não. Isso significa: “Olhe! O reino dos céus é aqui!” Se não consegue ver, vire-se!” Incluída nesse chamado amoroso está a implicação de que PODEMOS mudar — de que PODEMOS seguir a lei, ver os céus e todo o amor de Deus, em primeiro lugar. Esta é a alegria de seguir a lei de Deus: não que tenhamos uma lista de coisas que não podemos fazer, mas fica cada vez mais claro que sabemos o que FAZEMOS. E sabemos disso, porque sabemos o que Deus faz. Você é muito, muito amado, e a lei perfeita do infinito Amor nunca o deixará.

______________

A equipe de tradução para o português é composta por Ana Steffler, Ovídio Trentini, Ursula J. Dengler, e William Trentini, com revisão de Leila Kommers e leitura final por Elisabeth Zir Friedrichs. Visite o site Associação dos Alunos de Ciência Cristã do Professor Orlando Trentini, CSB. Ali você encontrará esta tradução e as anteriores para estudo, podendo baixar e partilhar esse copo de água fresca com seus amigos.

Os estudos metafísicos dos Cedros sobre o estudo diário da Lição Bíblica da Ciência Cristã, contendo ideias de aplicação metafísica, são oferecidos, durante todo o ano, para que os amigos da Ciência Cristã vejam e demonstrem o grande valor do estudo diário da LB.

Os Cedros são um suplemento para a LB. O estudo em inglês será publicado na 2a. feira no link http://www.cedarscamps.org/metaphysical.

Metaphysical

"How do you show your love for God?" - Sacrament is often described as “a visible sign of an...
Latest Lesson Application Idea

Newsletters

Get free weekly uplifting newsletters (available in English, Spanish, French, German and now in Portuguese!)
Subscribe or Update Subscription

Facebook

Find CedarS on Facebook for the latest news, heart-warming fruitage, facility upgrades and more!
Go to the CedarS' Facebook Page